Ivon Curi

Ivon Curi
Ivon Cury em 1961
Informação geral
Nome completo Ivo José Curi
Nascimento 5 de junho de 1928
Local de nascimento Caxambu, MG
Brasil
Morte 24 de junho de 1995 (67 anos)
Local de morte Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
Gênero(s) MPB
Ocupação(ões) cantor, compositor e ator
Período em atividade 1947-1995
Outras ocupações empresário
Gravadora(s) Odeon, RCA, Continental
Afiliação(ões) Adoráveis Trapalhões
Escolinha do Professor Raimundo

Ivo José Curi, conhecido como Ivon Curi, (Caxambu, 5 de junho de 1928Rio de Janeiro, 24 de junho de 1995) foi um cantor, compositor e ator brasileiro.

BiografiaEditar

Passou a infância e parte da adolescência em sua cidade natal. Era filho de José Kalil Curi e de Maria Curi, e irmão do famoso locutor esportivo Jorge Curi e do locutor noticiarista Alberto Curi, ambos também falecidos. Foi batizado na Igreja Matriz de Caxambu, em 29 de março de 1929, pelo monsenhor José João de Deus, tendo como padrinhos Assad Safade e sua irmã mais velha, Jenny Curi, a qual passaria a criá-lo depois da morte de sua mãe, em 1936[1]. No início dos anos 1940 mudou-se para o Rio de Janeiro. Trabalhou inicialmente na Pan American Airlines em terra.

Iniciou sua carreira artística como cantor em 1947, contratado como cantor principal da orquestra do maestro Zaccarias, do Hotel Copacabana Palace.

Notabilizou-se também por suas participações como ator e cantor em inúmeras chanchadas da Atlântida durante a década de 1950.

Em 1960, gravou, ao lado de Elizeth Cardoso, um jingle para a campanha vice-presidencial de João Goulart.[2]

Em 1966, participou do programa Adoráveis Trapalhões com Renato Aragão, Wanderley Cardoso e Ted Boy Marino.

Na década de 1980 foi homenageado pelo diretor Ivan Cardoso em As Sete Vampiras e O Escorpião Escarlate, filmes nos quais reproduz o seu tipo aristocrático e abobalhado dos tempos de Atlântida. Também foi o proprietário do Karaokê CANJA, no Leblon, próximo à Lagoa Rodrigo Freitas.

Seu último personagem em televisão foi o gaúcho Gaudêncio da Escolinha do Professor Raimundo.

Ivon Curi morreu aos 67 anos de idade na cidade do Rio de Janeiro devido à falência múltipla dos órgãos e insuficiência respiratória, em 24 de junho de 1995. Casado com Ivone Curi, deixou quatro filhos, Ivana, Ivan, Ivna e Ivo.

Maiores sucessosEditar

  • 1949 - Me Leva (com Carmélia Alves)
  • 1950 - Tá Fartando Coisa em Mim
  • 1950 - Nego, Meu Amor (com Marlene)
  • 1953 - João Bobo
  • 1953 - O Xote das Meninas
  • 1953 - Amor de Hoje
  • 1954 - Sob o Céu de Paris
  • 1955 - Farinhada
  • 1957 - Comida de Pensão - Compositor - Miguel Miranda de Jesus
  • 1957 - Farinhada
  • 1970 - Procurando Tu
  • 1971 - Capim Gordura

FilmografiaEditar

CinemaEditar

Ano Título Papel
1948 É com Esse Que Eu Vou
1950 Aviso aos Navegantes Príncipe Suave Leão
1951 Aí Vem o Barão Navalha
1952 Barnabé, Tu És Meu
1952 É Fogo na Roupa Juvenal
1954 O petróleo é nosso
1956 Vamos com Calma Príncipe Nico
1956 Sai de Baixo
1956 Guerra ao Samba Anastácio
1956 Depois Eu Conto
1957 Garotas e Samba
1957 Maluco por Mulher
1957 Com Jeito, Vai
1958 Alegria de Viver ele mesmo em número musical
1959 Garota Enxuta
1960 Tudo Legal
1967 A Espiã Que Entrou em Fria
1975 Assim Era a Atlântida
1986 As Sete Vampiras Barão Von Pal
1990 O Escorpião Escarlate

TelevisãoEditar

Ano Título Papel
1966 Os Adoráveis Trapalhões
1979 Feijão Maravilha Rachid (1 episódio)
1982 Chico Anysio Show
1990 Barriga de aluguel Promotor público
1991 Escolinha do Professor Raimundo Seu Gaudêncio

DublagemEditar

Ano Título Papel
1991 A Bela e a Fera Lumière

Referências

Ligações externasEditar