Abrir menu principal

Wikipédia β

Julián Viáfara

Julián Ramiro Viáfara Mesa, ou simplesmente Viáfara (Cali, 19 de maio de 1978), é um futebolista colombiano que atua como goleiro. Atualmente, está sem clube.

Julián Viáfara
ViáfaraVitória.JPG
Informações pessoais
Nome completo Julián Ramiro Viáfara Mesa
Data de nasc. 19 de maio de 1978 (39 anos)
Local de nasc. Cali,  Colômbia
Altura 1,86 m
Destro
Apelido El Paredón
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Número 1
Posição Goleiro
Clubes de juventude
19891996 Colômbia Boca Juniors de Cali
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19972001
20012006
20072008
2008
20092011
20112012
20122013
2013
2015-2016
Colômbia Independiente Medellín
Colômbia América de Cali
Brasil Atlético-PR
Brasil Vitória (emp.)
Brasil Vitória
Colômbia América de Cali
Colômbia Patriotas
Colômbia Deportes Quindío
Brasil Vitória da Conquista
0092 0000(0)
0137 0000(1)
0019 0000(0)
0033 0000(0)
0137 0000(9)
0026 0000(0)
0002 0000(2)
0030 0000(1)
00013 0000(0)
Seleção nacional3
1996
1997
1997
2000
19982006
Flag of Colombia.svg Colômbia sub-21
Flag of Colombia.svg Colômbia sub-17
Flag of Colombia.svg Colômbia sub-20
Flag of Colombia.svg Colômbia sub-23
Flag of Colombia.svg Colômbia




00001 0000(0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 7 de janeiro de 2015.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 27 de agosto de 2010.

Tido como uma grande promessa no começo da carreira, Viáfara acabou não correspondendo totalmente às expectativas que giravam em torno dele, mas consolidou boas passagens na Colômbia e se tornou ídolo no Brasil, com a camisa do Esporte Clube Vitória. Pelo rubro-negro baiano, disputou um total de 170 partidas durante pouco mais de três anos, chegando a marcar alguns gols de falta e pênalti.

Índice

CarreiraEditar

Começo no Boca e testes no TolimaEditar

Filho do ex-jogador e atual treinador da Seleção Colombiana Sub-17, Ramiro Viáfara Quintana, Julián cresceu num ambiente futebolístico. Atuou nas escolinhas do Boca Juniors de Cali, onde começou como atacante, tendo também jogado como zagueiro. Como não vinha bem nessas posições, foi encaixado no gol, onde se adaptou e começou a se destacar, atuando em diversas seleções de base da Colômbia.[1]

Em julho de 1996, foi para o Deportes Tolima para testes depois de se destacar em jogos por Seleções de base.[2] No entanto, após alguns meses, no começo de 1997, devido ao seu alto custo, não foi adquirido pelo clube.[3]

Independiente MedellínEditar

Acabou assinando contrato com o Independiente Medellín e estreou em agosto, pela sexta rodada do segundo turno do Campeonato Colombiano, pegando um pênalti na partida.[4] Foi utilizado razoavelmente nos encontros seguintes e terminou o ano com dez partidas jogadas.[5]

Começou a se destacar em 1998, passando a ser considerado uma das principais promessas do país e ganhando a titularidade na equipe ao longo do torneio nacional.[6][7][8] Em 1999, com a chegada de René Higuita,[9] Viáfara começou o ano na reserva, porém, com a dispensa do ídolo colombiano por problemas disciplinares,[10] voltou à equipe e jogou trinta e três partidas naquele ano.[11] O goleiro entende a importância que foi conviver com o Higuita:

Em 2000, no entanto, perdeu novamente espaço para José María Pazo e terminou atuando em apenas dezesseis partidas no ano.[13] No começo de 2001, não chegou a um acordo com seu clube sobre uma possível renovação de contrato, chegando a se desentender com o então técnico da equipe, Juan José Peláez, e ficou livre durante um certo período.[14]

Altos e baixos no América de CaliEditar

Assinou com o América de Cali[15] e fez apenas dez partidas em 2001 pelo certame nacional, ajudando-o a sagrar-se campeão colombiano,[16] além de ter jogado em três jogos da Copa Merconorte.[17][18][19] Em 2002, foi menos ainda utilizado, tendo jogado apenas quatro partidas no começo do torneio Finalización.[20][21][22][23] Em 2003, a história se repetiu e Julián só teve chances no Apertura devido a lesões e suspensões do goleiro titular.[24][25] Ainda em 2003, chegou a jogar três partidas pela Libertadores, uma delas na goleada sofrida pela sua equipe diante do Santos por 5 a 1.[26]

2004 foi diferente e Viáfara atuou em vinte e nove jogos no ano, se fixando como titular da equipe.[27][28] Em 2005, ficou de fora de apenas três jogos dos cinquenta do América na temporada e ainda virou capitão da equipe.[29][30] Em 2006, se manteve como titular do time mesmo com a crise que o América estava a viver.[31] Porém, devido a atrasos de salários e punições injustas a alguns jogadores no fim ano, entrou na justiça pelos seus direitos e acabou saindo do clube.[32] Essa é a razão ainda, segundo ele, de não ter mais sido convocado à Seleção do seu país.[32][33]

Chegada ao BrasilEditar

Em 2007, vai ao Brasil para ser contratado pelo Atlético Paranaense.[33] Seu compatriota David Ferreira jogava na equipe havia dois anos e, desfrutando de certo sucesso na época, inspirou o Atlético a contratar mais três colombianos: Viáfara chegou juntamente com o meia Edwin Valencia e o atacante Dayro Moreno.[34] Apesar de ter ajudado na classificação do clube à Copa Sul-Americana no Brasileirão, tendo jogado dezenove partidas,[35] o goleiro foi sacado do time titular no ano seguinte, não ficando nem no banco de reservas no Campeonato Paranaense de 2008,[36] com a justificatica de que estava acima do peso, tendo assim que se recondicionar fisicamente.[37] Essa situação não o agradou e, logo após o fim do certame estadual, acertou seu empréstimo ao Vitória, na metade de 2008.[38] Viáfara agradeceu ao apoio recebido no Furacão com uma carta enviada um mês depois de seu empréstimo, tendo ainda sido premiado como "O atleta mais educado no CT do Caju".[39]

Ídolo no VitóriaEditar

O colombiano chegou sem nenhuma expectativa muito grande para ser reserva de Ney, então goleiro titular do clube e que havia se consolidado como um dos responsáveis pela ascensão do Vitória à elite do futebol brasileiro no final de 2007.[40]

Já no segundo jogo do Brasileirão daquele ano, contra o Sport, Viáfara fez uma estreia memorável, evitando muitos gols do time pernambucano.[41] Daquela partida até a idolatria da torcida foram precisos apenas alguns retoques, como as catimbas e as arriscadas jogadas distantes da baliza, características do colombiano.[42] Terminou o Brasileirão daquele ano como o segundo goleiro com maior número de "clean sheets" (jogos sem tomar gol), com 13, perdendo apenas para Victor, do Grêmio.[43]

Devido às suas boas atuações na temporada anterior, o Vitória optou por comprar o passe do jogador em 2009, ano que o sacramentaria como ídolo. Responsável pelas classificações na Copa do Brasil, onde defendeu pênaltis em duas fases que o clube decidiu a vaga desta forma,[44][45] e com boas atuações ao longo do ano, Viáfara foi sendo considerado um dos melhores goleiros que passaram pelo time baiano nos últimos tempos.[46][47]

No fim de 2009, depois de um Campeonato Brasileiro de muitos altos e baixos com o Vitória, onde o clube baiano chegou a figurar entre os quatro melhores do certame por diversas rodadas e, meses depois, viu até sua vaga na Copa Sul-Americana 2010 ameaçada, muitos eram os rumores de que o goleiro estava de saída do rubro-negro. Entretanto, no dia 1° de dezembro, o Paredão relatou que seu contrato fora renovado por mais dois anos.[48]

Estrangeiro recordistaEditar

No dia 7 de fevereiro de 2010, na partida entre Vitória e Feirense, Viáfara cravou de vez seu nome na história do clube ao fazer seu 99° jogo com a camisa rubro-negra, se tornando o estrangeiro que mais vezes defendeu o Leão na história, ultrapassando o nigeriano Ricky, atacante que jogou na Bahia nas décadas de 80 e 90.[50] Já na partida seguinte, ao completar 100 jogos, na vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense de Feira no estádio Pituaçu, o colombiano foi celebrado pela torcida e diretoria, que o presentou com uma placa, entregue pelo pedreiro Zezão, um dos funcionários mais antigos do clube, contendo a homenagem pelo feito histórico.[51]

 
Viáfara, segundos antes de marcar seu nono gol na carreira, oitavo com a camisa do Vitória.

GoleadorEditar

Já tendo marcado um gol na sua passagem pelo América,[52] Viáfara já vinha treinando faltas no clube desde 2008, inclusive tendo algumas poucas oportunidades para cobrá-las em jogo, sem sucesso. O seu primeiro gol com a camisa do Vitória saiu no dia 10 de março de 2010, na goleada por 4 a 0 do rubro-negro sobre o Corinthians-AL, em jogo válido pela Copa do Brasil de 2010. O goleiro marcou o quarto gol, sendo ovacionado pela torcida.[53] No decorrer do ano, Viáfara marcou mais seis gols, dos quais, três foram no Brasileirão, fazendo do arqueiro, atualmente, o segundo maior goleiro-artilheiro do certame nacional, atrás apenas de Rogério Ceni.[54] O primeiro gol de 2011 saiu no dia 13 de fevereiro, o primeiro do triunfo por 3 a 1 sobre o Atlético de Alagoinhas pela primeira fase do Campeonato Baiano.[55] Três dias depois, marcou seu décimo gol na carreira, o único na derrota por 3 a 1 para o Botafogo-PB pela Copa do Brasil.[56]

Rebaixamento e dispensa em 2011Editar

Na disputa do Brasileirão de 2010, o clube foi rebaixado ao terminar o certame na 17ª colocação, precisando vencer o Atlético Goianiense na última rodada em casa e apenas conseguindo um empate em 0 a 0.[57] Ele prometeu ficar no clube até levá-lo de volta à Série A.[58]

No entanto, 2011 não começou bem para o time nem para o jogador. A eliminação precoce na Copa do Brasil e a perda do título estadual levaram a diretoria do clube a rescindir o contrato com o goleiro, considerando-o um dos principais culpados pelos fracassos, atitude não aprovada pela torcida. De saída do rubro-negro, Viáfara escreveu uma carta ao público se despedindo.[59]

Retorno ao futebol colombianoEditar

Após passar alguns meses parado, ainda vivendo em Salvador, acertou seu retorno ao America de Cali no dia 24 de agosto.[60] Estreou no dia 9 de setembro, no empate em 1 a 1 contra o Envigado[61] e, uma semana depois, contribuiu para a primeira vitória do América em quatro meses no certame nacional, que veio diante do Itagüí Ditaires, por 2 a 1 com um gol de falta aos 50 minutos do segundo tempo.[62] No terceiro triunfo do time, num 1 a 0 contra o Deportes Quindío, Viáfara fez uma partida memorável, garantindo o placar para o America, sendo escolhido o homem do jogo.[63] Outro 1 a 0 se seguiria, diante do Independiente Santa Fe, e o goleiro se consagraria ainda mais, dessa vez por defender um pênalti no último minuto de jogo. Continuou na titularidade da equipe até o final do certame, ajudando-a a passar às quartas-de-final do torneio, feito que o América não conseguia desde 2008. Apesar do bom campeonato, a média de pontos juntando os certames anteriores não livrou o América do rebaixamento.

No entanto, o arqueiro foi pego num exame anti-doping pelo uso da substância proibida metilhexanamina, contida no produto Jack 3D, utilizado para reduzir o percentual de gordura no corpo.[64] De acordo com Viáfara, ele vinha utilizando-o desde que jogava no Brasil e que nunca havia sido pego.[64] Como punição primária, a federação colombiana aplicou seis meses de suspensão e multa de $ 3.749.200,00.[65]

No final de maio, com a pena terminada, retornou ao gol do time na primeira partida dos quandragulares semifinais da segundona colombiana.[66] O América permaneceu invicto enquanto Julián esteve debaixo das traves e o goleiro chegou à marca de 495 minutos sem tomar gol juntando partidas do campeonato e da Copa Colômbia, competição na qual o clube liderou seu grupo, terminando a primeira fase com a melhor campanha geral e passando à fase mata-mata pela primeira vez desde 1989.[67] Na liga nacional, o time de Cáli foi campeão do torneio apertura e assegurou vaga na finalíssima.[68]

Posteriormente, passou por Patriotas e Deportes Quindío, clubes de menor expressão dentro do futebol colombiano.

Vitória da ConquistaEditar

No dia 7 de janeiro de 2015, acertou com o Vitória da Conquista para a disputa do Campeonato Baiano.[69][70][71]. Chegou a final do campeonato perdendo o título para o Bahia. Em 2016 decidiu parar a carreira de goleiro para tentar vida nova nos Estados Unidos.

Seleção colombianaEditar

Em 1996, foi convocado à Seleção Sub-21 com apenas 18 anos para a disputa do Torneio de Toulon, na França.[72] Destacou-se e passou a ser chamado consecutivamente, como ainda em 1996, quando foi selecionado para a equipe que disputou o Sul-Americano Sub-20 de 1997, no Chile.[73] Muita expectativa se criou em torno do jovem goleiro.[74] Em 1997, também fez parte da Seleção Sub-17 que participou do Sul-Americano do Paraguai[75] e ainda jogou alguns amistosos na África, desta vez pela categoria sub-20.[76]

Em 1998, pela primeira vez foi convocado à Seleção principal, para três amistosos em preparação para a Copa do Mundo.[77] Em 2000, jogou o Torneio Pré-Olímpico Sul-Americano Sub-23 do Brasil.[78]

Voltou a ser convocado à seleção principal apenas em 2006 e atuou num amistoso contra o Chile nesse ano.[79][80]

Nada de Seleção no VitóriaEditar

Seu excelente momento do clube de Salvador fez ainda com que muitas pessoas o julguem apto a defender a Seleção de seu país, porém, devido ao episódio que vivera anos antes no América de Cali, em que acionou o clube na justiça devido aos salários atrasados, Julián admite as dificuldades disso ocorrer.[42][81]

Vida pessoalEditar

Viáfara é casado com Paola Andrea Arcila desde dezembro de 2007,[82] com quem tem três filhas: Lua, Valerie e Mariángel.[83] O colombiano, desde a sua chegada a Salvador, se envolve com projetos sociais e campanhas isoladas para ajudar necessitados, como a parceria que mantém com a Legião da Boa Vontade.[84] Um caso que obteve muita atenção da mídia foi o da criança Manu, que tinha uma grave doença, precisava ir à China para ter o tratamento adequado e Julián se empenhou em arrecadar o dinheiro necessário para pagar essas despesas.[85][86]

Por esses e outros trabalhos, foi concedido ao atleta o título de cidadão baiano no fim de 2010.[87][88]

EstatísticasEditar

Atualizado até 4 de julho de 2012.[6][13][89][90][91]
Clube Ano Estadual Copa Liga Competições
Sul-Americanas
Outras
competições
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
  Independiente Medellín
1997 0 0 11 0 0 0 0 0 11 0
1998 0 0 32 0 0 0 0 0 32 0
1999 0 0 33 0 0 0 0 0 33 0
2000 0 0 16 0 0 0 0 0 16 0
Total 0 0 0 0 92 0 0 0 0 0 92 0
  América de Cali
2001 0 0 10 0 3 0 0 0 13 0
2002 0 0 5 0 0 0 0 0 5 0
2003 0 0 9 0 3 0 0 0 12 0
2004 0 0 30 0 0 0 0 0 30 0
2005 0 0 39 1 8 0 0 0 47 1
2006 0 0 30 0 0 0 0 0 30 0
Total 0 0 0 0 123 1 14 0 0 0 137 1
  Atlético/PR
2007 0 0 1 0 18 0 0 0 0 0 19 0
Total 0 0 1 0 18 0 0 0 0 0 19 0
  Vitória
2008 0 0 0 0 33 0 0 0 0 0 33 0
2009 23 0 8 0 27 0 1 0 0 0 59 0
2010 21 1 11 3 25 3 1 0 2 0 60 7
2011 16 1 2 1 0 0 0 0 0 0 18 2
Total 60 2 21 4 85 3 2 0 2 0 170 9
  América de Cali
2011 0 0 16 0 0 0 0 0 16 0
2012 2 0 8 0 0 0 0 0 10 0
Total 0 0 2 0 24 0 0 0 0 0 26 0
  Patriotas
2012 0 0 0 0 0 0 0 0 2 2
Total 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Total na carreira 60 2 24 4 342 4 16 0 2 0 446 12

Gols marcadosEditar

     Vitória.
     Derrota.
     Empate.
Data Competição Estádio/Local Time Placar Adversário Tipo Ref
1 11 de maio de 2005 Campeonato Colombiano El Campín América de Cali 5 – 2 Independiente Santa Fe Pênalti [52]
2 10 de março de 2010 Copa do Brasil Barradão Vitória 4 – 0 Corinthians Alagoano Falta [53]
3 24 de março de 2010 Campeonato Baiano Lomantão Vitória 3 – 0 Vitória da Conquista Pênalti [92]
4 5 de maio de 2010 Copa do Brasil São Januário Vitória 1 – 3 Vasco da Gama Pênalti [93]
5 19 de maio de 2010 Copa do Brasil Barradão Vitória 4 – 0 Atlético Goianiense Pênalti [94]
6 19 de setembro de 2010 Campeonato Brasileiro Arena do Jacaré Vitória 3 – 2 Atlético Mineiro Pênalti [95]
7 17 de outubro de 2010 Campeonato Brasileiro Barradão Vitória 2 – 0 Grêmio Prudente Pênalti [96]
8 21 de novembro de 2010 Campeonato Brasileiro Barradão Vitória 1 – 1 Corinthians Pênalti [97]
9 13 de fevereiro de 2011 Campeonato Baiano Barradão Vitória 3 – 1 Atlético de Alagoinhas Pênalti [55]
10 16 de fevereiro de 2011 Copa do Brasil Almeidão Vitória 1 – 3 Botafogo da Paraíba Pênalti [56]

TítulosEditar

Julián Viáfara conquistou os seguintes títulos pelos clubes que passou:[98]

América de Cali
Vitória

Referências

  1. BemParana.com.br (8 de julho de 2009). «Viáfara conta lance curioso com Ibson.». Consultado em 14 de maio de 2010 
  2. «JULIÁN VIÁFARA:» (em espanhol). eltiempo.com. 24 de julho de 1996. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  3. «TENIENDO EN CUENTA:» (em espanhol). eltiempo.com. 12 de fevereiro de 1997. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  4. «SINTESIS DE LA VI JORNADA» (em espanhol). eltiempo.com. 11 de agosto de 1997. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  5. «Se encontraron 54 resultados para julián viáfara.» (em espanhol). eltiempo.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  6. a b «Se encontraron 113 resultados para viáfara.» (em espanhol). eltiempo.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  7. «NOCHES DE FUTBOL» (em espanhol). eltiempo.com. 18 de novembro de 1998. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  8. «HAGAN SUS APUESTAS!» (em espanhol). eltiempo.com. 18 de novembro de 1998. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  9. «RENÉ HIGUITA VOLVIÓ AL ARCO» (em espanhol). eltiempo.com. 23 de janeiro de 1999. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  10. «AREA CHICA» (em espanhol). eltiempo.com. 24 de agosto de 1999. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  11. «Independiente Medellín» (em inglês). national-football-teams.com. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  12. «BIOGRAFIA». julianviafara.com. Consultado em 14 de maio de 2010 
  13. a b «Se encontraron 105 resultados para viáfara.» (em espanhol). eltiempo.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  14. «CÓMO LE PARECE» (em espanhol). eltiempo.com. 7 de fevereiro de 2001. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  15. «CANDELO, SORPRESA PARA EL AMÉRICA» (em espanhol). eltiempo.com. 5 de agosto de 2001. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  16. «Se encontraron 5 resultados para julián viáfara.» (em espanhol). eltiempo.com. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  17. «Aucas - América de Cali» (em espanhol). old.conmebol.com. 12 de setembro de 2001. Consultado em 10 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  18. «Alianza Lima - América de Cali» (em espanhol). old.conmebol.com. 26 de setembro de 2001. Consultado em 10 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  19. «América de Cali - Necaxa» (em espanhol). old.conmebol.com. 16 de outubro de 2001. Consultado em 10 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  20. «SÍNTESIS DE LA JORNADA» (em espanhol). eltiempo.com. 8 de julho de 2002. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  21. «ASÍ FUE LA II FECHA» (em espanhol). eltiempo.com. 15 de julho de 2002. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  22. «ASÍ FUE LA III JORNADA DEL FINALIZACIÓN» (em espanhol). eltiempo.com. 22 de julho de 2002. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  23. «FÚTBOL NACIONAL V FECHA» (em espanhol). eltiempo.com. 5 de agosto de 2002. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  24. «FÚTBOL NACIONAL II FECHA» (em espanhol). eltiempo.com. 10 de fevereiro de 2003. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  25. «FÚTBOL NACIONAL XVIII FECHA» (em espanhol). eltiempo.com. 5 de maio de 2003. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  26. «Peixe dá show em sua estréia na Libertadores». frigerio.com.br. 6 de fevereiro de 2003. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  27. «TORNEO APERTURA 2004» (em espanhol). colombia.com. 2004. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  28. «TORNEO FINALIZACIÓN 2004» (em espanhol). colombia.com. 2004. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  29. «TORNEO APERTURA 2005» (em espanhol). colombia.com. 2005. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  30. «TORNEO FINALIZACIÓN 2005» (em espanhol). colombia.com. 2005. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  31. «América de Cali hace limpieza» (em espanhol). 20 de outubro de 2006. Consultado em 9 de fevereiro de 2011  Texto "publicado.terra.com " ignorado (ajuda)
  32. a b c RolaBlog.zip.net. «Diante do paredão». 03/11/2009. Consultado em 14 de maio de 2010 
  33. a b «Colombianos esperam fim de disputa com ex-clube». furacao.com. 23 de fevereiro de 2007. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  34. "Colombiamania", Altair Santos, Placar número 1307, junho de 2007, Editora Abril, pág. 32
  35. «Viáfara - Jogos». Consultado em 9 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  36. «(I Fase) Campeonato Paranaense de Futebol Profissional - Série A - Ouro 2008». federacaopr.com.br. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  37. «Furacão encara o Real paranaense». globoesporte.globo.com. 11 de janeiro de 2008. Consultado em 10 de fevereiro de 2011 
  38. «Furacão empresta Viafara e Dinei». atleticoparanaense.com. 7 de maio de 2008. Consultado em 10 de fevereiro de 2011 
  39. «Viáfara encaminha carta ao Atlético Paranaense». atleticoparanaense.com. 29 de maio de 2008. Consultado em 10 de fevereiro de 2011 
  40. «Viafara é confirmado no gol do Vitória contra Sport». esportes.terra.com.br. 15 de maio de 2008. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  41. «Sport e Vitória não saem do zero na Ilha do Retiro». portalcorreio.com.br. 18 de maio de 2008. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  42. a b «Entrevista de Viáfara, o paredão do Barradão». ecvitorianoticias.com. 5 de novembro de 2009. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  43. «Viáfara». ogol.com.br. Consultado em 18 de Setembro de 2011 
  44. «Vitória vence o ASA nos pênaltis». atarde.com.br. 19 de março de 2009. Consultado em 8 de fevereiro de 2011 
  45. «Vitória supera Atlético-MG nos pênaltis e avança». abril.com.br. 7 de maio de 2009. Consultado em 8 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  46. «Time dos sonhos BaVi: Detinho, o goleiro eleito do Vitória». portalibahia.com.br. 25 de janeiro de 2011. Consultado em 9 de março de 2011 [ligação inativa]
  47. «Gracias, Viafara». casarubronegra.webreside.net. 19 de março de 2009. Consultado em 9 de março de 2011 
  48. Bahianoticias.com.br. «Exclusivo: Viáfara renova com o Vitória por dois anos». 01/12/2009. Consultado em 14 de maio de 2010 [ligação inativa]
  49. ECVitoria.com.br. «Para alegria da torcida rubro-negra, Viáfara acerta renovação». 01/12/2009. Consultado em 14 de maio de 2010 [ligação inativa]
  50. «Time dos sonhos do Vitória: Ricky Marley». correio24horas.com.br. 4 de fevereiro de 2011. Consultado em 8 de fevereiro de 2011 
  51. ECVitoria.com.br. «Viáfara ganha placa pelo centésimo jogo». 19/02/2010. Consultado em 14 de maio de 2010 [ligação inativa]
  52. a b «Colombia 2005». RSSSF.com. Consultado em 20 de setembro de 2010 
  53. a b ECVitoria.com.br. «Com direito a gol do Viáfara, Vitória avança na Copa do Brasil». 19/02/2010. Consultado em 14 de maio de 2010 [ligação inativa]
  54. «Viáfara entra para a lista dos goleiros-artilheiros em Brasileiros». colunistas.ig.com.br. 20 de setembro de 2010. Consultado em 8 de fevereiro de 2011 
  55. a b «Viáfara marca, Vitória vence o Atlético e se consolida na liderança». arenanordeste.com. 13 de fevereiro de 2011. Consultado em 13 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  56. a b «Vice-campeão em 2010, Vitória perde na estreia para o Botafogo-PB». globoesporte.globo.com. 16 de fevereiro de 2011. Consultado em 17 de fevereiro de 2011 
  57. «Vitória não consegue furar bloqueio adversário, empata jogo com o Barradão lotado e vai disputar a Série B em 2011». ecvitoria.com.br. 5 de dezembro de 2010. Consultado em 3 de janeiro de 2011 [ligação inativa]
  58. «Viáfara se diz culpado por rebaixamento e promete recolocar Vitória na elite». esporte.uol.com.br. 5 de dezembro de 2010. Consultado em 3 de janeiro de 2011 
  59. «De saída do Vitória, Viáfara divulga carta de despedida aos rubro-negros». esporte.uol.com.br. 19 de maio de 2011. Consultado em 19 de maio de 2011 
  60. «Viáfara acerta volta para o América de Cali». http://bahianoticias.com.br. 25 de agosto de 2011. Consultado em 25 de agosto de 2011 [ligação inativa]
  61. «Envigado y América se dividieron los puntos» (em espanhol). gentepasionyfutbol.com.co. 10 de setembro de 2011. Consultado em 10 de setembro de 2011 [ligação inativa]
  62. «Con un golazo de Jersson González, América le ganó 2-1 a Itagüí» (em espanhol). futbolred.com. 17 de setembro de 2011. Consultado em 18 de setembro de 2011 
  63. «América, con gol del 'Tigre', derrotó al Quindío en el 'Pascual'» (em espanhol). elpais.com.c. 8 de outubro de 2011. Consultado em 9 de outubro de 2011 
  64. a b «El portero escarlata fue sancionado por Dimayor al dar positivo en una prueba antidopaje.» (em espanhol). eltiempo.com. 5 de dezembro2011. Consultado em 5 de dezembro de 2011  Verifique data em: |data= (ajuda)[ligação inativa]
  65. «RESOLUCION No. 018 DEL 2011» (PDF) (em espanhol). dimayor.com. 28 de novembro de 2011. Consultado em 5 de dezembro de 2011 [ligação inativa]
  66. «Julián Viáfara regresa al arco del América de Cali» (em espanhol). http://deportes.terra.com.co. 29 de maio de 2012. Consultado em 29 de maio de 2012 
  67. «COPA COLOMBIA». br.soccerway.com. Consultado em 28 de junho de 2012 
  68. «J. VIÁFARA». br.soccerway.com. Consultado em 28 de junho de 2012 
  69. «Viáfara reforça o Conquista em 2015». tribunadabahia.com.br. 8 de janeiro de 2014. Consultado em 8 de janeiro de 2014 
  70. «Vitória da Conquista anuncia a contratação de Viáfara, ídolo do Vitória». ibahia.com. 7 de janeiro de 2014. Consultado em 8 de janeiro de 2014 
  71. «No Vitória da Conquista, Viáfara prevê muito trabalho para brigar pelo título». globoesporte.globo.com. 7 de janeiro de 2014. Consultado em 8 de janeiro de 2014 
  72. «CONVOCADA LA PRESELECCIÓN PARA TOLÓN» (em espanhol). eltiempo.com. 16 de abril de 1996. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  73. «LA SELECCIÓN, OTRA ILUSIÓN EN MARCHA» (em espanhol). eltiempo.com. 19 de novembro de 1996. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  74. «JULIÁN, LA SAGA DE LOS VIÁFARA...» (em espanhol). eltiempo.com. 17 de janeiro de 1997. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  75. «ESQUINA PIJAO» (em espanhol). eltiempo.com. 26 de março de 1997. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  76. «SELECCIÓN SUB 20:» (em espanhol). eltiempo.com. 16 de abril de 1997. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  77. «SOLO TRES DE VERDAD» (em espanhol). eltiempo.com. 6 de fevereiro de 1998. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  78. «FUTBOL. LA SUB-23:» (em espanhol). eltiempo.com. 17 de setembro de 1999. Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  79. «COLOMBIA CONVOCA ARQUERO DEL EQUIPO COLERO». ElColombiano.com. 1 de agosto de 2006. Consultado em 29 de agosto de 2010 
  80. «Colombia - International Results 2006 - Full Details». RSSSF.com. Consultado em 29 de agosto de 2010 
  81. «Viáfara declara amor ao Vitória e promete estrela no peito da camisa». esporte.uol.com.br. 5 de agosto de 2010. Consultado em 8 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  82. «Viafara casa e comemora Natal na Colômbia». atleticoparanaense.com. 25 de dezembro de 2007. Consultado em 10 de fevereiro de 2011 
  83. [www.al.ba.gov.br/docs/proposicoes2010/PRS_2_040_2010_1.rtf «PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 2.040/2010»] Verifique valor |url= (ajuda). al.ba.gov.br. Consultado em 10 de fevereiro de 2011 
  84. «Em Salvador, artistas também apoiam a Campanha de Natal da LBV». 21 de setembro de 2010. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  85. «Viáfara será cidadão baiano». m.atarde.com.br. 10 de junho de 2010. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  86. «Mais um dia de jogo, mais um dia de solidariedade». leaodabarra.com.br. 24 de junho de 2009. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  87. «VIÁFARA RECEBERÁ TÍTULO DE CIDADÃO BAIANO». bahianoticias.com.br. 1 de dezembro de 2010. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  88. «Viáfara agora é cidadão baiano». ecvitorianoticias.com. 2 de dezembro de 2010. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  89. «Viáfara, Julián» (em inglês). national-football-teams.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  90. «Viáfara». futpedia.globo.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  91. «J. VIÁFARA». br.soccerway.com. Consultado em 30 de julho de 2012 
  92. «Com direito a gol de Viáfara, Vitória goleia o xará de Conquista». OFutebol.com.br. 24 de março de 2010. Consultado em 20 de setembro de 2010 
  93. «Vasco vence Vitória, é eliminado, mas recupera o apoio da torcida». GazetadoPovo.com.br. 5 de maio de 2010. Consultado em 20 de setembro de 2010 
  94. «Vitória goleia Atlético Goianiense e pega Santos na final da Copa do Brasil». Esporte.ig.com.br. 20 de maio de 2010. Consultado em 20 de setembro de 2010 
  95. «Com um a menos, Vitória vence e afunda ainda mais o Atlético-MG». placar.abril.com.br. 19 de setembro de 2010. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  96. «Vitória bate o Prudente e não entra na zona da degola». clicrbs.com.br. 17 de outubro de 2010. Consultado em 17 de outubro de 2010 
  97. «Ronaldo se lesiona, Timão empata com Vitória e perde liderança para Flu». globoesporte.globo.com. 21 de novembro de 2010. Consultado em 21 de novembro de 2010 
  98. «Elenco do Vitória 2008/2009/2010/2011 - Julián Ramiro Viáfara Mesa». ecvitorianoticias.com. 5 de janeiro de 2009. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 

Ligações externasEditar