Leste Fluminense

O Leste Fluminense é a região do Estado do Rio de Janeiro que abrange a porção leste da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, num um total de mais de 2 milhões de habitantes, mais a Região das Baixadas Litorâneas (que, por sua vez, agrupa a Microrregião da Bacia de São João e a Região dos Lagos.

Mapa do estado do Rio de Janeiro mostrando os municípios pertencentes à região do Leste Fluminense (em vermelho).

São 16 municípios fluminenses: Rio das Ostras, Casimiro de Abreu, Silva Jardim, Armação dos Búzios, São Pedro da Aldeia, Araruama, Rio Bonito, Saquarema, Cabo Frio, Arraial do Cabo, Tanguá, Itaboraí, Maricá, Niterói, São Gonçalo e Iguaba Grande.

CONLESTEEditar

O Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Leste Fluminense - CONLESTE[1] é associação dos municípios do Leste Fluminense para obter contrapartidas da Petrobras para região por causa da implantação do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) nos municípios de Itaboraí e São Gonçalo. Definindo as principais reivindicações das regiões Metropolitana (porção leste) e Baixada Litorânea, com vistas à implantação do COMPERJ. As prioridades para Cachoeiras de Macacu, Casimiro de Abreu, Itaboraí, Guapimirim, Maricá, Magé, Niterói, Rio Bonito, São Gonçalo, Tanguá e Silva Jardim são nas áreas de saneamento, saúde, habitação, turismo, educação, mobilidade urbana, recursos hídricos, transporte, meio ambiente e segurança, listadas pelos especialistas nos grupos de trabalho de cada município.

Os municípios têm perdido recursos do governo federal por não apresentar, por exemplo, projetos de habitação e infraestrutura. Os municípios no entorno do Comperj terão grandes benefícios, como empregos e arrecadação de impostos, e sofrerão transformações significativas, com possíveis impactos sociais decorrentes da implantação do Complexo. Diante dessa perspectiva, os municípios da região criaram o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento, para definir atuação de forma conjunta, diante dos problemas e vantagens que surgirão.

A sede, atualmente, é em Itaboraí, mas há uma proposta de mudança para Niterói, com o objetivo de facilitar o acesso dos prefeitos e outros representantes dos municípios do Conleste.

Ligações externasEditar

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 3 de março de 2011. Arquivado do original em 3 de março de 2016