Abrir menu principal

Lista de ministros do Trabalho do Brasil

artigo de lista da Wikimedia

Esta é uma lista de ministros do Trabalho do Brasil.[1]

Índice

, e RepúblicasEditar

Nome Órgão[2] Início Fim Presidente
1 Lindolfo Collor Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio 26 de novembro de 1930 4 de abril de 1932 Getúlio Vargas
2 Joaquim Pedro Salgado Filho 6 de abril de 1932 25 de julho de 1934
3 Agamenon Magalhães 26 de julho de 1934 25 de novembro de 1937
4 Valdemar Falcão 25 de novembro de 1937 13 de junho de 1941
5 Dulfe Pinheiro Machado 13 de junho de 1941 29 de dezembro de 1941
6 Marcondes Filho 29 de dezembro de 1941 29 de outubro de 1945
7 Roberto Carlos Vasco Carneiro de Mendonça 31 de outubro de 1945 31 de janeiro de 1946 José Linhares
8 Octacílio Negrão de Lima 31 de janeiro de 1946 30 de outubro de 1946 Eurico Gaspar Dutra
9 Morvan Dias de Figueiredo 30 de outubro de 1946 30 de setembro de 1948
10 João Otaviano de Lima Pereira 30 de setembro de 1948 22 de outubro de 1948
11 Honório Fernandes Monteiro 22 de outubro de 1948 29 de junho de 1950
12 Marcial Dias Pequeno 30 de junho de 1950 31 de janeiro de 1951
13 Danton Coelho 31 de janeiro de 1951 5 de setembro de 1951 Getúlio Vargas
14 José de Segadas Viana 5 de setembro de 1951 17 de junho de 1953
15 João Goulart 18 de junho de 1953 23 de fevereiro de 1954
16 Hugo de Araújo Faria 24 de fevereiro de 1954 24 de agosto de 1954
17 Napoleão de Alencastro Guimarães 24 de agosto de 1954 8 de novembro de 1955 Café Filho
8 de novembro de 1955 11 de novembro de 1955 Carlos Luz
18 Nélson Backer Omegna 11 de novembro de 1955 31 de janeiro de 1956 Nereu Ramos
19 José Parsifal Barroso 31 de janeiro de 1956 30 de junho de 1958 Juscelino Kubitschek
20 Mário Meneghetti 1 de julho de 1958 17 de julho de 1958
21 Fernando Nóbrega 18 de julho de 1958 17 de abril de 1960
22 João Batista Ramos Ministério do Trabalho e Previdência Social 19 de abril de 1960 7 de novembro de 1960
23 Alírio Sales Coelho 7 de novembro de 1960 31 de janeiro de 1961
24 Francisco Carlos de Castro Neves 31 de janeiro de 1961 25 de agosto de 1961 Jânio Quadros
25 José de Segadas Viana 28 de agosto de 1961 8 de setembro de 1961 Ranieri Mazzilli
26 André Franco Montoro 8 de setembro de 1961 12 de julho de 1962 João Goulart
27 João Pinheiro Neto 13 de julho de 1962 2 de dezembro de 1962
28 Benjamin Eurico Cruz 3 de dezembro de 1962 23 de junho de 1963
29 Almino Monteiro Álvares Afonso 24 de janeiro de 1963 18 de junho de 1963
30 Amaury de Oliveira e Silva 18 de junho de 1963 31 de março de 1964

Ditadura Militar (5ª República)Editar

Nome Órgão[2] Início Fim Presidente
31 Arnaldo Lopes Süssekind Ministério do Trabalho e Previdência Social 4 de abril de 1964 15 de abril de 1964 Ranieri Mazzilli
20 de abril de 1964 7 de dezembro de 1965 Castelo Branco
32 Walter Peracchi Barcelos 7 de dezembro de 1965 18 de julho de 1966
33 Paulo Egydio Martins 18 de julho de 1966 1 de agosto de 1966
34 Luís Gonzaga do Nascimento e Silva 1 de agosto de 1966 15 de março de 1967
35 Jarbas Passarinho 15 de março de 1967 31 de agosto de 1969 Costa e Silva
31 de agosto de 1969 30 de outubro de 1969 Junta Provisória de 1969
36 Júlio Barata 30 de outubro de 1969 15 de março de 1974 Emílio Médici
37 Arnaldo da Costa Prieto Ministério do Trabalho 2 de maio de 1974 15 de março de 1979 Ernesto Geisel
38 Murilo Macedo 15 de março de 1979 15 de março de 1985 João Figueiredo

Nova República (6ª República)Editar

Nome Órgão[2] Início Fim Presidente
39 Almir Pazzianotto Ministério do Trabalho 15 de março de 1985 27 de setembro de 1988 José Sarney
40 Erós Antônio de Almeida 28 de setembro de 1988 14 de outubro de 1988
41 Ronaldo Costa Couto 14 de outubro de 1988 13 de janeiro de 1989
42 Dorothea Werneck 13 de janeiro de 1989 15 de março de 1990
43 Antônio Rogério Magri Ministério do Trabalho e da Previdência Social 15 de março de 1990 20 de janeiro de 1992 Fernando Collor
44 Reinhold Stephanes 20 de janeiro de 1992 13 de abril de 1992
45 João Mellão Neto Ministério do Trabalho e da Administração Federal 13 de abril de 1992 7 de outubro de 1992
46 Walter Barelli Ministério do Trabalho 8 de outubro de 1992 4 de maio de 1994 Itamar Franco
47 Marcelo Pimentel 4 de maio de 1994 1 de janeiro de 1995
48 Paulo de Tarso Almeida Paiva 1 de janeiro de 1995 31 de março de 1998 Fernando Henrique Cardoso
49 Antonio Anastasia (interino) 31 de março de 1998 6 de abril de 1998
50 Edward Joaquim Amadeo Swaelen 7 de abril de 1998 1 de janeiro de 1999
51 Francisco Dornelles Ministério do Trabalho e Emprego 1 de janeiro de 1999 8 de abril de 2002
52 Paulo Jobim Filho 8 de abril de 2002 1 de janeiro de 2003
53 Jaques Wagner 1 de janeiro de 2003 23 de janeiro de 2004 Luiz Inácio Lula da Silva
54 Sandra Meira Starling (interina)[3] 8 de janeiro de 2003 31 de julho de 2003
55 Fernando Roth Schmidt (interino)[3] 31 de julho de 2003 6 de agosto de 2003
56 Ricardo Berzoini 23 de janeiro de 2004 12 de julho de 2005
57 Luiz Marinho 12 de julho de 2005 29 de março de 2007
58 Carlos Lupi 29 de março de 2007 31 de dezembro de 2010
1 de janeiro de 2011 4 de dezembro de 2011 Dilma Rousseff
59 Paulo Roberto dos Santos Pinto (interino) 4 de dezembro de 2011 30 de abril de 2012
60 Brizola Neto 30 de abril de 2012 15 de março de 2013
61 Manoel Dias 15 de março de 2013 2 de outubro de 2015
62 Miguel Rossetto 2 de outubro de 2015 12 de maio de 2016
63 Ronaldo Nogueira Ministério do Trabalho e da Previdência Social 12 de maio de 2016 27 de dezembro de 2017 Michel Temer
- Helton Yomura (interino) 27 de dezembro de 2017 3 de janeiro de 2018
- Cristiane Brasil[nota 1]
- Helton Yomura (interino) 23 de fevereiro de 2018 9 de abril de 2018
64 Helton Yomura 10 de abril de 2018 5 de julho de 2018
- Eliseu Padilha (interino) 5 de julho de 2018 9 de julho de 2018
65 Caio Luiz de Almeida Vieira de Mello 9 de julho de 2018 1 de janeiro de 2019

Notas e referências

Notas

  1. Nomeada pelo presidente Michel Temer em 3 de janeiro de 2018, sua posse foi suspensa por liminar da 4ª Vara Federal de Niterói. O TRF-2 negou recurso mantendo a liminar e a posse suspensa.[4] Em 20 de janeiro, o ministro Humberto Martins (STJ) liberou, através de liminar, a posse da ministra.[5] Em 22 de janeiro, a ministra Cármen Lúcia (STF) suspendeu novamente a posse.[6]

Referências

  1. Ministério do Trabalho e Emprego. «Museu Virtual do MTE». Consultado em 26 de julho de 2008 [ligação inativa] 
  2. a b c Ministério do Trabalho e Emprego. «Institucional - A História do MTE». Consultado em 26 de julho de 2008. Arquivado do original em 7 de julho de 2008 
  3. a b Presidência da República. «1º Governo Lula - Ministérios». Consultado em 26 de julho de 2008. Arquivado do original em 3 de março de 2017 
  4. «TRF2 nega novo recurso de Cristiane Brasil contra liminar que impede posse no Ministério do Trabalho». G1. 11 de janeiro de 2018. Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  5. Ramalho, Renan (20 de janeiro de 2018). «STJ libera posse de Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho». G1. Consultado em 22 de janeiro de 2018 
  6. «Cármen Lúcia suspende a posse de Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho». G1. 22 de janeiro de 2018. Consultado em 22 de janeiro de 2018