Abrir menu principal

BiografiaEditar

Nascimento e educaçãoEditar

 
Luís aos nove anos
Louis Tocqué, c. 1738

O nascimento de um herdeiro ao trono havia sido muito esperado, dada a falta de herdeiros masculinos da família real francesa. Quando a terceira gravidez de Maria Leszczynska teve por resultado um filho, houve um grande regozijo e comemorações com fogos de artifício em todas as grandes cidades da França. Pela primeira vez em quinze anos, o futuro da dinastia parecia assegurado.

A educação do Delfim foi confiada ao bispo Jean-François Boyer, um homem virtuoso, mas no limiar da velhice e ultraconservador. Na verdade, ele teve de Pai sub-tutor Joseph Giry Saint Cyr, membro da Academia Francesa. Descrito como um aluno brilhante, Luís tinha um excelente conhecimento do latim, e falava fluentemente inglês, algo raro para um príncipe do seu tempo, ademais se destacava nas disciplinas de geografia e história; No entanto, ele odiava a atividade física. O delfim tornou-se, como suas irmãs, um excelente músico.

CasamentosEditar

Em 1744, Luís XV negociou um casamento entre seu filho de quinze anos e a infanta espanhola Maria Teresa Rafaela, filha do rei Filipe V da Espanha. O contrato de casamento foi assinado em 13 de dezembro de 1744 e o casamento foi celebrado por procuração em Madrid em 18 de dezembro de 1744, e depois, pessoalmente em Versalhes a 23 de fevereiro de 1745.

Luís e Maria Teresa Rafaela eram bem pareados e tinham uma afeição real um pelo outro. Eles tiveram uma filha, a princesa Maria Teresa de França. Três dias após o nascimento de sua filha, Maria Teresa Rafaela morreu a 22 de julho de 1746 aos vinte anos. Luís sofreu intensamente com a perda de sua esposa, mas sua responsabilidade de prover a sucessão à coroa francesa exigia que ele se casasse novamente rapidamente.

Em 10 de janeiro de 1747, Luís casa-se, pela segunda vez, por procuração com a princesa Maria Josefa da Saxônia, filha do rei Augusto III da Polônia. Uma cerimônia de casamento aconteceu pessoalmente em Versalhes em 9 de fevereiro de 1747.

MorteEditar

 
Alegoria da morte de Luís, Delfim da França
Louis-Jean-François Lagrenée, 1765

O Delfim ocupava uma posição central no "Dévots", um grupo de homens religiosos de oposição aos protestantes dentro da França e a aliança com a Áustria, que esperava ganhar poder quando ele subisse ao trono

Luís morreu de tuberculose em Fontainebleau em 1765, aos trinta e seis anos, enquanto seu pai ainda estava vivo, de modo que nunca se tornou rei da França. Sua mãe, a rainha Maria Leszczyńska, e seu avô materno, o ex-rei da Polônia, Estanislau I Leszczyński, duque da Lorena, também sobreviveram a ele. Seu filho mais velho sobrevivente, Luís Augusto, duque de Berry, tornou-se o novo delfim, ascendendo ao trono como Luís XVI após a morte de Luís XV, em maio de 1774.

Luís foi enterrado na Catedral de Saint-Étienne em Sens. Seu coração foi colocado na Basílica de Saint-Denis ao lado túmulo da primeira esposa, a infanta Maria Teresa Rafaela.

PersonalidadeEditar

Descrito como um jovem levemente acima do peso e afeminado, Luís era um homem estudioso, culto e amante da música, que preferia passar tempo com a família ao invés das distrações da corte de Versalhes.

Luís nunca teve uma amante (ao contrário de seu pai e seus próprios filhos). Ele era um fervoroso defensor dos jesuítas, como sua mãe e irmãs, e devoto do Sagrado Coração de Jesus. Suas irmãs viam em Luís o ideal príncipe cristão, em forte contraste com seu pai, que era um notório mulherengo.

DescendênciaEditar

Luís casou-se duas vezes:

AncestraisEditar

BibliografiaEditar

  • Broglie, Emmanuel de, Le fils de Louis XV, Louis, dauphin de France, 1729-1765. Paris: E. Plon, 1877
  • Ducaud-Bourget, François. Louis, dauphin de France: le fils du Bien-Aimé. Paris: Conquistador, 1961


Luís Fernando da França
Casa de Bourbon
Ramo da Casa de Capeto
6 de fevereiro de 1665 – 1 de agosto de 1714
Precedido por
Luís XV
 
Delfim da França
8 de março de 1702 – 1 de maio de 1707
Sucedido por
Luís XVI
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Luís, Delfim de França (1729-1765)