Abrir menu principal
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita referências, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2016). Ajude a inserir fontes confiáveis e independentes. Material controverso que esteja sem fontes deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Manuela Couto
Nascimento 17 de fevereiro de 1964 (55 anos)
Setúbal
Nacionalidade portuguesa
Ocupação Atriz
Atividade actriz
Nomeações
Globos de Ouro (2007) Melhor Atriz

Manuela Couto (Setúbal, 17 de fevereiro de 1964) é uma actriz portuguesa. Foi nomeada na categoria de "Melhor Atriz" nos Globos de Ouro de 2007.

BiografiaEditar

Manuela Couto nasceu em 17 de fevereiro de 1964, em Setúbal.[1] A data de nascimento constante do IMDB foi corrigida pela própria em entrevista ao programa Hotel Babilónia em 21 de janeiro de 2017.</ref>.

Tem o curso de Formação de Actores (1982-1986) da Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa.

Com importância relativa, o início da revelação do seu talento acontece por volta de 1976 num grupo amador de Setúbal, onde também começou Fernando Luís. Durante o curso, fez várias apresentações públicas de teatro, como Antepassados vendem-se, Tragédia Grega e Sonho de uma noite de Verão, tendo sido dirigida por actores como Glória de Matos, Eurico Lisboa, Elisa Lisboa, João Mota e Rui Mendes, entre outros. Trabalhou também no Teatro Animação de Setúbal, tendo participado em peças como Moléstias de um casamento (1982), Doce de Laranja (1983), O Juiz da Beira (1984) e Luísa Todi (1985), entre outras. Colaborou em muitos projectos na Comuna - Teatro da Pesquisa, como Má sorte ter sido puta (1991), tendo recebido o Sete de Ouro para "Melhor actriz revelação", e Cara de Fogo (2004), tendo sido dirigida por nomes como João Mota, Fernanda Lapa, Álvaro Correia e Alfredo Brissos.

Participa regularmente em projectos de teatro, sendo um dos mais recentes Memória d'água, onde contracenou com as colegas Dalila Carmo, São José Correia e Maria José Pascoal.

No cinema, a actriz participou em filmes como Coitado do Jorge (1992), realizado por Jorge Silva Melo ou António, um rapaz de Lisboa (1999), realizado por Jorge Silva Melo.

A participação de Manuela Couto na película Coisa Ruim (2006), realizada por Tiago Guedes e Frederico Serra, valeu-lhe a nomeação na edição de 2007 dos Globo de Ouro na categoria de "Melhor Actriz".[2]

Presença regular em televisão, a actriz participou em sitcoms como Sozinhos em Casa (1993) e Senhores Doutores (1997), e várias novelas como O Último Beijo (2002), Ilha dos Amores (2007), tendo tido maior popularidade em Ninguém como Tu (2005), Tempo de Viver (2006), e Anjo Meu (2011).

A actriz conta ainda com dobragens de animação (como a voz de Pocahontas, o famoso clássico Disney e também a Lisa do filme Os Simpsons: O Filme), cinema e publicidade, assistência de encenação de vários espectáculos da Comuna e tradução de peças de teatro, assim como direcção de actores em produções televisivas.

Recentemente participou nos filmes O Leão da Estrela de Leonel Vieira e Amor Impossível de António-Pedro Vasconcelos.[1]

Pela sua interpretação na telenovela Jogo Duplo (2017), Manuela Couto foi nomeada na categoria de "Melhor Atriz Secundária" dos prémios Áquila (2018), atribuídos pela Fénix - Associação Cinematográfica.[3]

FilmografiaEditar

Ano Título Ref.
2006 Coisa Ruim [1][2]
2015 O Leão da Estrela [1]
Amor Impossível [1]
2017 Al Berto [4]

DobragensEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Personagem Ref.
1987 Cacau da Ribeira [1]
1989 Blues do FM (Telefilme)
1993 Sozinhos em Casa Sónia Matias [1]
1994 Guerras de Alecrim e Manjerona [1]
Ideias com História Maria Callas [1]
1997 Era Uma Vez [1]
Senhores Doutores [1]
Fátima (Telefilme) Voz de Nossa Senhora de Fátima [1]
2000 Cruzamentos Alice [1]
2001 Super Pai Augusta [1]
2002 Amanhecer Secretária [1]
2002 O Último Beijo Francisca Montez [1]
2004 Inspector Max Esperança [1]
Queridas Feras Elisa [1]
2005 Ninguém Como Tu Dulce Paredes da Silva [1]
2006 Tempo de Viver Lídia Martins de Mello [1]
2007 Ilha dos Amores Alice [1]
2008 Casos da Vida Sílvia [1]
2009 Olhos nos Olhos Flora [1]
Equador Francisca [1]
Sentimentos Lúcia Huau [1]
2010 Ele É Ela Adriana [1]
2011 Anjo Meu Madalena Girão [1]
2012 Doida por Ti Preciosa Antunes [1]
2013 Belmonte Sofia Caneira Belmonte [1]
2014 Jardins Proibidos Isabel Alves Herédia [1]
2015 Santa Bárbara Paula Montemor [1]
2016 Aqui Tão Longe Andreia [1]
2017 Ouro Verde Amanda Nascimento [1]
Jogo Duplo Clara Neves [3][4]
2018 Alma e Coração Adelaide Macedo [4]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag «Manuela Couto» (em inglês). Internet Movie Database. Consultado em 3 de outubro de 2017. Arquivado do original em 10 de março de 2017  |wayb= e |arquivodata= redundantes (ajuda); |wayb= e |arquivourl= redundantes (ajuda)
  2. a b «Globos de Ouro são cada vez mais os prémios da SIC e para a SIC». Público. 14 de Março de 2007. Consultado em 3 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 3 de outubro de 2017 
  3. a b MadreMedia; Agência Lusa (3 de abril de 2018). «"Al Berto" e "São Jorge" nomeados em cinco das sete categorias de cinema dos Prémios Áquila». Sapo24. Consultado em 13 de novembro de 2018 
  4. a b c «Manuela Couto» (em inglês). Internet Movie Database. Consultado em 13 de novembro de 2018. Arquivado do original em 13 de novembro de 2018  |wayb= e |arquivodata= redundantes (ajuda); |wayb= e |arquivourl= redundantes (ajuda)

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.