Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube

A Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube, conhecida popularmente como o Ypiranga ou Ypiranga de Pernambuco (Ypiranga-PE), é um clube esportivo brasileiro sediado em Santa Cruz do Capibaribe no estado de Pernambuco que tem como modalidade esportiva principal o futebol, com um dos times mais vencedores da Microrregião do Alto Capibaribe. As cores do clube, presentes no escudo e bandeira oficial, são o azul e branco, tendo como principal mascote uma Máquina de costura[3], fazendo referência as diversas fabricas têxtil no município e que esta presente no seu escudo até os dias atuais.

Ypiranga
Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube
Nome Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube
Alcunhas Azulino
Máquina do Interior
Alvizulina'
Torcedor(a)/Adepto(a) Alviazulino
Mascote Máquina de costura
Principal rival Central
Fundação 3 de julho de 1938 (84 anos)
Estádio Otávio Limeira Alves
Capacidade 5.039 lugares[1]
Localização Santa Cruz do Capibaribe, Brasil
Presidente Edimauro Torres
Treinador(a) Pedro Manta
Patrocinador(a) Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe
Material (d)esportivo Sport Company
Competição Campeonato Pernambucano - Série A2
Ranking nacional Estável 201º lugar, 51 pontos[2]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual

Seus títulos mais importantes conquistados no futebol são a Campeonato Pernambucano - Série A2 de 2004 e a Copa dos Clubes Profissionais do Interior de 1994, ano que o clube se tornou profissional. Após um 12º lugar, acabou sendo rebaixado. No ano seguinte passou por dificuldades e acabou ficando de fora de duas edições da A2. Em 2018, o clube vem se movimentando para retornar a disputar competições oficiais e seu desafio atual sera o Pernambucano - Série A2 de 2018.

HistóriaEditar

A história da Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube começa no dia 3 de julho de 1938, quando o clube foi fundado por famílias tradicionais da cidade de Santa Cruz do Capibaribe na microrregião do Alto Capibaribe, no agreste de Pernambuco. Seu primeiro presidente foi o Padre José Aragão Araújo, o Padre Zuzinha, como era conhecido. Era um clube amador até o ano de 1993, quando se profissionalizou junto à CBF. Em 1994 conquistou a 1ª Edição da Copa Pernambuco, seguido do título da Copa dos Clubes Profissionais do Interior daquele mesmo ano, título que deu condição de disputar o Campeonato Estadual da Primeira Divisão. Conhecido como Máquina de Costura,[3] pelo fato do município do time ser uma das principais representantes do polo têxtil de Pernambuco. O apelido não se deu pelo fato de a equipe "costurar" seus adversários, mas, sim, por um grande apelo popular. A população de Santa Cruz do Capibaribe tinha o desejo de fazer do clube uma verdadeira bandeira da cidade.

Por conta disso, a cada dia os representantes da equipe percebiam a necessidade de aproximar a equipe com a realidade da cidade. Além disso, os torcedores exigiam que o clube tivesse uma maior identificação com a região. A cobrança foi tanta que o Ypiranga incorporou a máquina de costura ao símbolo da equipe. Na opinião do presidente do clube, Flávio Pontes (presidente em 2012), a iniciativa fez com que a cidade se sentisse parte da equipe.

'A colocação da máquina de costura no símbolo da equipe foi uma solicitação da sociedade, que pretendia se sentir representada. A mudança fez o carinho do povo da cidade aumentar muito'.[3] – Flávio Pontes, presidente do Ypiranga em 2012.

Na ocasião em que se profissionalizou, ficou decidido que o Ypiranga teria que mudar sua identidade visual, com o intuito de atrair mais torcedores. Foi aí que um concurso cultural elegeu a Máquina de Costura. A iniciativa deu certo. Junto com o aumento de torcedores, o clube passou a desenvolver seu patrimônio, que já conta com um estádio para mais de cinco mil pessoas, uma sede social, um centro esportivo, com piscina semiolímpica, quadra poliesportiva e espaço para shows. Como não poderia deixar de ser, o uniforme do clube é feito nas fábricas da própria cidade, algo que barateia os custos da camisa. Se fora das quatro linhas o clube já demonstrava que poderia ser grande, dentro de campo a Máquina de Costura ainda não engrenou. O maior feito da equipe foi a conquista da Copa Pernambuco em 1994 e a Copa dos Clubes Profissionais do Interior. Em 1997, o Ypiranga foi rebaixado da elite do futebol estadual, retornando à elite sete anos mais tarde, exatamente no dia 15 de julho de 2004, ao vencer a Desportiva Vitória (hoje, Acadêmica Vitória), por 3 x 2 no Limeirão. Desde 2005, o Ypiranga disputa o Campeonato Pernambucano da Série A1, tendo ficado em 8º lugar em 2005, 3º em 2006 (vice-campeão do primeiro turno), 7º em 2007, 4º em 2008, 6º em 2009 (posição repetida em 2010), vice-campeão do interior também em 2010, e em 2011, tinha ficado em 11º, mas como a Cabense perdeu 3 pontos no campeonato, a Máquina de Costura subiu uma posição, se livrando do rebaixamento.

Em 2013, tida como candidata a rebaixamento, surpreendeu e conseguiu se classificar para as semifinais do Estadual. Ao final, a equipe terminou na 4ª colocação, garantindo participação no Campeonato Brasileiro de Futebol da Série D de 2013. Após péssima campanha no Campeonato Pernambucano de Futebol de 2015, a equipe não conseguiu se manter na elite do futebol e foi rebaixada para a Série A2 (Segunda Divisão).

A equipe voltou a disputar um torneio oficial na série A2 de 2018, porém acabou o Campeonato com apenas 1 ponto conquistado em 4 jogos e foi eliminada ainda na primeira fase. Em 2019 o clube disputou a Copa Pernambuco, e apesar de terminar a competição invicto, o Ypiranga foi eliminado pelos critérios de desempate.

Em 2020, o Ypiranga participou novamente do Campeonato Pernambucano Série A2. Na primeira fase o clube ficou em 2º no grupo C, mas no hexagonal final não conseguiu repetir o bom desempenho ficando na 6º colocação, não conseguindo o acesso. Em 2021, foi desclassificado na segunda-fase, e na classificação final ocupou a 5º colocação

O clubeEditar

Bens e acomodaçõesEditar

SedesEditar

Sede sociais
  • Sede 1: Rua Major Negrinho - Centro; one se localiza o estádio Otávio Limeira Alves
  • Sede 2: Rua José Francisco Barbosa n. º 320 - Bairro Novo – Santa Cruz do Capibaribe – PE; onde está localizado o Cube Ypiranga. Centro recreativo em Santa Cruz Do Capibaribe com piscinas, centro esportivo e quadra poliesportiva.

EstádioEditar

 
Estádio Otávio Limeira Alves

O Estádio Otávio Limeira Alves, também popularmente conhecido como Limeirão, é um estádio de futebol localizado na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, estado de Pernambuco, pertencente à Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube. Já foi palco de jogos nos mais importantes campeonatos disputados pelo Ypiranga de Pernambuco. Foi palco no Pernambucano e nas séries D e C do Campeonato Brasileiro de Futebol. Já teve um recorde de publico de 8.135 pessoas em 3 de fevereiro de 2006, contra o Sport Club do Recife, pelo Campeonato Pernambucano de Futebol daquele ano, onde a equipe santacruzense venceu a partida pelo placar de 2 a 1.

SímbolosEditar

EscudoEditar

Desde os primeiros jogos disputados, o Ypiranga jogou com suas cores azul e branco e com seu escudo no peito, com a sua mascote que representa o município de Santa Cruz do Capibaribe.

O município, é conhecido por ser uma das principais representantes do polo têxtil de Pernambuco. Para se ter uma ideia da importância da indústria têxtil para a cidade, atualmente o município abriga cerca de 12 mil fábricas de pequeno e grande porte. Cerca de 85% das empresas do estado, que empregam aproximadamente 110 mil pessoas, número que supera a quantidade de habitantes, que, segundo dados do IBGE, é de 105.761 mil habitantes. Por conta disso, a cada dia os representantes da equipe percebiam a necessidade de aproximar a equipe com a realidade da cidade, transformando o clube numa verdadeira bandeira da cidade, tendo uma maquina de costura em seu escudo que releva a importância têxtil do município.

Escudo da Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube
1938


 

MascoteEditar

 
Mascote que representa a importância têxtil de Santa Cruz do Capibaribe

A máquina de costura é um aparelho utilizado para unir ou prender partes de tecidos ou outros materiais flexíveis, por exemplo na fabricação de peças de vestuário ou de calçado. Basicamente, a máquina consiste num mecanismo que faz mover uma agulha na ponta da qual está enfiada em uma linha que é em cada movimento de passagem pelo tecido enrolada noutra linha colocada numa bobina separada. O movimento pode ser feito manualmente, por meio de um pedal ou por um motor eléctrico.

E Santa Cruz do Capibaribe, é uma das principais representantes do polo têxtil do estado de Pernambuco e a 2º maior produtora de confecções do Brasil. Por apelo popular, a direção da Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube, quis aproximar mais a população santacruzense, tornando o clube numa extensão representativa da cidade, tornando o aparelho de costura uma mascote e relevando a importância têxtil no mercado nacional. Hoje em seu novo e reformulado escudo, está presente desde sua criação em 1938.

Principais títulosEditar

A Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube, possui grandes títulos em sua história. Dentre eles, o de maior importância é a Copa dos Clubes Profissionais do Interior, que deu vaga para a disputa da elite do futebol profissional de Pernambuco.

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Pernambucano - Série A2 1 2004
  Copa Pernambuco 1 1994
  Copa dos Clubes Profissionais do Interior 1 1994
Total
Títulos Níveis
  Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube 5 4 Estaduais

EstatísticasEditar

Campanhas de destaqueEditar

Sociedade Ypiranga Futebol Clube
Torneio Campeão Vice-campeão Terceiro Quarto
  Campeonato Brasileiro - Série C 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui)
  Campeonato Brasileiro - Série D 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui)
  Campeonato Pernambucano - Série A1 0 (não possui) 0 (não possui) 1 (2006) 1 (2013)
  Campeonato Pernambucano - Série A2 1 (2004) 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui)
  Copa Pernambuco 1 (1994) 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui)
  Campeonato do Interior 2 (2006 e 2013) 2 (1995 e 2010) 2 (2008 e 2012) 3 (2005,2007 e 2009)
  Copa dos Clubes Profissionais do Interior 1 (1994) 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui)

ParticipaçõesEditar

Participações em 2022
Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P   R  
  Campeonato Pernambucano - Série A1 15 3º colocado (2006) 1994 2015 2
Campeonato Pernambucano - Série A2 8 Campeão (2004) 1998 2022 2
  Campeonato Brasileiro - Série C 2 64º colocado (2006) 1995 2006
Campeonato Brasileiro - Série D 2 23º colocado (2013) 2012 2013
Desempenho por Temporada

  Campeonato Pernambucano - 1ª Divisão

Ano Posição
1994
1995
1996 (Lanterna)
1997 11º (Vice-Lanterna e Rebaixado)
2005
2006
2007
2008
2009
2010
2011 10º
2012
2013
2014 (primeiro turno)(hexagonal da permanência)
2015 (vice-lanterna no primeiro turno)(lanterna no hexagonal da permanência e Rebaixado)

  Campeonato Pernambucano - 2ª Divisão

Ano Posição
1998
2000
2001
2002
2003
2004 (Campeão)
2018 14º
2020

  Copa Pernambuco

Ano Posição
1994 Campeão
2003
2007 12º
2009 12º
2019

  Campeonato Brasileiro - Série C

Ano Posição
1995 82º
2006 64º

  Campeonato Brasileiro - Série D

Ano Posição
2012 28º
2013 23º
Confrontos em Competições Nacionais e Regionais
Pos Equipes J V E D GP GC SG
1   Potiguar de Mossoró 4 2 1 1 6 5 +1
2   Petrolina 2 1 1 0 6 3 +
3   Campinense 2 1 1 0 3 2 +1
4   Ferroviário 2 1 0 1 4 4 0
5   Sousa 2 1 0 1 3 3 0
6   Central 2 1 0 1 2 2 0
7   Icasa 2 0 0 1 3 4 -1
8   Guarany de Sobral 2 0 0 1 3 4 -1
9   Treze 2 0 0 1 0 3 -3
10   Horizonte 2 0 0 2 2 5 -3
11   Baraúnas 2 0 0 2 2 5 -3
12   Tiradentes-CE 2 0 0 2 0 4 -4

Outras modalidadesEditar

  Futebol de baseEditar

Campanhas de destaque
  •   Campeonato Brasileirinho de Futebol Júnior - Sub-20: 2008
  • Vice-Campeão do Campeonato Brasileirinho de Futebol Júnior - Sub-18: 2008
  •   Vice-Campeão do Campeonato Pernambucano de Juniores: 2008

Ver tambémEditar

Referências

  1. «CNEF - Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (Rev. 6)» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 3 de setembro de 2016 
  2. Confederação Brasileira de Futebol (4 de dezembro de 2017). «RNC - Ranking Nacional dos Clubes 2018» (PDF). Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 5 de dezembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 4 de dezembro de 2017 
  3. a b c «Brasil Afora: Ypiranga quer 'costurar' os adversários em Pernambuco». Globoesporte. Consultado em 18 de março de 2018 

Ligações externasEditar