Bismarck Barreto Faria

futebolista brasileiro

Bismarck Barreto Faria[1], mais conhecido como Bismarck (São Gonçalo, 17 de setembro de 1969)[2][3], é um ex-futebolista brasileiro, que atuava como meio campo.

Bismarck
Informações pessoais
Nome completo Bismarck Barreto Faria
Data de nascimento 17 de setembro de 1969 (54 anos)
Local de nascimento São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,77 m
ambidestro
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Meio-campista
Clubes de juventude
1979–1986 Vasco da Gama
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1987–1993
1993–1996
1997–2001
2002
2002
2003–2005
Vasco da Gama
Tokyo Verdy
Kashima Antlers
Fluminense
Goiás
Vissel Kobe
00301 00(109)
00137 000(48)
00137 000(45)
00016 0000(5)
00010 0000(3)
00009 0000(0)
Seleção nacional
1989–1990 Brasil 00013 0000(1)

Atualmente, é empresário de jogadores.[2][3][4]

Carreira editar

Por clubes editar

É o filho caçula do casal Jacynir, um subtenente reformado da Polícia Militar, e da dona de casa Izaema. Cresceu nos bairros do Rocha e do Galo Branco, em São Gonçalo.[1] Foi aluno do Externato Pericá e do Instituto de Educação de São Gonçalo.[1]

Bismarck chegou a São Januário aos oito anos de idade.[1] Com 13 anos, trocou a quadra pelo campo.[1] Em 1983, pelo time infantil, o garoto marcou nove gols em 17 jogos. No ano seguinte, também pelo infantil, fez 27 em 41 pelejas. Em 1985, foram 36 em 53 jogos, agora pelo time juvenil. Em 1986, foi campeão carioca da categoria e artilheiro da competição, balançando a rede 16 vezes em 26 partidas. No ano seguinte, seu único como júnior, assinalou 20 gols em 33 jogos.[1]

Revelado pelo Vasco da Gama, estreou como profissional em 1988. Foi um dos destaque do time Campeão Brasileiro de 1989[2][5], ano em que foi ganhador do prêmio Bola da Prata, da Revista Placar[6].

Em 1990, ficou cinco meses sem contrato e teve rejeitadas pelos cartolas vascaínos duas propostas de contratos milionários com o Bayer Leverkusen.[1]

Em 28 de junho de 1993, transferiu-se para o Verdy Kawasaki do Japão.[1] No mesmo ano, marcou 15 gols e foi o grande nome da conquista do título nacional pelo clube.[1] Seria novamente campeão nacional em 1994, com o mesmo Verdy.[1]

Jogou ainda no Kashima Antlers, também do Japão.

Em 2002, por influência do treinador Oswaldo de Oliveira, regressou ao futebol brasileiro para defender o Fluminense.[1][7]

Ainda atuou pelo Goiás, em 2002, retornando ao Japão no ano seguinte.[1]

Encerrou a carreira no Vissel Kobe, atrapalhado pelas lesões, mas sua despedida oficial deu-se em 2005.

Seleção editar

Categorias de Base editar

Foi titular das seleções brasileiras de todas as categorias. Durante um jogo da Seleção Brasileira de infantis contra a Inglaterra, realizado na China, prendeu o pé em um buraco, rompendo os ligamentos do tornozelo direito e sofrendo uma fratura exposta do perônio logo após assinalar o gol da vitória de 2 a 1 do time, que acabou campeão da Copa TDK.[1]

Em 1989, foi eleito o craque do Mundial de Juniores, em que o Brasil acabou em terceiro lugar.[1]

Principal editar

Participou da Seleção que conquistou a Copa América em 1989.

Foi convocado para a Copa do Mundo de 1990 por Sebastião Lazaroni.[1][3]

Pela Seleção Brasileira, foram treze jogos e um gol marcado.

Títulos editar

Vasco da Gama
Verdy Kawasaki
Kashima Antlers
Fluminense
Seleção Brasileira

Prêmios Individuais editar

Em 1996, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), presidida na época pelo ex-governador do Estado, Sérgio Cabral Filho, concedeu ao jogador a Medalha Tiradentes por seus grandes feitos no futebol nipônico.[1]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p «Bismarck » Museu da Pelada». www.museudapelada.com. 20 de outubro de 2021. Consultado em 27 de fevereiro de 2023 
  2. a b c «Bismarck - Que fim levou?». Terceiro Tempo. Consultado em 27 de fevereiro de 2023 
  3. a b c «TIM 4G: Bismarck, de promessa a realidade no Vasco». Lance!. Consultado em 27 de fevereiro de 2023 
  4. «Por onde andam os heróis do último título do Vasco sobre o Flamengo?». www.uol.com.br. Consultado em 27 de fevereiro de 2023 
  5. «Há 30 anos, Vasco vencia o São Paulo no Morumbi e levava o bi do Brasileirão – Vasco da Gama». Consultado em 27 de fevereiro de 2023 
  6. a b «Bola de Prata Placar 1989». Placar - O futebol sem barreiras para você. Consultado em 27 de fevereiro de 2023 
  7. «Fluminense contrata Bismarck». Estadão. Consultado em 27 de fevereiro de 2023 

Ligações externas editar

   Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.