Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Diocese de Miranda
Diœcesis Mirandensis
Sé da Diocese de Miranda
País Portugal
Tipo de jurisdição Diocese
Criação da diocese 23 de Março de 1545
Extinção da diocese 27 de Setembro de 1780
Rito Romano
Diocese metropolitana Arquidiocese de Braga

A diocese de Miranda é uma extinta circunscrição eclesiástica da Igreja Católica em Portugal.[1] Foi criada em 23 de Março de 1545,[1] seguindo-se à elevação da vila de Miranda do Douro a cidade por D. João III. A diocese foi erecta com os territórios mais orientais da arquidiocese de Braga, abrangendo a maior parte da comarca de Trás-os-Montes.

A escolha da sede não foi pacífica, já que Miranda era uma povoação situada na fronteira, relativamente pobre de bens e de pessoas; no século XVIII, a sede diocesana estava em acentuado declínio, em face de Bragança, que se havia convertido no principal pólo da região trasmontana.

Assim, em 5 de Março de 1770, a pedido de D. José I, foi criada a nova diocese de Bragança, compreendendo uma fatia significativa dos territórios adstritos à diocese mirandense.

Ante a impossibilidade de se manter as duas dioceses, com evidente prejuízo para a mirandense, e não obstante os protestos da população, a diocese de Miranda foi unida à diocese de Bragança, sob o nome de diocese de Bragança e Miranda (ou seja, em teoria mantinham-se como que as duas dioceses separadas, mas unidas sob o báculo do mesmo bispo), em 27 de Setembro de 1780, datando a actual designação de diocese de Bragança-Miranda apenas 27 de Maio de 1996.

Índice

Bispos de MirandaEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Cheney, David M. (2019). «Diocese of Miranda (do Douro)». The Hierarchy of the Catholic Church. Consultado em 18 de julho de 2019. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2018 

Ligações externasEditar