Abrir menu principal

Campeonato Catarinense de Futebol de 2011 - Divisão Principal

LXXXVIII Campeonato Catarinense de Futebol
Campeonato Catarinense de 2011
Dados
Participantes 10
Anfitrião Santa Catarina
Período 16 de janeiro1º de maio
Gol(o)s 315
Partidas 98
Média 3,21 gol(o)s por partida
Campeão Chapecoense
Vice-campeão Criciúma
Rebaixado(s) Imbituba
Concórdia
Melhor marcador 17 gols:
Melhor ataque (fase inicial) Figueirense – 48 gols
Melhor defesa (fase inicial) Figueirense – 24 gols
Maior goleada
(diferença)
Imbituba 0–6 Figueirense
Emília RodriguesImbituba
17 de abril de 2011
Premiações
Melhor jogador
(FCF)
Ronny (Criciúma)
Melhor treinador
(FCF)
Mauro Ovelha (Chapecoense)
Melhor árbitro
(FCF)
Célio Amorim
◄◄ Catarinense 2010 Soccerball.svg Catarinense 2012 ►►

O Campeonato Catarinense de Futebol da Divisão Principal de 2011 foi a 88ª edição da principal divisão do futebol catarinense. O campeonato foi disputado por dez equipes no sistema de pontos corridos, com os campeões de turno e returno fazendo o confronto final em partida única. Os pontos serão zerados ao final do turno e, caso a mesma equipe conquistasse o turno e o returno, seria campeã sem a disputa de final.

Índice

RegulamentoEditar

Primeiro TurnoEditar

  • Primeira fase: Os dez participantes jogam todos contra todos, em turno único. As 4 equipes que mais somarem pontos nessa etapa classificam-se para a segunda fase.
  • Fase final: A semifinal e a final será disputada em partida única, com vantagem de empate para o clube de melhor campanha.

Segundo TurnoEditar

  • Primeira fase: Os dez participantes jogam todos contra todos, em turno único. As 4 equipes que mais somarem pontos nessa etapa classificam-se para a segunda fase. A única diferença em relação ao Primeiro Turno é que o mando de campo será invertido.Apenas o campeão terá o direito de disputar a Copa do Brasil de 2012.
  • Fase final: A semifinal e a final será disputada em partida única, com vantagem de empate para o clube de melhor campanha. Se o campeão do Primeiro Turno conquistar o titulo, a segunda vaga para a grande final ficará com o segundo colocado na classificação geral (soma entre os dois turnos)

Critérios de desempateEditar

Caso haja empate de pontos entre dois clubes, os critérios de desempates serão aplicados na seguinte ordem:

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartoes vermelhos
  6. Número de cartoes amarelos
  7. Sorteio

FinalEditar

A final será disputada em duas partidas envolvendo os campeões do Primeiro Turno e do Segundo Turno (ou segundo colocado da primeira fase). O clube de melhor campanha terá direito a mando de campo no segundo jogo.

Critérios de desempateEditar

  1. Melhor campanha na soma dos dois turnos da competição.
  2. Saldo de gols
  3. Gols fora de casa (caso duas partidas não forem no mesmo estádio)
  4. Desempenho na primeira fase

RebaixamentoEditar

Os dois últimos clubes na classificação geral serão rebaixados para a Divisão Especial de 2012 (equivalente a segunda divisão de Santa Catarina)

Equipes participantesEditar

Equipe Cidade Em 2010 Estádio Capacidade Títulos (mais recente)
Avaí   Florianópolis 1º (Divisão Principal) Ressacada 17.800 15 (2010)
Brusque   Brusque 7º (Divisão Principal) Augusto Bauer 5.000 1 (1992)
Chapecoense*   Chapecó 9º (Divisão Principal) Arena Condá 15.000 3 (2007)
Concórdia   Concórdia 2º (Divisão Especial) Domingos Machado de Lima 5.000 0 (não possui)
Criciúma   Criciúma 8º (Divisão Principal) Heriberto Hülse 22.000 9 (2005)
Figueirense   Florianópolis 3º (Divisão Principal) Orlando Scarpelli 19.069 15 (2008)
Imbituba   Imbituba 4º (Divisão Principal) Emília Mendes Rodrigues 5.000 0 (não possui)
Joinville   Joinville 2º (Divisão Principal) Arena Joinville 22.000 12 (2001)
Marcílio Dias   Itajaí 1º (Divisão Especial) Hercílio Luz 10.000 1 (1963)
Metropolitano   Blumenau 6º (Divisão Principal) Bernardo Werner 6.000 0 (não possui)

* A Chapecoense, apesar de ter sido rebaixada no ano anterior, herdou a vaga na Divisão Principal de 2011 devido a desistência do Atlético de Ibirama de disputar a competição.[1][2]

Primeiro TurnoEditar

Classificação
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1   Figueirense 16 9 4 4 1 23 12 11
2   Criciúma 15 9 4 3 2 18 9 9
3   Chapecoense 15 9 4 3 2 18 16 2
4   Joinville 13 9 4 1 4 16 20 -4
5   Marcílio Dias 13 9 3 4 2 15 12 3
6   Brusque 12 9 3 3 3 18 17 1
7   Metropolitano 11 9 3 2 4 12 12 0
8   Avaí 11 9 3 2 4 11 15 -4
9   Imbituba 9 9 2 3 4 12 18 -6
10   Concórdia 6 9 1 3 5 15 27 -12

Fase finalEditar

  Semifinais Final
             
 
    Figueirense   
    Joinville   
 
 
        Figueirense 
      Criciúma 
 
    Criciúma* 
    Chapecoense   

* Vencedor do confronto pela melhor campanha no 1º turno.

Segundo TurnoEditar

Classificação
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1   Chapecoense 22 9 7 1 1 17 7 10
2   Figueirense 20 9 6 2 1 22 8 14
3   Avaí 16 9 5 1 3 19 13 6
4   Joinville 14 9 3 5 1 18 9 9
5   Criciúma 13 9 3 4 2 18 14 4
6   Brusque 11 9 3 2 4 9 12 -3
7   Metropolitano 9 9 2 3 4 12 20 8
8   Concórdia 8 9 2 2 5 9 18 -9
9   Marcílio Dias 4 9 1 1 7 6 15 -9
10   Imbituba 2 9 1 2 5 8 22 -14

Fase finalEditar

  Semifinais Final
             
 
    Chapecoense   
    Joinville   
 
 
        Chapecoense
      Avaí 
 
    Figueirense 
    Avaí   

* Vencedor do confronto pela melhor campanha no 2º turno.

FinalEditar

Primeiro jogo
8 de maio Criciúma   1 – 0   Chapecoense Heriberto Hülse, Criciúma
16:00
Talles Cunha   73' Público: 15 118
Árbitro:  SC Célio Amorim
Segundo jogo
15 de maio Chapecoense   1 – 0   Criciúma Arena Condá, Chapecó
16:00
Carlinhos Santos (g.c)   68' Público: 11 171
Árbitro:  SC Paulo Henrique de Bezerra

PremiaçãoEditar

Campeonato Catarinense de 2011
 
Chapecoense
Campeão
(4º título)

Classificação geralEditar

Pos Times P J V E D GP GS SG % Classificação ou Rebaixamento
1   Chapecoense 37 18 11 4 3 35 23 12 68,5 Campeão e Classificado para a Copa do Brasil de 2012
2   Criciúma 28 18 7 7 4 36 23 13 51,8 Vice-campeão e Classificado para a Copa do Brasil de 2012
3   Figueirense 36 18 10 6 2 45 20 25 66,6
4   Avaí 27 18 8 3 7 30 28 2 50
5   Joinville 27 18 7 6 5 34 29 5 50
6   Brusque 23 18 6 5 7 27 29 -2 42,6 Classificação para o Campeonato Brasileiro Série D de 2012
7   Metropolitano 20 18 5 5 8 24 32 -8 37
8   Marcílio Dias 17 18 4 5 9 21 27 -6 31,5
9   Concórdia 14 18 3 5 10 24 45 -21 25,9 Rebaixados para a Divisão Especial em 2012
10   Imbituba 11 18 3 5 9 20 40 -20 20,3

ArtilhariaEditar

TransmissãoEditar

A RBS TV (afiliada da Rede Globo) deteve todos os direitos de transmissão para a temporada de 2011 pela TV aberta e em pay-per-view, através do canal Premiere FC. O canal aberto manteve o contrato de três anos, assinado em 2010 com a Associação de Clubes.

Na TV aberta, houve a cobertura de praticamente todas as rodadas. Os jogos foram transmitidos para todo o estado, menos para a região onde foram realizadas as partidas. As duas exceções se deram com Criciúma x Chapecoense e Chapecoense x Criciúma, pelos dois jogos da final.

Mantendo o mesmo ritmo do ano anterior, a RBS TV seguiu o mesmo padrão adotado pela empresa no Rio Grande do Sul, transmitindo praticamente sempre os jogos fora de casa dos dois times da capital. De início, estavam programados 8 jogos fora de casa para Figueirense e Avaí e apenas os dois clássicos entre Criciúma e Joinville. Contudo, devido a motivos de eliminações, jogos de liderança, de adiamento de partidas e de pressão das próprias torcidas do interior, a dupla da capital teve 4 dos 16 jogos programados remanejados para os dois do interior e para a Chapecoense.

No pay per view, a princípio, ficou garantida a transmissão de todos os jogos de Avaí, Figueirense, Criciúma, com exceção das rodadas finais e de alguns jogos da RBS TV. O Joinville, por pressão da diretoria, exigiu que várias de suas partidas não fossem transmitidas no PFC, inclusive na semifinal do returno contra a Chapecoense.

Jogos transmitidos pelo Premiere FCEditar

O Premiere FC transmitiu praticamente todas as partidas de Avaí, Criciúma e Figueirense e algumas do Joinville.

Jogos transmitidos pela RBS TVEditar

1º TurnoEditar

  • 1ª rodada - Metropolitano 1–1 Figueirense - 16 de janeiro (Dom) - 17:00 (Todo o estado, menos região de Blumenau)
  • 2ª rodada - Brusque 3–0 Avaí - 19 de janeiro (Qua) - 22:00 (Todo o estado, menos região de Blumenau)
  • 3ª rodada - Criciúma 2–0 Avaí - 23 de janeiro (Dom) - 17:00 (Todo o estado, menos região de Criciúma)
  • 4ª rodada - Marcílio Dias 1–1 Figueirense - 26 de janeiro (Qua) - 22:00 (Todo o estado, menos região de Blumenau)
  • 5ª rodada - Metropolitano 0–0 Avaí - 30 de janeiro (Dom) - 17:00 (Todo o estado, menos região de Blumenau)
  • 6ª rodada - Avaí 2–1 Joinville - 2 de fevereiro (Qua) - 22:00 (Todo o estado, menos região de Florianópolis)
  • 7ª rodada - Joinville 0–0 Criciúma - 6 de fevereiro(Dom) - 17:00 (Todo o estado, menos região de Joinville)
  • 8ª rodada - Criciúma 2–0 Figueirense - 9 de fevereiro (Qua) - 22:00 (Todo o estado, menos região de Criciúma)
  • 9ª rodada - Marcílio Dias 3–2 Criciúma - 13 de fevereiro(Dom) - 17:00 (Todo o estado, menos região de Blumenau)
  • Semifinal - Figueirense 3–1 Joinville - 20 de fevereiro (Dom) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Florianópolis)
  • Final - Figueirense 0–1 Criciúma - 27 de fevereiro (Dom) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Florianópolis)

2º TurnoEditar

  • 1ª rodada - Chapecoense 2–0 Avaí - 5 de março (Sáb) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Chapecó)
  • 2ª rodada - Joinville 1–1 Figueirense - 9 de março (Qua) - 22:00 (Todo o estado, menos região de Joinville)
  • 3ª rodada - Marcílio Dias 2–3 Joinville - 13 de março (Dom) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Blumenau)
  • 4ª rodada - Metropolitano 1–3 Chapecoense - 20 de março (Dom) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Blumenau)
  • 5ª rodada - Concórdia 2–1 Figueirense - 23 de março (Qua) - 22:00 (Todo o estado, menos região de Chapecó)
  • 6ª rodada - Joinville 4–0 Avaí - 27 de março (Dom) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Joinville)
  • 7ª rodada - Criciúma 1–1 Joinville - 3 de abril (Dom) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Criciúma)
  • 8ª rodada - Marcílio Dias 1–2 Avaí - 10 de abril (Dom) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Blumenau)
  • 9ª rodada - Imbituba 0–6 Figueirense - 17 de abril (Qua) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Criciúma)
  • Semifinal - Chapecoense 2–1 Joinville - 24 de abril (Dom) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Chapecó)
  • Final - Chapecoense 2–2 Avaí - 1º de maio (Dom) - 16:00 (Todo o estado, menos região de Chapecó)

*O jogo entre Brusque – Figueirense, programado para a terceira rodada, foi substituído por Marcílio Dias x Joinville devido ao adiamento da partida devido ao mau tempo

FinalEditar

  • Ida - Criciúma 1–0 Chapecoense - 8 de maio (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • Volta - Chapecoense 1–0 Criciúma - 15 de maio (Dom) - 16:00 (Todo o estado)

Transmissões fora de casa por timeEditar

Clube Turno (fase inicial) Returno (fase inicial) Total (fases iniciais) Total (incluindo mata-mata)
Figueirense 3 3 6 6
Avaí 3 3 6 7
Joinville 1 2 3 5
Criciúma 2 0 2 4
Chapecoense 0 1 1 2

TroféusEditar

Troféu DefinitivoEditar

O troféu tinha o formato da sede da Federação Catarinense de Futebol.

Troféu Dr. Aderbal Ramos da SilvaEditar

A partir de 2011, a Federação Catarinense de Futebol oferta o Troféu Transitório Dr. Aderbal Ramos da Silva, em homenagem ao patrono e presidente da Federação entre 1939 e 1946. O troféu, que consiste no busto da pessoa homenageada, é ofertado de posse transitória a todos os campeões do certame desde 2011.

O troféu será entregue de forma definitiva a equipe que conquistar o Campeonato Catarinense (contando as conquistas de 2011 até hoje) por três vezes consecutivas ou cinco vezes alternadas.[3]

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar