Abrir menu principal
Grande Prêmio do Canadá de F-1 2017
Circuit Gilles Villeneuve.svg
Grande Prêmio do Canadá de 2017.
Detalhes da corrida
Data 11 de junho de 2017
Nome oficial Formula 1 Grand Prix du Canada 2017
Local Circuito Gilles Villeneuve, Montreal, Quebec, Canadá
Total 70 voltas / 305.270 km
Pole
Piloto
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Tempo 1:11.459
Volta mais rápida
Piloto
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Tempo 1:14.551 (na volta 64)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Segundo
Finlândia Valtteri Bottas Mercedes
Terceiro
Austrália Daniel Ricciardo Red Bull-TAG Heuer

O Grande Prêmio do Canadá de 2017 (formalmente denominado Formula 1 Grand Prix du Canada 2017) foi a sétima etapa da temporada de 2017 da Fórmula 1. Disputada em 11 de junho de 2017 no Circuito Gilles Villeneuve, Montreal, Canadá[1], foi vencida pelo inglês Lewis Hamilton. Completam o pódio o finlandês Valtteri Bottas e o australiano Daniel Ricciardo.

RelatórioEditar

Treino ClassificatórioEditar

Q1

Diferentemente da Mercedes, a Ferrari saiu do box assim que teve oportunidade. E a equipe foi a única no grid a usar os pneus supermacios (faixa vermelha) nesta primeira etapa. A atitude mostra o quando a equipe italiana está confiante para a corrida, já que todos os rivais usaram os ultramacios (faixa roxa), os mais rápidos da gama de compostos. Não à toa, o time alemão teminou o Q1 na frente, com Bottas em primeiro e Hamilton em segundo. Vettel avançou na terceira posição, enquanto Kimi foi apenas o nono. Felipe Massa avançou para o Q2 em quinto. Um bandeira amarela marcou o finalzinho da etapa, quando Pascal Wehrlein freou muito em cima da grama, perdeu a traseira e acabou batendo no muro.

Eliminados: Stoffel Vandoorne (McLaren-Honda), Lance Stroll (Williams), Kevin Magnussen (Haas), Marcus Ericsson (Sauber) e Pascal Wehrlein (Sauber).

Q2

Já no Q2, a Mercedes não perdeu tempo e saiu dos boxes assim que a luz verde acendeu, e o primeiro tempo de Hamilton já foi logo o melhor do fim de semana, com 1m12s496. A Ferrari até foi para a pista com os ultramacios desta vez, mas não foi possível superar os rivais alemães. Com o britânico na ponta, Bottas foi o segundo, com Räikkönen em terceiro e Vettel em quarto. Felipe Massa avançou ao Q3 em sétimo. Com relação aos incidentes, apenas um chamou a atenção: Carlos Sainz rodou no mesmo ponto de Wehrlein no Q1 depois de cometer o exato mesmo erro e invadir a grama na freada. Mas, para a sua sorte, o espanhol conseguiu evitar o toque no muro, só que foi eliminado por não ter obtido uma marca que o fizesse avançar ao Q3.

Eliminados: Daniil Kvyat (Toro Rosso), Fernando Alonso (McLaren-Honda), Carlos Sainz Jr. (Toro Rosso), Romain Grosjean (Haas) e Jolyon Palmer (Renault).

Q3

No Q3, nem Ferrari nem Mercedes quiseram esperar, os rivais deixaram os boxes juntos desta vez. E logo de cara Lewis Hamilton acabou com qualquer recorde estabelecido na história da pista, ao anotar 1m11s791 - vale ressaltar, no entanto, que recorde oficial somente durante a prova. Mas Sebastian Vettel não deixou barato e anotou 1m11s795, ficando a apenas 0s004 do rival britânico. Mas parecia que, a dois minutos do fim do treino, os pilotos ainda estavam famintos, porque tanto Hamilton quanto Vettel saíram novamente dos boxes. E sabe-se lá de onde, o tricampeão conseguiu tirar 0s3 da cartola e baixar ainda mais seu tempo, garantindo a pole com 1m11s459.

 
Grid de Largada

CorridaEditar

Hamilton largou bem, mantendo a primeira colocação, enquanto Verstappen arrancou da quinta para a segunda posição. Vettel, além de ser ultrapassado pelo holandês, também acabou superado por Bottas, caindo para o quarto lugar. Massa vinha no bolo, quando foi atingido por um desgovernado Sainz, que, por sua vez, tinha sido tocado pela Haas de Grosjean. O safety car foi acionado para que fossem recolhidos os carros dos dois pilotos.

Na relargada, Bottas tenta a ultrapassagem sobre Verstappen, mas é prontamente fechado pelo holandês da RBR. Na confusão da largada, Vettel tem a asa dianteira danificada em toque com Verstappen. O alemão, que estava em quarto, vai aos boxes trocar a peça, e volta à pista na 18ª colocação. Após grande largada, Verstappen para com problemas na RBR. Holandês fazia ótima prova, e era o secundo colocado. Lance Stroll vem sofrendo com as críticas pelo desempemho abaixo do esperado no início de temporada. Neste domingo, porém, o canadense parece ter se inspirado por correr no solo de casa, e fez boa corrida, disputando posições entre os dez primeiros. Em um verdadeiro encontro de gerações, Stroll supera o bicampeão Fernando Alonso para assumir a 11ª colocação.

Após polêmica em Mônaco, quando Vettel superou Räikkönen em tática dos boxes, agora os companheiros de equipe se encontram na pista. O alemão aproveita o erro do campeão de 2007, e ultrapassa o finlandês para ser o sexto. Disputa acirrada pela quarta colocação entre a dupla da Force India e Sebastian Vettel. Alonso vinha para marcar o primeiro ponto da McLaren no campeonato, mas abandona na penúltima volta com quebra do motor Honda. Apesar de mais uma frustração, Alonso sai do carro e vai (literalmente) para a galera. Reflexo da experiência na Indy?

Lewis Hamilton não teve sua vitória ameaçada em nenhum momento do GP do Canadá. Saindo da pole position, o inglês largou bem, manteve a liderança e rumou solitário para receber a bandeira quadriculada em primeiro pela 56ª vez na carreira, sexta em Montreal.

 
Resultado da corrida

PneusEditar

Os compostos de pneus fornecidos pela Pirelli para este Grande Prêmio[2]
Nome do composto Cor Banda de rolamento Condições de Tempo Dry Type Aderência Longevidade
Ultra Macio   Slick
(P Zero)
Seco Ultrasoft Mais aderência Menos durável
Super Macio   Slick
(P Zero)
Seco Supersoft Mais aderência Menos durável
Macio   Slick
(P Zero)
Seco Soft Médio Médio

ResultadosEditar

Treino ClassificatórioEditar

Pos. Piloto Construtor Q1 Q2 Q3 Grid
1 44   Lewis Hamilton Mercedes  1:12.692 1:12.496 1:11.459 1
2 5   Sebastian Vettel Ferrari 1:13.046 1:12.749 1:11.789 2
3 77   Valtteri Bottas Mercedes 1:12.685 1:12.563 1:12.177 3
4 7   Kimi Räikkönen Ferrari 1:13.548 1:12.580 1:12.252 4
5 33   Max Verstappen Red Bull-TAG Heuer 1:13.177 1:12.751 1:12.403 5
6 3   Daniel Ricciardo Red Bull-TAG Heuer 1:13.543 1:12.810 1:12.577 6
7 19   Felipe Massa Williams-Mercedes  1:13.435 1:13.012 1:12.858 7
8 11   Sergio Pérez Force India-Mercedes 1:13.470 1:13.262 1:13.018 8
9 31   Esteban Ocon Force India-Mercedes  1:13.520 1:13.320 1:13.135 9
10 27   Nico Hülkenberg Renault  1:13.804 1:13.262 1:13.271 10
11 26   Daniil Kvyat Toro Rosso  1:13.802 1:13.690 11
12 14   Fernando Alonso McLaren-Honda 1:13.669 1:13.693 12
13 55   Carlos Sainz Jr. Toro Rosso 1:14.051 1:13.756 13
14 8   Romain Grosjean Haas-Ferrari 1:13.780 1:13.839 14
15 30   Jolyon Palmer Renault  1:13.990 1:14.293 15
16 2   Stoffel Vandoorne McLaren-Honda  1:14.182 16
17 18   Lance Stroll Williams-Mercedes   1:14.209 17
18 20   Kevin Magnussen Haas-Ferrari  1:14.318 18
19 9   Marcus Ericsson Sauber-Ferrari   1:14.495 19
20 94   Pascal Wehrlein Sauber-Ferrari   1:14.810 Box 1
Tempo dos 107%: 1:17.772
Fonte:[3][4]
Notas

↑1 - Pascal Wehrlein (Sauber) perdeu cinco posições no grid, por conta de uma mudança não progamada na caixa de câmbio, o alemão largará dos boxes por conta de uma mudança de especificação na asa traseira.

CorridaEditar

Pos. Nu. Piloto Construtor Voltas Tempo/Retirado Grid Pontos
1 44   Lewis Hamilton Mercedes  70 1:33:05.154 1 25
2 77   Valtteri Bottas Mercedes 70 +18.783 3 18
3 3   Daniel Ricciardo Red Bull-TAG Heuer 70 +35.297 6 15
4 5   Sebastian Vettel Ferrari 70 +35.907 2 12
5 11   Sergio Pérez Force India-Mercedes 70 +40.476 8 10
6 31   Esteban Ocon Force India-Mercedes  70 +40.716 9 8
7 7   Kimi Räikkönen Ferrari 70 +58.632 4 6
8 27   Nico Hülkenberg Renault  70 +1:00.374 10 4
9 18   Lance Stroll Williams-Mercedes   69 +1 Volta 17 2
10 8   Romain Grosjean Haas-Ferrari 69 +1 Volta 14 1
11 30   Jolyon Palmer Renault  69 +1 Volta 15
12 20   Kevin Magnussen Haas-Ferrari  69 +1 Volta 18
13 9   Marcus Ericsson Sauber-Ferrari   69 +1 Volta 19
14 2   Stoffel Vandoorne McLaren-Honda  69 +1 Volta 16
15 94   Pascal Wehrlein Sauber-Ferrari   68 +2 Voltas 20
16 14   Fernando Alonso McLaren-Honda 66 Unid. de potência 12
Ret 26   Daniil Kvyat Toro Rosso  54 11
Ret 33   Max Verstappen Red Bull-TAG Heuer 10 Unid. de potência 5
Ret 19   Felipe Massa Williams-Mercedes  0 Colisão 7
Ret 55   Carlos Sainz Jr. Toro Rosso 0 Colisão 13
Fonte: [5]

Voltas na LiderançaEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
Nº de Voltas Piloto Voltas
70   Lewis Hamilton (1-70)

CuriosidadesEditar

 
Hamilton segurando a réplica do capacete de Senna após igualar a marca de 65 pole position

2017 DHL Fastest Pit Stop AwardEditar

ResultadoEditar

Pos. Nu. Piloto Construtor Tempo Pontos
1 18   Lance Stroll Williams-Mercedes 2.17 25
2 77   Valtteri Bottas Mercedes 2.34 18
3 11   Sergio Pérez Force India-Mercedes 2.55 15
4 44   Lewis Hamilton Mercedes 2.57 12
5 5   Sebastian Vettel Ferrari 2.67 10
6 3   Daniel Ricciardo Red Bull-TAG Heuer 2.74 8
7 7   Kimi Räikkönen Ferrari 2.76 6
8 2   Stoffel Vandoorne McLaren-Honda 2.77 4
9 31   Esteban Ocon Force India-Mercedes 2.87 2
10 14   Fernando Alonso McLaren-Honda 2.93 1
Fonte: [7]

ClassificaçãoEditar

Tabela do campeonato após a corridaEditar

Somente as cinco primeiras posições estão incluídas nas tabelas.

Referências

  1. «Formula 1 Grand Prix du Canada 2017» (em inglês). Formula 1.com 
  2. «Pirelli confirm compounds for Spain through Azerbaijan» (em inglês). Formula 1.com. 10 de março de 2017 
  3. «FORMULA 1 GRAND PRIX DU CANADA 2017 - QUALIFYING» (em inglês). Formula1.com. 10 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  4. «FORMULA 1 GRAND PRIX DU CANADA 2017 - STARTING GRID» (em inglês). Formula1.com. 10 de junho de 2017. Consultado em 11 de junho de 2017 
  5. «FORMULA 1 GRAND PRIX DU CANADA 2017 - RACE RESULT» (em inglês). Formula1.com. 11 de junho de 2017. Consultado em 11 de junho de 2017 
  6. «Hamilton ganha presente da família de Senna e se emociona: "Capacete do meu herói"». globoesporte.com. 10 de junho de 2017. Consultado em 11 de junho de 2017 
  7. «2017 DHL Fastest Pit Stop Award» (em inglês). Formula1.com. 26 de março de 2017 
Prova Anterior:
GP de Mônaco de 2017
Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1
Temporada 2017
Próxima Prova:
GP do Azerbaijão de 2017

Prova Anterior:
GP do Canadá de 2016
Grande Prêmio do Canadá Próxima Prova:
GP do Canadá de 2018