Abrir menu principal

Kim Antonie Lode Clijsters (Bilzen, 8 de junho de 1983) é uma ex-tenista profissional belga e ex-número 1 no ranking de simples e duplas simultaneamente.[2] Considerada por muitos a melhor jogadora da bélgica de todos os tempos,[3] e admirada por tenistas como Martina Navratilova [4] venceu quatro torneios Grand Slam em simples (US Open 2005, 2009, 2010 e Australian Open 2011), dois em duplas (Roland Garros 2003 e Wimbledon 2003), 3 WTA Tour Championships (Los Angeles 2002, 2003 e Doha 2010) e da Fed Cup (2001).[5]

Tenista Kim Clijsters
US Open Tennis 2010 1st Round 192.jpg
Alcunha(s) Aussie Kim[1]
País  Bélgica
Residência Bree, Bélgica
Data de nascimento 8 de junho de 1983 (36 anos)
Local de nasc. Bilzen, Bélgica
Treinado por Wim Fissette
Profissionalização 1997
Mão Forehand direita, Backhand duas mãos
Prize money US$ 23 629 561 Fonte
Simples
Vitórias-Derrotas 523–127
Títulos 41
Melhor ranking 1 (11 de agosto de 2003)
Resultados de Grand Slam
Open da Austrália V (2011)
Roland Garros F (2001, 2003)
Wimbledon SF (2003, 2006)
US Open V (2005, 2009, 2010)
Torneios principais
WTA Championships V (2002, 2003, 2010)
Duplas
Vitórias-Derrotas 131–55
Títulos 11
Melhor ranking 1 (4 de agosto de 2003)
Resultados de Grand Slam de Duplas
Open da Austrália QF (2003)
Roland Garros V (2003)
Wimbledon V (2003)
US Open QF (2002)
Torneios principais de duplas
WTA Championships F (2003)
Última atualização em: 6 de fevereiro de 2011.

Tornou-se profissional em 1997, treinada por Carl Maes.[5] Filha do ex-jogador profissional de futebol da seleção belga Lei Clijsters [6] e de uma ex-ginasta, Clijsters impressiona pela eficiência em conciliar ataque e defesa. Aos 24 anos, em maio de 2007, Clijsters anunciou sua aposentadoria do circuito por motivos de saúde (vinha de numerosas contusões) e para se dedicar mais à sua vida pessoal.[7] Em julho de 2007 a tenista casou-se com o jogador de basquete Brian Lynch, com quem veio a ter uma filha, Jada.[8]

Em 2009, Clijsters foi convidada a fazer uma partida de exibição para a inauguração do teto retrátil da quadra central de Wimbledon[9] ao lado de Tim Henman, Steffi Graf e Andre Agassi. Após a boa apresentação na qual venceu a tenista alemã, Kim mostrou interesse em voltar ao circuito.[10]

Logo Clijsters recebeu convite da organização do US Open, pois ainda não possuía ranking.[11] Avançando por jogadoras como Na Li, Marion Bartoli, Venus Williams, Serena Williams e derrotando Caroline Wozniacki na final, Clijsters levou o título em Flushing Meadows[12] coroando sua incrível volta, e tornando-se a primeira mãe, desde Evonne Goolagong em 1980, a vencer um Grand Slam,[13] bem como a primeira convidada a levar a taça.[14] Kim ainda tornou-se a única jogadora a ter vencido Serena Williams e Venus Williams no mesmo torneio por duas vezes (as norte-americanas que em 2008 eram segunda e terceira do ranking respectivamente).

No dia 9 de julho de 2010, Kim Clijsters bateu um novo recorde: seu jogo contra Serena Williams em Bruxelas, com 35.681 espectadores, tornou-se o maior público da história de um jogo de tênis, superando o recorde da batalha dos sexos entre Billie Jean King e Bobby Riggs 37 anos antes, em Houston.[15]

Em 11 de fevereiro de 2011 Kim recuperou o posto de número 1 do ranking WTA por uma semana, e entrou para a hitória como a primeira mãe a liderar o tênis mundial.[16][17] O sucesso em conciliar a carreira de tenista com a maternidade rendeu a Kim a inserção na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo da revista TIME.[18]

Índice

Estilo de jogoEditar

Clijsters é reconhecida por seus golpes profundos, poderosos e bem colocados,. Procura geralmente acertar as linhas da quadra adversária com velocidade e, desta maneira, consegue disparar winners de qualquer ponto da quadra. Seu forehand é um dos melhores e mais poderosos do circuito feminino,[19] no entanto, por estar sempre perto dos limites, acaba muitas vezes comentendo erros não forçados. O backhand é mais consistente e ainda pesado, o que possibilita bons contra-ataques. Clijsters é ainda conhecida por defender bem em todas as superfícies. Sua defesa é caracterizada por misturar velocidade e grande elasticidade.

Ao lado de Jelena Jankovic e Svetlana Kuznetsova a tenista belga é uma das poucas jogadoras do circuito capazes de deslizar em qualquer superfície. Uma das marcas registradas de Clijsters é a defesa com abertura de pernas,[20] para alcançar bolas anguladas, que frequentemente arranca manifestações de surpresa do público.[21] Maria Sharapova quando entrevistada ao perder a final de Miami em 2005 para Kim disse: "Você deve ter em mente que ela poderá devolver todas as bolas." [22]

O saque é hoje uma das fraquezas da mamãe do circuito. Quando bem colocado consegue bons aces e, jogando com o primeiro serviço Kim possui um aproveitamento muito elevado. Porém, ela tende a se apressar entre o primeiro e o segundo serviço, resultando muitas vezes em duplas-faltas. Como ex número 1 do mundo em duplas, Clijsters possui grande facilidade em bater swing-volley ou smashs, que são alguns dos seus melhores golpes.

Na primeira fase de sua carreira o fator psicológico era considerado uma das maiores fraquezas do jogo de Clijsters e, por esta razão, ela sucumbia em jogos decisivos nos Grand Slam sem apresentar seu melhor jogo. Depois de ter se tornado mãe e iniciado sua segunda carreira, Kim parece ter superado esse problema. Hoje, ela é considerada, ao lado de Serena Williams, umas das jogadoras mais difíceis de se bater mentalmente, jogando bem na adversidade e nos momentos decisivos, como nas viradas na final de Cincinatti sobre Maria Sharapova, e na semifinal do US Open sobre Venus Williams ambas em 2010.

Clijsters é igualmente reconhecida como uma das tenistas mais queridas do circuito,[23] com grande torcida na Austrália, nos Estados Unidos e na Europa, e ganhou 7 vezes o prêmio Karen Krantzcke Sportsmanship Award, que é resultado da votação das próprias tenistas.

Vida pessoalEditar

Clijsters nasceu em 8 de junho de 1983 em Bilzen, na parte flamenga da Bélgica.[24] Ela é filha de Lei Clijsters, ex-jogador de futebol profissional, e Els Vandecaetsbeek, ginasta campeã nacional. Clijsters costuma dizer que herdou as pernas fortes de seu pai e sua flexibilidade de sua mãe. A irmã de Kim, Elke, terminou 2002 como a campeã juvenil mundial em duplas pela ITF, e se aposentou em 2004, devido a lesões.[25] Em dezembro de 2003, Clijsters anunciou seu noivado com o tenista australiano Lleyton Hewitt,[26] porém, eles romperam, em outubro de 2004, o relacionamento que durou quase 5 anos.[27]

O relacionamento rendeu a Kim o carinhoso apelido Aussie Kim (Kim australiana) que, ainda hoje, é usado pela imprensa e torcida australiana.[28] Em outubro de 2006, Clijsters, anunciou seu noivado com o jogador americano profissional de basquete Bryan Lynch. Antes, porém, aposentou-se do circuito para dedicar-se à família.[29] Clijsters e Lynch se casaram no dia 13 de julho de 2007, em Bree, numa cerimônia privada que contou com os pais dos noivos, Elke Clijsters, e Pat Lynch, irmão de Brian.[30] Clijsters deu à luz a pequena Jada Ellie, no dia 27 de fevereiro de 2008.[31] Seu pai, Lei, morreu em 4 de janeiro de 2009, de câncer de pulmão.[32] Motivada por essas mudanças impactantes, Kim iniciou uma bem-sucedida nova carreira no tênis.

Prêmios da WTA (WTA Awards)Editar

- Jogadora do ano (2010) - Serviço ao tênis (2009) - Melhor retorno ao circuito (2009) - Karen Krantzcke Sportsmanship Award (2009) - Serviço ao tênis (2006) - Humanitária do ano (2006) - Karen Krantzcke Sportsmanship Award (2006) - Jogadora do ano (2005) - Melhor retorno ao circuito (2005) - Karen Krantzcke Sportsmanship Award (2005) - Serviço ao tênis (2003) - Karen Krantzcke Sportsmanship Award (2003) - Karen Krantzcke Sportsmanship Award (2002) - Karen Krantzcke Sportsmanship Award (2001) - Karen Krantzcke Sportsmanship Award (2000) - Revelação do ano (1999) [5][33][34]

AposentadoriaEditar

Em 2012, ela anuncia sua aposentadoria. Seu ultimo torneio foi o Aberto dos Estados Unidos. A sua partida de despedida aconteceu no dia 12 de Dezembro de 2012. Diante de um estádio lotado na cidade de Antuérpia, na Bélgica, a ex-número um do mundo venceu a norte-americana Venus Williams, uma de suas maiores rivais, após duplo 6/3. Em seu discurso de despedida, Clijsters agradeceu a presença de Venus. Assim foram as palavras ditas por ela: "Venus, foi um prazer receber você aqui esta noite e tem sido uma honra jogar contra você ao longo dos últimos 15 anos. Você tem sido uma inspiração para mim e é sempre um prazer te enfrentar".[35]

Major finalsEditar

Grand Slam finaisEditar

Simples: 8 finais (4 títulos, 4 vices)Editar

Resultado Ano Campeonato Piso Oponente Placar
Vice 2001 Aberto da França Saibro   Jennifer Capriati 6–1, 4–6, 10–12
Vice 2003 Aberto da França (2) Saibro   Justine Henin 0–6, 4–6
Vice 2003 US Open Duro   Justine Henin 5–7, 1–6
Vice 2004 Australian Open Duro   Justine Henin 3–6, 6–4, 3–6
Campeã 2005 US Open Duro   Mary Pierce 6–3, 6–1
Campeã 2009 US Open (2) Duro   Caroline Wozniacki 7–5, 6–3
Campeã 2010 US Open (3) Duro   Vera Zvonareva 6–2, 6–1
Campeã 2011 Australian Open Duro   Li Na 3–6, 6–3, 6–3

Duplas: 3 finais (2 títulos, 1 vice)Editar

Resultado Ano Campeonato Piso Parceira Oponentes Placar
Vice 2001 Wimbledon Grama   Ai Sugiyama   Lisa Raymond
  Rennae Stubbs
4–6, 3–6
Campeã 2003 Aberto da França Saibro   Ai Sugiyama   Virginia Ruano Pascual
  Paola Suárez
6–7(5–7), 6–2, 9–7
Campeã 2003 Wimbledon Grama   Ai Sugiyama   Virginia Ruano Pascual
  Paola Suárez
6–4, 6–4

Duplas Mistas: 1 final (1 vice)Editar

Resultado Ano Campeonato Piso Parceiro Oponentes Placar
Vice 2000 Wimbledon Grama   Lleyton Hewitt   Kimberly Po
  Donald Johnson
4–6, 6–7(3–7)

WTA Tour finalsEditar

Simples: 3 finais (3 títulos)Editar

Resultado Ano Campeonato Piso Oponente Score
Campeã [2002]] Los Angeles Duro (i)   Serena Williams 7–5, 6–3
Campeã 2003 Los Angeles (2) Duro (i)   Amélie Mauresmo 6–2, 6–0
Campeã 2010 Doha Duro   Caroline Wozniacki 6–3, 5–7, 6–3

Duplas: 1 final (1 vice)Editar

Resultado Ano Campeonato Piso Parceira Oponentes Placar
Vice 2003 Los Angeles Duro (i)   Ai Sugiyama   Virginia Ruano Pascual
  Paola Suárez
4–6, 6–3, 3–6

WTA Finais[5]Editar

Grand Slam (4)
WTA Tour Championships (3)
Olimpíadas (0)
Antes de 2009 A partir de 2009
Tier I (5) Premier Mandatory (1)
Tier II (18) Premier 5 (1)
Tier III (7) Premier (0)
Tier IV e V (1) International (1)

Campeã (41)Editar

No. Data Torneio Superfície Adversária da Final Placar
1. 20 Set, 1999   Luxemburgo Carpete   Dominique Monami 6-2, 6-2
2. 10 Jan, 2000   Hobart Rápida   Chanda Rubin 2-6, 6-2, 6-2
3. 30 Out, 2000   Leipzig Carpete   Elena Likhovtseva 7-6(6), 4-6, 6-4
4. 23 Jul, 2001   Stanford Rápida   Lindsay Davenport 6-4, 6-7(5), 6-1
5. 24 Set, 2001   Leipzig Carpete   Magdalena Maleeva 6-1, 6-1
6. 22 Out, 2001   Luxemburgo Carpete   Lisa Raymond 6-2, 6-2
7. 29 Abr, 2002   Hamburgo Saibro   Venus Williams 1-6, 6-3, 6-4
8. 7 Out, 2002   Filderstadt Rápida   Daniela Hantuchová 4-6, 6-3, 6-4
9. 21 Out, 2002   Luxemburgo Carpete   Magdalena Maleeva 6-1, 6-2
10. 4 Nov, 2002   WTA Tour Championships, Los Angeles Carpete   Serena Williams 7-5, 6-3
11. 6 Jan, 2003   Sydney Rápida   Lindsay Davenport 6-4, 6-3
12. 3 Mar, 2003   Indian Wells Rápida   Lindsay Davenport 6-4, 7-5
13. 12 Mai, 2003   Roma Saibro   Amélie Mauresmo 3-6, 7-6(3), 6-0
14. 16 Jun, 2003  's-Hertogenbosch Grama   Justine Henin 6-7(4), 3-0 abd
15. 21 Jul, 2003   Stanford Rápida   Jennifer Capriati 4-6, 6-4, 6-2
16. 4 Ago, 2003   Los Angeles Rápida   Lindsay Davenport 6-1, 3-6, 6-1
17. 6 Out, 2003   Filderstadt Rápida   Justine Henin 5-7, 6-4, 6-2
18. 20 Out, 2003   Luxemburgo Carpete   Chanda Rubin 6-2, 7-5
19. 3 Nov, 2003   WTA Tour Championships, Los Angeles Rápida   Amélie Mauresmo 6-2, 6-0
20. 9 Fev, 2004   Paris Carpete   Mary Pierce 6-2, 6-1
21. 16 Fev, 2004   Antwerp Carpete   Silvia Farina Elia 6-3, 6-0
22. 7 Mar, 2005   Indian Wells Rápida   Lindsay Davenport 6-4, 4-6, 6-2
23. 23 Mar, 2005   Miami Rápida   Maria Sharapova 6-3, 7-5
24. 13 Jun, 2005   Eastbourne Grama   Vera Dushevina 7-5, 6-0
25. 1 Ago, 2005   Stanford Rápida   Venus Williams 7-5, 6-2
26. 8 Ago, 2005   Los Angeles Rápida   Daniela Hantuchova 6-4, 6-1
27. 15 Ago, 2005   Toronto Rápida   Justine Henin 7-5, 6-1
28. 10 Set, 2005   US Open, New York Rápida   Mary Pierce 6-3, 6-1
29. 2 Out, 2005   Luxemburgo Carpete   Anna-Lena Grönefeld 6-2, 6-4
30. 30 Out, 2005   Hasselt Rápida   Francesca Schiavone 6-2, 6-3
31. 7 Mai, 2006   Warsaw Saibro   Svetlana Kuznetsova 7-5, 6-2
32. 30 Jul, 2006   Stanford Rápida   Patty Schnyder 6-4, 6-2
33. 5 Nov, 2006   Hasselt Rápida   Kaia Kanepi 6-3, 3-6, 6-4
34. 12 Jan, 2007   Sydney Rápida   Jelena Janković 4-6, 7-6(1), 6-4
35. 12 Set, 2009   US Open, New York Rápida   Caroline Wozniacki 7-5, 6-3
36. 9 Jan, 2010   Brisbane Rápida   Justine Henin 6-3,4-6,7-6(8-6)
37. 3 Abr, 2010   Miami Rápida   Venus Williams 6-2, 6-1
38. 9 Ago, 2010   Cincinnati Rápida   Maria Sharapova 2-6, 7-6, 6-2
39. 11 Set, 2010   US Open, New York Rápida   Vera Zvonareva 6-2, 6-1
40. 31 Out, 2010   WTA Tour Championships, Doha Rápida   Caroline Wozniacki 6-3, 5-7, 6-3
41. 29 Jan, 2011   Australian Open, Melbourne Rápida   Na Li 3-6, 6-3, 6-3

Vice-Campeã (19)Editar

No. Data Torneio Superfície Adversária da Final Placar
1. 18 Out, 1999   Bratislava Dura   Amelie Mauresmo 3-6, 3-6
2. 8 Out, 2000   Filderstadt Carpete   Martina Hingis 0-6, 3-6
3. 17 Mar, 2001   Indian Wells Dura   Serena Williams 6-4, 4-6, 2-6
4. 28 Mai, 2001   Roland Garros, Paris Saibro   Jennifer Capriati 6-1, 4-6, 10-12
5. 18 Jun, 2001   's-Hertogenbosch Grama   Justine Henin 4-6, 6-3, 3-6
6. 22 Jul, 2002   Standford Dura   Venus Williams 3-6, 3-6
7. 22 Set, 2002   Tóquio Dura   Serena Williams 6-2, 3-6, 3-6
8. 10 Fev, 2003   Antuérpia Carpete   Venus Williams 2-6, 4-6
9. 2 Mar, 2003   Scottsdale Dura   Ai Sugiyama 6-3, 5-7, 4-6
10. 5 Mai, 2003   Berlim Saibro   Justine Henin 4-6, 6-4, 5-7
11. 26 Mai, 2003   Roland Garros, Paris Saibro   Justine Henin 0-6, 4-6
12. 28 Jul, 2003   San Diego Rápida   Justine Henin 6-3, 2-6, 3-6
13. 25 Ago, 2003   US Open, Nova Iorque Dura   Justine Henin 5-7, 1-6
14. 19 Jan, 2004   Australian Open, Melbourne Dura   Justine Henin 3-6, 6-4, 3-6
15. 19 Fev, 2006   Antuérpia Carpete   Amelie Mauresmo 6-3, 3-6, 3-6
16. 6 Ago, 2006   San Diego Rápida   Maria Sharapova 5-7, 5-7
17. 18 Fev, 2007   Antuérpia Carpete   Amelie Mauresmo 4-6, 6-7 (4)
18. 14 Jan, 2011   Sydney Dura   Na Li 6-7 (3), 3-6
19. 13 Fev, 2011   Paris Rápida   Petra Kvitová 4-6, 3-6

Campeã em duplas (11)Editar

No. Data Torneio Parceira Adversárias da Final Placar
1. 18 Out, 1999   Bratislava   Laurence Courtois   Olga Barabanschikova
  Lilia Osterloh
6-2, 3-6, 7-5
2. 21 Mai, 2000   Antwerp   Sabine Appelmans   Jennifer Hopkins
  Petra Rampre
6–1, 6–1
3. 4 Ago, 2002   Los Angeles   Yelena Dokic   Daniela Hantuchová
  Ai Sugiyama
6–3, 6-3
4. 27 Out, 2002   Luxemburgo   Janette Husarova   Květa Hrdličková
  Barbara Rittner
4–6, 6–3, 7–5
5. 11 Jan, 2003   Sydney   Ai Sugiyama   Conchita Martínez
  Rennae Stubbs
6–3, 6–3
6. 16 Fev, 2003   Antwerp   Ai Sugiyama   Nathalie Dechy
  Émilie Loit
6–2, 6–0
7. 2 Mar, 2003   Scottsdale   Ai Sugiyama   Lindsay Davenport
  Lisa Raymond
6–1, 6–4
8. 8 Jun, 2003   Roland Garros   Ai Sugiyama   Virginia Ruano Pascual
  Paola Suárez
6–7(5), 6–2, 9–7
9. 6 Jul, 2003   Wimbledon   Ai Sugiyama   Virginia Ruano Pascual
  Paola Suárez
6–4, 6–4
10. 3 Ago, 2003   San Diego   Ai Sugiyama   Lindsay Davenport
  Lisa Raymond
6–4, 7–5
11. 19 Out, 2003   Zurique   Ai Sugiyama   Virginia Ruano Pascual
  Paola Suárez
7–6(3), 6–2

Linha do tempoEditar

Tournament 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 Career SR Career W-L
Grand Slam tournaments
Aberto da Austrália A A A 1R 4R SF SF F A SF SF A A 3R W SF 1/10 43–9
French Open A A A 1R F 3R F A 4R SF A A A A 2R A 0/7 23–7
Torneio de Wimbledon A A 4R1 2R QF 2R SF A 4R SF A A A QF A 4R 0/9 29–9
US Open de tênis A A 3R 2R QF 4R F A W A A A W W A 2R 3/9 38–6
Grand Slam Win-Loss 0–0 0–0 5–2 2–4 17–4 11–4 22–4 6–1 13–2 14–3 5–1 0–0 7–0 13–2 8–1 9–3 4 / 35 133–31
Year-End Championship
WTA Tour Championships A A A QF SF W W A RR² SF³ A A A W A 3/7 19–7

1 If ITF circuito feminino (Rápida: 10-1; Saibro: 23-4) e a Fed Cup (15-3) participações incluídas, total de Vitórias-Derrotas vai para 413-100.

Referências

  1. Richard Hinds (24 de janeiro de 2011). «Scottish Andy and Aussie Kim left to fly the flag». The Sydney Morning Herald. Consultado em 25 de janeiro de 2011. Six years after her split from Lleyton Hewitt, and despite a subsequent marriage to an American basketballer, some still refer to Kim Clijsters as "Aussie Kim". 
  2. «Clijsters reaches No. 1 for fourth time». TENNIS.com. 12 de fevereiro de 2011. Consultado em 29 de setembro de 2011. Kim Clijsters has reached the No. 1 ranking for the fourth time with a 6-3, 6-0 wipeout of Jelena Dokic in the quarterfinals of the Paris Indoors. 
  3. «Clijsters named to TIME'S top 100 most influential people list». TENNIS.com. 21 de abril de 2011. Consultado em 29 de setembro de 2011. On the court, Kim doesn't play any mind games. She won't throw tantrums or call for bathroom breaks to throw off her opponent. Kim just gets on with it. 
  4. «Clijsres é uma das 100 mais influentes do mundo». Tenis Brasil. 21 de abril de 2011. Consultado em 22 de setembro de 2011. “Quando se trata de ter tudo, Kim Clijsters é um ótimo modelo. 
  5. a b c d «Player Profile Kim Clijsters». WTA Tour 
  6. Lei Clijsters
  7. «Kim Clijsters anuncia sua aposentadoria do tênis mundial». Folha Online. 6 de maio de 2007. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. A tenista Kim Clijsters, 23, anunciou neste domingo em sua página oficial da internet o fima de sua carreira. 
  8. «Ex-tenista Kim Clijsters se casa com o jogador de basquete Brian Lynch». UOL. 12 de julho de 2007. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. A ex-tenista belga Kim Clijsters, ex-número um do mundo, se casará hoje com o jogador de basquete americano Brian Lynch, do qual espera seu primeiro filho. 
  9. «Agassi, Graf, Clijsters e Henman confirmados para testes em Wimbledon». TenisNews. 24 de fevereiro de 2009. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. Andre Agassi, Steffi Graf, Tim Henman e Kim Clijsters foram confirmados para participar de um evento exibição para testar o novo teto retrátil da quadra central de Wimbledon. 
  10. «Wimbledon inaugura teto retrátil». Globoesporte.com. 17 de maio de 2009. Consultado em 17 de fevereiro de 2011. Andre Agassi, Steffi Graf, Tim Henman e Kim Clijsters jogam exibição 
  11. «Kim Clijsters abre a programação do US Open no Estádio Arthur Ashe». Globoesporte.com. 29 de agosto de 2009. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. Hoje, mãe da pequena Jada Ellie, de 1 ano, Clijsters ainda não figura no ranking da WTA, e disputa o torneio graças a um convite dos organizadores. 
  12. «Clijsters vence Wozniacki e é campeã do US Open». JC Online. 14 de setembro de 2009. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. A belga Kim Clijsters comprovou neste domingo (13) que está entre os grandes nomes da história do tênis feminino. Depois de passar dois anos e meio aposentada, ela voltou a competir no mês passado e, em seu terceiro torneio neste retorno, já conquistou o título do US Open, o último Grand Slam da temporada, que é disputado em Nova York. 
  13. «Clijsters coroa retorno às quadras com o bi do US Open». Terra. 14 de setembro de 2009. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. Com a conquista, a belga se torna a primeira mãe a vencer um título de simples de Grand Slam desde 1980. Na ocasião, Evonne Goolagong ficou com a taça de Wimbledon. 
  14. Pedro Candeias (15 de setembro de 2009). «Kim Clijsters. Pára, ou a mamã dispara». ionline. Consultado em 17 de fevereiro de 2011. Para Kim-possible, tudo é possível: ser a primeira tenista com um wild card a ganhar um Grand Slam e, pelo caminho, cuidar da família. 
  15. «Amistoso entre Clijsters e Serena quebra recorde de público de tênis». FOLHA. 8 de julho de 2010. Consultado em 17 de fevereiro de 2011. Uma partida exibição entre a belga Kim Clijsters e a norte-americana Serena Williams, nesta quinta-feira, em Bruxelas, quebrou o recorde mundial de público presente em um jogo de tênis. 
  16. «Clijsters faz pneu em Dokic e retoma o número 1». UOL/Tenis Brasil. 11 de fevereiro de 2011. Consultado em 17 de fevereiro de 2011. Com a vitória de hoje pelas quartas de final do torneio de Paris, Kim Clijsters será a nova número 1 do mundo, ultrapassando Caroline Wozniacki. 
  17. Pedro Keul (14 de fevereiro de 2011). «A mãe de todas as líderes do ranking mundial chama-se Kim Clijsters». Desporto. Consultado em 17 de fevereiro de 2011. Esta é a quarta vez que ocupa o topo do ranking mas, para a história, fica o feito de Clijsters se ter tornado na primeira mãe a liderar o ténis mundial. 
  18. «Entre as 100 mais». Tennis Top Spin. 22 de abril de 2011. Consultado em 22 de setembro de 2011. Não é só entre as tenistas que Kim Clijsters é considerada uma pessoa influente. Segundo a revista TIME, Clijsters figura na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo, sendo a única tenista. 
  19. «Who is Kim Antonie Lode Clijsters?». Kterrl’s Video Favorites. 12 de junho de 2011. Consultado em 29 de setembro de 2011. Her forehand is one of the best and most powerful the women’s game. 
  20. «Kim Clijsters vs Na Li as it happened». BBC Sport. 29 de janeiro de 2011. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. It's great hitting from both women, with Clijsters doing her trademark splits almost every other stroke here as she tries to keep pace with the booming Li groundstrokes. 
  21. «Kim Clijsters Profile». About.com. Consultado em 24 de fevereiro de 2011. Her father's leg strength and her mother's flexibility are more than obvious watching Kim play, as she covers the court better than almost anyone and makes fans cringe by doing sliding full splits to stretch for the ball--even on hard courts. 
  22. «Comeback queen Clijsters triumphs». BBC Sport. 2 de abril de 2005. Consultado em 24 de fevereiro de 2011. "You just have to expect that she's going to get every ball back," said Sharapova. 
  23. «Hewitt and Clijsters reveal split». BBC Sport. 22 de outubro de 2004. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. Hewitt's feisty nature is in contrast to Clijsters' reputation as one of the nicest players on the tennis circuit but their romance flourished. 
  24. Geraldine Bedell (5 de outubro de 2003). «Face to face». guardian. Consultado em 29 de fevereiro de 2011. Clijsters and Henin-Hardenne came up through separate tennis federations, one Flemish, the other French-speaking.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  25. «Profile Elke Clijsters». WTA Tour. Consultado em 29 de fevereiro de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  26. «Clijsters anuncia casamento com Hewitt». Correio da Manhã. 16 de setembro de 2004. Consultado em 29 de fevereiro de 2011. A tenista belga Kim Clijsters vai casar em Fevereiro do próximo ano com o seu colega de profissão o australiano Lleyton Hewitt, numa cerimónia a ter lugar na Austrália.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  27. «Kim Clijsters e Lleyton Hewitt terminam noivado». Correio da Manhã. 23 de outubro de 2004. Consultado em 29 de fevereiro de 2011. Kim Clijsters e Lleyton Hewitt, um dos casais bonitos do ténis mundial, terminaram ontem o namoro que os unia há cerca de cinco anos.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  28. «Finalmente Aussie Kim!». EUROSPORT.com. 29 de janeiro de 2011. Consultado em 29 de fevereiro de 2011. Há muito que os australianos adoptaram a belga pela sua ligação ao então número um local e pela sua simpatia – e, mesmo após a separação, o cognome ficou… sendo mais justificado do que nunca na sequência da final feminina da edição deste ano do Open da Austrália.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  29. «Kim Clijsters antecipa aposentadoria do tênis». Terra. 6 de maio de 2007. Consultado em 29 de fevereiro de 2011. A belga Kim Clijsters anunciou neste domingo a sua aposentadoria do tênis "de maneira imediata".  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  30. Pedro Candeias (15 de setembro de 2009). «Kim Clijsters. Pára, ou a mamã dispara». Ionline. Consultado em 17 de fevereiro de 2011. Saiu-lhe em sorte o basquetebolista Brian Lynch, jogador dos Antwerp Giants (Bélgica) - casaram em segredo a 3 de Julho de 2007, às seis da manhã, na Câmara Municipal de Bree. 
  31. «Clijsters dá à luz o primeiro filho». Tenis News. 27 de fevereiro de 2008. Consultado em 17 de fevereiro de 2011. A ex-tenista belga Kim Clijsters, que abandonou as quadras no ano passado, deu à luz nesta tarde seu primeiro filho, uma menina chamada Jada Elly, segundo informou um porta-voz da família. 
  32. «Ex-jogador de futebol, pai de Kim Clijsters morre de câncer no pulmão na Bélgica». Globoesporte.com. 4 de janeiro de 2009. Consultado em 17 de fevereiro de 2011. Pai da ex-jogadora de tênis Kim Clijsters, Leo Clijsters morreu neste domingo aos 52 anos. 
  33. «Clijsters é eleita a melhor tenista do ano pela 2ª vez». Esporte na Tela. 2 de dezembro de 2010. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. A belga Kim Clijsters foi eleita nesta quarta-feira a melhor tenista do ano, em premiação organizada pela WTA (Associação das Tenistas Profissionais). Essa é a segunda vez que ela ganha o prêmio, repetindo o feito de 2005. 
  34. «Em noite de Serena, Clijsters também brilha e recebe dois prêmios da WTA». Revista TÊNIS. 25 de março de 2010. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. Afora Serena, Kim Clijsters, que retomou a carreira profissional após uma pausa de dois anos, foi destaque, vencendo, também em duas categorias. "Melhor retorno" e prêmio "Karen Krantzcke", dado à jogadora com melhor conduta e esportividade na quadra. É sétima vez que a belga conquista o prêmio. 
  35. esportes.terra.com.br/ Kim Clijsters bate Venus Williams em jogo de despedida

Ligações externasEditar