Lista de conflitos envolvendo a Itália

artigo de lista da Wikimedia

Essa é uma lista de conflitos envolvendo a Itália desde a proclamação de um estado unificado em 1861.

A lista mostra o nome do conflito, data, os aliados e inimigos italianos, além do resultando dos conflitos seguindo a legenda:

      Vitória italiana
      Derrota italiana
      Outro resultado (isso é, tratado de paz sem resultado claro, status quo ante bellum, resultado desconhecido ou inconclusivo)
      Conflito atual

Guerras de unificaçãoEditar

Início Fim Nome do conflito Beligerentes Resultado
Combatente 1 Combatente 2
1848 1849 Primeira Guerra de Independência Italiana   Reino da Sardenha

apoiado por:

  Império Austríaco


  França

  Reino das Duas Sicílias
  Estados papais
  Grão-ducado da Toscana

Derrota dos revolucionários italianos e da Sardenha
1859 1859 Segunda Guerra de Independência Italiana   Império Francês
  Reino da Sardenha
Apoio:
  Principados Unidos
  Império Austríaco Vitória aliada italiana, Armistício de Villafranca (12 de julho de 1859)
1860 1861 Expedição dos Mil   Reino da Sardenha   Reino das Duas Sicílias
apoiada por
  França
  Estados papais
  Espanha
Vitória italiana:
  • Sicília, Sul da Itália, Marcas e Umbria anexada pela Sardenha
  • Colapso das Duas Sicílias
  • Fundação do Reino da Itália
1861 1865 Brigantagem pós-unificação   Itália Briganti do sul da Itália
  Legitimistas Bourbon
  Partisans espanhóis
Vitória Italiana
1866 1866 Terceira Guerra de Independência Italiana   Itália   Império Austríaco Vitória italiana:

Armistício de Cormons e Tratado de Viena:

1866 1866 Revolta dos sete dias e meio   Itália Rebeldes palermitanos Vitória italiana, rebelião suprimida
1870 1870 Captura de Roma   Itália   Estados Papais

  Segundo Império Francês

Vitória italiana, Debelação dos Estados Papais.

Reino de Itália (1861–1946) Coat of arms of the Kingdom of Italy (1890).svgReino da Itália (1861-1945)Editar

Início Fim Nome do conflito Beligerentes Resultado
Combatente 1 Combatente 2
1885 1895 Guerra da Eritreia[1]   Itália   Etiópia
  Sudão Mahdista
Vitória italiana, estabelecimento da Eritreia Italiana.
1889 1920 Pacificação da Somália[2]   Itália Vários rebeldes
  Estado Dervish
Vitória italiana, consolidação da Somália Italiana.
1890 1894 Guerra Mahdista   Itália   Sudão Mahdista Vitória italiana
Todas as invasões sudanesas repelidas
Italianos tomam Kassala
1895 1896 Primeira Guerra Ítalo-Etíope   Itália   Etiópia
Apoiada por:
  Rússia[3][4][5]
  França[6][7]
Rebeldes eritreus[8]
Vitória etíope, Tratado de Adis Abeba:
  • Etiópia reconhecida como um país independente pela Itália.
  • Itália revoga o Tratado de Wuchale.
1896 1925 Revolta Bimal   Itália Rebeldes Bimal Vitória italiana
  • Supressão da revolta
1899 1901 Rebelião Boxer   Reino Unido

  Japão
  Rússia
  França
  Estados Unidos
  Alemanha
  Itália
  Áustria-Hungria

 Punhos Harmoniosos e Justiceiros

  China Manchu

Vitória dos Aliados, Protocolo Boxer:
  • sociedades anti-estrangeiros banidas na China
1900 1920 Guerra do Dervixe   Império Britânico
  Império Etíope (1900-1904)
  Reino de Itália
  Estado Devirxe
Apoiado por:
  Império Otomano
  Império Alemão
  Império Etíope (1915-1916)
Vitória Ítalo-britânica
  • Guerra se funde com a Primeira Guerra Mundial e depois continua ao fim dela
  • Colapso do Estado Dervixe
1902 1903 Bloqueio naval da Venezuela   Reino Unido
  Alemanha
  Itália
  Venezuela Compromisso,
  • Disputa pelo dívida da Venezuela resolvida
1911 1912 Guerra Ítalo-Turca   Itália   Império Otomano Vitória italiana:
1911 1917 Guerra Ítalo-Senussi   Itália   Ordem Senussi Vitória italiana:
1914 1918 Primeira Guerra Mundial: Teatro Italiano   Itália

  Reino Unido
 Império Indiano
  Domínio do Canadá
  Austrália
  Nova Zelândia
 União da África do Sul
 Newfoundland
  Bélgica
  França
  Rússia
  Japão
  Estados Unidos
  Sérvia
  Grécia
Outros aliados

  Áustria-Hungria

  Alemanha
  Império Otomano
  Bulgária

Vitória italiana:

Rússia sai em 1917

Criação da Liga das Nações

1918 1920 Intervenção dos Aliados na Guerra Civil Russa   Império britânico

  Itália
  França
  Estados Unidos
  Japão
  Grécia

  Rússia Soviética

 República do Extremo oriente

Vitória Bolchevique:
1918 1923 Ocupação de Constantinopla   Império Britânico
  França
  Itália
  Império Otomano Vitória aliada
1920 1920 Guerra de Vlora   Itália   Principado da Albânia Rebelião dos soldados italianos força a retirada da Albânia
Itália ainda mantém a ilha de Saseno.
1920 1920 Natal sangrento   Itália   Regência Italiana de Carnaro Vitória italiana:
1923 1932 Pacificação da Líbia   Itália   Ordem Senussi Vitória italiana:
  • Estabilização do poder italiano na Líbia
  • Limpeza étnica da população autóctone da cirenaica.
  • Morte em massa da população local
1923 1923 Incidente de Corfu   Itália   Reino da Grécia
Vitória italiana:
  • Grécia acata os pedidos da Itália
1924 1927 Pacificação da Somália Italiana   Itália Rebeldes somalianos Vitória italiana:
  • Derrota dos rebeldes somalianos
  • O independente Sultanato Migiurtinia é brutalmente suprimido em 1927, finalizando a ocupação italiana na Somália.
1924 1940 Conquista italiana do Chifre da África   Itália   Sultanato de Hobio

Sultanato de Migiurtinia
  Império Etíope
  Império Britânico

Vitória italiana:
  • Conquista italiana do Chifre da África.
1935 1936 Segunda Guerra Ítalo-Abissínia   Itália   Império Etíope

Suporte material:
  Alemanha Nazista[9]

Vitória italiana:
1936 1939 Guerra Civil Espanhola   Nacionalistas

  Itália
  Alemanha
  Portugal
Voluntários Estrangeiros

  Republicanos

  Voluntários Estrangeiros
  União Soviética (1936–1938)
  México

Vitória nacionalista:
1939 1939 Invasão da Albânia   Itália   Albânia Vitória italiana, Ocupação italiana da Albânia.
1939 1945 Segunda Guerra Mundial/Guerra Civil Italiana Eixo

  Alemanha
  Itália (até 1943)
 República Social Italiana(após 1943)
  Japão
  Hungria
  Bulgária(até 1944)
  Romênia(até 1944)
  Manchukuo
  Mengjiang
  Finlândia(até 1944)
  Tailândia

Aliados

  Império britânico
  França
  Polônia
  Bélgica
  Países Baixos
  Luxemburgo
  Tchecoslováquia
  Noruega
  Grécia
  Iugoslávia
  União Soviética
  Estados Unidos
  Canadá
  Austrália
  Nova Zelândia
 Império Indiano
  Nepal
 União da África do Sul
  Brasil
  China
  Império Etíope
  Itália (após 1943)
  Romênia(após 1944)
  Finlândia(após 1944)
  Bulgária(após 1944)

Vitória aliada:

Itália Emblem of Italy.svgRepública Italiana (1946-presente)Editar

Início Fim Nome do Conflito Beligerentes Resultado
Combatente 1 Combatente 2
1982 1984 Força Multinacional no Líbano   Italy

  United States
  França
  Reino Unido

Organização da Jihad Islâmica
  Irã
  Síria
  Partido Socialista Progressivo
  Movimento Amal
Vitória insurgente
1991 1991 Guerra do Golfo   Kuwait

  Estados Unidos
  Arábia Saudita
  França
  Egito
  Síria
  Reino Unido
  Itália
Outros aliados

  Iraque Vitória
  • Kuwait reganha a independência
1992 1996 Guerra da Bósnia
(1992–1995)
  Bósnia e Herzegovina
  Croácia
  Bélgica
  Canadá
  Dinamarca
  França
  Alemanha
  Itália
  Luxemburgo
  Países Baixos
  Noruega
  Portugal
  Espanha
  Turquia
  Reino Unido
  Estados Unidos
  Republika Srpska Vitória
  • Acordo de Dayton
  • Partição interna da Bósnia e Herzegovina de acordo com o tratado.
  • Desdobramento da Força de Implementação liderada pela OTAN para vigiar o acordo de paz.
  • Baixas massivas para o grupo étnico dos bosníacos.
1992 1995 Guerra Civil da Somália   Estados Unidos
  Reino Unido
  Itália
  Arábia Saudita
  Malásia
  Paquistão
  Espanha
  Índia
  Grécia
  Alemanha
  França
  Canadá
  Botswana
  Bélgica
  Austrália
  Várias facções somalis Vitória
  • Mandato humanitário da ONU cumprido
  • Cerca de 100,000 vidas salvas pela resistência estrangeira.
  • Guerra Civil em curso.
  • ONU se retira.
1997 1997 Guerra Civil Albanesa
(Operação Alba)
 Governo de Sali Berisha

(Operação Alba)

(Operação Libelle)

(Operação Silver Wake)

  Rebeldes Vitória

Novas eleições parlamentares

1998 1999 Guerra do Kosovo   Estados Unidos

  França
  Canadá
  Dinamarca
  Alemanha
  Itália
  Exército de Libertação do Kosovo

  Iugoslávia Vitória
  • Kosovo ocupado pelas forças da OTAN
  • Kosovo administrado pela UNMIK
2001 2001 Conflito na Macedônia de 2001   Exército Nacional de Libertação (albanês)
  OTAN
  Macedônia

Suportada por:
  Ucrânia[12][13][14](suprimento de armas)
  Iugoslávia (suprimento de armas)
  Bulgária (suprimento de armas)
  Rússia (suprimento de armas e contrantantes)

Cessar fogo
  • Acordo de Ohrid
  • Ofensiva macedônia parada pelo envolvimento da OTAN.
  • Cessar fogo estabelecido
  • A maioria dos etnicamente albaneses aceitam se desarmas em troca de maiores direitos étnicos.
  • Ressurgência em baixa intensidade desde novembro de 2001.
2001 Guerra no Afeganistão
(2001–presente)
  Estados Unidos
  Reino Unido
  Itália
  Alemanha
  França
  Canadá
  Austrália
  Georgia
  Polônia
  Romênia
  Turquia
  Afeganistão
  Aliança do Norte
  Talibã
  al-Qaeda
  Movimento Islâmico do Uzbequistão
  HI-Gulbuddin
  Hezb-e Islami Khalis
  Rede Haqqani
  Lashkar-e-Taiba
  Jaish-e-Mohammed
  Movimento Islâmico do Turquestão Oriental
  Tehrik-i-Taliban Pakistan
  Emirado Islâmico do Waziristão
  Tehreek-e-Nafaz-e-Shariat-e-Mohammadi
  União da Jihad Islâmica

  Emirado Islâmico do Afeganistão

Vitória
2003 2006 Guerra do Iraque   Coalizão militar no Iraque:

  Estados Unidos
  Reino Unido
  Itália
  Austrália
  Espanha
  Países Baixos
  Polônia
  Coreia do Sul
  Ucrânia
  Georgia
Outros aliados   Iraque depois da queda de Saddam Hussein
  Curdistão iraquiano

  Iraque sob Saddam Hussein
  Estado Islâmico do Iraque

Vários insurgentes

Vitória
2011 2011 Intervenção na Líbia Muitos membros da OTAN   atuando sob o   mandato da ONU, incluindo:

  Estados Unidos
  França
  Dinamarca
  Itália
  Canadá
e
  Forças Anti-Gaddafi
  vários estados da Liga Árabe
  Suécia

  Forças pro-Gaddafi Vitória
2014 Presente Guerra contra o Estado Islâmico

Parte da Guerra Civil Iraquiana (2011–presente), Guerra Civil Líbia (2014-presente), Guerra Civil Síria, e Guerra ao Terror
  Estados Unidos
  França
  Jordânia
  Marrocos
  Reino Unido
  Iraque
  Oposição Síria
  Egito
  Líbia
  Austrália
  Bélgica
  Canadá
  Dinamarca
  Alemanha
  Itália
  Holanda
  Nova Zelândia
  Espanha
  Turquia
  Portugal
  Noruega
  Bahrain
  Arábia Saudita
  Emirados Árabes Unidos
  Qatar
----

  Irã

  Hezbollah

  Estado Islâmico do Iraque e do Levante

  Frente al-Nusra

  Khorasan


  Ahrar ash-Sham

Continua
  • Ataques aéreos sobre ISIL e al-Qaeda afiliados posições no Iraque e na Síria.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Indro Montanelli, Storia d'Italia, vol. 6 1861 - 1919, RCS Libri S.p.A., 2006
  2. Pacification of Somalia.
  3. «The activities of the officer the Kuban Cossack army N. S. Leontjev in the Italian-Ethiopic war in 1895–1896» 
  4. Richard, Pankhurst. «Ethiopia's Historic Quest for Medicine, 6». The Pankhurst History Library. Arquivado do original em 3 de outubro de 2011 
  5. Patman 2009
  6. «Soviet Appeasement, Collective Security, and the Italo-Ethiopian war of 1935 and 1936». libcom.org 
  7. Thomas Wilson, Edward (1974). Russia and Black Africa Before World War II. New York: [s.n.] pp. 57–58 
  8. Haggai, Erlich (1997). Ras Alula and the scramble for Africa – a political biography: Ethiopia and Eritrea 1875–1897. [S.l.]: African World Press 
  9. Leckie 1987, p. 64.
  10. «Statement by Deputy Press Secretary Larry Speakes». 23 de setembro de 1982 
  11. «The Collapse of Lebanon's Army: U.S. Said to Ignore Factionalism». 11 de março de 1984 
  12. Zerkalo Nedeli (28 de fevereiro de 2002). «Paper critical of Western call on Ukraine to stop selling arms to Macedonia». Free Republic. Consultado em 5 de maio de 2015 
  13. Carlotta Gall (23 de julho de 2001). «Rebels Secure a Base in Macedonian Town». New York Times. Consultado em 5 de maio de 2015 
  14. Taras Kuzio (31 de outubro de 2001). «UKRAINE FORGES MILITARY ALLIANCE WITH MACEDONIA». The Jamestown. Consultado em 5 de maio de 2015 
  15. «The JRTN Movement and Iraq's Next Insurgency | Combating Terrorism Center at West Point». Ctc.usma.edu. Consultado em 2 de agosto de 2014 
  16. «Al-Qaeda's Resurgence in Iraq: A Threat to U.S. Interests». U.S Department of State. 5 de fevereiro de 2014. Consultado em 26 de novembro de 2010