Lista de presidentes do Brasil por tempo no cargo

artigo de lista da Wikipedia
Getulio Vargas (1930).jpg
Presidência mais longa:
Getúlio Vargas
(6 775 dias)
CarlosLuz.jpg
Presidência mais breve:
Carlos Luz
(3 dias)

Esta é uma lista de presidentes do Brasil por tempo no cargo, ordenada conforme a quantidade de dias em que foram considerados presidentes. Ela compreende todas as pessoas que assumiram a presidência, incluindo os que o fizeram de facto ou interinamente,[nota 1] e estão presentes na lista da Biblioteca da Presidência da República.[1]

Os dias da lista são calculados a partir da diferença entre as datas do término do mandato e do início deste. Se fossem contados os dias do calendário de cada período, todos os presidentes teriam seu número de dias apresentado acrescido em uma unidade — com exceção de Getúlio Vargas e Ranieri Mazzilli, que teriam dois dias a mais, pois exerceram dois mandatos não consecutivos.

Dois presidentes figuram com um dia a mais ou a menos que outros que governaram pela mesma quantidade de anos: Juscelino Kubitschek e Campos Sales. Isso ocorre porque, no caso do primeiro, seu mandato teve dois anos bissextos, dado isso era possível, pois o mandato presidencial da época era de cinco anos; já Sales governou um dia a menos que outros cinco presidentes que o fizeram por quatro anos completos porque o ano de 1900 não foi bissexto, logo, durante todo seu mandato, não vivenciou nenhum ano dessa natureza.

O presidente que por mais tempo governou o Brasil foi Vargas, que o fez por 14 anos, 11 meses e 26 dias ou 5 474 dias seguidos e, posteriormente, mais 3 anos, 6 meses e 23 dias ou 1 301 dias seguidos, totalizando 18 anos, 6 meses e 19 dias ou 6 775 dias como líder do poder executivo.[2] Isso fez-se possível graças ao fato de que seu primeiro período na presidência, a chamada Era Vargas, foi marcado por diversas conturbações políticas advindas da Revolução de 1930 e à criação do Estado Novo, período no qual ele governou em um regime ditatorial.[3][4] Aquele que por menos tempo exerceu a função de presidente foi Carlos Luz que, na qualidade de presidente da Câmara dos Deputados, assumiu interinamente o cargo máximo do executivo após o afastamento do então presidente Café Filho por motivos de saúde; Luz acabou deposto pelo movimento de 11 de Novembro, servindo por 3 dias como presidente.[5][6] Itamar Franco e Luz foram os que exerceram durante menos tempo em único ano, uma vez que Itamar tomou posse em 29 de dezembro de 1992, logo governando por apenas três dias naquele ano. Mas diferente de Luz, teve depois outros 730 dias (2 anos) como presidente e já era presidente interino desde 2 de outubro de 1992. A média de tempo no cargo, desconsiderando o atual mandatário e as juntas, é de 1 349 dias, o que corresponde a aproximadamente 3 anos, 8 meses e 10 dias. Considerando as Juntas, a média é de 1 278 dias, correspondendo a aproximadamente 3 anos, 5 meses e 22 dias. A República Federativa do Brasil possui 132 anos e 185 dias (48 397 dias).

Lista dos presidentesEditar

Legenda:
  Atual mandatário
# Ordem
histórica
Presidente Tempo no cargo % cumprida Início do mandato Fim do mandato Ref.
1 14 Getúlio Vargas 18 anos, 6 meses e 19 dias
(6 775 dias)
91,62 193011033 de novembro de 1930 1945102929 de outubro de 1945 [nota 2][2]
17 31 de janeiro de 1951 24 de agosto de 1954
2 34 Fernando Henrique Cardoso 8 anos
(2 922 dias)
100 200301011º de janeiro de 1995 201101011º de janeiro de 2003 [nota 3][7]
35 Luiz Inácio Lula da Silva 8 anos
(2 922 dias)
100 199501011º de janeiro de 2003 200301011º de janeiro de 2011 [nota 3][8]
4 30 João Figueiredo 6 anos
(2 192 dias)
100 1979031515 de março de 1979 1985031515 de março de 1985 [nota 4][9]
5 36 Dilma Rousseff 5 anos e 8 meses
(2 069 dias)
70,80 201101011º de janeiro de 2011 2016080331 de agosto de 2016 [nota 5][10]
6 21 Juscelino Kubitschek 5 anos
(1 827 dias)
100 1956013131 de janeiro de 1956 1961013131 de janeiro de 1961 [nota 6][11]
7 16 Eurico Gaspar Dutra 5 anos
(1 826 dias)
100 1946013131 de janeiro de 1946 1951013131 de janeiro de 1951 [nota 6][12]
29 Ernesto Geisel 5 anos
(1 826 dias)
100 1974031515 de março de 1974 1979031515 de março de 1979 [nota 6][13]
31 José Sarney 5 anos
(1 826 dias)
100 1985031515 de março de 1985 1990031515 de março de 1990 [nota 7][14]
10 28 Emílio Garrastazu Médici 4 anos, 4 meses e 17 dias
(1 597 dias)
100 1969103030 de outubro de 1969 1974031515 de março de 1974 [nota 8][15]
11 3 Prudente de Morais 4 anos
(1 461 dias)
100 1894111515 de novembro de 1894 1898111515 de novembro de 1898 [nota 9][16]
5 Rodrigues Alves 4 anos
(1 461 dias)
100 1902111515 de novembro de 1902 1906111515 de novembro de 1906 [nota 10][17]
8 Hermes da Fonseca 4 anos
(1 461 dias)
100 1910111515 de novembro de 1910 1914111515 de novembro de 1914 [nota 9][18]
9 Venceslau Brás 4 anos
(1 461 dias)
100 1914111515 de novembro de 1914 1918111515 de novembro de 1918 [nota 9][19]
12 Artur Bernardes 4 anos
(1 461 dias)
100 1922111515 de novembro de 1922 1926111515 de novembro de 1926 [nota 9][20]
16 4 Campos Sales 4 anos
(1 460 dias)
100 1898111515 de novembro de 1898 1902111515 de novembro de 1902 [nota 9][21]
17 13 Washington Luís 3 anos, 11 meses e 14 dias
(1 439 dias)
98,49 1926111515 de novembro de 1926 1930102424 de outubro de 1930 [nota 11][22]
18 38 Jair Bolsonaro 3 anos, 4 meses e 18 dias[23]
(1 234 dias)
201801011º de janeiro de 2019 19850315atualmente [nota 12][24][25]
19 11 Epitácio Pessoa 3 anos, 3 meses e 18 dias
(1 206 dias)
100 1919072828 de julho de 1919 1922111515 de novembro de 1922 [nota 13][26]
20 2 Floriano Peixoto 2 anos, 11 meses e 23 dias
(1 088 dias)
100 1891112323 de novembro de 1891 1894111515 de novembro de 1894 [nota 14][27]
21 26 Castelo Branco 2 anos e 11 meses
(1 064 dias)
100 1964041515 de abril de 1964 1967031515 de março de 1967 [nota 15][28]
22 32 Fernando Collor 2 anos, 9 meses e 14 dias
(1 020 dias)
58,18 1990031515 de março de 1990 1992122929 de dezembro de 1992 [nota 16][29]
23 6 Afonso Pena 2 anos e 7 meses
(942 dias)
64,47 1906111515 de novembro de 1906 1909061414 de junho de 1909 [nota 17][30]
24 24 João Goulart 2 anos, 6 meses e 24 dias
(938 dias)
58,36 196109077 de setembro de 1961 2 de abril de 1964 [nota 18][31]
25 27 Artur da Costa e Silva 2 anos, 5 meses e 16 dias
(900 dias)
61,60 1967031515 de março de 1967 1969083131 de agosto de 1969 [nota 19][32]
26 37 Michel Temer 2 anos e 4 meses
(853 dias)
100 2016083131 de agosto de 2016 201901011º de janeiro de 2019 [nota 20][33]
27 1 Deodoro da Fonseca 2 anos e 8 dias
(738 dias)
40,41 1889111515 de novembro de 1889 1891112323 de novembro de 1891 [nota 21][34]
28 33 Itamar Franco 2 anos e 3 dias
(733 dias)
100 1992122929 de dezembro de 1992 199501011º de janeiro de 1995 [nota 22][35]
29 7 Nilo Peçanha 1 ano, 5 meses e 1 dia
(519 dias)
100 1909061414 de junho de 1909 1910111515 de novembro de 1910 [nota 23][36]
30 18 Café Filho 1 ano, 2 meses e 16 dias
(441 dias)
84 1954082424 de agosto de 1954 195511088 de novembro de 1955 [nota 24][37]
31 10 Delfim Moreira 8 meses e 13 dias
(255 dias)
100 1918111515 de novembro de 1918 1919072828 de julho de 1919 [nota 25][38]
32 22 Jânio Quadros 6 meses e 25 dias
(206 dias)
11,28 1961013131 de janeiro de 1961 1961082525 de agosto de 1961 [nota 26][39]
33 15 José Linhares 3 meses e 2 dias
(94 dias)
100 1945102929 de outubro de 1945 1946013131 de janeiro de 1946 [nota 27][40]
34 20 Nereu Ramos 2 meses e 21 dias
(81 dias)
100 1955111111 de novembro de 1955 1956013131 de janeiro de 1956 [nota 28][41]
Aurélio de Lira Tavares
Augusto Rademaker
Márcio de Sousa Melo
(Segunda Junta Militar)
2 meses
(60 dias)
100 1969083131 de agosto de 1969 1969103030 de outubro de 1969 [nota 29][42][43][44]
35 23 Ranieri Mazzilli 26 dias 100 1961082525 de agosto de 1961 196109077 de setembro de 1961 [nota 30][45]
25 2 de abril de 1964 15 de abril de 1964
Augusto Tasso Fragoso
Isaías de Noronha
João Mena Barreto
(Primeira Junta Militar)
10 dias 100 1930102424 de outubro de 1930 193011033 de novembro de 1930 [nota 31][46][47][48]
36 19 Carlos Luz 3 dias 3,57 195511088 de novembro de 1955 1955111111 de novembro de 1955 [nota 32][6]
Júlio Prestes Não tomou posse devido à Revolução de 1930. [nota 33][49]
Pedro Aleixo  Impedido de tomar posse pela Junta de 1969 [nota 34][50]
Tancredo Neves Não tomou posse, pois morreu antes. [nota 35][51]

Notas

  1. Aqueles que assumem interinamente através da linha sucessória devido a viagens autorizadas do titular e demais ao exterior, por serem recorrentes e o titular não ter sido efetivamente afastado, não contam.
  2. Presidente de facto de 3 de novembro de 1930 a 20 de julho de 1934, na qualidade de chefe do Governo Provisório. Presidente eleito pela Assembleia Nacional Constituinte de 20 de julho de 1934 a 10 de novembro de 1937. Presidente-ditador do Estado Novo de 10 de novembro de 1937 a 29 de outubro de 1945. Eleito em 1950, suicidou-se antes de completar o mandato. Do seu primeiro período como presidente (1930 a 1945), considera-se para fins estatísticos como "não cumprido" os 94 dias governados por José Linhares, o que dá uma porcentagem de 98,31% para o período e 96,87% para seu terceiro governo. O seu segundo governo, embora não findado conforme a ordem da CF/34 (o mandato deveria durar até 3 de maio de 1938), teve fim pelo próprio presidente (autogolpe), sendo portanto considerado como concluído na estatística geral (considerando a previsão da Carta Magna, foi 87,41% concluso). Seu governo na República Populista correspondeu a 71,24% do previsto.
  3. a b Serviu dois mandatos completos de 4 anos cada.
  4. Serviu um mandato completo de 6 anos.
  5. Serviu um mandato completo de 4 anos e sofreu impeachment em 2016, no seu segundo mandato. Cumpriu apenas 41,61% do seu segundo governo.
  6. a b c Serviu um mandato completo de 5 anos.
  7. Serviu em exercício a presidência de 15 de março de 1985 a 21 de abril do mesmo ano e, desta data até 15 de março de 1990, serviu o mandato de Tancredo Neves como presidente devido à morte deste.
  8. Serviu um mandato de 5 anos incompletos.
  9. a b c d e Serviu um mandato completo de 4 anos.
  10. Serviu um mandato completo de 4 anos. Reeleito em 1918, morreu antes de tomar posse.
  11. Eleito em 1926 para um mandato de 4 anos, foi deposto pela Revolução de 1930.
  12. Exercendo seu primeiro mandato presidencial
  13. Serviu um mandato de 4 anos incompletos.
  14. Serviu o restante do mandato de Deodoro da Fonseca, após a renúncia deste.
  15. Serviu um mandato de 3 anos incompletos. Seu mandato estava previsto para terminar inicialmente em 31 de janeiro de 1966, tendo portanto um aumento de 38,34% no tempo de governo após a mudança de data.
  16. Eleito em 1989 para um mandato de 5 anos incompletos, foi afastado em seu processo de impeachment em 2 de outubro de 1992 e, posteriormente, renunciou.
  17. Eleito em 1906 para um mandato de 4 anos, morreu antes de completá-lo.
  18. Serviu o restante do mandato de Jânio Quadros até ser deposto pelo Golpe Militar de 1964. De 8 de setembro de 1961 a 24 de janeiro de 1963, o que corresponde a 1 ano, 4 meses e 17 dias (504 dias), vigorou o parlamentarismo no Brasil.
  19. Eleito em 1966, afastou-se por motivos de saúde.
  20. Serviu interinamente de 12 de maio de 2016 até 31 de agosto do mesmo ano, sendo empossado neste dia, após a presidente Dilma Rousseff ser afastada definitivamente. Completou o mandato vigente.
  21. Presidente na qualidade de chefe do Governo Provisório de 15 de novembro de 1889 a 26 de fevereiro de 1891. Eleito em 1891 para um mandato de 4 anos incompletos, renunciou no mesmo ano. Cumpriu apenas 19,88% do seu segundo governo.
  22. Serviu interinamente de 2 de outubro de 1992 até 29 de dezembro do mesmo ano, sendo empossado neste dia, após a renúncia de Fernando Collor.
  23. Serviu o restante do mandato de Afonso Pena.
  24. Serviu o restante do mandato de Getúlio Vargas até ser afastado por motivos de saúde. Posteriormente sofreu impeachment, já no Governo Nereu Ramos.
  25. Serviu em exercício e depois interinamente até as eleições de 1919. Rodrigues Alves, que deveria ter tomado posse em 15 de novembro de 1918, morreu 16 de janeiro de 1919, vítima de causas naturais.
  26. Eleito em 1960 para um mandato de 5 anos; renunciou menos de 7 meses depois.
  27. Após a deposição de Getúlio Vargas, serviu interinamente até as eleições de 1945.
  28. Após a deposição de Carlos Luz, serviu interinamente até as eleições de 1955.
  29. Após o afastamento de Costa e Silva, o triunvirato assumiu provisoriamente até as eleições de 1969.
  30. Após a renúncia de Jânio Quadros, serviu interinamente a presidência até a posse de João Goulart. O fez novamente, da renúncia deste à posse de Castelo Branco. Seu segundo mandato foi concluso conforme o determinado no AI-1.
  31. Após a deposição de Washington Luís, o triunvirato assumiu provisoriamente até o início do Governo Provisório presidido por Getúlio Vargas.
  32. Serviu interinamente após o afastamento de Café Filho, sendo deposto 3 dias depois.
  33. Eleito em 1930, não assumiu devido à Revolução de 1930.
  34. Não tomou posse por veto da Junta Governativa Provisória de 1969. Deve constar como ex-presidente, segundo a Lei nº 12.486/2011.
  35. Eleito em 1985, morreu antes de assumir.

Referências

  1. «Ex-presidentes — Biblioteca Virtual da Presidência». Biblioteca da Presidência da República. Consultado em 7 de fevereiro de 2015 
  2. a b «Getúlio Vargas». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  3. Ana Paula Corti (28 de agosto de 2013). «Estado Novo (1937-1945): A ditadura de Getúlio Vargas». Universo Online. Consultado em 7 de fevereiro de 2015 
  4. «Diretrizes do Estado Novo (1937 - 1945) — Constituição de 1937». Fundação Getúlio Vargas. Consultado em 7 de fevereiro de 2015 
  5. «Biografia de Carlos Luz - ALERJ». Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Consultado em 7 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  6. a b «Carlos Coimbra da Luz». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  7. «Fernando Henrique Cardoso». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  8. «Luis Inácio Lula da Silva». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  9. «João Baptista Figueiredo». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  10. «Dilma Vana Rousseff». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 21 de maio de 2017 
  11. «Juscelino Kubitschek de Oliveira». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  12. «Eurico Gaspar Dutra, Marechal». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  13. «Ernesto Geisel, General». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  14. «José Sarney». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  15. «Emílio Garrastazu Médici». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  16. «Prudente José de Morais e Barros». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  17. «Francisco de Paula Rodrigues Alves». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  18. «Hermes Rodrigues da Fonseca, Marechal». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  19. «Wenceslau Braz Pereira Gomes». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  20. «Arthur da Silva Bernardes». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  21. «Manoel Ferraz de Campos Salles». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  22. «Washington Luís Pereira de Sousa». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  23. A contagem de tempo no cargo do atual mandatário é realizada por um contador automático em tempo real, atualizado diariamente de acordo com o UTC.
  24. «Biografia - Jair Messias Bolsonaro». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 27 de janeiro de 2019 
  25. «Bolsonaro toma posse como presidente da República». Universo Online. 1 de janeiro de 2019. Consultado em 1 de janeiro de 2019 
  26. «Epitácio Lindolfo da Silva Pessoa». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  27. «Floriano Vieira Peixoto, Marechal». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  28. «Humberto de Alencar Castello Branco, Marechal». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  29. «Fernando Collor». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  30. «Affonso Augusto Moreira Penna». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  31. «João Belchior Marques Goulart». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  32. «Arthur da Costa e Silva». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  33. «Biografia – Michel Temer, ex-presidente da República». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 27 de janeiro de 2019 
  34. «Manoel Deodoro da Fonseca, Marechal». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  35. «Itamar Franco». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  36. «Nilo Procópio Peçanha». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  37. «João Fernandes Campos Café Filho». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  38. «Delfim Moreira da Costa Ribeiro». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  39. «Jânio da Silva Quadros». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  40. «José Linhares». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  41. «Nereu de Oliveira Ramos». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  42. «Aurélio Lyra Tavares». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  43. «Augusto Rademaker». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  44. «Márcio de Souza Mello». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  45. «Paschoal Ranieri Mazzilli». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  46. «Augusto Tasso Fragoso, General-de-Divisão». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  47. «José Isaías de Noronha, Contra-Almirante». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  48. «João de Deus Menna Barreto, General». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  49. «Júlio Prestes de Albuquerque». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  50. «Lei nº 12.486/2011: Inclui o nome do cidadão Pedro Aleixo na galeria dos que foram ungidos pela Nação Brasileira para a Suprema Magistratura». Presidência da República. 2011. Consultado em 26 de janeiro de 2017 
  51. «Tancredo Neves». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar