Abrir menu principal

Campeonato Mundial de Atletismo de 2003

(Redirecionado de Paris 2003)
9° Campeonato Mundial de Atletismo
Championnats du monde d'athlétisme 2003

Paris 2003
Logo cm paris 2003.jpg
Dados
Países participantes 198
Entidade responsável IAAF
Sede França Paris, França
Primeira edição Helsinque 1983
Atletas 1679
Eventos 46
Duração 23 a 31 de agosto de 2005
Abertura oficial Presidente Jacques Chirac
Estádio principal Stade de France
Site oficial IAAF – Paris 2003
◄◄ Edmonton 2001 {{{evento}}} Helsinque 2005 ►►

Campeonato Mundial de Atletismo de 2003 foi a nona edição do campeonato mundial do esporte, realizado em Paris, França, entre 23 e 31 de agosto, sob os auspícios da IAAF e da Federação Francesa de Atletismo. O Stade de France, em Saint Denis, foi o principal palco das competições, que contou com a presença de 1679 atletas de 198 nações. Os Estados Unidos venceram o evento com um total de oito medalhas de ouro, uma a mais que a Rússia, que entretanto teve um número maior de medalhas; pela primeira vez a França, a anfitriã, ficou em terceiro na contagem geral, com três medalhas de ouro.

Dois recordes mundiais foram quebrados na competição, ambos na marcha atlética. Um recorde mundial júnior foi quebrado nos 10000 m femininos, naquela que é considerada até hoje a maior prova de todos os tempos desta modalidade. A chinesa Xing Huina, de 19 anos – que seria campeã olímpica no ano seguinte em Atenas 2004 – chegou apenas em sétimo lugar e mesmo assim quebrou o recorde mundial juvenil; as seis corredoras que chegaram antes dela fizeram entre o 3º e o 12º melhor tempo da história, tudo numa mesma prova.[1] Moçambique e Brasil foram os únicos países lusófonos a conquistar uma medalha; o primeiro uma de ouro com Maria Mutola, que se sagrou tricampeã mundial dos 800 metros, e o segundo, de prata – originalmente de bronze, mas passou a prata pela desclassificação posterior do revezamento britânico por doping de um de seus integrantes[2]– no revezamento 4x100 metros masculino.

Mais casos de doping ocorridos neste evento apareceram nos anos seguintes, especialmente com o que veio à tona no Caso BALCO, fazendo com que anos depois vários atletas, entre eles americanos e britânicos, perdessem suas medalhas ganhas durante a competição, todas elas em provas de velocidade.[3][4].

LocalEditar

As competições de pista, assim como a chegada da maratona e da marcha atlética, foram realizadas no Stade de France, o estádio nacional da França, situado na comuna de Saint Denis, nos subúrbios ao norte de Paris. Construído para a Copa do Mundo da França de 1998, foi ali que a equipe francesa tornou-se campeã mundial de futebol pela primeira vez, derrotando o Brasil na final por 3-0. Com capacidade para cerca de 80 mil espectadores, é o oitavo maior estádio da Europa e o maior onde são disputadas competições de atletismo no continente.[5] Entre 1999 e 2016 nele foram disputadas todas as competições do Meeting Areva, a etapa francesa do circuito mundial anual de atletismo da Diamond League.[6]

 
Visão interna do estádio durante o Campeonato Mundial de 2003.

RecordesEditar

Dois recordes mundiais e um recorde mundial júnior foram quebrados e sete novos recordes do campeonato foram estabelecidos e um igualado.

Recorde
Modalidade
Atleta
País
Marca
Anterior
 
marcha 20 km
Jefferson Perez
 
1:17:21
1:17.22 (2002)
 
marcha 50 km
Robert Korzeniowski
 
3:36:03
3:36:39 (2002)
 
10000 m F
Xing Huina
 
30:31.5
30:39.4 (1997)
 
5000 m
Eliud Kipchoge
 
12:52.79
12:58.13 – Sevilha 1999
 
10000 m
Kenenisa Bekele
 
26:49.5
27:12.9 – Gotemburgo 1995
 
maratona
Jaouad Gharib
 
2:08:31
2:10:03 – Helsinque 1983
 
1500 m
Tatyana Tomashova
 
3:58.52
3:58.56 – Roma 1987
 
10000 m F
Berhane Adere
 
30:04.1
30:24.5 – Sevilha 1999
 
Maratona F
Catherine Ndereba
 
2:23:55
2:25:17 – Roma 1987
 
marcha 20 km F
Yelena Nikolayeva
 
1:26:52
1:27:48 – Edmonton 2001
=  
salto com vara
Svetlana Feofanova
 
4,75 m
4,75 m – Edmonton 2001

Quadro de medalhasEditar

Posição País Ouro Prata Bronze Total
1   Estados Unidos 8 8 1 17
2   Rússia 7 7 5 19
3   França 3 3 2 8
4   Etiópia 3 2 2 7
5   Bielorrússia 3 1 3 7
6   Suécia 2 1 2 5
7   África do Sul 2 1 1 4
  Quênia 2 1 1 4
9   Marrocos 2 1 3
10   Grécia 1 1 2 4
11   Cuba 1 1 2
12   Itália 1 2 3
13   Canadá 1 1 2
14   Argélia 1 1
  Austrália 1 1
  Equador 1 1
  Lituânia 1 1
  México 1 1
  Moçambique 1 1
  Polônia 1 1
  Qatar 1 1
  República Dominicana 1 1
  São Cristóvão e Névis 1 1
24   Jamaica 4 2 6
25   Espanha 3 2 5
26   Hungria 2 2
27   Alemanha 1 3 4
  Japão 1 3 4
  Ucrânia 1 3 4
30   Grã-Bretanha 1 2 3
31   Brasil 1 1
  Camarões 1 1
  Estônia 1 1
  Irlanda 1 1
  República Tcheca 1 1
  Trinidad e Tobago 1 1
  Turquia 1 1
38   Bahamas 3 3
39   China 2 2
40   Cazaquistão 1 1
  Índia 1 1
  Países Baixos 1 1
  Senegal 1 1

MedalhistasEditar

MasculinoEditar

Evento Ouro Prata Bronze
100 m
Kim Collins
  São Cristóvão e Névis
10.07 Darrel Brown
  Trinidad e Tobago
10.08 Darren Campbell
  Grã-Bretanha
10.08
200 m
John Capel
  Estados Unidos
20.30 Darvis Patton
  Estados Unidos
20.31 Shingo Suetsugu
  Japão
20.38
400 m (1)
Tyree Washington
  Estados Unidos
44.77 Marc Raquil
  França
44.79 Michael Blackwood
  Jamaica
44.80
800 m
Djabir Saïd-Guerni
  Argélia
1:44.81 Yuriy Borzakovskiy
  Rússia
1:44.84 Mbulaeni Mulaudzi
  África do Sul
1:44.90
1500 m
Hicham El Guerrouj
  Marrocos
3:31.77 Mehdi Baala
  França
3:32.31 Ivan Heshko
  Ucrânia
3:33.17
5000 m
Eliud Kipchoge
  Quênia
12:52.79   Hicham El Guerrouj
  Marrocos
12:52.83 Kenenisa Bekele
  Etiópia
12:53.12
10000 m
Kenenisa Bekele
  Etiópia
26:49.57   Haile Gebrselassie
  Etiópia
26:50.77 Sileshi Sihine
  Etiópia
27:01.44
Maratona
Jaouad Gharib
  Marrocos
2:08:31   Julio Rey
  Espanha
2:08:38 Stefano Baldini
  Itália
2:09:14
110 m c/ barreiras
Allen Johnson
  Estados Unidos
13.12 Terrence Trammell
  Estados Unidos
13.20 Liu Xiang
  China
13.23
400 m c/ barreiras
Félix Sánchez
  República Dominicana
47.25 Joey Woody
  Estados Unidos
48.18 Periklís Iakovákis
  Grécia
48.24
3000 m c/ obstáculos
Saif Saaeed Shaheen
  Qatar
8:04.39 Ezekiel Kemboi
  Quênia
8:05.11 Eliseo Martin
  Espanha
8:09.09
marcha 20 km
Jefferson Pérez
  Equador
1:17.21   Paquillo Fernández
  Espanha
1:18.00 Roman Rasskazov
  Rússia
1:18.07
marcha 50 km
Robert Korzeniowski
  Polônia
3:43.42   German Skurygin
  Rússia
3:45.11 Andreas Erm
  Alemanha
3:45.57
4x100 m (2)
  Estados Unidos
John Capel
Bernard Williams
Darvis Patton
J. J.Johnson
38.06   Brasil
Vicente Lenílson
Édson Luciano
André Domingos
Cláudio Roberto Souza
38.26   Países Baixos
Timothy Beck
Troy Douglas
Patrick van Balkom
Caimin Douglas
38.87
4x400 m (3)
  França
Leslie Djhone
Naman Keïta
Stéphane Diagana
Marc Raquil
2:58.96   Jamaica
Brandon Simpson
Danny McFarlane
Davian Clarke
Michael Blackwood
2:59.60   Bahamas
Avard Moncur
Dennis Darling
Nathaniel McKinney
Chris Brown
3:00.53
Salto em distância
Dwight Phillips
  Estados Unidos
8,32 m James Beckford
  Jamaica
8,28 m Yago Lamela
  Espanha
8,22 m
Salto triplo
Christian Olsson
  Suécia
17,72 m Yoandri Betanzos
  Cuba
17,28 m Leevan Sands
  Bahamas
17,26 m
Salto em altura
Jacques Freitag
  África do Sul
2,35 m Stefan Holm
  Suécia
2,32 m Mark Boswell
  Canadá
2,32 m
Salto com vara
Giuseppe Gibilisco
  Itália
5,90 m Okkert Brits
  África do Sul
5,86 m Patrik Kristiansson
  Suécia
5,86 m
Arremesso de peso
Andrei Mikhnevich
  Bielorrússia
21,69 m Adam Nelson
  Estados Unidos
21,26 m Yuri Bilonoh
  Ucrânia
21,10 m
Lançamento de disco
Virgilijus Alekna
  Lituânia
69,69 m Robert Fazekas
  Hungria
69,01 m Vasiliy Kaptyukh
  Bielorrússia
66,51 m
Lançamento de martelo
Ivan Tsikhan
  Bielorrússia
83,05 m Adrián Annus
  Hungria
80,36 m Koji Murofushi
  Japão
80,12 m
Lançamento de dardo
Sergei Makarov
  Rússia
85,44 m Andrus Värnik
  Estônia
85,17 m Boris Henry
  Alemanha
84,74 m
Decatlo
Tom Pappas
  Estados Unidos
8750 pts Roman Šebrle
  República Tcheca
8634 pts Dmitry Karpov
  Cazaquistão
8374 pts

(1) - Jerome Young, dos EUA, foi o vencedor original da prova em 44.50; pego no exame antidoping no ano seguinte, foi desqualificado, banido de o esporte e as medalhas realocadas.[7]
(2) - Originalmente o revezamento da Grã-Bretanha ficou em segundo lugar. Em 2004, um dos seus integrantes, Dwain Chambers, testou positivo para o esteróide THG, a equipe perdeu a prata e as medalhas forma realocadas. [2]
(3) - Originalmente o revezamento dos EUA (Calvin Harrison, Tyree Washington, Derrick Brew, Jerome Young) venceu em 2:58.88; em 2004, Harrison e Young testaram positivo para anabolizantes, a equipe desclassificada e as medalhas realocadas.[8]

FemininoEditar

Evento Ouro Prata Bronze
100 m (1)
Torri Edwards
  Estados Unidos
10.93 Chandra Sturrup
  Bahamas
11.02 Ekaterini Thanou
  Grécia
11.03
200 m
Anastasiya Kapachinskaya
  Rússia
22.38 Torri Edwards
  Estados Unidos
22.12 Muriel Hurtis
  França
22.59
400 m
Ana Guevara
  México
48.89 Lorraine Fenton
  Jamaica
49.43 Amy Mbacke Thiam
  Senegal
49.95
800 m
Maria Mutola
  Moçambique
1:59.89 Kelly Holmes
  Grã-Bretanha
2:00.18 Natalya Khrushchelyova
  Rússia
2:00.29
1500 m
Tatyana Tomashova
  Rússia
3:58.52   Süreyya Ayhan
  Turquia
3:59.04 Hayley Tullett
  Grã-Bretanha
3:59.95
5000 m
Tirunesh Dibaba
  Etiópia
14:51.72 Marta Domínguez
  Espanha
14:52.26 Edith Masai
  Quênia
14:52.30
10000 m (2)
Berhane Adere
  Etiópia
30:04.18   Werknesh Kidane
  Etiópia
30:07.15 Sun Yingjie
  Quênia
30:07.20
Maratona
Catherine Ndereba
  Quênia
2:23:55   Mizuki Noguchi
  Japão
2:24:14 Masako Chiba
  Japão
2:25;09
100 m c/ barreiras
Perdita Felicien
  Canadá
12.53 Brigitte Foster
  Jamaica
12.57 Miesha McKelvy
  Estados Unidos
12.67
400 m c/ barreiras
Jana Pittman
  Austrália
53.22 Sandra Glover
  Estados Unidos
53.65 Yuliya Pechonkina
  Rússia
53.71
marcha 20 km
Yelena Nikolayeva
  Rússia
1:26.52   Gillian O'Sullivan
  Irlanda
1:27.34 Valentina Tsybulskaya
  Bielorrússia
1:28.10
4x100 m
  França
Patricia Girard
Muriel Hurtis
Sylviane Félix
Christine Arron
41.78   Estados Unidos
Angela Williams
Chryste Gaines
Inger Miller
Torri Edwards
41.83   Rússia
Olga Fyodorova
Yuliya Tabakova
Marina Kislova
Larisa Kruglova
42.66
4x400 m
  Estados Unidos
Demetria Washington
Jearl Miles-Clark
Me'Lisa Barber
Sanya Richards
3:22.63   Rússia
Anastasiya Kapachinskaya
Natalya Nazarova
Olesya Zykina
Yuliya Pechonkina
3:22.91   Jamaica
Allison Beckford
Lorraine Fenton
Ronetta Smith
Sandie Richards
3:22.92
Salto em altura
Hestrie Cloete
  África do Sul
2,06 m Marina Kuptsova
  Rússia
2,00 m Kajsa Bergqvist
  Suécia
2,00 m
Salto com vara
Svetlana Feofanova
  Itália
4,75 m   Annika Becker
  Alemanha
4,70 m Yelena Isinbayeva
  Rússia
4,65 m
Salto em distância
Eunice Barber
  França
6,99 m Tatyana Kotova
  Rússia
6,74 m Anju Bobby George
  Índia
6,70 m
Salto triplo
Tatyana Lebedeva
  Rússia
15,18 Françoise Mbango Etone
  Camarões
15,05 m Magdelin Martinez
  Itália
14,90 m
Arremesso de peso
Svetlana Krivelyova
  Rússia
20,63 m Nadzeya Ostapchuk
  Bielorrússia
20,12 m Vita Pavlysh
  Ucrânia
20,08 m
Lançamento de disco
Irina Yatchenko
  Bielorrússia
67,32 m Anastasia Kelesidou
  Grécia
67,14 m Ekaterini Voggoli
  Grécia
66,73 m
Lançamento de martelo
Yipsi Moreno
  Cuba
73,33 m Olga Kuzenkova
  Rússia
71,71 m Manuela Montebrun
  França
70,92 m
Lançamento de dardo
Miréla Manjani
  Grécia
66,52 m Tatyana Shikolenko
  Rússia
63,28 m Steffi Nerius
  Alemanha
62,70 m
Heptatlo
Carolina Klüft
  Suécia
7001 pts Eunice Barber
  França
6755 pts Natalya Sazanovich
  Bielorrússia
6524 pts

(1) Originalmente a medalha de prata ficou com a ucraniana Zhanna Block; envolvida no escândalo de dopagem do Caso BALCO, em 2011 foi desqualificada pela IAAF e as medalhas realocadas.[9]
(2) A atleta júnior de 19 anos Xing Huina, da China, quebrou o recorde mundial júnior dos 10000 m femininos nesta prova, com 30:31, mesmo chegando em sétimo lugar, o que mostrou o nível deste evento. Xing seria campeã olímpica no ano seguinte em Atenas 2004.[1]

Referências

  1. a b «Women's 10000m Final». Track World Champs. Consultado em 10 outubro 2019 
  2. a b «British sprinters lose medals». The Telegraph. Consultado em 11 outubro 2019 
  3. Dwain Chambers avoue avoir consommé de la THG, www.dopage.com, 14 décembre 2005
  4. Jerome Young effacé des tablettes, l'Equipe.fr, consulté le 26 février 2009
  5. «Stade de France». stadefrance.com. Consultado em 11 outubro 2019 
  6. «WITH RETURN TO STADE CHARLETY, MEETING DE PARIS GOING BACK TO ITS ROOTS». IAAF. Consultado em 11 outubro 2019 
  7. «IAAF strips Young of more medals». ESPN. Consultado em 11 outubro 2019 
  8. Catherine Garcia. «A Long Fall from Medal Stand to Homeless Shelter». San Diego 7. Consultado em 11 outubro 2019 
  9. «Block named on the Balco supply list». The Guardian. Consultado em 10 outubro 2019 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Campeonato Mundial de Atletismo de 2003