Roscoe Lee Browne

Roscoe Lee Browne (Woodbury, 2 de maio de 1922 - Los Angeles, 11 de abril de 2007)[nota 1] foi um ator, diretor teatral, dublador e poeta norte-americano. Trabalhou em várias companhias de teatro de Nova Iorque, tornando-se parte de uma vanguarda dos principais atores negros a ingressarem no teatro nova-iorquino. Era conhecido por sua voz distinta e teve diversas participações em programas de televisão e no cinema, atuando em filmes como Topaz (1969), dirigido por Alfred Hitchcock, e The Cowboys (1972), no qual contracenou em John Wayne. Também fez a narração de várias produções televisivas e cinematográficas, entre elas Babe, filme infantil de grande sucesso lançado em 1995, e sua sequência, Babe: Pig in the City (1998).[3][7][4] Em 1977, foi introduzido ao Black Filmmakers Hall of Fame[11] e, em 2008, postumamente no American Theater Hall of Fame.[12]

Roscoe Lee Browne
Browne em 1979
Nome completo Roscoe Lee Browne
Nascimento 2 de maio de 1922
Woodbury, Nova Jérsei
Nacionalidade norte-americano
Morte 11 de abril de 2007 (84 anos)
Los Angeles, Califórnia
Educação Universidade Lincoln
Middlebury College
Universidade de Columbia
Universidade de Florença
Ocupação ator, diretor teatral, dublador, poeta
Atividade 1960 - 2007
Emmys
Melhor Ator Convidado em Série de Comédia
1986 – The Cosby Show

Primeiros anos e educaçãoEditar

Browne nasceu em Woodbury, Nova Jérsei, sendo o quarto filho do pastor batista Sylvanus Browne e sua esposa Lovie Lee Browne (nascida Love Lee Usher).[3][13][14] Formou-se na Woodbury Junior-Senior High School em 1939.[15] Durante a Segunda Guerra Mundial, serviu na Itália com o Exército dos Estados Unidos da 92ª Divisão de Infantaria e organizou a Divisão de atletismo da equipe.[16] Após a guerra, frequentou a Universidade Lincoln, na Pensilvânia, uma instituição historicamente negra, onde graduou-se bacharel em 1946 e retornou mais tarde para ensinar francês e literatura comparada.[3][13]

Ele cursou pós-graduação no Middlebury College, na Universidade de Columbia e na Universidade de Florença. Em 1951, Browne ganhou fama como corredor de média distância, vencendo uma corrida de 800 metros em Paris. Ganhou a vida por vários anos como representante de vendas de um importador de vinho. Somente em 1956, aos 36 anos, ele decidiu se tornar um ator profissional em tempo integral.[7][13]

CarreiraEditar

AtuaçãoEditar

Browne foi aceito na companhia teatral de Joseph Papp na temporada inaugural do Shakespeare Festival de Nova Iorque. Numa época marcada pela segregação racial, o elenco de Papp deu a muitos atores negros a oportunidade de interpretar as obras de Shakespeare pela primeira vez. Entre outros papéis, Browne interpretou o Bobo em King Lear (1962) e Ulisses em Troilus and Cressida (1965). Em 1961, estreou no cinema no longa-metragem The Connection, dirigido pela cineasta independente Shirley Clarke e adaptado de uma peça homônima de Jack Gelber. Em 1972, foi coprotagonista em The Cowboys, no papel do cozinheiro sábio Jedediah Nightlinger, contracenando com John Wayne. Desde então, trabalhou constantemente em outros filmes e programas de televisão.[7]

Descreveu-se que o ator tinha "uma voz de barítono tal qual um casaco de zibelina". Ele falava inglês com a pronúncia padrão britânica combinada a um forte e característico sotaque Meio-Atlântico.[17] Em razão de seu talento vocal, ele era frequentemente procurado para fazer narrações e locuções em filmes, bem como gravações sonoras de comerciais. Assim, ele também se ocupou com audiolivros nos quais recitou poemas de Edna St. Vincent Millay e Robert Frost, sonetos de Shakespeare e passagens da Bíblia.[4] Em 1977, fez a narração do LP The Story of Star Wars, produzido por George Lucas e Alan Livingston como material de divulgação do primeiro filme lançado da franquia Star Wars, apresentando uma versão resumida, com diálogos e efeitos sonoros, dos eventos nele retrados.[18][19] Hoje o álbum é considerado um item de colecionador.[13]

Browne queria fazer mais do que atuar e narrar e estava determinado a não aceitar papéis estereotipados rotineiramente oferecidos a atores afro-americanos. Em 1966, escreveu e levou aos palcos a peça A Hand Is on The Gate, estrelada por Gloria Foster, James Earl Jones e Cicely Tyson.[20] No filme The Liberation of L.B. Jones (1970), de William Wyler, interpretou um empresário inteligente que confrontava o racismo com autoridade e dignidade. Entre outros papéis, interpretou um colunista de fofocas haitiano em The Comedians (1967), de Peter Glenville; um homossexual informante da polícia em Up Tight! (1968); um espião em Topaz (1969), de Alfred Hitchcock; um congressista pomposo em Uptown Saturday Night (1974), de Sidney Poitier; e uma versão computadorizada do Homem de Lata em Logan's Run (1976), de Michael Anderson.[7]

A partir do final da década de 1960, Browne passou a aparecer frequentemente como convidado especial em séries de comédia e drama, entre elas Mannix, All in the Family, Sanford and Son e The Cosby Show,[21] pela qual venceu em 1986 um Prêmio Emmy[22] por sua interpretação do Dr. Barnabus Foster.[7] Ele também fez sucesso atuando em peças de August Wilson, tanto na Broadway quanto no Pittsburgh Public Theatre.[17] Em 2003, participou do documentário Unchained Memories (2003), da HBO, no qual narrou uma série de relatos de ex-escravos coletada pela WPA na década de 1930.[23]

Outros trabalhosEditar

Os créditos de Browne como diretor teatral incluem uma peça chamada An Evening of Negro Poetry and Folk Music, encenada em 1966 no Delacorte Theatre e no Public Theater em Nova Iorque. No mesmo ano, essa peça foi produzida sob o título A Hand Is on the Gate no Longacre Theatre, na mesma cidade. A produção também foi revivida no Afro-American Studio, em Nova Iorque, de 1976 a 1977.[13]

Browne adorava ler poesias. Ele e o ator Anthony Zerbe fizeram uma turnê pelos Estados Unidos apresentando Behind the Broken Words, um recital de poesia e leituras dramáticas que incluía alguns poemas escritos por Browne.[24] Sidney Potier comentou: "Roscoe Lee Browne é a única pessoa que conheço que poderia recitar, sem nada escrito à sua frente, centenas de poemas. Ele era um conhecedor de poesia. Era uma pessoa notável a esse respeito, além de ser um ator consumado".[7]

Vida pessoal e morteEditar

Browne nunca se casou e sempre foi muito reservado quanto a sua vida particular.[13][9][25] Durante as décadas turbulentas da revolução pelos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, evitou a participação em protestos públicos, preferindo ser "mais eficaz no palco com metáforas... do que nas ruas com um editorial".[25] Certa vez, um diretor lhe disse que sua voz soava "muito branca", ao que ele ele respondeu: "Sinto muito, uma vez eu tive uma empregada branca".[7][17]

Em 11 de abril de 2007, Browne morreu de câncer no estômago, aos 84 anos, em Los Angeles. Seus últimos trabalhos foram as narrações de Garfield: A Tail of Two Kitties e Epic Movie.[13] Ele foi lembrado por suas contribuições em uma nota de Frank T. Crohn, Presidente da Edna St. Vincent Millay Society, publicada no The New York Times:

Lamentamos a perda de nosso antigo administrador e amigo fiel. Ele estava sempre pronto para apoiar a Sociedade em seus objetivos e propósitos. Ele preencheu nossas vidas com o som suave da poesia, da forma que só ele sabia recitar. Agora o palco está vazio e as luzes estão baixas.[26]

Prêmios e reconhecimentoEditar

  • Los Angeles Drama Critics Circle Award – Prêmio de Melhor Ator, por seu desempenho como "Makak" em The Dream on Monkey Mountain, de Derek Walcott, 1970[27]
  • Bronze Wrangler, o prêmio do National Cowboy & Western Heritage Museum – compartilhado com a produção, de Melhor Filme, por The Cowboys, um longa-metragem da Warner Brothers, 1972[28]
  • Nomeado ao Prêmio Emmy do Primetime – Melhor Desempenho Individual de um Ator Coadjuvante em uma Série de Comédia ou Drama, por Barney Miller, da ABC, 1976[22]
  • Introduzido ao Black Filmmakers Hall of Fame, 1977[11]
  • Prêmio Emmy do Primetime – Melhor Ator Convidado em Série de Comédia, por The Cosby Show, da NBC, 1986[22]
  • NAACP Image Award – Melhor Ator em Série de Comédia, por The Cosby Show, 1986[13]
  • Los Angeles Drama Critics Circle Award – Prêmio de Melhor Ator, por seu desempenho como "Bynum Walker" em Joe Turner's Come and Gone, de August Wilson, 1989[29]
  • Nomeado ao Prêmio Soap Opera Digest – Melhor Vilão: Horário Nobre, por Falcon Crest, 1989[13]
  • Nomeado ao Prêmio Tony – Melhor Ator em Peça Teatral, por seu desempenho como "Holloway" em Two Trains Running, de August Wilson, 1992[30][31][32]
  • Prêmio Helen Hayes – Melhor Artista Coadjuvante, Produção Não-Residente, por Two Trains Running, 1992[33]
  • Nomeado ao Prêmio Emmy do Daytime – Melhor Desempenho em Programa de Animação, por sua interpretação de "Kingpin / Wilson Fisk" em Spider-Man, 1995[34][35]
  • Introduzido postumamente ao American Theater Hall of Fame, 2008[12]

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Notas

  1. Alguns registros oficiais de datas de nascimento, entre eles o United States Social Security Death Index (SSDI),[1] mantido pela United States Social Security Administration (SSA), uma agência do governo federal dos Estados Unidos, indicam que Browne nasceu em 2 de maio de 1922. Numa entrevista em vídeo concedida a Camille Cosby para o National Visionary Leandership Project (NVLP), Browne disse: "Eu nasci, Camille, assim dizem, em 2 de maio de 1922, em Woodbury, Nova Jérsei".[2] Entretanto, outras fontes afirmam que o ator nasceu três anos depois, em 2 de maio de 1925; entre essas fontes estão The New York Times,[3] Los Angeles Times,[4] Variety,[5] Associated Press[6] e vários outras,[7][8][9] incluindo uma Resolução do Congresso.[10]

Referências

  1. «Roscoe L Browne - United States Social Security Death Index» (em inglês). FamilySearch.org. Consultado em 31 de dezembro de 2019 
  2. «Roscoe Lee Browne» (em inglês). National Visionary Leandership Project. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 8 de junho de 2019 
  3. a b c d Robertson, Campbell (12 de abril de 2007). «Roscoe Lee Browne, 81, Actor of Stage and Screen, Dies». The New York Times (em inglês). Consultado em 31 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 14 de dezembro de 2018 
  4. a b c Thurber, Jon (12 de abril de 2007). «Roscoe Lee Browne, 81; award-winning film, stage, TV actor». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2019 
  5. «Roscoe Lee Browne, 81, actor». Variety (em inglês). 12 de abril de 2007. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2018 
  6. Associated Press (12 de abril de 2007). «Actor Roscoe Lee Browne dies at 81». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2018 
  7. a b c d e f g h Bergan, Ronald (20 de junho de 2007). «Obituary: Roscoe Lee Browne». The Guardian (em inglês). Consultado em 30 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 24 de setembro de 2019 
  8. «Roscoe Lee Browne» (em inglês). NNDB. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 16 de julho de 2019 
  9. a b Simonson, Robert (12 de abril de 2007). «Roscoe Lee Browne, Dignified Stage Actor, Dies at 81». Playbill (em inglês). Consultado em 31 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 8 de novembro de 2018 
  10. Congresso dos Estados Unidos, Câmara dos Representantes dos Estados Unidos (22 de abril de 2007). «Roscoe Lee Browne In-Memorian» (em inglês). Roscoe Lee Browne Scholarship Fund. Consultado em 31 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2018 
  11. a b «Inductees & Honorees Bios 1974 -1993» (em inglês). Roscoe Lee Browne (imagem 80 de 295). Black Filmmakers Hall of Fame. Consultado em 30 de dezembro de 2019. Arquivado do original em 11 de julho de 2019 
  12. a b «Theater Hall of Fame» (em inglês). American Theatre Critics Association. Consultado em 30 de dezembro de 2019. Arquivado do original em 4 de novembro de 2019 
  13. a b c d e f g h i Highbeam Research. «Roscoe Lee Browne» (em inglês). Encyclopedia.com. OCLC 405663034. Consultado em 30 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 9 de maio de 2007 
  14. «Lovie Lee Usher (1884 - 1961)» (em inglês). Ancestry.com. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2019 
  15. Nash, Margo (14 de novembro de 2004). «Jersey Footlights». The New York Times (em inglês). Consultado em 30 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 6 de setembro de 2019 
  16. Dillard, Harrison; McIntosh, Michael (17 de julho de 2012). Bones: The Life and Times of Harrison Dillard (em inglês). Bloomington, Indiana: AuthorHouse. pp. 48–49. ISBN 1477237321 
  17. a b c Rawson, Christopher (28 de janeiro de 2009). «Lane, Hamlisch among Theater Hall of Fame inductees». Pittsburgh Post-Gazette (em inglês). Consultado em 30 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 18 de novembro de 2018 
  18. «Vinyl Album - Original Cast Of Star Wars With Naration By Roscoe Lee Browne». 45Words (em inglês). Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2019 
  19. «Retro fix–A throwback for Star Wars Day: 1977's The Story of Star Wars LP» (em inglês). Borg.com. 4 de maio de 2018. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2019 
  20. Hill, Errol; Hatch, James V. (2003). «From Hansberry to Shange». In: Wilmeth, Don B. A History of African American Theatre. Col: Cambridge Studies in American Theatre and Drama (em inglês). 18. Nova Iorque: Cambridge University Press. pp. 394–395. 608 páginas. ISBN 0-521-62443-6. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2019 – via Google Livros 
  21. «Roscoe Lee Browne Biography». Film Reference (em inglês). Consultado em 30 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 8 de julho de 2017 
  22. a b c Academia de Artes & Ciências Televisivas. «Roscoe Lee Browne - Emmy Awards, Nominations and Wins» (em inglês). Emmys.com. Consultado em 30 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 6 de julho de 2017 
  23. Johnson, John H. (ed.). «'Unchained Memories' HBO Documentary Draws On Interviews With Former Slaves». Jet (em inglês). 103 (9). Chicago, Illinois: Johnson Publishing Company. pp. 54–56. 64 páginas. ISSN 0021-5996. Consultado em 30 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2019 – via Google Livros 
  24. «Roscoe Lee Browne». Lortel Archives (em inglês). Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2019 
  25. a b Troupe, Quince (dezembro de 1976). «Roscoe Lee Browne». Essence (em inglês). Nova Iorque: Essence Communications Inc. p. 92 
  26. Crohn, Frank T. (13 de abril de 2007). «Paid Notice: Deaths BROWNE, ROSCOE LEE». The New York Times (em inglês). Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2019 
  27. «1969 – 1979 Awards» (em inglês). Los Angeles Drama Critic Circle. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 27 de maio de 2019 
  28. «Past Western Heritage Award Winners» (em inglês). National Cowboy & Western Heritage Museum. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 2 de julho de 2019 
  29. «1980 – 1989 Awards» (em inglês). Los Angeles Drama Critic Circle. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 27 de maio de 2019 
  30. The Broadway League, American Theatre Wing. «The Tony Award Nominations» (em inglês). TonyAwards.com. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2019 
  31. «Roscoe Lee Browne - Broadway Cast & Staff» (em inglês). IBDB. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 26 de junho de 2019 
  32. «Two Trains Running - Broadway Play - Original» (em inglês). IBDB. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 11 de maio de 2018 
  33. «HHA Nominees & Recipients» (em inglês). TheatreWashington.org. Consultado em 31 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 27 de agosto de 2018 
  34. United Press International (29 de março de 1995). «Nominees for 1995 Daytime Emmy Awards» (em inglês). UPI Archives. Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 31 de agosto de 2017 
  35. «Roscoe Lee Browne - 15 Character Images». Behind The Voice Actors (em inglês). Consultado em 31 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 1 de agosto de 2017 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Roscoe Lee Browne