Abrir menu principal
Mapa dos transportes do Ceará

Os transportes no Ceará são controlados por vários órgãos nomeadamente: Departamento de Edificações e Rodovias do Ceará, controla as estrada de domínio estadual e aeroportos estaduais; Ceará Portos, que controla o Porto do Pecem; Companhia Docas do Ceará que controla o Porto do Mucuripe; Metrofor, que controla os trens urbanos do estado e as empresas e instituições federais que controlam seus serviços no estado e demais empresas privadas.

Índice

AeroviárioEditar

 Ver artigo principal: Lista de aeroportos do Ceará

No Ceará existem dois aeroportos administrados pela Infraero. O Aeroporto Internacional de Fortaleza é o maior do estado movimentando anualmente mais de 3 milhões de passageiros e o Aeroporto Regional do Cariri em Juazeiro do Norte é o maior do interior do estado e um dos mais movimentados do interior do Nordeste.[1]

O Governo do Ceará tem cadastrado 68 aeroportos e pista de pousos. O Aeroporto de Aracati, com acesso ao litoral leste do estado, terá um padrão internacional e um terminal de espera para passageiros, o Aeroporto de Camocim com acesso ao litoral oeste e o Aeroporto de Quixadá com acesso ai sertão cearense destacam-se por dar acesso a regiões turísticas. Outros aeroportos regionais de destaque são o Aeroporto de Sobral e o Aeroporto de Iguatu.

Na Região Metropolitana de Fortaleza existem três aeródromos particulares, sendo um de instrução de vôo, (Aeródromo Feijó) pertencente ao Aeroclube do Ceará em Fortaleza, um de aviação desportiva, pertencente ao clube Catuleve em Aquiraz e finalmente um de uso comercial, do grupo M Dias Branco, no Eusébio. Na capital e no interior existem inúmeros helipontos e heliportos.

FerroviárioEditar

A primeira ferrovia construída no Ceará foi a Estrada de ferro de Baturité inaugurada em 1873, mas que só alcançou a cidade de Baturité em 1882. Essa linha ferroviária ligou a Capital ao sul do estado, até o Cariri.[2] Na mesma época foi iniciada a construção da Estrada de ferro de Sobral que foi inaugurada em 1881.[3] No início do Século XX as ferrovias cearenses foram unificas numa empresa só chamada de Rede de Viação Cearense[4] - RVC - que em 1975 foi incorporada a Rede Ferroviária Federal[5] e finalmente foi privatizada em 1997 passando então para o domínio da empresa "Companhia Ferroviária do Nordeste" atual Transnordestina Logística S.A, administrando trechos como a Ferrovia Teresina-Fortaleza.[6]

Ainda no transporte ferroviário existem dois sistemas de metrô em construção no Ceará. O Metrofor é o metrô de Fortaleza interligando vários bairros da cidade e também as cidades de Maracanaú e Caucaia e o Metrô do Cariri que interligará as cidades do Crato e Juazeiro do Norte. Estes dois metrôs têm projetos para expansão de suas linhas.

HidroviárioEditar

Ao longo dos 570 km de litoral do Ceará estão instalados 13 faróis em pontos estratégicos para auxiliar a navegação de cabotagem, sendo controlados pela Capitania dos Portos do Ceará.

Os principais portos do estado são: o Porto do Mucuripe, em Fortaleza, que é administrado pelo governo federal e é especializado em grãos e derivados do petróleo atendendo a refinaria da Petrobras, LUBNOR, e aos moinhos M. Dias Branco, J. Macedo e Grande Moinho Cearense; e o Terminal Portuário do Pecém, inaugurado em 2002, sendo o mais recente porto do Ceará atendendo a demanda de exportação de frutas, mas foi construído para estruturar o Complexo Industrial e Portuário do Pecém com planejamento de terminal para uso siderúrgico e de refinaria de petróleo. Atualmente está sendo preparado para operar um terminal de regaseificação de gás natural para a Petrobras.

Outros portos pesqueiros menores estão distribuídos em cidades e vilas de pescadores atendendo a demanda dessa atividade com destaque para os portos de Camocim, Acaraú e Aracati, todos abrigados na foz dos maiores rios do Ceará. Apesar dos portos em foz de rios, nenhum rio cearense é navegável fora das áreas represadas.

RodoviárioEditar

 Ver artigo principal: Rodovias do Ceará

Em Fortaleza tem início a BR mais importante do Brasil, a BR-116, que liga a Capital do Ceará às regiões Sudeste e Sul do país até a cidade gaucha de Jaguarão. Em Fortaleza também tem início a BR-222 que faz ligação com a região Norte indo até Marabá no Pará. A BR-020 faz a ligação de Brasília com Fortaleza passando por toda a região dos Inhamuns, área mais pobre do estado. Estas três BRs estão duplicadas na área que faz entrada em Fortaleza sendo a BR-116 duplicada entre Horizonte e a Capital. A rodovia BR-230 Transamazônica corta o estado na região sul. Outra rodovia de extrema importância é a BR-304, que começa em Fortaleza, passa por Aracati e Mossoró (RN) até chegar à capital do Rio Grande do Norte,Natal. A BR-304 é considerada a rodovia do futuro, por onde passam as maiores riquezas turístico-econômicas do Ceará e do Rio Grande do Norte.

As rodovias estaduais somam um total de 10.657,9 km, sendo 5.767,6 km pavimentados e 4.890,3 não-pavimentados. A extensão total da malha rodoviária, incluindo rodovias municipais, estaduais e federais, é de 53.325,4, segundo o Departamento de Edificações e Rodovias do Ceará (DER). Todas as CEs que fazem a ligação de Fortaleza com os municípios vizinhos estão duplicadas: CE-040, CE-060, CE-065 e CE-090. No interior a CE-060 entre as cidades de Acarape e Redenção num trecho de 2 km duplicado e entre as cidades de Juazeiro do Norte e Barbalha outro trecho de 10 km. Entre Juazeiro do Norte e Crato a BR-122 também está duplicada. Todas as sedes dos municípios têm acesso por estradas pavimentadas.

Referências

  1. «MENSAGEM Nº 6.970 do Governador Cid Gomes em favor do Aeroporto Regional do Cariri». Assembleia Legislativa do Ceará. 2008. Consultado em 26 de fevereiro de 2009 
  2. Lima 2009, p. 47
  3. Lima 2009, p. 101
  4. Lima 2009, p. 127
  5. Lima 2009, p. 141
  6. Lima 2009, p. 149

BibliografiaEditar

  • LIMA, Francisco de Assis Silva de. Estradas de Ferro no Ceará. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2009. ISBN 978-85-7563-311-2
  Este artigo é um esboço para um artigo maior sobre o Ceará. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Ceará
Temas: Ciência | Cultura | Dialeto | Economia | Educação | Esporte | Geografia | História |Saúde |Transportes | Turismo

Listas: Governadores | Municípios | Patrimônio | Rodovias