Wikipédia:Esplanada/propostas/Critérios de notoriedade para professores universitários (7jun2023)

Critérios de notoriedade para professores universitários (7jun2023)

Olá comunidade!

Temos percebido que o critério geral de notoriedade, muitas vezes, não engloba biografias relevantes que, por um ou outro motivo, não foram alvo de cobertura significativa por veículos de imprensa. Este é o caso dos professores universitários.

Muitas vezes as fontes versam sobre o trabalho desses professores, até mesmo de maneira indireta, e não sobre o biografado(a) diretamente, fazendo com que seja difícil encaixá-los no critério geral de notoriedade, mesmo que o conjunto de fontes/realizações/premiações demonstre, claramente, que o biografado(a) é pessoa conhecida e influente, ou seja, que sua biografia é relevante para a Wikipédia.

Por esta razão, acreditamos que critérios específicos para estas biografias possam ajudar a suprir lacunas de representatividade, motivo pelo qual trazemos a seguinte proposta:

Essa política, aprovada por consenso, estabelece os critérios de notoriedade temáticos para professores universitários, pessoas cuja atividade profissional é a pesquisa científica e/ou a docência em instituições de ensino superior.

Critérios editar

Professores universitários são considerados notórios se cumprirem ao menos um dos critérios abaixo:

  1. Recebeu premiação relevante em sua área de pesquisa ou estudo a nível nacional ou internacional;
  2. É membro de sociedade científica altamente seletiva e prestigiada, por exemplo: a Academia Brasileira de Ciências, a Royal Society, a Academia Real das Ciências da Suécia e a Academia Nacional de Ciências da Espanha;
  3. Ocupou um posto diretivo de alto nível em instituições de ensino superior ou sociedades científicas;
  4. Foi editor-chefe ou ocupou posto equivalente em periódico científico reconhecido como de alto impacto. Para periódicos do século XXI, por exemplo, o impacto pode ser medido por valores expressivos em índices (Índice H, SCImago Journal Rank, etc) ou sistemas de classificação (Qualis CAPES, etc);
  5. Suas pesquisas tiveram impacto substancial em sua área de atuação e/ou na sociedade;

Nota editar

Professores universitários que não cumprirem algum dos critérios acima ainda podem ser notórios se satisfizerem o critério de notoriedade geral.

Agradecemos seus comentários e participação!

Em nome do Projeto Mais Teoria da História na Wiki, RGhidini (Projeto Mais+) (discussão) 17h07min de 7 de junho de 2023 (UTC).Responder[responder]

  Comentário Pelo que vejo, é basicamente (ou muito parecido) com o critério específico da en.WP. Acredito que se for o caso, é melhor "explicar melhor" cada critério, como é feito na en.WP para evitar grandes subjetividades.--Kacamata! Hit me!!! 17h39min de 7 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

Na linha do que o Kacamata colocou, acredito que é necessário elaborar um pouco mais os critérios (por exemplo, o que seria uma premiação relevante a nível nacional? Posto diretivo é reitor? Vice-reitor? Pró-reitor? Decano? Diretor de Unidade? De que tipo de instituição de Ensino Superior? Universidades públicas? Particulares que estejam em algum ranking nacional?). O critério 5, em especial, está muito aberto à interpretação. No caso de impacto na sociedade, os critérios gerais de notoriedade já devem cobrir. No caso de impacto na área de atuação, precisamos de um medidor - aí, podemos ter algo parecido com o critério 4.
  Concordo De toda maneira, vejo como extremamente importante termos essa política. A mídia em geral cobre muito bem coisas fáceis de serem cobertas. Determinadas áreas jamais terão qualquer nível de cobertura relevante por sua natureza técnica ou complexa. Hugo Lima (discussão) 14h06min de 9 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]
@Kacamata: sim, foi adaptado da Wikipédia em inglês. Não adaptamos as especificações pois acreditamos que, nesse primeiro momento, fosse mais adequado trazer pontos gerais que podem ser aparados na discussão, e criar essas especificações conforme acharmos necessárias. Por exemplo, o Hugo traz um ponto relevante sobre o que seria um posto direitivo. Nós pensamos em reitores ou diretores de centros de pesquisa independentes. É algo que pode ser especificado melhor, se acharem necessário, assim como os outros pontos. Na área das premiações especificamos nacionais ou internacionais, sociedades altamente seletivas também acredito não ser muito subjetivo a julgar pelos exemplos que colocamos. Os pontos que poderiam ser melhor explicitados me parecem ser o 4 e o 5. RGhidini (Projeto Mais+) (discussão) 19h25min de 13 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Comentário RGhidini (Projeto Mais+), entendo que a proposta tenha como principal mote evitar a eliminação de artigos de professores universitários. Você pode listar aqui, por favor, casos concretos -- por exemplo, ECs que levaram à eliminação de um verbete -- aos quais o critério específico proposto se aplicaria? --Joalpe (discussão) 17h54min de 7 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

@Joalpe: Alguns reitores:
ALBERTOLEONCIO Who, me? 19h23min de 7 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Discordo por princípio da criação de novos critérios temáticos, pois acho que o geral é bom e bastante. especificamente a respeito desta proposta, não vejo uma base muito sólida. se o biografado não é atestado publicamente como relevante, como vamos chegar à conclusão de que é? não podemos fazer elucubrações e interpretações pessoais, isso vai contra as políticas do projeto que proíbem aos editores exprimir opinião pessoal ou conhecimento pessoal na construção dos artigos. isso é pesquisa inédita. já se existe documentação sobre premiação relevante, o critério 1 se torna desnecessário. se há prova que é membro de sociedade reputada ou de comissão editorial de publicação relevante, os critérios 2 e 4 se tornam desnecessários. se há prova que sua obra causou impacto, o critério 5 se torna desnecessário. já o critério 3 é o mais problemático. ocupar cargo em instituição de ensino não tem como critério absoluto um currículo relevante, e como é notório que as indicações frequentemente atendem a interesses políticos, não é garantido que o ocupante seja de fato um expoente em sua área, e ele pode perfeitamente passar todo o mandato só esquentando cadeira sem fazer nada de útil ou até, contrariamente, fazendo absurdos e prejudicando sua instituição. os jornais estão cheios de exemplos de indicados para cargos que mais atrapalham do que ajudam. por fim, a nota final inverte a hierarquia dos critérios de notoriedade, dando a entender que cumprir o critério específico é suficiente, quando não é, conforme está consagrado no critério geral: "os critérios devem ser construídos considerando-se que todos os artigos que cumprirem um determinado critério estariam também cumprindo o critério máximo de ter cobertura significativa de fontes confiáveis e independentes demonstrando a notoriedade".Tetraktys (discussão) 20h15min de 7 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

@Tetraktys Só falando um pouco da minha experiência na en.WP, em que existe um critério parecido com esse (mas um pouco mais desenvolvido), existem pesquisadores, cientistas, etc. sobre os quais não se encontra muita cobertura significativa em fonte reputada, mas que quando você pesquisa pelo nome deles no Scholar (ou outro site acadêmico), percebe-se que muitas de suas obras são bastante citadas em outros trabalhos científicos/de pesquisa, o que mostra que o pesquisador/cientista é reputado e tem um trabalho respeitado em sua área. Ou seja, algo parecido com WP:PARES, que temos aqui na pt.WP. Eu acho que o ponto 5 da proposta é basicamente sobre isso. Kacamata! Hit me!!! 20h52min de 7 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]
Kacamata, eu entendo a dificuldade, eu próprio já passei pelo problema múltiplas vezes na hora de escrever artigos sobre cientistas e professores. o que eu tenho visto acontecer é que há casos em que a acumulação de um número considerável de evidências indiretas como cargos, funções, associações e volume de obra publicada (desde que devidamente documentadas) acaba consolidando a permanência do artigo, pois na ausência de declaração explícita os editores acabam considerando essa quantidade um indício robusto o suficiente, mas outras vezes não basta para convencer, e acho que apesar de às vezes penalizar figuras meritórias, temos de deixar assim como está. uma coisa é deixar que o bom senso sirva de guia interpretativo da regra, e outras é flexibilizar oficialmente a regra, que pode dar margem a muitos mais abusos, achismos, pesquisa inédita, e mais discussões desgastantes nas PEs. por outro lado, se o distinto é muito citado, é improvável que não haja nenhuma fonte válida para referendar a sua reputação explicitamente. acho que o problema recai mais em nomes não tão evidentes, e então parece mais lógico que o cuidado seja enfatizado, e não relaxado. de qualquer modo, a proposta como está não pode passar, pois ela pretende que o atendimento do critério temático seja suficiente, mas essa visão é incompatível com o que está expresso literalmente no critério geral, como eu citei antes. Tetraktys (discussão) 22h14min de 7 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Discordo porque todos sabemos que, muito bizarramente, os critérios temáticos são essencialmente utilizados para exclusão, e não inclusão, de notoriedade. O que a proposta faz é sugerir que se elimine qualquer acadêmico que não cumpra os critérios elencados, e são muitos os relevantes que não cumprem. Sei que é um erro do uso dos critérios temáticos, e não de sua proposta, mas trabalhamos com o que temos. Rkieferbaum (discussão) 23h39min de 8 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

@Rkieferbaum: nem sempre. Há vários artigos de políticos sendo mantidos pelo critério WP:POLÍTICOS item 7 só por serem deputados estaduais, muito deles resumidos à uma fonte e totalmente primários. Os critérios temáticos também são usados para inclusão. Acredito eu que o único lugar que os critérios temáticos tendem a exclusão é WP:DESPORTISTAS por causa dos problemas da interpretação com o futebol, na ausência de um critério ainda mais específico (isto aqui não foi aplicado ainda). DarkWerewolf auuu... quê? 13h41min de 9 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]
Na verdade os critérios temáticos são de inclusão. Se o acadêmico não cumpre o temático, mas cumpre o geral, o artigo deve ser mantido. --A.WagnerC (discussão) 19h39min de 9 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Concordo com a proposta. Apesar dela esmiuçar coisas que já são interpretadas dentro do critério geral, ela estabelece protocolos claros do que pode ser visto como notório para professores universitários. Questiono porém se não é cabível para cientistas em geral? Em frente, o critério não se sobrepõe ao geral, e isso está deixado claro no final, portanto, ainda que não se cumpra o temático, biografias dos mesmos podem serem mantidos a luz do que já estipulado em WP:CGN. Em geral, considero que os pontos elencados são vistos como cumprimento de reconhecimento de   PARES, conforme Kacamata apontou, porém isso nem sempre é interpretado de forma clara, o que faz o critério simplesmente lançar mais luz sobre este ponto para entender o que é o reconhecimento de pares para esta categoria profissional. Sinceramente, não reconheço os problemas apontados pelos discordantes. O argumento de "evidências indiretas" para abusos por meio do critério por vezes já é utilizado no critério geral, e pode ser refutado, pois só cai sobre o item 3 do critério proposto. Neste aspecto, bastaria discorda apenas deste item, não da proposta por inteiro. Enfim, não vejo o critério reforçando abusos, pelo contrário, vejo mais cerceamento de conflito de interesses, que creio eu, é indispensável se queremos cumprir o principio da imparcialidade.--DarkWerewolf auuu... quê? 13h53min de 9 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

@DarkWerewolf acho válido pensarmos também em cientistas, a questão é como lidar com isso num CDN temático quando a profissão de "cientista" é organizada de várias maneiras diferentes pelo mundo. Por exemplo, no Brasil, professores universitários e cientistas são basicamente sinônimos, o que não acontece em outros países. Mas acredito que seria benéfico incluir os cientistas aqui também. RGhidini (Projeto Mais+) (discussão) 17h28min de 1 de agosto de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Discordo Um verbete na Wikipédia não é uma honraria nem um galardão. Precisamos exigir cobertura por fontes fiáveis justamente para ter qualidade do conteúdo. Se escrevermos um artigo com informações vindas de fontes enviesadas, nosso texto será igualmente enviesado. Os critérios de notoriedade devem ser visto como uma limitação do projeto na sua capacidade de produzir conteúdo de qualidade e bem equilibrado, não um juízo de valor sobre o tópico. Eu vejo um interesse maior em escrever sobre professores universitários, quase todos com cobertura limiar, se tanto. Vamos encarar a realidade: bons pesquisadores não se esforçam para que seus nomes figurem nos títulos, mas nas listas de referência. Não vejo razão para escrever verbetes com resumo de informações dignas de Lattes. Erros nos critérios de admissão em outras famílias de artigos não justificam replicar o problema aqui. Lechatjaune msg 16h55min de 9 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

Acho que a questão não é "escrever artigos sem fontes", isso não foi proposto. O grande problema aqui é encontrar quantidade significativa de fontes (CDN geral) sobre pessoas que normalmente não são tão retratadas em fontes, mesmo sendo amplamente reconhecidas. Um artigo com poucas fontes não é um artigo destacado, mas também não há mal algum em sua existência, se a personalidade for notória. É nesse vácuo entre não existirem fontes abundantes e existir notoriedade que a proposta busca agir, criando um mecanismo para impedir que a ausência de quantidades significativas de fontes nesta área das biografias seja um empecilho para a criação de biografias claramente notórias. RGhidini (Projeto Mais+) (discussão) 19h19min de 13 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

Os critérios gerais de notoriedade são insuficientes para abranger todos os casos de notoriedade, por essa razão que os temáticos foram criados.   Concordo parcialmente com a existência de um critério de notoriedade para professores, mas só em relação a dois pontos: Recebeu premiação relevante em sua área de pesquisa ou estudo a nível nacional ou internacional; Suas pesquisas tiveram impacto substancial em sua área de atuação e/ou na sociedade. --A.WagnerC (discussão) 19h36min de 9 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

@A.WagnerC será que o ponto 2 não pode ser visto positivamente, nesta mesma linha? Pois muitos dos membros dessas sociedades são, também, cientistas premiados. A questão é que, como tudo nessas biografias, as vezes é difícil comprovar um prêmio ou a participação em uma sociedade. A ideia em apresentar tanto o ponto 2 quanto o 1 é que sejam complementares. Se não consigo comprovar algum, posso comprovar o outro. RGhidini (Projeto Mais+) (discussão) 17h31min de 1 de agosto de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Concordo parcialmente Sigo mais ou menos a linha do que o DarkWerewolf falou. Acho que WP:PARES ainda dá muita margem para interpretações diferentes, e um critério dedicado à acadêmicos possa ajudar, contanto que as condições estejam bem claras - e na proposta inicial, me pareceram ainda um pouco vagas, como o Kacamata colocou acima. Horcoff ✉️ 21h26min de 9 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

@Horcoff como a política da Wikipédia em inglês (base dessa proposta) é muito ampla, pensamos em apresentar uma ideia mais básica e construirmos os detalhes no coletivo, conforme nossas necessidades. Há algo em específico que poderia ser melhor detalhado, na sua opinião? RGhidini (Projeto Mais+) (discussão) 17h34min de 1 de agosto de 2023 (UTC)Responder[responder]
@RGhidini (Projeto Mais+) Por exemplo, o que classifica uma premiação como relevante? Como medir se uma pesquisa trouxe "impacto substancial"? As sociedades científicas consideradas de prestígios seriam então apenas as de nível nacional? O ponto 3 não tornaria qualquer diretor universitário em figura notória? Horcoff ✉️ 02h05min de 2 de agosto de 2023 (UTC)Responder[responder]
@Horcoff: Sobre as premiações, ser um prêmio famoso/reconhecido. Nós usamos amplamente as premiações como indício de notoriedade para biografias e não há especificação sobre como diferenciar premiações relevantes/irrelevantes, acho que isso já é uma prática estabelecida que poderia ser aproveitada aqui. Sobre as pesquisas, podem ser usados indicadores de bases acadêmicas, ou múltiplas fontes que citem as pesquisas do biografado, demonstrando que são de fato relevantes/acessadas/utilizadas. Sobre as sociedades, acredito que sim, no mínimo nacionais, a não ser que haja algum de ciências específicas onde subdivisões regionais sejam igualmente relevantes. Sobre o ponto dos diretores, veja meu diálogo mais abaixo com o Gabriel e o que acha de minha sugestão, mas a ideia seria englobar apenas reitores mesmo, não pró-reitores, diretores, coordenadores, etc. RGhidini (Projeto Mais+) (discussão) 17h39min de 3 de agosto de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Discordo Primeiro por não ver necessidade, uma vez que o reconhecimento por pares já é bastante evidenciado nessa área, como os próprios critérios propostos sugerem, segundo porque os demais itens que falam de impacto e relevância são vagos. Os artigos desse tipo, de forma geral, ou são WP:CV claro, ou demonstram nitidamente reconhecimento pelos pares. Muitas vezes o reconhecimento simplesmente não está evidenciado no artigo, bastante melhoria por alguém mais familiarizado com a área, como o colega Tetraktys tem feito e feito bem com artigos submetidos a EC pelo Sturm. Os casos cinzentos em que a notoriedade não está clara não me parecem mais frequentes que em relação aos demais artigos de forma geral, de forma que seria necessário um critério temático para clarificar alguns pontos de constante debate entre os editores... Saturnalia0 (discussão) 19h24min de 10 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Discordo. Não enxergo necessidade de estabelecer critérios específicos para professores. Os critérios gerais como um leque maior já possibilita servir de amparo para que qualquer biografado(a) tenha artigo se comprovada sua notoriedade — seja ele(a) professor(a) ou qualquer outra profissão. Igualmente discordante de alguns critérios elencados na proposta, como por exemplo, ser editor(a)-chefe ou posto diretivo que ocupou. Ora, um professor não se torna notório pelo cargo universitário que possui(u). Avalia-se exclusivamente os feitos notórios enquanto professor vinculado à feitos históricos, como a descoberta de algo grandioso ou participação direta de algum evento evidentemente relevante; e não simplesmente pelo cargo em si. Cargo universitário é meramente rotativo, sendo o de menos. Só abriria brecha para criarem artigos universitários baseados em CV. Gabriel bier fala aew 20h13min de 11 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

@Gabriel bier cargos de alto nível (como reitor(a), por exemplo) não são apenas rotativos. Existe um processo de eleição quando toda a comunidade (as vezes envolvendo milhares de pessoas) de uma universidade opta por certo professor, isso já é um certo indicativo da importância daquele professor. Mas compreendo seu ponto, será que algo como o existente em WP:POLÍTICOS sobre prefeitos (são permitidos apenas artigos que citem algo relevante e com fontes sobre a administração) não ajudaria a suprir essa lacuna, e excluir reitores que apenas "administraram"? RGhidini (Projeto Mais+) (discussão) 17h38min de 1 de agosto de 2023 (UTC)Responder[responder]
Sim, existe uma eleição ou consenso interno dentro da comunidade acadêmica (que não deixa de ser uma política, porém interna): professores, alunos e até funcionários da instituição em questão, no qual cada um destes têm mais peso decisório que outros a depender da universidade — apenas um detalhe ressaltado, não fazendo diferença nesta discussão. Tudo isto denota um indicativo de importância local e não em âmbito geral. Não podemos atribuir notoriedade a um professor por estar inserido a uma instituição notória. Dentro deste contexto, desencoraja-se fazermos nos valer desta semelhança a WP:PREFEITOS ao permitirmos que qualquer estabelecimento de critérios específicos para professores seja interpretada como indicação de importância automática apenas por exercer um cargo alto, sendo totalmente relativo de região pra região: um reitor de uma instituição do Acre será um completo desconhecido ao público em geral, podendo ser conhecido a um nicho específico (ínfimo). Se duvidar, poderá ser desconhecido até mesmo dentro do próprio nicho. Gabriel bier fala aew 01h00min de 3 de agosto de 2023 (UTC)Responder[responder]
@Gabriel bier é por isso que eu penso que se obrigarmos a citação de fontes que mostrem fatos relevantes sobre a administração, a própria existência dessas fontes já supre essa questão de "reitores que sequer são conhecidos dentro do próprio nicho", pois se há referências sobre a administração, está demonstrada a relevância. E acredito que a questão de existirem/não existem referências abundantes é muito importante nessa discussão e precisa ser levada em consideração, pois estamos justamente tentando encontrar maneiras de suprir um problema que é causado pela falta de fontes em tópicos sub-representados. Usando o mesmo exemplo apontado por você, o fato de que um reitor de uma universidade do Acre não seja tão repercutido na mídia do Sul/Sudeste brasileiro indica que ele realmente é irrelevante/não deve ter artigo, apenas pelo fato de que os principais canais de comunicação, que são geograficamente centralizados, não possuem interesse em regiões afastadas? Nesse caso, o "problema" não está na notoriedade do biografado, mas na representatividade dos meios de comunicação, produtores das "fontes" que cá usamos. A ideia dessa proposta é tentar sanar justamente isso, por meio do estabelecimento de critérios adicionais e complementares ao CDN geral. RGhidini (Projeto Mais+) (discussão) 17h51min de 3 de agosto de 2023 (UTC)Responder[responder]
Agora você colocou levantou um bom ponto, um lado que reflete a realidade de cada macrorregião. Concordo plenamente que os meios de comunicação são centralizados, transparecendo pouca notoriedade de professores. Por outro lado, aprovar tal proposta abrirá mais precedentes a introduzirem quaisquer fontes — pois isto já acontece aos montes. Muitos criam artigos sem se darem conta do que significa cumprir notoriedade, inserindo qualquer fonte apenas por ter sido mencionado em blogs locais ou até mesmo por fontes primárias. A interpretação é vaga: "se não estiver em WP:FNF então está bom".
De que forma você propõe "suprir um problema que é causado pela falta de fontes em tópicos sub-representados"? Ao meu ver não há como suprir, porque é algo que vai além da Wikipédia, sendo uma questão dos meios de comunicação. Delegar notoriedade presumida a professores universitários no contexto em que nos encontramos é tapar o sol com a peneira, pois estarão unicamente a mercê de fontes não credíveis que tentem viabilizar de alguma forma, relevância do biografado — o que vai contra a política de verificabilidade. Gabriel bier fala aew 15h48min de 4 de agosto de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Comentário A proposta é significativamente melhor que uma antiga que chegou a estar em votação, mas fica por resolver a velha questão: Se o problema é não haver fontes fiáveis para cumprir o critério geral, como se vai escrever um artigo sobre alguma pessoa, principalmente tendo em conta também a WP:BPV? A questão que talvez se consiga resolver é que algumas fontes podem não falar directamente sobre o investigador/professor (e penso que a distinção entre as duas profissões é importante, pelo menos em Portugal são carreiras semi-independentes), mas ser usadas para escrever o artigo, e comprovar notoriedade. Ou seja, havendo fontes múltiplas independentes para a pesquisa de um cientista, alguma informação pode ser extraída para a biografia do cientista. Não há WP:TRANSMITE neste caso, penso eu, porque é indistinguível se o cientista transmite notoriedade ao tema ou se o tema transmite notoriedade ao cientista. GoEThe (discussão) 09h40min de 12 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

Creio que seja por aí. Mas dentro deste contexto que você mencionou, é importante que o biografado seja semelhantemente equivalente ao do evento em termos de relevância, porque a má construção / condição destas biografias transmitem uma desproporcionalidade, ou seja, a perceptividade de que o ciclano só é "famoso" por causa do evento. O problema muitas vezes não é a falta de assunto... mas o aparente desinteresse de quem cria em construir um artigo mal-amanhado — antes não tê-lo criado e deixado pra alguém interessado e proativo construir da maneira adequada. Gabriel bier fala aew 22h18min de 12 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]
@GoEThe talvez possa ser adicionado um ponto prevendo essa possibilidade? Ou seja, a utilização de fontes que não versam, diretamente, sobre o biografado, como um meio de atestar sua notoriedade? RGhidini (Projeto Mais+) (discussão) 17h40min de 1 de agosto de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Discordo. Sigo o que foi dito pelo Tetraktys. Os pontos 1, 2 e 5 da proposta são indicações suficientes para os CGN, se há fontes. Os pontos 3 e 4 são controversos, especialmente o ponto 3. É improvável que assumir cargos diretivos numa instituição de ensino superior seja sempre indicativo de reconhecimento por pares. Nas universidade públicas brasileiras, talvez seja um pouco assim -- apesar de nas universidades públicas quem de fato decide é o chefe do Executivo --, mas como será em outros países? E os centros de ensino a distância, com fim diretamente comercial? --Joalpe (discussão) 00h18min de 14 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Comentário A proposta é boa, mas creio que incompleta, o que pode levar a injustiças. Não contempla, por exemplo, os doutores — que, por definição, são especialistas em determinado assunto — nem os reitores — que são eleitos por um colegiado de pares. Em minha opinião (que não vale uma cédula de três reais), reitores de universidades deveriam ter notoriedade automática, desde que a biografia tivesse alguns itens obrigatórios e fontes fiáveis comprovando o cargo. YANGUASdiz!-fiz 14h38min de 29 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

  Comentário Encontrei esta votação lá de 2009, que foi cancelada e arquivada, mas que talvez seja interessante para conhecimento por ser sobre assunto semelhante: Wikipédia:Votações/Critérios de notoriedade/Pesquisadores. Mateussf (discussão) 01h12min de 30 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

Essa proposta tem inúmeros problemas, incluindo ter sido proposta por um sock do Quintinense, com o objectivo de manipular as discussões em PEs para a sua agenda pessoal. Não deve contaminar este debate. GoEThe (discussão) 10h43min de 30 de junho de 2023 (UTC)Responder[responder]

@Kacamata, Hugo Lima, Joalpe, Albertoleoncio, Tetraktys, Rkieferbaum, DarkWerewolf, A.WagnerC, Lechatjaune, Horcoff, Saturnalia0, Gabriel bier, GoEThe, Yanguas e Mateussf: Olá! Tentando englobar as sugestões apontadas na discussão, redigimos a proposta abaixo. Tentamos abarcar ao máximo os apontamentos realizados, e gostaríamos de ouvi-los novamente sobre o assunto.

Proposta 2 - Reformulação editar

Essa política, aprovada por consenso, estabelece os critérios de notoriedade temáticos para professores universitários, pessoas cuja atividade profissional é a pesquisa científica e/ou a docência em instituição de ensino superior.

Critérios editar

Professores universitários são considerados notórios se cumprirem ao menos um dos critérios abaixo:

  1. Recebeu premiação relevante em sua área de pesquisa ou estudo a nível nacional ou internacional. São premiações relevantes aquelas que são cobertas por grandes veículos da mídia, que tenham sido atribuídas por órgãos governamentais ou outras instituições com reconhecida atuação na área de atuação do premiado;
  2. É membro de sociedade científica altamente seletiva e prestigiada, a nível nacional ou internacional, por exemplo: a Academia Brasileira de Ciências, a Royal Society, a Academia Real das Ciências da Suécia e a Academia Nacional de Ciências da Espanha;
  3. Reitores de instituições de ensino superior públicas ou privadas, com cursos e campi presenciais, ou diretores de sociedades científicas, desde que o artigo evidencie algo substancial e com fontes sobre sua administração;
  4. Foi editor-chefe de periódico científico reconhecido como de alto impacto. Para periódicos do século XXI, por exemplo, o impacto pode ser medido por valores expressos em índices (Índice H, SCImago Journal Rank, etc), sistemas de classificação (Qualis CAPES, etc) ou por referências secundárias que atestem a relevância do periódico;
  5. Suas pesquisas tiveram impacto substancial em sua área de atuação e/ou na sociedade. O impacto substancial pode ser comprovado por índices de citação (Índice H, SCImago Journal Rank, etc).

Nota editar

O critério temático de notabilidade para professores universitários não se sobrepõe ao critério de notoriedade geral, sendo presumidos como notáveis todos os artigos de pessoas que receberam cobertura significativa de fontes reputadas e independentes. Entretanto, para os casos em que a representatividade das fontes é insuficiente, uma pessoa também pode ser presumida como notável se cumprir algum critério de notoriedade temático, desde que garantida a exigência de verificabilidade e a presunção sobre a pertinência enciclopédica do assunto.

Obrigado! RGhidini (Projeto Mais+) (discussão) 16h43min de 9 de janeiro de 2024 (UTC)Responder[responder]


  Concordo com a nova proposta. Aos meus olhos, as deficiências da primeira foram corrigidas e ajuda a tornar mais inclusiva a biografia de cientistas referenciais em suas devidas áreas, flexibilizando até certo ponto artigos pertinentes. Embora eu ache que o ponto 5 é por vezes comtemplado por   PARES, considero que ela esmiúça isso, pois creio ser necessária clareza para evitar má interpretação sobre trabalhos acadêmicos de um autor sendo considerado erroneamente como fonte primária. Também acho que evita a capciosa argumentação de que mera revisão de pares é um reconhecimento, pois muitas citações de um trabalho não são meras revisões e sim sinal do impácto da pesquisa do autor. Os demais pontos não me incomodavam antes, por tanto, não tenho qualquer óbice.--DarkWerewolf auuu... quê? 13h24min de 19 de janeiro de 2024 (UTC)Responder[responder]