Abrir menu principal

A Lagoa Azul

Filme de 1980 dirigido por Randal Kleiser
The Blue Lagoon
A Lagoa Azul (PRT/BRA)
 Estados Unidos
1980 •  cor •  105 min 
Direção Randal Kleiser
Produção Randal Kleiser
Coprodução Richard Franklin
Roteiro Douglas Day Stewart
Baseado em The Blue Lagoon de Henry De Vere Stacpoole
Elenco Brooke Shields
Christopher Atkins
Leo McKern
William Daniels
Gênero aventura
drama
romance
Música Basil Poledouris
Cinematografia Néstor Almendros
Figurino Jean-Pierre Dorleac
Edição Robert Gordon
Companhia(s) produtora(s) Columbia Pictures
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 20 de junho de 1980
Brasil 12 de setembro de 1980
Portugal 16 de janeiro de 1981
Idioma inglês
Orçamento US$ 4.5 milhões
Receita US$ 58.8 milhões (América do Norte)
Cronologia
Return to the Blue Lagoon

A Lagoa Azul[1][2] (em inglês: The Blue Lagoon) é um filme de aventura e drama romântico norte-americano de 1980, dirigido por Randal Kleiser, de um roteiro escrito por Douglas Day Stewart baseado no romance de 1908 de mesmo nome de Henry De Vere Stacpoole. Esta é a terceira adaptação cinematográfica do livro, sendo um remake do filme mudo The Blue Lagoon de 1923 estrelado por Molly Adair e Dick Cruickshanks e The Blue Lagoon de 1949 estrelado por Jean Simmons e Donald Houston. A versão de 1980 inclui muito mais cenas de nudez e sexo do que a versão de 1949, embora muito menos do que o livro. No livro, há um elemento extremamente importante que não teve tanto destaque nos filmes como a cultura polinésia dos povos polinésios e principalmente o choque cultural que os primos ingleses têm com esse povo.[3]

O filme foi um projeto de paixão de Randal Kleiser, que há muito admirava o romance original. Ele contratou Douglas Day Stewart, que escreveu The Boy in the Plastic Bubble, para escrever o roteiro e se encontrar com Richard Franklin, o diretor australiano, que estava procurando trabalho em Hollywood. Isso deu a ele a ideia de usar uma equipe australiana, que Franklin ajudou a supervisionar.[4] O filme foi filmado na Jamaica e Nanuya Levu (atual Turtle Island),[5] uma ilha de propriedade privada em Fiji.[6][7] O elenco e a produção passaram cinco meses no local morando em tendas.[8] A flora e a fauna apresentadas no filme incluem uma variedade de animais de vários continentes. Como se viu, as iguanas filmadas em Fiji eram uma espécie até então desconhecida pelos biólogos; isso foi notado pelo herpetólogo John Gibbons quando ele assistiu ao filme e depois de viajar para a ilha onde as iguanas foram filmadas, ele descreveu a iguana-de-crista-de-fiji (Brachylophus vitiensis) em 1981.[8][3][9]

O filme é estrelado por Brooke Shields e Christopher Atkins. Conta a história de duas crianças pequenas abandonadas em uma ilha deserta tropical paradisíaca no Pacífico Sul. Sem a orientação nem as restrições da sociedade, sentimentos emocionais e mudanças físicas surgem quando atingem a puberdade e se apaixonam. O filme continha uma quantidade substancial de conteúdo sexual, e ambos os personagens principais foram retratados nus. Isso foi controverso, pois Shields tinha 14 anos na época das filmagens. Todas as cenas de nudez de Brooke Shields foram interpretadas pela dublê de corpo de 32 anos do filme, Kathy Troutt.[10] Shields fez muitas de suas cenas de topless com o cabelo colado aos seios[3][11][12] Atkins apareceu nu[13][14] (incluindo nudez frontal[15]) no filme. A trilha sonora foi composta por Basil Poledouris e a cinematografia foi de Néstor Almendros. A filmagem subaquática foi realizada por Ron e Valerie Taylor.[16]

The Blue Lagoon foi lançado nos cinemas em 20 de junho de 1980 pela Columbia Pictures. O filme foi criticado pelos críticos, que menosprezaram seu roteiro e execução, entre as críticas mais comuns estava o retrato ridiculamente idílico de como as crianças se desenvolveriam fora da sociedade civilizada e a performance de Shields,[17][18][19][10] A jornalista estadunidense Rona Barrett chegou a comparar o filme à pornografia infantil,[20] embora a cinematografia de Almendros tenha recebido elogios. Apesar das críticas, o filme foi um sucesso comercial, arrecadando US$58,853,106 nos Estados Unidos e Canadá,[21] com um orçamento de US$4.5 milhões,[22][23][24] tornando-se o nono filme de maior bilheteria de 1980 na América do Norte.[20] O filme recebeu uma quantidade significativa de prêmios. Foi nomeado para o Prêmio Saturno de Melhor Filme de Fantasia, Almendros recebeu uma nomeação para o Oscar de melhor fotografia, Atkins foi nomeado para o Globo de Ouro de melhor ator revelação e Shields ganhou o prêmio inaugural Framboesa de Ouro de Pior Atriz.[8]

A sequência Return to the Blue Lagoon de 1991 retoma vagamente onde The Blue Lagoon parou, exceto que Richard e Emmaline são encontrados mortos no barco. Seu filho é resgatado. Como o nome de Paddy é desconhecido para quem os resgatou, ele é renomeado para Richard, depois de seu pai. Em 16 de junho de 2012, o Lifetime exibiu o telefilme Blue Lagoon: The Awakening. Atkins aparece neste remake como um dos professores na viagem de campo, onde Emma e Dean são perdidos no mar e acabam em uma ilha.[25]

No Brasil, o filme é considerado um clássico da Sessão da Tarde da Rede Globo e do Cinema em Casa do SBT.[26][8][27][28] Rede Globo o exibiu 11 vezes desde 2003. Entre 2000 e 2002, o SBT passou o filme em outras sete ocasiões.[29] Em 1982, foi lançado o filme canadense Paradise estrelado por Phoebe Cates e Willie Aames. Este filme foi criticado na época como uma "imitação" de The Blue Lagoon. Os temas dos filmes eram semelhantes: dois jovens encontram-se abandonados em um oásis sem supervisão de adultos, na verdade não há outras pessoas em qualquer lugar. Assim, eles têm liberdade total, aprendendo inevitavelmente tudo sobre amor e sexo, bem como técnicas básicas de sobrevivência. SBT também exibiu este filme com o título Paraíso Azul.[26][30][31] The Blue Lagoon foi parodiado no filme Going Berserk de 1983, quando John Candy revela seu pesadelo recorrente inspirado no filme. O fim do sonho assombra a cena de masturbação de Christopher Atkins quando Candy é flagrado se masturbando pelos passageiros zombeteiros de um navio que passa por ali. Também foi brevemente parodiado em uma cena de flashback do filme Top Secret! de 1984. O episódio de 1992 da série de televisão Quantum Leap, "Leaping of the Shrew", estrelado por Brooke Shields, era sobre um jovem e uma mulher abandonados em uma ilha deserta.

Índice

SinopseEditar

No período vitoriano, duas crianças crescem juntas numa ilha paradisíaca, cuidadas por um velho marinheiro, após um naufrágio. Quando o velho morre, elas precisam se virar sozinhas, e acabam descobrindo o amor.[1]

ElencoEditar

Prêmios e indicaçõesEditar

Mídia domésticaEditar

O DVD Special Edition, com versões widescreen e fullscreen, foi lançado em 5 de outubro de 1999. Suas características especiais incluem o trailer original do filme, um álbum de fotos pessoais de Brooke Shields, comentários em áudio de Randal Kleiser e Christopher Atkins, e outro comentário de Randal Kleiser, Douglas Day Stewart e Brooke Shields.[34] O filme foi relançado em 2005 como parte de um pacote com sua continuação, Return to the Blue Lagoon.[35]

Um disco Blu-ray de edição limitada do filme foi lançado em 11 de dezembro de 2012 pela Twilight Time. As características especiais do Blu-ray incluem trilha sonora isolada, trailer original, três teasers originais, uma apresentação nos bastidores chamada An Adventure in Filmmaking: The Making of The Blue Lagoon, bem como comentários em áudio de Randal Kleiser, Douglas Day Stewart e Brooke Shields e um segundo comentário de Randal Kleiser e Christopher Atkins.[36][37]

O filme de 1980 foi disponibilizado para streaming por meio de serviços como o Amazon Video e o Vudu, Inc.[38][39]

Referências

  1. a b «A Lagoa Azul». Brasil: CinePlayers. Consultado em 4 de junho de 2019 
  2. «A Lagoa Azul». Portugal: SapoMag. Consultado em 4 de junho de 2019 
  3. a b c A Lagoa Azul, 7 coisas que talvez você não saiba sobre o filme R7
  4. Scott Murray, "The Blue Lagoon: Interview with Randal Kleiser", Cinema Papers, junho–julho 1980 [166-169, 212]
  5. Film location of The Blue Lagoon 1980 Turtle Island Fiji
  6. Sabia que a lagoa azul do filme fica na Jamaica? E não é a única da ilha UOL
  7. McMurran, Kristin (11 de agosto de 1980). «Too Much, Too Young?». People. Consultado em 28 de abril de 2013 
  8. a b c d e 'A Lagoa Azul' completa 35 anos; veja curiosidades do filme Ego
  9. Robert George Sprackland (1992). Giant lizards. Neptune, New Jersey: T.F.H. Publications. ISBN 0-86622-634-6 
  10. a b Arnord, Gary (11 de julho de 1980). «Depth Defying». The Washington Post. Consultado em 6 de junho de 2018 
  11. The Blue Lagoon (DVD Special Edition).
  12. «SCREEN ARCHIVES ENTERTAINMENT». Screenarchives.com. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  13. McMurrin, Kristin (11 de agosto de 1980). «Too Much, Too Young?». People. Consultado em 23 de agosto de 2018 
  14. «Christopher Atkins: Poster Child for Gay Rights Movement?». Advocate.com. 9 de janeiro de 2009. Consultado em 23 de agosto de 2018 
  15. «Chris Atkins». HollywoodShow.com. Consultado em 23 de agosto de 2018 
  16. Valerie and Ron Taylor join the action in 'THE BLUE LAGOON', The Australian Women's Weekly, 19 de novembro de 1980, páginas 64 e 65
  17. Ebert, Roger. «The Blue Lagoon Movie Review & Film Summary (1980) - Roger Ebert». Rogerebert.com. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  18. «Sneak Previews: Worst of 1980». Siskelandebert.org. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  19. FF. «The Blue Lagoon (1980)». Time Out. Arquivado do original em 10 de outubro de 2010 
  20. a b Celebrate The Blue Lagoon's 35th Anniversary with 10 Movie Facts You Should Know People
  21. «1980 Yearly Box Office Results». Boxofficemojo.com. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  22. https://www.the-numbers.com/movie/Blue-Lagoon-The#tab=summary
  23. http://catalog.afi.com/Catalog/MovieDetails/56372
  24. http://www.tcm.com/this-month/article/21857%7C0/The-Blue-Lagoon.html
  25. Indiana Evans Covers Up in Blue Lagoon Remake People
  26. a b O Dia na História (12/06/1997): "A Lagoa Azul" é o destaque nos filmes do SBT SBTpedia
  27. 'Sessão da Tarde' exibe 'A Lagoa Azul' mais uma vez e internet vai à loucura Estadão
  28. ‘A Lagoa Azul’ não é o filme mais exibido na Sessão da Tarde Claudia
  29. Clássico da Sessão da Tarde, Lagoa Azul é vetado para menores de 12 anos Notícias da TV
  30. Paraíso Azul InterFilmes
  31. Paraíso Azul Melhores Filmes
  32. «53.º Oscar - 1981». CinePlayers. Consultado em 4 de junho de 2019 
  33. «38.º Globo de Ouro - 1981». CinePlayers. Consultado em 4 de junho de 2019 
  34. «The Blue Lagoon». Amazon.com. 5 de outubro de 1999. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  35. «The Blue Lagoon / Return to the Blue Lagoon». Amazon.com. 1 de fevereiro de 2005. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  36. «The Blue Lagoon Blu-ray». Blu-ray.com. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  37. The Blue Lagoon Blu-ray, Twilight Time, 2012
  38. «Amazon.com: The Blue Lagoon: Christopher Atkins, Brooke Shields, William Daniels, Leo McKern: Amazon Digital Services LLC». Amazon.com. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  39. «VUDU - Watch Movies». Vudu.com. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.