Benedita (Alcobaça)

freguesia do município de Alcobaça, Portugal

A Benedita é uma vila portuguesa sede de freguesia pertencente ao município de Alcobaça, na região Oeste portuguesa. A freguesia conta com 29,18 km2 de área[1] e 8480 habitantes (censo de 2021)[2], tendo, por isso, uma densidade populacional de 290,6 hab./km².

Portugal Portugal Benedita 
  Freguesia  
Aspeto da Benedita
Aspeto da Benedita
Aspeto da Benedita
Gentílico Beneditense
Localização
Benedita está localizado em: Portugal Continental
Benedita
Localização de Benedita em Portugal
Coordenadas 39° 25' 38" N 8° 58' 42" O
Região Centro
Sub-região Oeste
Distrito Leiria
Município Alcobaça
Código 100105
História
Fundação 20 de dezembro de 1532
Administração
Tipo Junta de freguesia
Características geográficas
Área total 29,18 km²
População total (2021) 8 480 hab.
Densidade auto hab./km²
Código postal 2475
Outras informações
Orago Nossa Sr.ª Encarnação
Sítio http://www.benedita.pt

É a freguesia mais populosa do munícipio de Alcobaça. A freguesia da Benedita caracteriza-se pelo elevado dinamismo industrial, beneficiando do facto de ser atravessada pelo IC2, assim como da sua proximidade à A1[3], ficando a cerca de 40 minutos desta última via.

A sua vila-sede é o principal aglomerado urbano do sul do município de Alcobaça, que se caracteriza pelo seu policentrismo. Foi elevada à categoria de vila em 1984.[4]

A freguesia da Benedita está também localizada no interior de um triângulo que une três capitais de município, sendo elas Rio Maior (sede de um município que faz parte da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo), Alcobaça e Caldas da Rainha (sedes de dois municípios da Comunidade Intermunicipal do Oeste), estando mais ou menos a igual distância das três (a cerca de 15 minutos de automóvel). A freguesia da Benedita é delimitada a norte pela freguesia de Turquel (também ela uma freguesia do município de Alcobaça), a oeste pela freguesia de Santa Catarina, a sudeste pela freguesia de Alvorninha (tanto Santa Catarina como Alvorninha pertencem ao município de Caldas da Rainha), a leste pela freguesia de Alcobertas (pertencente ao município de Rio Maior) e a sul pela freguesia de Rio Maior.

Localização no município de Alcobaça (configuração municipal anterior à fusão de freguesias de 2013)

História editar

A década de 1960 foi essencial para o desenvolvimento da Benedita. Graças a uma experiência piloto de “Desenvolvimento Comunitário”, conduzida por uma vasta equipa chefiada por Manuela Silva, artesãos de vários ramos de atividade associaram-se e criaram empresas industriais, mecanizadas e modernas, dando assim início ao processo de industrialização que é hoje a imagem da Benedita e que ocupa mais de 5000 pessoas repartidas pela produção de calçado - uma "tradição" da freguesia[5] -, cutelaria, marroquinaria, exploração de pedreiras (beneficiando da sua proximidade da Serra dos Candeeiros), artes gráficas, mármores, madeiras, rações para animais, serralharia civil, construção civil e obras públicas ou artigos de cirurgia, num conjunto de mais de 100 unidades fabris, que constituem um valor acrescentado considerável para a economia regional.[carece de fontes?]

No início da década de 1990, a Benedita assistiu a uma certa estagnação no seu crescimento económico. Porém, a partir da segunda metade dessa mesma década, e sobretudo com a concretização de algumas estruturas que desde há muito eram ansiadas pela população, a Benedita sofreu um novo impulso na senda do desenvolvimento:

  • O arrelvamento do campo de jogos da Fonte da Senhora e a construção da bancada coberta do campo de jogos da Associação Beneditense de Cultura e Desporto (o que permitiu que o clube atingisse a 1ª Divisão B do Nacional de Futebol);
  • A construção da Avenida Padre Inácio Antunes (conhecida informalmente como "avenida da igreja", por terminar no local do edifício da Paróquia da Benedita) e a sua ligação ao IC2;
  • A construção de um complexo moderno e funcional de piscinas cobertas (permitiu aos beneditenses a prática de natação na sua própria terra, não tendo assim necessidade de continuar a deslocar-se a Rio Maior, Caldas da Rainha ou Alcobaça, como tinham de fazer anteriormente);
  • A construção do Centro Cultural Gonçalves Sapinho - inaugurado em 2004 -, propriedade do Externato Cooperativo da Benedita, com todas as suas valências (centro de exposições, biblioteca, videoteca, auditórios, etc.), que colmatou a necessidade de espaço de qualidade dedicado às atividades culturais na freguesia;[6]
  • A modernização da Feira do Gado e da feira de dia 6 - que acabou por entrar em decadência, tendo sido extinta no final da década de 2010 - e a sua adequação às normas e exigências comunitárias;

Em 2015, teve lugar a requalificação de um dos locais mais centrais da vila, a Praça José Damasceno de Campos, que possui o nome de um antigo Governador Civil dos distritos de Leiria[7] e de Bragança, tendo ainda desempenhado os cargos de provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, diretor da Casa Pia e de presidente da Assembleia Municipal de Leiria.[8] Aquando da inauguração dessa praça, foi apresentadao o plano de requalificação da zona envolvente da Casa da Vila, onde está sediada a Junta de Freguesia da Benedita.[9] As obras de requalificação dessa área tiveram início no segundo trimestre de 2022, com a construção de uma réplica da fonte que existiu na Praça Damasceno de Campos entre a década de 1980 e 2015. A réplica ficou pronta no final de 2022.

Em 2019, foi inaugurada a nova Unidade Saúde Familiar (designada Unidade de Saúde Familiar Santa Maria - Benedita) da freguesia, localizada a poucos metros da anterior (inaugurada em 1992) e ao lado da Casa da Vila. A construção do novo edifício representou um investimento de cerca de 1,5 milhões de euros, valor custeado em 15% pela Câmara Municipal de Alcobaça e pela Administração-Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, sendo o restante financiado pela União Europeia. A nova USF pretende a melhoria da "prestação de cuidados médicos a um universo populacional de 15 mil habitantes", ou seja, quase o dobro da população da freguesia da Benedita.[10] A freguesia da Benedita é uma das três freguesias do município de Alcobaça abrangidas pelo Centro Hospitalar do Oeste (que é constituído pelos hospitais de Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras) sendo as outras duas São Martinho do Porto e Alfeizerão. No entanto, tendo em conta a futura construção do Hospital do Oeste, que ficará localizado no concelho do Bombarral, o grupo de trabalho do Ministério da Saúde dedicado a este tema sugeriu, em julho de 2023, que essas três freguesias passem futuramente a ser incluídas no Centro Hospitalar de Leiria, que inclui os hospitais de Alcobaça, Leiria e Pombal.[11]

Economia editar

A agropecuária, designadamente a suinicultura, é outra atividade económica de grande importância para a freguesia da Benedita.

A par da indústria e da suinicultura, o comércio é outra atividade muito importante para a vila da Benedita, que é visitada anualmente por milhares de pessoas que preferem fazer as suas compras no comércio da vila, nomeadamente habitantes das freguesias vizinhas.

Também o Externato Cooperativo da Benedita, criado em 1964, como cooperativa de ensino e cultura, é hoje uma referência regional como estabelecimento de ensino secundário. Ali são ministrados cursos secundários diurnos e noturnos, gerais e tecnológicos, até ao 12º ano, nas seguintes áreas: Científico-Natural, Artes, Humanidades, Informática e Administração. Esta escola é frequentada por mais de um milhar de alunos, não só da Benedita, mas também das freguesias vizinhas, incluindo freguesias dos concelhos de Rio Maior e Caldas da Rainha. Para além do ensino, o Externato Cooperativo da Benedita oferece aos seus alunos, assim como à restante comunidade educativa, atividades várias que incluem entre outras, música, teatro, futebol, judo, karaté, xadrez, rugby e krav maga.

Na década de 2000, a Benedita assistiu à decadência da atividade económica e várias fábricas abriram falência. O êxodo entre a população estudantil acentuou a crise económica e, já no início da década de 2010, a Benedita revelava-se como um sítio de quebra económica, acompanhando a situação geral em Portugal nessa altura.

Em abril de 2021, depois de décadas de discussão[12], finalmente avançaram as obras de construção da Área de Localização Empresarial da Benedita (ALEB), que ficará localizada numa área conhecida como "Quinta da Serra", a leste do IC2, ou seja numa área que faz parte do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros. Este emprendimento representará um investimento de 7,3 milhões de euros[13], uma quantia comparticipada por fundos comunitários[14], representando o maior investimento de sempre da Câmara Municipal de Alcobaça. A obra deverá estar concluída em março de 2024[15] e contará, segundo aquela mesma edilidade, "com uma área de 53,7 hectares dividida em 73 parcelas que se destinam à instalação de indústria, logística, armazenagem, comércio e serviços", tendo "um impacto regional".[16]

Demografia editar

A população registada nos censos foi:[2]

População da freguesia de Benedita[17]
AnoPop.±%
1864 1 572—    
1878 1 764+12.2%
1890 1 891+7.2%
1900 2 079+9.9%
1911 3 167+52.3%
1920 2 650−16.3%
1930 3 138+18.4%
1940 3 872+23.4%
1950 4 550+17.5%
1960 5 176+13.8%
1970 5 979+15.5%
1981 6 810+13.9%
1991 7 397+8.6%
2001 8 233+11.3%
2011 8 635+4.9%
2021 8 480−1.8%
Distribuição da População por Grupos Etários[18]
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 1503 1270 4428 1032
2011 1359 1062 4812 1402
2021 1128 956 4542 1854

Acessibilidades e transportes editar

Em termos de transportes públicos, a freguesia da Benedita é servida pela Rodoviária do Oeste, para mobilidade local e interurbana. Quanto a autocarros de longo curso, é servida pela Rede Expressos, cujos autocarros param na vila e a ligam, no mesmo percurso, a Lisboa, numa direção, e a Alcobaça, noutra (esse serviço também tem paragens na localidade de Évora de Alcobaça, na vila de Turquel e na cidade de Rio Maior), com três horários para cada direção em todos os dias da semana (até ao início da pandemia de Covid-19, eram quatro aos dias úteis). Em 2011, durante o mandato da Presidente da Junta Maria José Filipe (PSD) e do Presidente da Câmara Paulo Inácio (PSD), foi criado um serviço de autocarros urbanos que servia as freguesias da Benedita, de Turquel e do Vimeiro[19] - um pouco à imagem do que já acontecia na cidade de Alcobaça, com o serviço atualmente designado de "Chita" -, mas o mesmo foi extinto em 2012. A existência do serviço praticamente não foi divulgada, fora menções na comunicação social. Nem a autarquia nem a então Rodoviária do Tejo - que uns anos depois se desagregaria em três empresas diferentes, entre elas a Rodoviária do Oeste - anunciaram o motivo para a suspensão do mesmo.

Durante as férias escolares, a Rodoviária do Oeste opera apenas na vila da Benedita, não havendo serviço nas localidades da freguesia nem transporte pare a cidade "vizinha" de Rio Maior. Também não há também nenhum serviço do chamado "táxi social" que não esteja ligado a programas de assistência social[20] nem serviços de transporte flexível e/ou a pedido. Sendo que os lugares mais distantes da freguesia distam até 6 km do centro da vila da Benedita, não se sabe até que ponto isto contribui para a exclusão social de uma parte da população da freguesia. Essa pobre oferta de transportes públicos contrasta com o facto de haver nesta freguesia um stand automóvel de renome nacional, a Benecar, que, inclusive, detém desde 2020 1% da Media Capital, grupo da TVI, como parte integrante da Biz Partners.[21]

Aquando da campanha para as eleições autárquicas de 2021, Maria de Lurdes Pedro (PSD), presidente da junta de freguesia da Benedita desde 2017 - tendo sido reeleita em 2021 -, revelou que o projeto de construção de um terminal rodoviário - que estava no seu programa para o mandato 2017-2021 - havia caído por terra, anunciando a intenção de implementar um sistema de transporte público na vila e noutros locais da freguesia,[22] o que à data de fevereiro de 2024 ainda não aconteceu. Apesar da sua importância enquanto centro urbano, tanto a nível municipal como regional, a vila da Benedita carece de estruturas dedicadas ao transporte público, principalmente paragens de autocarro com abrigos, quer em número suficiente quer nos locais mais utilizados pela população não-estudante.

Em 2023, a mesma líder autárquica afirmou que a falta de condições para a circulação de peões era um "grande problema" na freguesia.[23]

A freguesia da Benedita será atravessada pela linha ferroviária de alta velocidade - vulgo TGV -, não se sabendo ainda se a leste ou a oeste do IC2. Prevê-se que a construção do trajeto que atravessará a freguesia, o trajeto Soure-Carregado, aconteça entre 2026 e 2030.[24]

Cultura, desporto e lazer editar

Desde 2002 que se realiza um evento tauromáquico na vila, tendo o mesmo sido interrompido apenas em 2020 e 2021, devido à pandemia de covid-19. O evento é organizado pelos Bombeiros Voluntários da Benedita e trata-se, de certa forma, de uma anomalia cultural no contexto do concelho de Alcobaça, visto que o mesmo não possui qualquer tradição tauromáquica.[25] Por esta mesma razão e principalmente pela natureza denominada como cruel do espetáculo, em 2017 o movimento Marinhenses Anti-touradas apelou aos Bombeiros Voluntários da Benedita, assim como à Câmara Municipal de Alcobaça e à Junta de Freguesia da Benedita - que haviam patrocinado anteriores touradas na Benedita -, para que o evento fosse cancelado, o que não aconteceu.[26] Em junho de 2022, aconteceu a tourada "tradicional" e uma semana depois deu-se um evento de variedades taurinas protagonizado por um grupo cómico espanhol, Diversiones en el Ruedo - constituído em parte por pessoas com nanismo -, e foi com este último evento que a Benedita foi alvo de atenção mediática nacional - algo que raramente acontece - no fim de semana de 17 e 18 de junho desse ano. Isto aconteceu devido ao facto de o Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, ter classificado este tipo de espetáculo como "atentatório à dignidade humana e contraditório com tudo o que importa defender no plano das políticas de inclusão". A coordenadora do Observatório da Deficiência e Direitos Humanos, Paula Campos Pinto, e a presidente da Associação Nacional de Displasias Ósseas, Inês Alves, também censuraram o evento, sendo que a primeira falou em "grave retrocesso civilizacional". Para além disso, a Plataforma Basta de Touradas levantou dúvidas acerca da legalidade do espetáculo cómico de variedades taurinas, afirmando o seguinte: “Apesar de previstos na lei, a publicidade ao espetáculo “Diversiones en el Ruedo” marcado para a Benedita, numa praça de touros desmontável, não refere a classificação etária, nem a advertência obrigatória que ‘o espetáculo pode ferir a suscetibilidade dos espectadores’ nem qualquer referência a licenciamento por parte da Inspeção-Geral das Atividades Culturais, pelo que existem sérias dúvidas acerca da legalidade do mesmo” e que uma associação de Bombeiros “não tem legitimidade para organizar espetáculos tauromáquicos”. Por outro lado, o representante português do grupo espanhol, Jaime Amante, acusou de ignorância e preconceito todos os que manifestaram indignação com o evento. Já João Guerra, membro da organização do evento e da direção dos Bombeiros Voluntários da Benedita, disse que os membros do grupo cómico, alguns deles "com deficiência, têm lugar a ter a profissão que querem". Jimmy Muñoz, um dos anões toureiros, garantiu que ele e os seus colegas anões "não [eram] uma anedota" e que "as pessoas não se [riam deles] como se fosse uma humilhação". De referir também que em 2015 um evento do mesmo género, que estava para ocorrer em Viana do Castelo, acabou por ser cancelado.[27][28][29] Nem a Junta de Freguesia da Benedita, que apoiou o evento (embora não se saiba em que termos) nem a Câmara Municipal de Alcobaça se pronunciaram sobre a controvérsia. À data da edição de 2023 da tourada, a Junta de Freguesia da Benedita continua a apoiar o evento, assim como a estação de rádio local, a Benedita FM.[30]

A freguesia conta também com o Clube de Caça e Tiro da Benedita - que também possui a designação de Forest Breath Clube -, fundado em 2020. O Clube de Caça e Tiro da Benedita possui um campo situado na freguesia de Turquel. Esse campo está homologado pela Federação Portuguesa de Tiro com Armas de Caça.[31]

Em 2020, foi inaugurada a Casa das Associações, no espaço da antiga USF, que à data albergava cinco associações: o Rotary Club da Benedita, Terra Mágica das Lendas, Benedita Solidária, Airsoft e Associação de Pais e Encarregados de Educação. O edifício dispõe ainda de uma sala reservada para a junta para a realização de formações, workshops e atividades cívicas.[32] No mesmo ano, foi inaugurado uma réplica do pórtico - estrutura que está, inclusivamente, representada no brasão da Benedita - da antiga igreja paroquial da Benedita, que conta com partes do original, demolido na década de 1950. Juntamente com arranjos exteriores da atual igreja paroquial (Igreja Paroquial da Freguesia de Nossa Senhora da Encarnação da Benedita), esta construção totalizou um custo de mais de 58 mil euros.[33]Também em 2020, foi inaugurado um skate park indoor - o único do distrito de Leiria -, o SLX Benedita - Skate, Learn and Experience, num local providenciado pela junta de freguesia.[34]

Em agosto de 2021, foi inaugurado o Parque Motorizado da Benedita, na última localização da extinta Feira do Gado e feira mensal da Benedita (junto à interceção entre o IC2 e a avenida Padre Inácio Antunes). O circuito contempla três pistas: uma para motos todo-o-terreno, vocacionada para modalidades de super-enduro e hard-enduro, uma segunda para motos, mas mais dedicada a crianças e jovens, e ainda uma pista para bicicletas. Este empreendimento foi levado a cabo em colaboração com a Associação Parte Manetes. Maria Lurdes Pedro, presidente da junta, explicou, no mês de inauguração do parque motorizado, que "ainda não estava quantificado o custo" do mesmo, sendo que anteriormente o presidente da Parte Manetes, Rodrigo Vicente, havia salientado que, sem apoios de materiais, maquinaria e pessoal da parte da junta, a construção de uma estrutura deste tipo representaria um investimento superior a 40 mil euros.[35]

Em 2022, foi criado um campo de padel dentro do complexo das Piscinas Municipais da Benedita. Juntamente com a reconversão do piso do recinto desportivo do Centro Escolar de Turquel - em funcionamento desde 2019 -, este empreitada representou um investimento de 60 mil euros. Inês Silva (PSD), então vice-presidente da câmara municipal de Alcobaça e vereadora municipal da Educação e Investigação, Cultura, Juventude e Infraestruturas afirmou que assim se pretendia "dotar a freguesia da Benedita e o concelho de Alcobaça de um espaço para a prática de uma modalidade em expansão no seio da comunidade”.[36] Já Maria de Lurdes Pedro, presidente da junta de freguesia da Benedita, referiu que “a ideia veio da junta”, mas que o campo [estaria] a ser construído com o apoio da Câmara Municipal de Alcobaça.[37]

Também em 2022, foi criada uma sala snoezelen na vila. Este projeto resulta de um investimento que ronda os 17 mil euros, dividos em partes iguais pela junta de freguesia e pela empresa Benecar.[38]

Religião editar

A freguesia da Benedita tem uma forte presença católica. Segundo a beneditense Inês Silva, ex-vereadora da Câmara de Alcobaça, pelo PSD, a vila-sede possui uma “tradição religiosa caraterística".[39] De mencionar ainda será o facto de a interação entre a Igreja Católica e o poder político na freguesia ser frequente.[40][41][42]

Personalidades ilustres editar

Um grande destaque da história beneditense vai para o ex-recordista nacional absoluto aos 100m costas, Francisco Santos, que ficou conhecido na história da natação portuguesa como o recordista menos duradouro dos últimos 100 anos.

Diana Marquês Guerra destacou-se nacionalmente em 2001, aos 10 anos, ao entrar na telenovela Filha do Mar e desde então entrou noutras telenovelas, além de séries e filmes.[43]

Também a economista Susana Peralta[44], o fazedor de opinião Camilo Lourenço[45], o empresário Marco Galinha[46] e Davide Amado, o ex-presidente da concelhia do PS de Lisboa e atual presidente da Junta de Freguesia de Alcântara, têm raízes ou passaram parte da sua vida na zona da Benedita.[47]

Na cultura popular editar

A Benedita é mencionada duas vezes na primeira temporada da bem-sucedida série Pôr do Sol (2021), uma trama satírica da RTP, como sendo sede de uma "clínica de ADN de órfãos".[48]

Aglomerados editar

Para além da vila sede, fazem parte da freguesia da Benedita os seguintes povoados[3]:

  • Taveiro
  • Ribafria
  • Algarão
  • Azambujeira
  • Bairro da Figueira
  • Venda das Raparigas
  • Charneca do Casal do Guerra
  • Casal do Carvalho
  • Casal do Guerra
  • Casal Gregório
  • Casal Leirião
  • Lagoa do Frei João
  • Freires
  • Frei Domingos
  • Moinhos Novos
  • Cabecinha
  • Candeeiros
  • Cruz de Oliveira

Referências

  1. «Carta Administrativa Oficial de Portugal CAOP 2013». descarrega ficheiro zip/Excel. IGP Instituto Geográfico Português. Consultado em 10 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 9 de dezembro de 2013 
  2. a b Instituto Nacional de Estatística (23 de novembro de 2022). «Censos 2021 - resultados definitivos» 
  3. a b Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Alcobaça, 2015.
  4. «Lei n.º 21/84, de 28 de junho». diariodarepublica.pt. Consultado em 17 de dezembro de 2023 
  5. Martins Silva, Marta (3 de julho de 2016). «A freguesia que calçava o Ribatejo». Correio da Manhã. Consultado em 12 de abril de 2022 
  6. «Benedita. Dinâmica nos 15 anos do Centro Cultural Gonçalves Sapinho». Alcoa. 7 de fevereiro de 2019. Consultado em 14 de julho de 2023 
  7. «Praça José Damasceno Campos». Urbiágua. Consultado em 31 de março de 2022 
  8. «Requalificação da Praça Damasceno de Campos inaugurada a 30 de Outubro». Jornal de Leiria. 15 de outubro de 2015. Consultado em 31 de março de 2022 
  9. Susano, Sara (29 de outubro de 2015). «Praça Damasceno Campos é inaugurada amanhã». O Alcoa. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  10. «USF da Benedita inaugurada pela Ministra da Saúde». Câmara Municipal de Alcobaça. 28 de junho de 2019. Consultado em 31 de março de 2022 
  11. «Novo Hospital do Oeste no Bombarral dimensionado para servir sete dos doze concelhos da região». Alvorada. 28 de junho de 2023. Consultado em 1 de julho de 2023 
  12. Lopes, Mário (8 de agosto de 2005). «PS: compra da Quinta da Serra na Benedita é um ato de gestão danosa». Tinta Fresca. Consultado em 15 de maio de 2017 
  13. «Economia: Câmara realiza "maior investimento de sempre" na Área Empresarial da Benedita». Diário de Leiria. 17 de maio de 2021. Consultado em 8 de abril de 2021 
  14. «Ministro da Economia visita ALEB». Câmara de Alcobaça. 24 de novembro de 2023. Consultado em 26 de novembro de 2023 
  15. Pedrosa Marques, Eduardo (14 de setembro de 2023). «Zona industrial da Benedita concluída em março de 2024». Região de Cister. Consultado em 1 de outubro de 2023 
  16. «ALEB é uma obra para o concelho e para a toda a região». Câmara Municipal de Alcobaça. 2 de fevereiro de 2022. Consultado em 1 de outubro de 2023 
  17. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  18. INE. «Censos 2011». Consultado em 11 de dezembro de 2022 
  19. «Transportes Urbanos chegam à Benedita». Gazeta das Caldas. 17 de dezembro de 2010. Consultado em 22 de fevereiro de 2022 
  20. Franco Sousa, Daniela (15 de abril de 2023). «Socialistas propõem Táxi Saúde + 65 para Alcobaça». Jornal de Leiria. Consultado em 12 de janeiro de 2024 
  21. «Biz Partners detém perto de 12% da Media Capital. Tensai não será acionista». Jornal de Negócios. 2 de novembro de 2020. Consultado em 1 de julho de 2022 
  22. «Entrevista Maria de Lurdes Pedro (PSD)». Consultado em 16 de março de 2022  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  23. «"Os beneditenses não ficam à espera que os outros façam. Arregaçamos as mangas e vamos nós à luta"». Jornal de Leiria - Edição especialː Benedita - Dinamismo e Tradição (3): 3. 23 de fevereiro de 2023. Consultado em 12 de janeiro de 2024 
  24. «Rio Maior: linha de alta velocidade em 2030». Região de Rio Maior. 11 de janeiro de 2024. Consultado em 20 de janeiro de 2024 
  25. Gomes, Francisco (31 de maio de 2017). «Movimento antitouradas não impede evento na Benedita». Jornal das Caldas. Consultado em 12 de abril de 2022 
  26. Neves, João (25 de maio de 2017). «Duas centenas pedem cancelamento da tourada na Benedita». Região de Cister 
  27. Henriques, Ana (17 de junho de 2022). «Touradas com anões: ministro da Cultura fala em atentado à dignidade humana». Público. Consultado em 1 de julho de 2022 
  28. «Tourada com anões promovida por bombeiros da Benedita gera polémica». PT Jornal. 17 de junho de 2022. Consultado em 1 de julho de 2022 
  29. Gomes Francisco (20 de junho de 2022). «Espetáculo polémico com anões toureiros». Jornal das Caldas. Consultado em 1 de julho de 2022 
  30. «Tourada na Benedita». Facebook. 5 de junho de 2023. Consultado em 7 de junho de 2023 
  31. P. Marques, Eduardo (8 de setembro de 2022). «Caça: da competição ao lazer». Região de Cister (1516) 
  32. Varela, Marlene (11 de dezembro de 2020). «Casa das Associações acolhe cinco associações da Benedita após obras». Região de Cister. Consultado em 8 de abril de 2022 
  33. «Benedita. Recuperação do pórtico da antiga igreja para breve». O Alcoa. 10 de dezembro de 2020. Consultado em 27 de maio de 2022 
  34. Alves, Cristina (29 de setembro de 2023). «Skatepark indoor coloca Benedita no mapa mundial da modalidade». Jornal de Leiria. Consultado em 1 de outubro de 2023 
  35. Vicente, Isaque (26 de agosto de 2021). «Centenas acorrem à inauguração do Parque Motorizado da Benedita». Consultado em 8 de abril de 2022 
  36. «Novo campo de padel na Benedita». Jornal das Caldas (1561). 6 de abril de 2022 
  37. «AUMENTO DE ADEPTOS DE PADEL LEVA JUNTA DA BENEDITA A CRIAR NOVO CAMPO». Cister FM. 3 de março de 2022. Consultado em 3 de abril de 2022 
  38. Marques, Eduardo P. (7 de abril de 2022). «Sala Snoezelen permite criação de vários estímulos sensoriais». Palavras Necessárias. Região de Cister (1494): 4. Consultado em 10 de fevereiro de 2023 
  39. Varela, Marlene (3 de abril de 2021). «Escola Primária de Frei Domingos vai acolher museu dedicado a D. José Policarpo». Região de Cister. Consultado em 1 de dezembro de 2023 
  40. Varela, Marlene (19 de novembro de 2020). «Reconstrução do Pórtico da Benedita vai finalmente avançar». Região de Cister. Consultado em 25 de julho de 2023 
  41. «Benedita é a freguesia de Alcobaça que mais acolhe na JMJ». Jornal de Leiria. 24 de julho de 2023. Consultado em 25 de julho de 2023 
  42. «Benedita. Uma Rotunda chamada Luíza Andaluz!». O Alcoa. 31 de outubro de 2018. Consultado em 25 de julho de 2023 
  43. Vieira, Sara (20 de agosto de 2018). «A "filha do mar" e da Benedita». Região de Cister. Consultado em 8 de abril de 2022 
  44. Vieira, Sara (7 de março de 2021). «Susana Peralta: "O fecho das escolas é o maior tiro no pé na gestão desta crise"». Região de Cister. Consultado em 8 de abril de 2022 
  45. Lourenço, Camilo (27 de janeiro de 2019). «Não me envergonhe, dr. António Costa!!!». Jornal de Negócios. Consultado em 6 de abril de 2022 
  46. Alves, Marco (20 de fevereiro de 2021). «Marco Galinha. De vendedor de tabaco a novo tubarão dos media». Sábado. Consultado em 8 de abril de 2022 
  47. «Davide Amado demite-se. Marta Temido assume liderança da concelhia de Lisboa do PS». Diário de Notícias. 6 de fevereiro de 2023. Consultado em 26 de novembro de 2023 
  48. «Espero que façam uma visita à clinica de ADN de órfãos da Benedita». Twitter. 4 de agosto de 2022. Consultado em 13 de setembro de 2022 
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Benedita (Alcobaça)
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.