A1 (autoestrada)

autoestrada de Portugal

A A1 ou Autoestrada do Norte[3] é uma autoestrada portuguesa, que liga Lisboa com o Porto, ligando a região da Área Metropolitana de Lisboa com as sub-região Lezíria do Tejo, pertencendo à Região do Alentejo, as sub-regiões Médio Tejo, Região de Leiria, Região de Coimbra e Região de Aveiro, pertencendo à Região Centro, e a sub-região Área Metropolitana do Porto, pertencendo à Região Norte, tendo uma extensão total de 301,6 km.


A1

Autoestrada do Norte
Portugal

Mapa da autoestrada A1
Identificador europeu   E 01 ,  E 80  
Tipo Autoestrada
Extensão 301,6 km
Orientação Sul a Norte
Extremos
 • Sul:
 • Norte:

Lisboa
Porto
Interseções  A 8 ,  A 9 ,  A 10 ,  A 13-1 ,  A 14 ,  A 15 ,  A 20 ,  A 23 ,  A 25 ,  A 28 ,  A 29 ,  A 30 ,  A 34 ,  A 35 ,  A 36 ,  A 41 ,  A 44 ,  IP 3 ,  IC 2 ,  IC 8 , N 1, N 3, N 10, N 109, N 113, N 114, N 116, N 223, N 224, N 234, N 235, N 243, N 341, N 356, N 360, N 366
Concessionária Brisa Concessão Rodoviária
Sacavém (A1/A12/IC17) – Stº. Ovídio

Infraestruturas de Portugal
Stº. Ovídio – Ponte da Arrábida (Norte)[1]

Regime Portagens (274 km)
Gratuito (29 km)
Tráfego médio diário 36 958[2] (Dezembro de 2017)

Em Lisboa, a autoestrada começa no norte da cidade, no final da Avenida Marechal Craveiro Lopes, cruzando-se com a A12, que segue em direção pela Ponte Vasco da Gama até Setúbal. Mais à frente, em Alverca, a autoestrada tem um nó com a A9, que segue em direção sudoeste até Caxias, sendo a circular exterior da cidade de Lisboa. Passando no Carregado, a autoestrada cruza-se com a A10, que segue em direção sudoeste até Arruda dos Vinhos e em direção leste até Samora Correira e Benavente. Perto de Santarém, a autoestrada tem um nó com a A15, que segue em direção oeste até às Caldas da Rainha. Em Torres Novas, a autoestrada cruza-se com a A23, que segue em direção nordeste até Castelo Branco e Guarda. Antes de chegar a Coimbra, a autoestrada liga-se com a A13-1, que segue em direção leste até Condeixa-a-Nova e passando Coimbra, no norte da cidade, a autoestrada tem um nó com a A14, que segue em direção oeste à Figueira da Foz. Passando em Albergaria-a-Velha, perto da cidade de Aveiro, a autoestrada cruza-se com a A25, que segue em direção leste até ao centro da cidade de Aveiro e direção leste a Viseu e a Guarda. Na Nogueira da Regedoura, a autoestarda tem um nó com a A41, que segue em direção oeste a Espinho e direção nordeste Valongo até Matosinhos, sendo a circular exterior da cidade do Porto. Chegando à cidade do Porto, em Vila Nova de Gaia, a autoestrada cruza-se primeiro com a A20, que segue em direção nordoeste ao Porto, sendo a circular interior da cidade da mesma cidade, a seguir a autoestrada cruza-se com a A29, que segue em direção sudoeste a Espinho e mais à frente com a A44, que liga a cidade de Vila Nova de Gaia de norte a sul. Passando depois na Ponte da Arrábida, a autoestrada liga-se com a A28, que segue em direção norte a Viana do Castelo e com a A20, que segue pela Ponte do Freixo até Vila Nova de Gaia, ligando-se outra vez com a mesma autoestrada.

É concessionada pela Brisa e é portajada (excepto nos troços junto a Lisboa e ao Porto). Um trajeto entre Lisboa e o Porto para um veículo Classe 1 custa €22,40.

Faz integralmente parte da Estrada Europeia E01 e parcialmente da Estrada Europeia E 80 e é identificada no Plano Rodoviário Nacional 2000 como parte integrante do IP1 até ao nó dos Carvalhos, em Pedroso, a partir daí integra os últimos quilómetros do IC2, juntando-se-lhe o IC1, a partir do nó com a A29.

HistóriaEditar

O primeiro troço desta auto-estrada remonta a 1961, altura em que foi aberta a ligação LisboaVila Franca da então nova N 1. Dois anos depois, em 1963, foi a vez de ficar completa a atual extremidade norte da autoestrada, o troço contínuo entre o Porto e Pedroso (Carvalhos). Assim sendo, e durante anos a fio, a ligação em auto-estrada entre Lisboa e Porto resumiu-se a dois pequenos troços junto às duas cidades. Em 1977, acrescentou-se o troço entre Vila Franca e o Carregado e, em 1980, a ligação Carregado – Aveiras de Cima. O ritmo de construção acelera em 1982, com a abertura ao tráfego do troço CondeixaMealhada (que retirou o trânsito do centro de Coimbra, por onde passava a N 1), e 1983, com a abertura do troço Albergaria-a-VelhaSanta Maria da Feira. Outros troços importantes foram construídos em 1987 e 1990, até que em 1991 a A1 ficou enfim concluída, com a abertura do último troço, de 85 km, entre Torres Novas e Condeixa.

Troço Situação km
Lisboa - Vila Franca de Xira Em serviço (1961) 25,0
Vila Franca de Xira - Carregado Em serviço (1977) 6,1
Carregado - Aveiras de Cima Em serviço (1980) 15,5
Aveiras - Torres Novas Em serviço (1990) 47,6
Torres Novas - Condeixa Em serviço (1991) 87,4
Condeixa - Mealhada Em serviço (1982) 27,6
Mealhada - Albergaria-a-Velha Em serviço (1987) 38,5
Albergaria-a-Velha - Santa Maria da Feira Em serviço (1983) 27,2
Santa Maria da Feira - Pedroso (Carvalhos) Em serviço (1980) 17,1
Pedroso (Carvalhos) - Gaia (Coimbrões) Em serviço (1963) 6,8
Gaia (Coimbrões) - Gaia (Afurada) Em serviço (1960) 3,6
Ponte da Arrábida Em serviço (1963) 0,6

CapacidadeEditar

 
Viaduto sobre o Rio Trancão, em Sacavém.

Trânsito [4]Editar

Troço Tráfego médio diário mensal - março de 2014
Sacavém - São João da Talha 86.843
São João da Talha - Santa Iria da Azóia 79.901
Santa Iria da Azóia - Alverca (A9) 74.831
Alverca - Vila Franca de Xira Sul 55.853
Vila Franca de Xira Sul - Vila Franca de Xira Norte 56.830
Vila Franca de Xira Norte - Castanheira do Ribatejo 44.894
Castanheira do Ribatejo - A10 44.585
A10 - Carregado 50.028
Carregado - Aveiras de Cima 35.757
Aveiras de Cima - Cartaxo 26.421
Cartaxo - Santarém 26.877
Santarém - A15 27.724
A15 - Torres Novas (A23) 25.833
Torres Novas (A23) - Fátima 18.194
Fátima - Leiria (A8) 18.443
Leiria (A8) - Pombal 18.010
Pombal - Condeixa (A13-1) 18.144
Condeixa (A13-1) - Coimbra Sul 19.566
Coimbra Sul - Coimbra Norte (IP3/A14) 18.159
Coimbra Norte (IP3/A14) - Mealhada 19.614
Mealhada - Aveiro Sul 19.457
Aveiro Sul - Albergaria (A25) 17.649
Albergaria (A25) - Estarreja 29.120
Estarreja - Feira 26.752
Feira - Espinho (A41 CREP) 30.810
Espinho (A41 CREP) - Feiteira 32.898
Feiteira - Carvalhos (A20/IC2) 56.014
Ponte da Arrábida [5] 91.857

PerfilEditar

Secção Perfil Extensão
Lisboa - Torres Novas   94 km
Torres Novas - Condeixa-a-Nova   87 km
Condeixa - Coimbra (Sul)   9 km
Coimbra (Sul) - Estarreja   68 km
Estarreja - Grijó   26 km
Grijó - Carvalhos    8 km
Pedroso (Carvalhos) - Gaia (Santo Ovídio)   5 km
Gaia (Santo Ovídio) - Gaia (Coimbrões)   1 km
Gaia (Coimbrões) - Porto   5 km

SaídasEditar

 
Nó da A1 com a IC17-CRIL, onde começa esta autoestrada.
 
Vista da Ponte da Arrábida para o Porto, onde acaba a A1.

Lisboa – PortoEditar

 
Vista da Serra de Aire e Candeeiros a partir da A1.
 
Praça de Portagem de Alverca.
Intersecção km Saída Direcções Estrada que liga
  km 0   Lisboa
Avenida Marechal Craveiro Lopes


  km 0   1 Algés / Odivelas
Setúbal / Montijo
 A 36 (CRIL) 
 A 12 


  km 5   São João da Talha
(apenas entrada no sentido Lisboa)
N 10


  km 8   1A Póvoa de Santa Iria / Vialonga
Sacavém / Moscavide
N 115-5
 IC 2 


  km 14   2 Alverca / Vialonga
N 10


 
  Praça de Portagem de Alverca (km 14)


  km 14   2 Cascais
Loures
 A 9 (CREL) 


  km 20   2A Vila Franca de Xira (sul)
Alhandra
N 10


  km 25   3 Vila Franca de Xira (norte)
Porto Alto
N 1


  km 29   3A Plataforma Logística de Lisboa Norte N 1


  km 30   4 Carregado / Alenquer
Arruda dos Vinhos
ALGARVE / Benavente
N 3
 A 10 


  km 47   5 Aveiras
Alcoentre
Azambuja
N 366


  km 57   5A Cartaxo N 114-2


  km 65   6 Santarém
(  A 13  )
N 114


  km 67   6A Caldas da Rainha
Rio Maior
 A 15 


  km 94   7 Torres Novas
Abrantes
Castelo Branco
 A 23 


  km 114   8 Fátima  
Ourém / Batalha
N 356


  km 129   9 Leiria
Marinha Grande
 A 8 


  km 153   10 Pombal / Castelo Branco
Figueira da Foz
 IC 8 


  km 169   10A Soure
N 348


  km 181   11 Condeixa
Lousã
 IC 2 
 A 13-1 


  km 189   12 Coimbra (sul)
Taveiro / Alfarelos
N 341


  km 197   13 Coimbra (norte) / Viseu
Fig. da Foz / Montemor-o-Velho / Cantanhede
 IP 3 
 A 14 


  km 209   14 Mealhada / Luso-Buçaco
Curia
Cantanhede
N 234


  km 232   15 Aveiro (sul) / Ílhavo
Águeda / Oliveira do Bairro
N 235


  km 247   16 Aveiro (norte)
Albergaria / Viseu
 A 25 


  km 258   17 Vale de Cambra
Oliveira de Azeméis
N 224


  km 274   18 Sta. Maria da Feira
São João da Madeira
Ovar
N 223


  km 284   18A Espinho (Este)
A41
Picoto
 A 41 


 
  Praça de Portagem de Grijó (km 285)


  km 288   18B Carvalhos / Grijó
(sentido Lisboa)


  km 291   19 Carvalhos
Gaia por N 1
N 1


  km 292   20 Porto por Ponte do Freixo
Gondomar
Braga
(sentido Porto)
 A 20 


  km 294   21 Porto por Ponte do Freixo
Espinho
Canelas
(sentido Lisboa)
 A 29 


  km 296   22
Gaia (Santo Ovídio)


  km 298   23 Gaia (Coimbrões)
Espinho / Valadares
 A 44 - VCI 
 A 44 


  km 298 Início do troço comum à VCI


  km 300   24 Gaia (Devesas)
Canidelo


  km 302   25 Gaia (Afurada)
centro comercial


  km 302 Ponte da Arrábida


  km 303 direcção
Ponte do Freixo
 A 28 


 
Praça de Portagem de Grijó.

Áreas de serviçoEditar

  •   Área de Serviço de Aveiras (km 44)  
  •   Área de Serviço de Santarém (km 84)
  •   Área de Serviço de Leiria (km 125)  
  •   Área de Serviço de Pombal (km 164)  
  •   Área de Serviço Mealhada-Cantanhede (km 204)
  •   Área de Serviço Antuã-Estarreja (km 255)  
  •   Área de Serviço de Vila Nova de Gaia (km 295)  

Áreas de repousoEditar

  •   Área de Repouso de Fátima (km 105, atualmente encerrada)
  •   Área de Repouso de Oiã (km 230)

Referências

  1. Rede Nacional de Autoestradas Concessionada (por estrada) (PDF) (Relatório). Instituto de Mobilidade e dos Transportes. 18 de Maio de 2017. Consultado em 27 de Junho de 2020 
  2. Relatório de Tráfego na Rede Nacional de Autoestradas – 4.º trimestre de 2017 (PDF) (Relatório). Instituto de Mobilidade e dos Transportes. Fevereiro de 2018. p. 6. Consultado em 18 de Maio de 2018 
  3. «Decreto-Lei n.º 247-C/2008». Diário da República — 1.ª série. 30 de dezembro de 2008. Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  4. tráfego, Informação. «Informação de tráfego» (PDF) [ligação inativa]
  5. Group, Global Media (1 de julho de 2011). «Bases para definir Trânsito na Ponte da Arrábida» (PDF) 

Ligações externasEditar