Abrir menu principal

Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino de 2019 - Série A1

Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino de 2019
Brasileirão Feminino 2019
Dados
Participantes 16
Organização CBF
Período 16 de março29 de setembro
Gol(o)s 378
Partidas 134
Média 2,82 gol(o)s por partida
Campeã Ferroviária (2º título)
Vice-campeã Corinthians
Rebaixada(s) Sport
São Francisco
Foz Cataratas
Vitória das Tabocas
Melhor marcadora Millene (Corinthians) – 19 gols
Melhor ataque (fase inicial) Corinthians – 52 gols
Melhor defesa (fase inicial) Corinthians – 5 gols
Maior goleada
(diferença)
Flamengo 10–0 Vitória das Tabocas
Los LariosDuque de Caxias
23 de março, 2ª rodada
◄◄ 2018 Soccerball.svg 2020 ►►

A Série A1 do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino de 2019 é a 7ª edição desta competição, que é organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O campeonato conta com 16 equipes que jogarão um turno único com início em 16 de março. Após esta fase, inicia-se o sistema eliminatório (das quartas de final em diante). A final está prevista para acontecer em duas datas, sendo a última em 29 de setembro de 2019.[1]

A Ferroviária sagrou-se campeã ao vencer o Corinthians nas finais, nos pênaltis, as duas equipes garantiram vaga na Libertadores Feminina de 2020

Formato e regulamentoEditar

O campeonato é disputado em quatro fases: na primeira fase os 16 clubes jogam no modelo de pontos corridos em turno único. Os oito primeiros se classificarão para as quartas-de-final e os quatro últimos serão rebaixados para a Série A2; na segunda fase (quartas-de-final) os clubes se enfrentarão no sistema eliminatório (“mata-mata”) classificando-se o vencedor de cada grupo para a terceira fase (semifinal) os clubes se enfrentaram no sistema eliminatório classificando-se o vencedor de cada grupo para a quarta fase (final), onde os dois clubes se enfrentarão também no sistema eliminatório para definir o campeão.[2]

  1. Primeira fase: 16 clubes jogam todos contra todos em turno único
  2. Segunda Fase (quartas-de-final): oito clubes distribuídos em quatro grupos de dois clubes cada
  3. Terceira fase (semifinal): quatro clubes distribuídos em dois grupos de dois clubes cada
  4. Quarta fase (final): em um grupo de dois clubes, de onde sairá o campeão

Critérios de desempateEditar

Em caso de empate de pontos entre dois clubes, os critérios de desempate serão aplicados na seguinte ordem:

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Número de cartões vermelhos
  5. Número de cartões amarelos
  6. Sorteio

ParticipantesEditar

Equipe Cidade Estado Em 2018 Estádio (mando) Capacidade[3] Títulos
Audax   Osasco   SP 12º José Liberatti 17 780 0 (não possui)
Avaí/Kindermann[4]   Caçador   SC Carlos A. C. Neves 6 500 0 (não possui)
Corinthians   São Paulo   SP Estádio Alfredo Schürig 10 000 1 (2018)
Ferroviária   Araraquara   SP Fonte Luminosa 20 950 1 (2014)
Flamengo   Rio de Janeiro   RJ Gávea 4 000 1 (2016)
Foz Cataratas/Athletico Paranaense[5]   Foz do Iguaçu   PR 11º Pedro Basso 6 968 0 (não possui)
Iranduba   Iranduba   AM Arena da Amazônia 45 351 0 (não possui)
Internacional   Porto Alegre   RS 3º (Série A2) Beira-Rio 50 128 0 (não possui)
Minas Brasília   Brasília   DF 1º (Série A2) Abadião 4 000 0 (não possui)
Ponte Preta   Campinas   SP Moisés Lucarelli 17 728 0 (não possui)
Santos   Santos   SP Vila Belmiro 16 068 1 (2017)
São Francisco  São Francisco do Conde   BA 14º Junqueira Ayres 3 000 0 (não possui)
São José   São José dos Campos   SP Martins Pereira 16 500 0 (não possui)
Sport/Ipojuca[6]   Recife   PE 10º Ilha do Retiro 32 983 0 (não possui)
Vitória   Salvador   BA 2º (Série A2) Barradão 30 618 0 (não possui)
Vitória das Tabocas/Santa Cruz[7]   Vitória de Santo Antão   PE 13º Barbosão 3 400 0 (não possui)
  • A equipe do Rio Preto desistiu da competição, logo, o Internacional ficou com a vaga na primeira divisão do futebol feminino .
  • Com a obrigatoriedade imposta pela CBF, em que os times de futebol profissional masculino também devem possuir um time de futebol feminino profissional: o Athletico Paranaense firmou parceria com o Foz Cataratas, o Avaí firmou parceria com o Kindermann e o Santa Cruz firmou parceria com a Vitória das Tabocas para a disputa do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino.
  • O Sport chegou a anunciar sua desistência do campeonato, mas voltou atrás e firmou parceria com o Ipojuca para a disputa do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino.

EstádiosEditar

Audax Corinthians Ferroviária Flamengo Foz Cataratas
José Liberatti Pq. São Jorge Fonte Luminosa Gávea Pedro Basso
Capacidade: 17 780 Capacidade: 10 000 Capacidade: 20 950 Capacidade: 4 000 Capacidade: 6 968
     
Iranduba
Internacional
Arena da Amazônia Beira-Rio
Capacidade: 45 351 Capacidade: 47 605
   
Kindermann Minas Brasília
Carlos Alberto C. Neves Abadião
Capacidade: 6 500 Capacidade: 4 000
 
Ponte Preta Santos
Moisés Lucarelli Vila Belmiro
Capacidade: 17 728 Capacidade: 16 068
   
São Francisco São José Sport Vitória Vitória das Tabocas
Junqueira Ayres Martins Pereira Ilha do Retiro Barradão Ewerson Simões Barbosa
Capacidade: 3 000 Capacidade: 16 000 Capacidade: 32 983 Capacidade: 30 618 Capacidade: 3 400
       

Direitos de transmissãoEditar

As sete primeiras rodadas do campeonato foram transmitidas ao vivo somente pelo twitter, contudo, um acordo da TV Bandeirantes com a Confederação Brasileira de Futebol validou os direitos de transmissão para a TV Aberta e jogos da Primeira e segunda divisão aos sábados e domingos, no horário das 14h (Horário de Brasília (UTC−3)), permanecendo também a transmissão via fluxo de média do Twitter.[8]

O retorno das transmissões na TV acontece uma temporada após a sua não transmissão, sendo que a última vez que o certame foi transmitido ao vivo foi na temporada de 2017, pelo SporTV.[8]

Primeira faseEditar

Pos Times Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1   Corinthians 42 15 14 0 1 52 5 +47 Classificados às quartas-de-final
2   Santos 37 15 12 1 2 48 8 +40
3   Kindermann 34 15 11 1 3 23 6 +17
4   Flamengo 32 15 10 2 3 41 14 +37
5   Internacional 31 15 9 2 4 31 17 +14
6   Audax 24 15 7 3 5 19 17 +2
7   Ferroviária 23 15 6 5 4 20 8 +12
8   São José 22 15 6 4 5 17 13 +4
9   Vitória 18 15 5 3 7 20 14 +6
10   Iranduba 15 15 4 3 8 16 26 –10
11   Minas Brasília 15 15 4 3 8 11 31 –20
12   Ponte Preta 14 15 4 2 9 15 21 –6
13   Vitória das Tabocas 14 15 4 2 9 12 46 –34 Rebaixados à Série A2 de 2020
14   Foz Cataratas 13 15 3 4 8 9 25 –16
15   São Francisco 6 15 1 3 11 9 52 –43
16   Sport 3 15 1 0 14 6 56 –50

ConfrontosEditar

 Ver artigo principal: Resultados da primeira fase
  AUD COR FER FLA FOZ IRA INT KIN MIN PON SAN SFR SJO SPO VIT VTA
Audax 0–4 0–0 2–0 2–0 0–1 2–0 3–0
Corinthians 1–0 3–0 5–0 1–2 9–0 3–0 2–1 5–0
Ferroviária 0–2 2–1 2–2 0–1 1–0 1–0 0–1 7–0
Flamengo 1–0 0–0 5–0 6–3 5–0 6–0 2–2 10–0
Foz Cataratas 0–2 0–1 0–5 1–1 2–0 2–0
Iranduba 2–2 0–3 0–0 3–0 0–1 0–5 3–2 1–0
Internacional 5–1 0–2 1–1 0–0 7–0 2–1 4–0 0–3
Kindermann 3–2 0–1 1–0 1–0 1–0 0–2 2–0 3–0
Minas Brasília 0–4 1–0 0–2 1–0 1–0 0–6 1–3
Ponte Preta 1–4 0–3 3–0 3–2 0–2 5–0 1–0 1–1
Santos 1–1 2–1 3–0 1–2 1–0 8–0 9–0 4–0
São Francisco 0–1 0–5 0–1 0–3 1–1 1–1 3–0
São José 0–0 0–2 1–1 0–1 2–0 2–0 1–1 4–0
Sport 0–7 0–2 3–1 0–1 1–2 1–2 0–5
Vitória 0–1 0–0 0–2 3–0 1–3 4–0 0–0
Vitória das Tabocas 1–0 1–0 0–5 1–1 3–1 5–1 0–1

Desempenho por rodadaEditar

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15
INT FLA SAN COR SAN COR

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15
VTA SPO

Fase finalEditar

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.

Quartas de final Semifinais Final
 14 de agosto a 3 de setembro  7 a 15 de setembro  22 e 29 de setembro
                                     
   São José 1 0 1  
   Corinthians 4 1 5  
     Corinthians 2 2 4  
     Flamengo 1 0 1  
   Internacional 1 0 1
   Flamengo 1 2 3  
     Corinthians 1 0 1(2)
     Ferroviária p. 1 0 1(4)
   Ferroviária p. 1 2 3(3)  
   Santos 2 1 3(1)  
     Ferroviária p. 1 1 2(4)
     Kindermann 1 1 2(2)
   Audax 0 0 0
   Kindermann 1 1 2


Quartas de finalEditar

Ida

14 de agosto São José   1 – 4   Corinthians Estádio Martins Pereira, São José dos Campos
15:00
Poliana   24' Súmula   2',   43' Victoria
  7' Gabi Zanotti
  77' Millene
Árbitro:   Fernanda S. Ignacio de Souza

14 de agosto Ferroviária   1 – 2   Santos Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara
19:00
Kamilla   54' Súmula   7' Maria
  28' Cláudia
Árbitro:   Katiucia da Mota Lima

17 de agosto Internacional   1 – 1   Flamengo SESC Protásio, Porto Alegre
14:00
Sorriso   16' Súmula   90+3' Ju Árbitro:   Daniel Aloysius Soder

18 de agosto Audax   0 – 1   Kindermann Estádio José Liberatti, Osasco
15:00
Súmula   43' Catyellen Árbitro:   Adeli Mara Monteiro

Volta

21 de agosto Corinthians   1 – 0   São José Parque São Jorge, São Paulo
15:00
Millene   19' Súmula Árbitro:   Katiucia da Mota Lima

24 de agosto Flamengo   2 – 0   Internacional Estádio da Gávea, Rio de Janeiro
14:00
Larissa   28'
Ju   45'
Súmula Árbitro:   Rejane Caetano da Silva

25 de agosto Kindermann   1 – 0   Audax Estádio Carlos Alberto Costa Neves, Caçador
15:00
Catyellen   61' Súmula Árbitro:   Diego da Costa Cidral

03 de setembro Santos   1 – 2   Ferroviária Estádio Ulrico Mursa, Santos
20:30
Gláucia   2' Súmula   49',   62' Nathane Árbitro:   Adeli Mara Monteiro
    Penalidades  
Gislaine  
Maurine  
Ketlen  
Gláucia  
1 – 3   Nathane
  Maglia
  Luana
 

SemifinaisEditar

Ida

07 de setembro Ferroviária   1 – 1   Kindermann Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara
18:00
Thai   90+4' Súmula   45+3' Carol Árbitro:   Fernanda S. Ignacio de Souza

08 de setembro Flamengo   1 – 2   Corinthians Estádio Kleber Andrade, Cariacica
14:00
Ana   59' Súmula
Borderô
  34' Érika
  75' Victoria
Público: 5.003
Renda: R$ 53.040,00
Árbitro:   Beatriz Oliveira Dantas

Volta

14 de setembro Kindermann   1 – 1   Ferroviária Estádio Carlos Alberto Costa Neves, Caçador
14:00
Adaílma   68' Súmula   74' Andréia Árbitro:   Tainan Bordignon Somensi
    Penalidades  
Simeia  
Carla  
Duda  
Carol  
2 – 4   Luana
  Nenê
  Géssica
  Maglia
  Carol Tavares
 

15 de setembro Corinthians   2 – 0   Flamengo Parque São Jorge, São Paulo
14:00
Tamires   41'
Ingryd   89'
Súmula Árbitro:   Adeli Mara Monteiro

FinalEditar

Ida

22 de setembro Ferroviária   1 – 1   Corinthians Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara
14:00
Árbitro:  

Volta

29 de setembro Corinthians   0 – 0   Ferroviária Parque São Jorge, São Paulo
14:00
Árbitro:  
    Penalidades  
Simeia  
Carla  
Duda  
Carol  
2 – 4   Luana
  Nenê
  Géssica
  Maglia
  Carol Tavares
 

PremiaçãoEditar

Campeonato Brasileiro Feminino 2019 - Série A1
 
FERROVIÁRIA
Campeão
(2º título)

ArtilhariaEditar

Classificação geralEditar

Pos Times Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1   Ferroviária 30 21 7 9 5 26 14 +12 Classificados à Libertadores de 2020
2   Corinthians 56 21 18 2 1 62 8 +54
3   Kindermann 42 19 13 3 3 27 8 +19 Eliminados nas semifinais
4   Flamengo 36 19 11 3 5 45 19 +26
5   Santos 40 17 13 1 3 51 11 +40 Eliminados nas quartas-de-finais
6   Internacional 32 17 9 3 5 32 20 +12
7   Audax 24 17 7 3 7 19 19 0
8   São José 22 17 6 4 7 18 18 0
9   Vitória 18 15 5 3 7 20 14 +6 Eliminados na primeira fase
10   Iranduba 15 15 4 3 8 16 26 –10
11   Minas Brasília 15 15 4 3 8 11 31 –20
12   Ponte Preta 14 15 4 2 9 15 21 –6
13   Vitória das Tabocas 14 15 4 2 9 12 46 –34 Rebaixados à Série A2 de 2020
14   Foz Cataratas 13 15 3 4 8 9 25 –16
15   São Francisco 6 15 1 3 11 9 52 –43
16   Sport 3 15 1 0 14 6 56 –50

Ver tambémEditar

Referências

  1. OGol. «Campeonato Brasileiro Feminino 2019». Consultado em 4 de maio de 2019 
  2. O Globo. «CBF aumenta calendário do futebol feminino e cria competição de base». Consultado em 15 de janeiro de 2019 
  3. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 14 de dezembro de 2016 
  4. Avai.com.br. «Avaí/Kindermann, a parceria para o Brasileiro Feminino». Consultado em 17 de março de 2019 
  5. Globo Esporte. «De olho na Libertadores, Athletico fecha parceria com o Foz Cataratas para time feminino». Consultado em 17 de março de 2019 
  6. Torcedores.com. «Sport fecha parceria local e confirma participação no Brasileirão Feminino, diz site». Consultado em 10 de abril de 2019 
  7. Folha PE. «Santa se une ao Vitória/PE e reativa departamento feminino». Consultado em 17 de março de 2019 
  8. a b «Campeonato brasileiro feminino ganha transmissão na televisão aberta». São Paulo: El País. 2 de maio de 2019. Consultado em 3 de maio de 2019 
  9. «ESTATÍSTICAS». CBF. Consultado em 22 de setembro de 2018 

Ligações externasEditar