Campeonato Paraibano de Futebol

Disambig grey.svg Nota: Se procura Campeonato de Futebol Americano, veja Campeonato Paraibano de Futebol Americano.
Campeonato Paraibano de Futebol
Campeonato Paraibano
Bandeira da Paraíba.svg
Dados gerais
Organização FPF
Edições 105 desde 1908 (112 anos)
Local de disputa  Paraíba,  Brasil
Número de equipes 10
Sistema Misto (turno classificatório)
Divisões
1ª Divisão • 2ª Divisão
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

O Campeonato Paraibano de Futebol é a competição de futebol organizada pela Federação Paraibana de Futebol para a disputa do título estadual entre os clubes da Paraíba.

Disputado pela primeira vez em 1908, é um dos quatro campeonatos estaduais mais antigos do Brasil. No entanto, até 1938 não contava com equipes do interior. Assim, as vagas eram apenas para as equipes da capital João Pessoa. Atualmente, conta com dez equipes na primeira divisão e promove para a Copa do Nordeste, a Copa do Brasil e a Série D do Campeonato Brasileiro.

HistóriaEditar

Primeiras décadasEditar

A história do futebol da Paraíba tem início na capital do estado, João Pessoa, quando um grupo de acadêmicos conterrâneos, que de férias na cidade, em 1908, levantou a ideia.

De início vem a primeira notícia em 10 de janeiro de 1908, quando o acadêmico José Eugênio Soares trouxe do Rio de Janeiro a primeira bola de futebol e juntamente com outros colegas, fundou o Club de Foot Ball Parahyba. Como não podia deixar de ser, para a primeira demonstração, dividiram o clube recém-fundado em duas equipes: Norte e Sul. Tomadas as necessárias providências, realizaram o primeiro ensaio de futebol, na tarde do dia 15 de Janeiro de 1908, no local denominado "Sitio do Coronel Manoel Deodato" nas imediações onde hoje localiza-se a Praça da Independência. Ao citado ensaio assistiram várias famílias e grande massa popular que não se cansaram de dirigir saudações aos componentes de tão bela diversão.

O futebol de forma que crescia ganhava popularidade de maneira surpreendente, obrigando assim a fundação de uma entidade futebolística, a fim de orientar e organizar o avultado número de clubes existentes. Por iniciativa dos times do Brasil Foot Club, Red Cross, Ipiranga, Independente e tantos outros clubes, foi fundada a Liga Parahybana de Foot Ball, no dia 5 de Março de 1914.

Foi realizado no dia 3 de maio de 1919 na redação do jornal "O NORTE", uma reunião, da qual surgiu uma nova entidade que recebeu o nome de "Liga Desportiva Paraibana", dado a situação de abandono que se verifica na anterior. A reunião comparecera, presidentes e diretores dos clubes, Cabo Branco, Palmeiras, Pytaguares, São Paulo, América-JP e Royal. Por aclamação dos clubes, a Junta Governativa da "LDP", ou seja, sua primeira diretoria, ficou assim constituída: Presidente: Mario Pedrosa; Secretário: Antenor Navarro e Tesoureiro: Olynto Jácome. Com a fundação da nova entidade, o futebol ia aos poucos conseguindo a sua maioridade. Esse acontecimento trouxe grande entusiasmo e repercutiu em várias cidades do Interior e logo foram criados outros clubes no interior.

Em 1941 houve a criação da "Federação Desportiva Paraibana" finalmente, em 1947, a fundação da atual Federação Paraibana de Futebol.

ModernizaçãoEditar

O Campeonato Paraibano foi organizado, inicialmente, pela Liga Parahybana de Foot Ball (1908-1918). Em seguida, pela Liga Desportiva Parahybana (1919-1940), Federação Desportiva Paraibana (1941-1946) e Federação Paraibana de Futebol (1947-presente).

A primeira transmissão em TV aberta de uma partida do estadual ocorreu no dia 26 de novembro de 1980, quando a TV Borborema transmitiu a final entre Campinense e Botafogo, ocorrida no Estádio Amigão.

Nas edições de 1999 e 2000, a TV Correio chegou a transmitir algumas partidas.

De 2007 a 2010, o campeonato foi transmitido por completo e com exclusividade pela TV Correio, que transmitia partidas às quartas e nos finais de semana.[1][2] A cobertura ao vivo da competição foi exibida em mais de 150 países pela Record Internacional[carece de fontes?].

Televisão por assinaturaEditar

A primeira edição transmitida na TV paga foi a de 2005, pela TV Assembleia Paraíba, que também transmitiu a edição do ano seguinte.[3]

A partir da edição de 2014, o Esporte Interativo passou a transmitir para todo o país através do canal Esporte Interativo Nordeste e algumas partidas pelo sinal aberto do E+I, que pode ser captado via antena parabólica). O contrato é válido por 10 temporadas.[4]

ParticipaçõesEditar

CampeõesEditar

Edição Ano Campeão Vice-campeão
1908  
Parahyba FC (1)
 
Desconhecido
1909  
Parahyba United (1)
 
Desconhecido
1910  
Atlético Parahybano (1)
 
Desconhecido
1911  
Parahyba Sport (1)
 
Desconhecido
1912  
Red Cross (1)
 
Desconhecido
1913  
América (1)
 
Desconhecido
1914  
Brasil (1)
 
Desconhecido
1915  
Cabo Branco (1)
 
Desconhecido
1916  
Brasil (2)
 
Desconhecido
10ª 1917  
Colégio Pio X (1)
 
Desconhecido
11ª 1918  
Cabo Branco (2)
 
Desconhecido
12ª 1919  
Palmeiras (1)
 
Cabo Branco
13ª 1920  
Cabo Branco (3)
 
São Paulo
14ª 1921  
Palmeiras (2)
 
Cabo Branco
1922[nota 1][5]  
Pytaguares (1)
 
Desconhecido
15ª 1923  
América (2)
 
Cabo Branco
16ª 1924  
Cabo Branco (4)
 
Desconhecido
17ª 1925  
América (3)
 
Cabo Branco
18ª 1926  
Cabo Branco (5)
 
Desconhecido
19ª 1927  
Cabo Branco (6)
 
Desconhecido
20ª 1928  
Palmeiras (3)
 
Desconhecido
21ª 1929  
Cabo Branco (7)
 
Desconhecido
1930 Campeonato não concluído[nota 2]
22ª 1931  
Cabo Branco (8)
 
Internacional
23ª 1932  
Cabo Branco (9)
 
Pytaguares
24ª 1933  
Palmeiras (4)
 
Cabo Branco
25ª 1934  
Cabo Branco (10)
 
Desconhecido
26ª 1935  
Palmeiras (5)
 
Botafogo
27ª 1936  
Botafogo (1)
 
Palmeiras
28ª 1937  
Botafogo (2)
 
Felipeia
29ª 1938  
Botafogo (3)
 
Palmeiras
30ª 1939  
Auto Esporte (1)
 
Treze
31ª 1940  
Treze (1)
 
Botafogo
32ª 1941  
Treze (2)
 
Felipeia
33ª 1942  
Astrea (1)
 
Treze
34ª 1943  
Astrea (2)
 
Cabo Branco
35ª 1944  
Botafogo (4)
 
Desconhecido
36ª 1945  
Botafogo (5)
 
Felipeia
37ª 1946  
Felipeia (1)
 
União
38ª 1947  
Botafogo (6)
 
Ipiranga
39ª 1948  
Botafogo (7)
 
Auto Esporte
40ª 1949  
Botafogo (8)
 
Auto Esporte
41ª 1950  
Treze (3)
 
Botafogo
1951 Não houve campeonato
42ª 1952  
Red Cross (2)
 
Botafogo
43ª 1953  
Botafogo (9)
 
Auto Esporte
44ª 1954  
Botafogo (10)
 
Auto Esporte
45ª 1955  
Botafogo (11)
 
Auto Esporte
46ª 1956  
Auto Esporte (2)
 
Botafogo
47ª 1957  
Botafogo (12)
 
Auto Esporte
48ª 1958  
Auto Esporte (3)
 
Íbis
49ª 1959  
Estrela do Mar (1)
 
Auto Esporte
50ª 1960  
Campinense (1)
 
Paulistano
51ª 1961  
Campinense (2)
 
Treze
52ª 1962  
Campinense (3)
 
Treze
53ª 1963  
Campinense (4)
 
Treze
54ª 1964  
Campinense (5)
 
Treze
55ª 1965  
Campinense (6)
 
Botafogo
56ª 1966  
Treze (4)
 
Campinense
57ª 1967  
Campinense (7)
 
Treze
58ª 1968  
Botafogo (13)
 
Treze
59ª 1969  
Botafogo (14)
 
Treze
60ª 1970  
Botafogo (15)
 
Santos
61ª 1971  
Campinense (8)
 
Botafogo
62ª 1972  
Campinense (9)
 
Treze
63ª 1973  
Campinense (10)
 
Treze
64ª 1974  
Campinense (11)
 
Treze
65ª 1975[nota 3]  
Botafogo (16)
 
Desconhecido
 
Treze (5)
 
Desconhecido
66ª 1976  
Botafogo (17)
 
Desportiva Borborema
67ª 1977  
Botafogo (18)
 
Campinense
68ª 1978  
Botafogo (19)
 
Nacional
69ª 1979  
Campinense (12)
 
Botafogo
70ª 1980  
Campinense (13)
 
Botafogo
71ª 1981  
Treze (6)
 
Campinense
72ª 1982  
Treze (7)
 
Campinense
73ª 1983  
Treze (8)
 
Campinense
74ª 1984  
Botafogo (20)
 
Campinense
75ª 1985 Campeonato não concluído[nota 4]
76ª 1986  
Botafogo (21)
 
Treze
77ª 1987  
Auto Esporte (4)
 
Botafogo
78ª 1988  
Botafogo (22)
 
Treze
79ª 1989  
Treze (9)
 
Botafogo
80ª 1990  
Auto Esporte (5)
 
Nacional
81ª 1991  
Campinense (14)
 
Nacional
82ª 1992  
Auto Esporte (6)
 
Treze
83ª 1993  
Campinense (15)
 
Auto Esporte
84ª 1994  
Sousa (1)
 
Atlético Cajazeirense
85ª 1995  
Santa Cruz (1)
 
Sousa
86ª 1996  
Santa Cruz (2)
 
Botafogo
87ª 1997  
Confiança (1)
 
Botafogo
88ª 1998  
Botafogo (23)
 
Campinense
89ª 1999  
Botafogo (24)
 
Treze
90ª 2000  
Treze (10)
 
Botafogo
91ª 2001  
Treze (11)
 
Botafogo
92ª 2002  
Atlético Cajazeirense (1)
 
Botafogo
93ª 2003  
Botafogo (25)
 
Atlético Cajazeirense
94ª 2004  
Campinense (16)
 
Treze
95ª 2005  
Treze (12)
 
Nacional
96ª 2006  
Treze (13)
 
Botafogo
97ª 2007  
Nacional (1)
 
Atlético Cajazeirense
98ª 2008  
Campinense (17)
 
Treze
99ª 2009  
Sousa (2)
 
Treze
100ª 2010  
Treze (14)
 
Botafogo
101ª 2011  
Treze (15)
 
CSP
102ª 2012  
Campinense (18)
 
Sousa
103ª 2013  
Botafogo (26)
 
Treze
104ª 2014  
Botafogo (27)
 
Campinense
105ª 2015  
Campinense (19)
 
Botafogo
106ª 2016  
Campinense (20)
 
Botafogo
107ª 2017  
Botafogo (28)
 
Treze
108ª 2018  
Botafogo (29)
 
Campinense
109ª 2019  
Botafogo (30)
 
Campinense
110ª 2020  
Treze (16)
 
Campinense

Títulos por equipeEditar

Clube Campeão Anos dos Títulos Vice Anos dos Vices
  Botafogo-PB (João Pessoa) 30 1936, 1937, 1938, 1944, 1945, 1947, 1948, 1949, 1953, 1954, 1955, 1957, 1968, 1969, 1970, 1975, 1976, 1977, 1978, 1984, 1986, 1988, 1998, 1999, 2003, 2013, 2014, 2017, 2018, 2019 20 1935, 1940, 1950, 1952, 1956, 1965, 1971, 1979, 1980, 1987, 1989, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002, 2006, 2010, 2015, 2016
  Campinense (Campina Grande) 20 1960, 1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1967, 1971, 1972, 1973, 1974, 1979, 1980, 1991, 1993, 2004, 2008, 2012, 2015, 2016 10 1966, 1977, 1981, 1982, 1983, 1984, 1998, 2014, 2018, 2019, 2020
  Treze (Campina Grande) 16 1940, 1941, 1950, 1966, 1975, 1981, 1982, 1983, 1989, 2000, 2001, 2005, 2006, 2010, 2011, 2020 21 1939, 1942, 1961, 1962, 1963, 1964, 1967, 1968, 1969, 1972, 1973, 1974, 1986, 1988, 1992, 1999, 2004, 2008, 2009, 2013, 2017
  Cabo Branco (João Pessoa) 10 1915, 1918, 1920, 1924, 1926, 1927, 1929, 1931, 1932, 1934 6 1919, 1921, 1923, 1925, 1933, 1943
  Auto Esporte-PB (João Pessoa) 6 1939, 1956, 1958, 1987, 1990, 1992 8 1948, 1949, 1953, 1954, 1955, 1957, 1959, 1993
  Palmeiras (João Pessoa) 5 1919, 1921, 1928, 1933, 1935 2 1936, 1938
  América (João Pessoa) 3 1913, 1923, 1925 0
  Sousa (Sousa) 2 1994, 2009 2 1995, 2012
  Santa Cruz (Santa Rita) 2 1995, 1996 0
  Red Cross (João Pessoa) 2 1912, 1952 0
  Astrea (João Pessoa) 2 1942, 1943 0
  Brasil (João Pessoa) 2 1914, 1916 0
  Nacional (Patos) 1 2007 4 1978, 1990, 1991, 2005
  Atlético Cajazeirense (Cajazeiras) 1 2002 3 1994, 2003, 2007
  Felipeia (Bayeux) 1 1946 3 1937, 1941, 1945
  Confiança (Sapé) 1 1997 0
  Estrela do Mar (João Pessoa) 1 1959 0
  Colégio Pio X (João Pessoa) 1 1917 0
  Parahyba Sport (João Pessoa) 1 1911 0
  CA Parahybano (João Pessoa) 1 1910 0
  Parahyba United (João Pessoa) 1 1909 0
  Parahyba FC (João Pessoa) 1 1908 0

Em negrito estão os times em atividade

MulticampeõesEditar

Título Ocorrências
Hexacampeão   Campinense, uma vez (1960–65)
Tetracampeão   Botafogo, uma vez (1975–78)
  Campinense, uma vez (1971–74)
Tricampeão   Botafogo, cinco vezes (1936–38, 1947–49, 1953–55, 1968–70 e 2017–19)
  Treze, uma vez (1981–83)
Bicampeão   Treze, quatro vezes (1940–41, 2000–01, 2005–06 e 2010–11)
  Botafogo, três vezes (1944–45, 1998–99 e 2013–14)
  Cabo Branco, duas vezes (1926–27 e 1931–32)
  Campinense, duas vezes (1979–80 e 2015–16)
  Astrea: 1 vez (1942–43)
  Santa Cruz: 1 vez (1995–96)

Títulos por cidadeEditar

Cidade Títulos Clubes Campeões
  João Pessoa 67 14
  Campina Grande 36 2
  Santa Rita 2 1
  Sousa 2 1
  Patos 1 1
  Sapé 1 1
  Bayeux 1 1
  Cajazeiras 1 1

ArtilheirosEditar

Dentinho é maior artilheiro em uma única edição do Campeonato Paraibano, fazendo 42 gols em 1983, quando jogava pelo Botafogo. Por outro lado, Edmundo foi o jogador quem mais vezes foi o principal goleador do campeonato, em três oportunidades (Nacional em 2007, Sousa em 2009 e Botafogo em 2010).[7][8][9][10][11][12]

Ano Artilheiro Clube Gols
1938 Ronal   Botafogo 16
1939
1940
1941
1942
1943
1944
1945
1946
1947
1948
1949
1950
1951
1952
1953
1954
1955
1956
1957 Delgado   Auto Esporte 11
1958
1959
1960 Zezinho Ibiapino[13]   Campinense 18
1961 Pedro   Treze 10
1962 Tonho Zeca   Campinense 12
1963 Cocó   Campinense 11
1964 Ruiter   Campinense 16
1965 Ireno   Campinense 17
1966 Ireno   Campinense 11
1967 Farias   Campinense 13
1968 Ireno   Campinense 20
1969 Nide   Treze 16
1970 Dissor   Botafogo 14
1971 Edgar   Campinense 15
1972 Edgar   Campinense 15
1973 Vandinho   Treze 17
1974 Clóvis   Nacional 19
1975 Edílson   Atlético 13
1976 Edílson   Atlético 16
1977 Jorge Demolidor   Botafogo 22
1978 Magno   Botafogo 15
1979 Adelino   Treze 19
1980 Hélcio Jacaré   Treze 15
1981 Joãozinho Paulista   Treze 30
1982 Lula   Treze 22
1983 Dentinho   Botafogo 42
1984 Carlinhos Mocotó   Botafogo 19
1985 Carlos Roberto   Botafogo 15
1986 Garrinchinha   Nacional 13
1987 Vamberto   Nacional 20
1988 Nei   Botafogo 14
1989 Rocha   Treze 35
1990 Menon   Nacional 17
1991 Orlando   Campinense 15
1992 Aguinaldo   Botafogo 35
1993 Marcos Pitombinha   Treze 35
1994 Missinho[14]   Botafogo 26
1995 Roberto Michelle   Sousa 40
1996 Gilson Jacaré   Socremo 15
1997 Vamberto   Botafogo 16
1998 Marcelo Santos   Botafogo 24
1999 Bia   Sousa 17
2000 Rincón   Treze 10
2001 Val Araguaia   Treze 15
2002 Binho   Campinense 16
2003 Paulinho Guerreiro   Atlético Cajazeirense 17
2004 Adelino   Campinense 19
2005 Ânderson   Nacional 11
2006 Théo   Treze 12
2007 Edmundo   Nacional 18
2008 Fredson   Sousa 14
Júnior Mineiro
2009 Edmundo   Sousa 18
2010 Edmundo   Botafogo 24
2011 Cléo   Treze 15
2012 Warley   Campinense 22
2013 Warley   Botafogo 14
2014 Carlinhos   Santa Cruz-PB 17
2015 Rafael Oliveira   Botafogo 15
2016 Rodrigão   Campinense 9
2017 Rafael Oliveira   Botafogo 16
2018 Nando   Botafogo 9
2019 Clayton   Botafogo 7

Notas

  1. Não houve campeonato oficial, sendo realizado Torneio do Centenário da Confederação do Equador
  2. Revolução Brasileira de 1930.
  3. O campeonato não chegou ao fim. Como o Treze foi campeão do 1.º turno e o Botafogo campeão do 2.º turno, os dois times foram declarados campeões. O Campinense requereu na justiça desportiva o título e teve ganho de causa, porém a Federação Paraibana de Futebol não reconhece o título.[6]
  4. Em 1985, a FPF proclama Treze e Botafogo campeões estaduais, mas a decisão final vai parar na Justiça Comum e a Federação não oficializa os campeões.

Referências

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar