Abrir menu principal
Copa Rio de Profissionais 2012
Copa Rio 2012
Rio de Janeiro
Dados
Participantes 20
Organização FFERJ
Período 01 de setembro26 de novembro
Gol(o)s 294
Partidas 125
Média 2,35 gol(o)s por partida
Campeão Nova Iguaçu
Vice-campeão Bangu
Melhor marcador Derlei (Madureira) - 10 gols
Maior goleada
(diferença)
Duque de Caxias 5-1 Quissamã
◄◄ Rio de Janeiro Copa Rio 2011 Soccerball.svg Rio de Janeiro Copa Rio 2013 ►►

A Copa Rio de Profissionais de 2012 foi a 17ª edição da Copa Rio, competição organizado pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro. Pelo terceiro ano seguido, o torneio foi disputado no segundo semestre por clubes "pequenos" de todas as divisões do futebol do Rio de Janeiro (já que no primeiro semestre estes clubes disputavam o Campeonato Estadual).

De acordo com o regulamento,[1] o campeão poderia optar por uma das vagas do Rio de Janeiro à Série D de 2013 ou à Copa do Brasil de 2013. Caso a opção fosse pela vaga na Série D, o vice ficaria com a da Copa do Brasil. Se o campeão escolhesse a Copa do Brasil, o primeiro melhor colocado imediatamente após o campeão e que não estivesse garantido em uma das divisões do futebol nacional (Séries A, B ou C de 2013) teria uma das vagas do Rio na Série D do ano seguinte.

O campeonato foi organizado pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro e, pelo segundo ano consecutivo, divido em duas fases de grupos e duas fases de "mata-mata" (semifinais e final), com a participação de clubes que disputassem as Séries C e D do Brasileirão - provocando alterações na tabela e fazendo com que estes times escalassem reservas e juniores durante boa parte da competição. A competição foi marcada pela polêmica da desclassificação do America por uma interpretação do regulamento pela FFERJ após o término da primeira fase.

A final foi disputada por Nova Iguaçu e Bangu, com o Laranja Iguaçuano conquistando o bicampeonato (o 1º título foi conquistado em 2008) e o Alvirrubro da Zona Oeste obtendo seu segundo vice-campeonato (o primeiro foi em 2010).[2] A equipe campeã optou por disputar a Série D.[3]

Índice

Equipes participantesEditar

Excluindo-se as equipes participantes da Série A de 2012 (ou seja, os times grandes), a FFERJ convocou à participação as seguintes equipes:

Com as desistências de Juventus, Carapebus e América de Três Rios (segundo a quarto colocados da Série C, respectivamente), Barra da Tijuca e Mangaratibense foram convidados. Já o Serra Macaense entrou através de seu oitavo lugar na Copa Rio 2011, já que os sete clubes que estavam mais bem colocados que ele garantiram suas classificações pelos Estaduais.

Equipe Cidade Em 2011 Estádio Capacidade Títulos (mais recente)
America   Rio de Janeiro 09º Giulite Coutinho 12.840 0
Americano Campos dos Goytacazes 14º Godofredo Cruz 25.000 0
Angra dos Reis   Angra dos Reis Não disputou Jair Toscano 5.000 0 (não possui)
Audax Rio   São João de Meriti 06º Sendolândia 1.000 1 (2010)
Bangu   Rio de Janeiro 04º Moça Bonita 9.564 0
Barra da Tijuca   Rio de Janeiro Não disputou Eustáquio Marques N/D 0 (não possui)
Boavista   Saquarema 11º Luso-Brasileiro 5.994 0
Bonsucesso   Rio de Janeiro 12º Leônidas da Silva 13.000 0
Duque de Caxias   Duque de Caxias 10º Marrentão 7.000 0
Friburguense   Nova Friburgo 02º Eduardo Guinle 12.000 0
Goytacaz Campos Não disputou Ary de Oliveira e Souza 10.000 0
Macaé   Macaé 03º Moarcyzão 15.000 0
Madureira   Rio de Janeiro 01º Conselheiro Galvão 3.314 1 (2011)
Mangaratibense   Mangaratiba Não disputou José Maria de Brito Barros 800 0 (não possui)
Nova Iguaçu   Nova Iguaçu 16º Laranjão 1.800 1 (2008)
Olaria   Rio de Janeiro 13º Rua Bariri 5.141 0
Quissamã   Quissamã Não disputou Carneirão 3.000 0 (não possui)
Resende   Resende 05º Estádio do Trabalhador 4.000 0
Serra Macaense   Macaé 08º Moacyrzão 15.000 0
Volta Redonda   Volta Redonda 07º Raulino de Oliveira 21.000 4 (2007)

Ao fim, a edição contou com 20 equipes, o maior número de participantes desde 2008. Destas, seis vieram da capital - totalizando dez da Região Metropolitana -, três do Sul Fluminense, cinco do Norte Fluminense, uma da Baixada Litorânea e outra do Centro Fluminense.

Fórmula de disputaEditar

A Copa Rio será disputada em 4 fases, sendo que na primeira fase as equipes serão distribuídas em grupos, jogando entre si, dentro do grupo, em turno e returno: Na primeira fase, as equipes foram distribuídas em quatro grupos - de A a D. Inicialmente,todos com cinco equipes, os times se enfrentam entre si dentro de seus grupo sem jogos de ida e volta. Os dois melhores de cada grupo e os dois melhores terceiros colocados (de acordo com o índice técnico) avançariam à segunda fase. Nesta segunda fase, as associações classificadas seriam distribuídas em dois grupos de cinco (E e F), jogando entre si tal qual na primeira fase. Após as dez rodadas, classificariam-se para a terceira fase as duas primeiras colocadas de cada grupo.

A terceira fase consistiria de duas semifinais com cruzamento olímpico (primeiro de um grupo enfrenta o segundo de outro), com as equipes enfrentando-se em jogos de ida e volta, com o mando de campo do jogo da volta destinado à que tivesse o melhor índice técnico na soma das duas fases anteriores. Em caso de placares iguais nos dois jogos, as vagas à final seriam decididas nos pênaltis.

Na final, repete-se o regulamento aplicado à semifinal: jogos de ida e volta, com o mando de campo do jogo da volta definido pelo time de melhor índice técnico na soma das três fases anteriores. O campeão escolheria o torneio de que gostaria de participar no ano seguinte

Índice TécnicoEditar

Após diversos torneios usando o número de gols feitos (gols pró) para determinar o índice técnico, a FFERJ buscou melhorá-lo e, desde a edição anterior da Copa Rio, o índice técnico (IT) de cada equipe equivale - utilizado em cada fase de forma independente, bem como na classificação geral - corresponde à soma das médias aritméticas dos pontos feitos e do saldo de gols. Matematicamente:

 

Primeira faseEditar

Realizada entre os dias 1 de setembro e 3 de outubro, a primeira fase teve vinte representantes divididos em quatro grupos, dos quais dez avançaram à segunda fase.

Grupo AEditar

O grupo foi composto pelo campeão da Série C (Goytacaz), pelo terceiro colocado da Série B (Quissamã) e pelo terceiro (Resende), sexto (Duque de Caxias) e décimo (Macaé) - excluindo-se os "quatro grandes" - da Série A do ano anterior. Deste modo, foram três participantes do Norte Fluminense, um do Sul e um da Região Metropolitana.

Grupo BEditar

O grupo foi composto pelo campeão da Série B (Bonsucesso), pelo terceiro melhor da Série C (Mangaratibense) e pelo segundo (Olaria) e sétimo (Madureira) da Série A do ano anterior. O Angra dos Reis, décimo-segundo da Série B, herdou a vaga da Cabofriense, o décimo-primeiro da Série A. Assim, o grupo conteve quatro times da Região Metropolitana (sendo três da capital) e um do Sul Fluminense.

Grupo CEditar

O grupo foi composto pelo melhor da Copa Rio anterior não classificada pelos Estaduais (Serra Macaense), pelo segundo da Série C (Barra da Tijuca), pelo quarto da Série B (Audax Rio) e pelo quarto (Americano) e oitavo (Volta Redonda) da Série A de 2011. Totalizaram-se duas equipes do Norte Fluminese e duas da Região Metropolitana, além de uma do Sul.