Débora Falabella

Atriz brasileira

Débora Lima Falabella (Belo Horizonte, 22 de fevereiro de 1979) é uma atriz, diretora, produtora brasileira. Conhecida por interpretar Estrela em Chiquititas, Cuca em Um Anjo Caiu do Céu, Mel em O Clone, Sarah em JK, a Sinhá Moça em Sinhá Moça, Nina/Rita em Avenida Brasil, Irene em A Força do Querer, Isabel na minissérie Se Eu Fechar os Olhos Agora e Natalie em Aruanas. Também por seus memoráveis papéis no cinema brasileiro, tais como Paco em 2 Perdidos numa Noite Suja, Lisbela em Lisbela e o Prisioneiro, Carolina em A Dona da História, Luísa em Primo Basílio e Claudia em O Filho Eterno.

Débora Falabella
Falabella em 2012.
Nome completo Débora Lima Falabella
Nascimento 22 de fevereiro de 1979 (42 anos)
Belo Horizonte, MG
Residência São Paulo, SP
Nacionalidade brasileira
Estatura 1,59m[1]
Progenitores Pai: Rogério Falabella
Parentesco Cynthia Falabella (irmã)
Cônjuge Chuck Hipolitho (c. 2005–10)
Murilo Benício (c. 2012–19)
Filho(a)(s) 1
Ocupação atriz
Período de atividade 1995–presente
Principais trabalhos
Prêmios Lista

Fundou a companhia teatral "Grupo 3 de Teatro" ao lado de Yara de Novaes e Gabriel Fontes Paiva, existente desde 2005. Dentre as peças realizadas pelo grupo estão A Serpente, O Continente Negro, O Amor e Outros Estranhos Rumores, Contrações e Love, Love, Love. As peças renderam ao grupo prêmios APCA, APTR, Questão de Crítica e Aplauso Brasil.[2][3]

BiografiaEditar

 
Débora após a apresentação da peça "O Amor e Outros Estranhos Rumores", em São Paulo.

Começou a carreira em 1995, aos quinze anos, na peça Flicts, do escritor Ziraldo.[4] Até os dezoito anos, interpretou outras personagens infantis e estudou dramaturgia. Foi então que entrou na faculdade de Publicidade, cursando somente um ano e meio. Fez um teste para a Rede Globo, para um cadastro de atores mineiros, e pouco tempo depois foi chamada para outro teste, desta vez era uma vaga em Malhação. Foi seu primeiro trabalho na televisão, que durou apenas seis meses, pois não conseguiu se adaptar ao ambiente da série, que se passava basicamente em uma academia de ginástica repleta de modelos.[4]

Assim, voltou para Belo Horizonte e, enquanto atuava em algumas peças de teatro, participou de três capítulos do seriado Mulher, da Rede Globo.[4] Em 1999 passou no teste para atuar na telenovela infantil Chiquititas, do SBT. Durante as gravações, morou em Buenos Aires, onde estava toda a equipe da telenovela. [4]

Após passar por mais um teste, Débora ganhou o papel da rebelde Cuca na telenovela Um Anjo Caiu do Céu, da Rede Globo.[5] Entre uma gravação e outra, estreou nas telonas do cinema, no curta-metragem Françoise. Na pele de uma menina solitária e com muitas fantasias na cabeça, Débora levou o prêmio de melhor atriz nos Festivais de Gramado e de Brasília, além de receber menção honrosa no Festival do Rio BR.[6] Antes mesmo de acabar as gravações da novela, já fora convidada a interpretar Mel em O Clone, seu primeiro papel em horário nobre, em que foi elogiada por fazer uma menina que se envolve seriamente com drogas.[4][7]

Na minissérie JK deu vida a Sarah Kubitschek, na fase ainda jovem da personagem.[8] Em seguida, protagonizou a telenovela Sinhá Moça.[9] No teatro está em cartaz com a peça A Serpente.[10] Também apresentou na TV a cabo o programa Cineview, uma agenda semanal sobre cinema.[11]

Em 2007 foi uma das protagonistas da telenovela Duas Caras, na qual viveu Júlia de Queiroz Barreto, uma jovem cineasta que se apaixona por Evilásio Caó (personagem de Lázaro Ramos), um rapaz de classe mais baixa e negro, provocando a reação do pai, o advogado Paulo Barreto (vivido por Stênio Garcia).[12]

Interpretou a vilã cômica Beatriz Cristina, na telenovela Escrito nas Estrelas da Rede Globo.[13][14]

Em 2011 fez uma participação especial na novela Ti Ti Ti,[15] no mesmo ano fez parte do elenco do seriado A Mulher Invisível.[16][17] Está no elenco de Homens de Bem.[18]

Em 2012, interpretou sua primeira protagonista no horário nobre, como a mocinha vingativa Nina, de Avenida Brasil.[19] Em 2014, interpreta Ray, namorada de um serial killer, na telessérie Dupla Identidade, de Glória Perez.[20][21][22][23] Em 2016 volta à TV na série Nada Será Como Antes ao lado de Murilo Benício, como a atriz de radionovelas Verônica Maia. No mesmo ano volta às novelas em A Força do Querer, na pele da vilã Irene, uma psicopata perigosa, dissimulada e com um passado misterioso.

Em 2021, no dia 25 de fevereiro, estreou nos cinemas o filme Depois a Louca Sou Eu, com Débora como protagonista. [24]O filme conta a biografia da escritora Tati Bernardi, com direção de Júlia Rezende.

Vida pessoalEditar

É filha do ator Rogério Falabella e da cantora Maria Olympia. É irmã da atriz Cynthia Falabella e da produtora Junia Falabella.[25] Débora torce pelo Cruzeiro EC, de Belo Horizonte, indo a todos os jogos.[26]

De 2000 a 2003 namorou com o ator Daniel de Oliveira.[27] Em 2004 começou a namorar com o músico e apresentador Chuck Hipolitho, da banda Forgotten Boys. Eles foram viver juntos em 2005. Em 9 de maio de 2009 nasceu a filha do casal: Nina Falabella Hipolitho, vinda ao mundo de parto normal, com 3,3 kg na maternidade São Luis, em São Paulo.[28] O casal se separou em 2010.[29]

De 2011 a 2012 namorou o ator Daniel Alvim. Ainda em 2012 começou a namorar com Murilo Benício, tendo ambos ido viver juntos após três meses de namoro. A assessoria da atriz confirmou sua separação de Murilo no dia 6 de maio de 2019. Os dois viveram juntos por 7 anos.[30] Em outubro de 2019, assumiu o namoro com o ator Gustavo Vaz.[31]

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Personagem Notas
1998 Malhação Antônia Valim Temporada 5
Mulher Ana de Sá (Aninha) Episódio: "O Acidente"
1999–01 Chiquititas Estrela Temporadas 45
2001 Um Anjo Caiu do Céu Maria Cristina (Cuca)
O Clone Mel Ferraz
2003 Agora É que São Elas Leonarda Mendes Galvão (Léo)
2004 Um Só Coração Raquel Rosenberg
Senhora do Destino Maria Eduarda Correia de Andrade e Couto (Duda)
2006 JK Sarah Lemos Kubitschek (jovem) Episódios: "3–12 de janeiro"
Cineview Apresentadora
Sinhá Moça Maria das Graças Ferreira (Sinhá Moça)
Sitcom.br Sheila Episódio "Ponto nos Is"
2007 Duas Caras Júlia de Queiroz Barreto
2009 Som & Fúria Sarah
2010 Escrito nas Estrelas Beatriz Cristina Tavares Miranda
2011 Ti Ti Ti Isabel Souto Farias Episódios: "19 de janeiro–18 de março"
A Mulher Invisível Clarisse
Homens de Bem Mary
2012 Avenida Brasil Nina Sauer García / Rita Moura dos Santos[32]
2014 Dupla Identidade Rayane Gurgel (Ray)[33]
2015 As Canalhas Julieta[34][35] Episódio: "Julieta"
2016 Nada Será Como Antes Verônica Maia[36]
2017 A Força do Querer Irene Steiner / Solange Lima[37]
2018 Se Eu Fechar os Olhos Agora Isabel Marques Torres[38]
2019 Vítimas Digitais Renata Guimarães[39] Episódio: "Renata"
2019–presente Aruanas Natalie Lima Melo[40][41]

CinemaEditar

Ano Título Personagem Notas
2001 Françoise Françoise Curta-metragem
2002 2 Perdidos numa Noite Suja Paco / Rita
2003 Lisbela e o Prisioneiro Lisbela
Looney Tunes: De Volta à Ação Kate Houghton (Voz) Dublagem
2004 Cazuza - O Tempo Não Pára Dani (Denise Dumont)
A Dona da História Carolina (jovem)
2006 5 Mentiras Chucky Curta-metragem
2007 Primo Basílio Luísa
2008 La Dolorosa Miranda Curta-metragem
Quarto 38 Simone
2009 Doce Amargo Moira / Moema
2011 Meu País Manuela
Homens de Bem Mary[42]
2013 Dois Macacos mais Um Débora [43]
2016 O Filho Eterno Cláudia[44]
2018 O Beijo no Asfalto Selminha[45]
Todo Clichê do Amor Hellen[46]
2021 Depois a Louca Sou Eu Dani Teixeira[47]
2022 Residencia del Fin del Mundo [48]

InternetEditar

Ano Título Personagem Notas
2018 Rascunhos Esquecidos de Uma Caixa Sem Saída Leitora[49] Episódio: "Abuso"
2020 Cara Palavra Várias personagens[50] Também criadora/diretora
2020 Se Eu Estivesse Aí Ela[51] Também criadora/diretora/produtora
2020 Diário de Uma Quarentena Dani Teixeira[52]

VideoclipesEditar

Ano Título Artista
2005 "Tenho" Sidney Magal[53]
2006 "5 Mentiras" Forgotten Boys[54]
2012 "Sapato de Ouro" Sandália de Prata[55]
2020 "Você não Me Ensinou a Te Esquecer" Caetano Veloso[56]

TeatroEditar

Ano Peça Personagem Nota
1995 Flicts [57]
2004 Noites Brancas Nástenka
2006 A Serpente Guida[2] Também idealizadora
2007 O Continente Negro 3 personagens[58] Também idealizadora/produtora
2010 O Amor e Outros Estranhos Rumores Pedro Inácio[2] Também idealizadora
2013–16 Contrações Emma[59] Também idealizadora
2014–16 O Rei e a Coroa Enfeitiçada Diretora[60]
2015 Uma Espécie de Alasca Figurinista[61]
2015–16 Mantenha Fora do Alcance do Bebê Mulher Classe Média[62]
2017–20 Love, Love, Love Sandra e Rose[63] Também idealizadora
2018–19 A Minicostureira Diretora[64]
2019 Neste Mundo Louco, Nesta Noite Brilhante Mulher abusada na estrada[65]
2020 Cara Palavra Várias personagens[66]

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Nomeações Resultado
2001 Festival de Cinema de Brasília[67] Melhor Atriz em Curta-metragem
Françoise
Venceu
Festival Internacional de Cinema do Rio[67] Melhor Atriz (Menção honrosa) Venceu
Festival de Cinema de Gramado[67] Melhor Atriz em Curta-metragem Venceu
Prêmio Arte Qualidade Brasil - RJ Melhor Atriz Revelação
Um Anjo Caiu do Céu
Venceu
Prêmio Arte Qualidade Brasil - SP Melhor Atriz Revelação Venceu
Prêmio Austregésilo de Athayde[68] Melhor Atriz Revelação
O Clone
Venceu
2002 Melhores do Ano[68] Melhor Atriz Revelação Venceu
Prêmio TV Press Melhor Atriz Venceu
Capricho Awards[69] Melhor Atriz Nacional Venceu
Prêmio Extra de Televisão Melhor Atriz Venceu
Troféu Super Cap de Ouro Melhor Atriz de Novela Venceu
Festival de Cinema de Brasília Melhor Atriz
2 Perdidos numa Noite Suja
Venceu
2003 Prêmio Arte Qualidade Brasil - RJ[70] Melhor Atriz em Filme Venceu
Prêmio Arte Qualidade Brasil - SP[70] Melhor Atriz em Filme
Lisbela e o Prisioneiro
Venceu
2004 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro[71] Melhor Atriz
2 Perdidos numa Noite Suja
Venceu
Prêmio ACIE de Cinema[72] Melhor Atriz Venceu
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro Melhor Atriz Indicada
Troféu Usiminas/ Sinparc[2] Melhor Atriz
Noites Brancas
Venceu
Prêmio Sated - MG[2] Melhor Atriz Venceu
Prêmio Contigo! de TV[73] Melhor Par Romântico (com Paulo Vilhena)
Agora É Que São Elas
Indicada
2005 Prêmio Contigo! de TV[74] Melhor Par Romântico (com Marcello Antony)
Senhora do Destino
Indicada
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro Melhor Atriz Coadjuvante
A Dona da História
Indicada
2007 Prêmio Arte Qualidade Brasil[75] Melhor Atriz em Filme
Primo Basílio
Indicada
2008 Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro Melhor Atriz Indicada
Prêmio Contigo! de TV[76] Melhor Atriz
Duas Caras
Indicada
Melhor Par Romântico (com Lázaro Ramos) Indicada
2009 Festival Paulínia de Cinema[77] Melhor Atriz de Curta-Metragem
Doce Amargo
Venceu
Prêmio Arte Qualidade Brasil[78] Melhor Atriz Coadjuvante de Série ou Minissérie
Som & Fúria
Indicada
2010 Prêmio Extra de Televisão[79] Melhor Atriz Coadjuvante
Escrito nas Estrelas
Indicada
Prêmio Arte Qualidade Brasil[80] Melhor Atriz Coadjuvante Indicada
2011 Prêmio Contigo! de Teatro[81] Melhor Atriz
O Amor e Outros Estranhos Rumores
Venceu
2012 Prêmio Contigo! de TV[82] Melhor Atriz de Série ou Minissérie
A Mulher Inivisível
Indicada
Prêmio Contigo! de Cinema Nacional[83] Melhor Atriz
Meu País
Indicada
Grande Prêmio Cinema Brasileiro[84] Melhor Atriz Indicada
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro Melhor Atriz Coadjuvante Indicada
Prêmio Extra de Televisão[85] Melhor Atriz
Avenida Brasil
Indicada
Prêmio Quem de Televisão[86] Melhor Atriz Indicada
Meus Prêmios Nick[87] Atriz Favorita Indicada
Melhores do Ano[88] Melhor Atriz Indicada
Prêmio Belo-Horizontinos do Ano Televisão Venceu
Prêmio UOL e PopTevê de Televisão Melhor Atriz Venceu
2013 Prêmio Contigo! de TV[89][90] Melhor Atriz de Novela Indicada
Prêmio Aplauso Brasil de Teatro[91] Melhor Atriz
Contrações
Venceu
Troféu APCA[92] Melhor Atriz Venceu
2014 Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem[93] Revelação - Direção (com Cynthia Falabella)
O Rei e a Coroa Enfeitiçada
Venceu
Prêmio Alta Qualidade[94] Melhor Peça Infantil (com Cynthia Falabella) Indicada
Prêmio F5[95] Atriz Coadjuvante do Ano (série ou minissérie)
Dupla Identidade
Venceu
2015 Prêmio Contigo! de TV[96] Melhor Atriz de Série ou Minissérie Indicada
Troféu Internet Melhor Atriz Indicada
Prêmio UOL e PopTevê de Televisão Melhor Atriz Venceu
Prêmio APTR de Teatro[97] Melhor Atriz
Contrações
Venceu
2016 Prêmio Quem de Televisão[98] Melhor Atriz
Nada Será Como Antes
Indicada
Prêmio Aplauso Brasil de Teatro[99] Melhor Atriz
Mantenha Fora do Alcance do Bebê
Indicado
2017 Melhores do Ano Melhor Atriz Coadjuvante
A Força do Querer
Venceu
Melhores do Ano NaTelinha Melhor Vilã Venceu
Prêmio Revista Minha Novela Melhor Vilã (voto público) Venceu
Prêmio Contigo! Online de TV[100] Melhor Atriz Coadjuvante Indicada
Prêmio Cesgranrio de Teatro[101] Melhor Atriz
Love, Love, Love
Indicada
Prêmio Botequim Cultural[102] Melhor Atriz Indicada
2018 Prêmio APTR de Teatro[103] Melhor Atriz Indicada
Prêmio APCA de Teatro[104] Espetáculo Indicada
Prêmio Aplauso Brasil de Teatro[105][106] Melhor Elenco (Júri) Venceu
Melhor Espetáculo de Grupo Indicada
2019 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Atriz
O Beijo no Asfalto
Indicada
Festival SESC de Melhores Filmes Melhor Atriz (voto público) Venceu
Prêmio F5[107] Melhor Atriz de Série Dramática Se Eu Fechar os Olhos Agora Indicada
2020 Rio Webfest[108] Troféu Voto Popular (com Gustavo Vaz)
Se Eu Estivesse Aí
Indicada
Melhor Ideia Original (com Gustavo Vaz) Indicada
Melhor Som (com Gustavo Vaz) Indicada
Melhor Série da Quarentena (com Gustavo Vaz) Indicada
Asia Web Awards[109] Official Selection (com Gustavo Vaz) Indicada
2021 Séries em Cena Awards[110] Melhor Atriz Nacional de Filme
Depois a Louca Sou Eu
Pendente

Referências

  1. «Famosas que são baixinhas». VIX. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  2. a b c d e «Grupo fundado pela atriz Débora Falabella comemora 8 anos com apresentações de A Serpente, O Amor e Outros Estranho Rumores e O Continente Negro a par». viagemincrivel. Consultado em 9 de maio de 2021 
  3. «Ministério da Cultura e Vivo apresentam "Love, Love, Love", com Grupo 3 de Teatro e direção de Eric Lenate». pombocorreio. 17 de julho de 2018. Consultado em 10 de maio de 2021 
  4. a b c d e «Débora Falabella». Quem. Globo.com. 19 de agosto de 2009. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  5. Laura Mattos. «Débora Falabella – a Cuca de "Um Anjo Caiu do Céu"». Diário de Cuiabá. Consultado em 12 de janeiro de 2012. Cópia arquivada em 5 de novembro de 2013 
  6. Roberto Cunha (22 de outubro de 2009). «Filmes nacionais nas locadoras». Adoro Cinema. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  7. «O Clone». Globo.com. Consultado em 29 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 20 de dezembro de 2011 
  8. Flávia Almeida (9 de dezembro de 2005). «Wagner Moura e Débora Falabella gravam noivado em JK». O Fuxico. Terra Networks. Consultado em 11 de janeiro de 2012 
  9. «Débora Falabella grava novela Sinhá Moça». Terra Networks. 12 de janeiro de 2006. Consultado em 11 de janeiro de 2012 
  10. «Débora Falabella estréia peça "A Serpente"». EGO. Globo.com. 31 de maio de 2008. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  11. David Bemfica (16 de maio de 2006). «Débora Falabella apresenta Cineview, no Telecine». O Fuxico. Terra Networks. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  12. «Júlia». Globo.com. Consultado em 20 de dezembro de 2011 
  13. «Atrizes mudam o visual para encarnar mocinhas e vilãs». Diário Catarinense. Redação Donna DC. 27 de abril de 2010. Consultado em 27 de julho de 2010 
  14. «A vilã 'tapada e fútil' de Débora Falabella». Redação Caras Online. 16 de junho de 2010. Consultado em 16 de julho de 2010  Parâmetro desconhecido |obras= ignorado (ajuda)
  15. «Débora Falabella ganha personagem em 'Ti-ti-ti'». O Dia. Consultado em 7 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 9 de janeiro de 2011 
  16. «Clarisse (Débora Falabella)». Globo.com. 24 de maio de 2011. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  17. «Novo visual de Débora Falabella em 'A mulher invisível': 'Esse é o meu cabelo mesmo, com uns apliques'». Extra. Globo.com. 26 de maio de 2011. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  18. «Em vídeo, Débora Falabella apresenta sua personagem em Homens de Bem». Globo.com. 13 de dezembro de 2011. Consultado em 11 de janeiro de 2012 
  19. «Débora Falabella muda visual para viver protagonista em "Avenida Brasil"». Redação NaTelinha. 4 de março de 2012. Consultado em 4 de março de 2012. Arquivado do original em 5 de março de 2012 
  20. Kogut, Patrícia (5 de maio de 2014). «Débora Falabella fará série de Gloria Perez». O Globo. Consultado em 5 de maio de 2014 
  21. Gshow (1 de agosto de 2014). «Bruno Gagliasso e Débora Falabella gravam cenas de Dupla Identidade». Gshow - Foi dada a largada. Consultado em 5 de agosto de 2014 
  22. O Globo (15 de agosto de 2014). «Débora Falabella comenta cenas de sexo com Bruno Gagliasso em série: 'Momentos de paixão'». O Globo. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  23. Louise Soares (24 de outubro de 2014). «Débora Falabella diz que sua personagem é álibi perfeito para psicopata de 'Dupla Identidade'». F5 - televisão. Consultado em 24 de outubro de 2014 
  24. «Depois A Louca Sou Eu mistura comédia e reflexão profunda». OsPaparazzi. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  25. «Débora Falabella». gente.ig.com.br 
  26. «Em dia de 'decisão', famosos revelam o amor por Corinthians e Cruzeiro». EGO. Globo.com. 13 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  27. Rodrigo Zanetti (2 de junho de 2004). «Cheiro de fim de namoro pra Debora Falabella e Daniel Oliveira». UOL. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  28. «Nasce filha de Debora Falabella». Quem. Consultado em 25 de julho de 2010 
  29. «Débora Falabella se separa do marido após cinco anos». Quem. Consultado em 9 de novembro de 2010 
  30. «Murilo Benício sobre Débora Falabella: 'Estou em estado de graça'». GNT. 24 de outubro de 2012. Consultado em 24 de outubro de 2012 
  31. Após contracenarem juntos, Débora Falabella e Gustavo Vaz assumem namoro
  32. Patrícia Villalba (3 de março de 2015). «Débora Falabella quer ver o circo pegar fogo na volta de 'As Canalhas'». VEJA.com. Consultado em 3 de março de 2015. Arquivado do original em 5 de maio de 2015 
  33. Regina Rito (22 de janeiro de 2015). «'Império': Érika pede Robertão em casamento». O Dia. Consultado em 3 de março de 2015. Veja o subtítulo Palhacinha canalha. 
  34. O Globo (3 de março de 2015). «Débora Falabella se veste de palhaça e surge irreconhecível na nova temporada de 'As canalhas'». Revista da TV. Consultado em 3 de março de 2015 
  35. «Você reconhece? Descubra quem é a atriz por trás da palhacinha 'canalha' em série». As Canalhas - GNT. 3 de março de 2015. Consultado em 3 de março de 2015 
  36. Débora Falabella fará par com Murilo Benício em 'Nada será como antes'
  37. Débora Falabella entra em 'A Força do Querer' como vilã que vai abalar casamento
  38. «Débora Falabella e Mariana Ximenes farão minissérie da Globo - Patrícia Kogut, O Globo». Patrícia Kogut 
  39. «Nova série do GNT "Vítimas Digitais", mergulha no delicado universo da violência» 
  40. «Globo: Série sobre crimes ambientais na Amazônia». O Dia 
  41. «Luiz Carlos Vasconcelos íntegra o elenco da websérie "Aruanas"» 
  42. Filme Homens de Bem
  43. Lá Película Dois Macacos Mais Um
  44. «O Filho Eterno». AdoroCinema. Consultado em 31 de março de 2016 
  45. Filme O Beijo no Asfalto
  46. «Glória Pires será juíza em série do Fantástico». Patrícia Kogut. Consultado em 4 de abril de 2016 
  47. «Débora Falabella vai se dedicar ao cinema». Ancelmo Gois. Consultado em 20 de outubro de 2017 
  48. «Finalizó el rodaje en Hostería Petrel». Diario del Fin del Mundo. 30 de dezembro de 2020. Consultado em 9 de maio de 2021 
  49. «Rascunhos Esquecidos de Uma Caixa Sem Saída». Hysteria. 6 de novembro de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  50. «Andreia Horta, Bianca Comparato, Mariana Ximenes e Débora Falabella lançam projeto digital durante isolamento». Vogue. 4 de julho de 2020. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  51. «Se Eu Estivesse Aí - Gshow - Globo». Gshow. 4 de julho de 2020. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  52. «Débora Falabella estrela websérie sobre quarentena». vejario. 29 de abril de 2020. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  53. «Bate-papo com Sidney Magal - Arquivo - Bate Papo UOL». Uol. 19 de março de 2005. Consultado em 9 de maio de 2021 
  54. «Débora Falabella estrela novo clipe do Forgotten Boys». virgula. 19 de setembro de 2006. Consultado em 9 de maio de 2021 
  55. «Débora Falabella e outros famosos participam de clipe do Sandália de Prata». virgula. 3 de novembro de 2012. Consultado em 9 de maio de 2021 
  56. «Na onda do sucesso da live de Natal, Caetano Veloso e Paula Lavigne liberam trilha sonora de 'Lisbela e o Prisioneiro', e novo clipe da música». virgula. 29 de dezembro de 2020. Consultado em 9 de maio de 2021 
  57. Debora Falabella ingressou no teatro participando de "Flicts
  58. Atriz Débora Falabella está na peça 'O Continente Negro'
  59. Débora Falabella e Yara de Novaes apresentam peça sobre abuso no ambiente corporativo
  60. «Em família: Cynthia e Débora Falabella dirigem texto de seu pai». globoteatro. 27 de setembro de 2014. Consultado em 9 de maio de 2021 
  61. «Débora Falabella estreia como figurinista em espetáculo teatral em São Paulo». caras. 10 de junho de 2015. Consultado em 9 de maio de 2021 
  62. Débora Falabella estreia 'Mantenha Fora do Alcance do Bebê' no Rio
  63. Companhia de Débora Falabella fará peça do inglês Mike Bartlett sobre idealistas dos anos 1970
  64. «Débora Falabella e irmã dirigem juntas peça infantil A Minicostureira». blogdoarcanjo. 30 de março de 2018. Consultado em 9 de maio de 2021 
  65. “Neste Mundo Louco, Nesta Noite Brilhante”: violência na estrada da vida
  66. «Espetáculo Cara Palavra com as atrizes Andréia Horta, Bianca Comparato, Débora Falabella e Mariana Ximenes». programacaodigital. 12 de novembro de 2020. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  67. a b c «françoise « pandu filmes». Pandu Filmes. 20 de maio de 2012. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  68. a b «Com a Mel, Débora Falabella ganhou como melhor atriz revelação no 'Prêmio Austregésilo de Athayde' e nos 'Melhores do Ano' do Faustão». Paraiba. 25 de maio de 2012. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  69. «Capricho Awards Edição 2002». Consultado em 18 de janeiro de 2003. Cópia arquivada em 18 de janeiro de 2003 
  70. a b «Prêmio Qualidade Brasil 2003 - Universo da Mulher». Universo da Mulher. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  71. «Cinema: Assis xinga Babenco em entrega de prêmio». Folha de S.Paulo. 10 de setembro de 2004. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  72. «Edições Anteriores - Prêmio ACIE de Cinema». Prêmio ACIE de Cinema. 2004. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  73. Redação Terra (5 de maio de 2004). «Revista premia melhores da dramaturgia em 2003». Terra. Consultado em 30 de setembro de 2011. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2012 
  74. «Fama: 7º Prêmio Contigo no Copacabana Palace». Estrelando. 21 de maio de 2005. Consultado em 30 de setembro de 2011 
  75. «Confira os INDICADOS e GANHADORES do PRÊMIO QUALIDADE BRASIL 2007 São Paulo». Prêmio Arte Qualidade Brasil. 2007. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  76. Giovani Lettiere (29 de abril de 2008). «'Paraíso tropical' domina 10º Prêmio Contigo! de TV». globo.com. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  77. «CENA Ciena - Os bastidores do 2º Festival de Paulínia». Cena Cine. 22 de julho de 2009. Consultado em 19 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 13 de setembro de 2016 
  78. «Categoria Televisão - 2009 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». Prêmio Qualidade Brasil. 2009. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  79. «As bambambãs da telinhas concorrem ao Prêmio Extra de TV 2010». Extra. 13 de novembro de 2010. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  80. «Categoria Televisão - 2010 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». Prêmio Qualidade Brasil. 2009. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  81. «UOL Mais > PRÊMIO CONTIGO DE TEATRO 2011: "OS MELHORES MOMENTOS".». mais.uol.com.br. Consultado em 13 de janeiro de 2018 
  82. «Aberta votação do 14º Prêmio Contigo! de TV». Central Notícias. 9 de março de 2012. Consultado em 19 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 20 de fevereiro de 2017 
  83. «Conheça os vencedores do Prêmio Contigo! de Cinema». Cine Pop. 8 de setembro de 2012. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  84. «G1 - Veja os vencedores do 11º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro». G1. 15 de outubro de 2012. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  85. «Conheça os indicados ao Prêmio Extra de TV 2012». Extra. 27 de novembro de 2012. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  86. «Votações encerradas - Prêmio QUEM 2012: finalistas da categoria televisão». Revista Quem. 27 de novembro de 2012. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 [ligação inativa]
  87. «Vencedores do Meus Prêmios Nick 2012». 18 de outubro de 2012. Consultado em 20 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 3 de abril de 2015 
  88. «Adriana Esteves ganha prêmio de Melhor Atriz por seu trabalho em Avenida Brasilo». Globo. 2013. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  89. Contigo! Online (13 de maio de 2013). «Vencedora em sete categorias, Avenida Brasil é a grande campeã do 15º Prêmio Contigo! de TV». Notícias. Contigo!. Consultado em 14 de maio de 2013. Arquivado do original em 28 de junho de 2013 
  90. Contigo! Online (13 de maio de 2013). «Vencedora em sete categorias, Avenida Brasil é a grande campeã do 15º Prêmio Contigo! de TV». Notícias. Contigo!. Consultado em 14 de maio de 2013. Arquivado do original em 28 de junho de 2013 
  91. Michel Fernandes (2014). «Você escolheu os vencedores do 2º Prêmio Aplauso Brasil de Teatro». Aplauso Brasil. Consultado em 19 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 4 de janeiro de 2014 
  92. Redação (10 de dezembro de 2013). «Conheça os vencedores do Prêmio APCA». VEJA São Paulo. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  93. «1º Prêmio São Paulo: Bruxas da Escócia e Gigante». CBTIJ. Consultado em 9 de maio de 2021 
  94. «Mesa2 Produções Artísticas: Teatro». mesa2. Consultado em 9 de maio de 2021 
  95. «'Amores Roubados' e 'Dupla Identidade' dividem atenções no Prêmio F5». Folha de S.Paulo. 18 de dezembro de 2014. Consultado em 18 de dezembro de 2019 
  96. «A lista completa dos vencedores do Prêmio Contigo! 2015». E! online. 2015. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  97. «Débora Falabella foi premiada na 9ª edição do Prêmio APTR de Teatro». Purepeople. 25 de março de 2015. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  98. «Prêmio QUEM 2016: CHEGOU A HORA DE VOTAR!». revista Quem. 2016. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  99. «Prêmio Aplauso Brasil vai distribuir ingressos para o público nesta edição». Rede Globo. 4 de julho de 2016. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  100. «Vote no Prêmio CONTIGO! Online 2017» (html). Contigo!. 7 de dezembro de 2017. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  101. «Prêmio Cesgranrio de Teatro anuncia os indicados do primeiro semestre». O Globo. Consultado em 23 de julho de 2017 
  102. «'Tom na Fazenda' é o mais indicado na lista do primeiro semestre do Prêmio Botequim Cultural». rioencena. 12 de julho de 2017. Consultado em 10 de maio de 2021 
  103. Prêmio APTR 2018
  104. «'Conheça os indicados ao Prêmio APCA de Teatro no 1º semestre de 2018». Blog do Arcanjo. 17 de julho de 2018. Consultado em 10 de maio de 2021 
  105. «Saiba Tudo Sobre o VII Prêmio Aplauso Brasil». backstagemusical. 17 de julho de 2019. Consultado em 10 de maio de 2021 
  106. «Confira os vencedores da sétima edição do Prêmio Aplauso Brasil de Teatro». Blog do Arcanjo. 17 de julho de 2019. Consultado em 10 de maio de 2021 
  107. «Prêmio F5: 'Sob Pressão' leva todos os troféus da categoria série dramática». Folha de S.Paulo. 18 de dezembro de 2019. Consultado em 18 de dezembro de 2019 
  108. «2020 – Rio Webfest». riowebfest. Consultado em 9 de maio de 2021 
  109. «Asia Web Awards 2020 Award Winers Announcement». Asia Web Awards. Consultado em 9 de maio de 2021 
  110. «Conheça todos os indicados do "Séries em Cena Awards"». seriesemcena.com.br. Consultado em 9 de maio de 2021 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Citações no Wikiquote
  Categoria no Commons