Happier Than Ever

álbum de Billie Eilish de 2021

Happier Than Ever é o segundo álbum de estúdio da cantora estadunidense Billie Eilish, lançado em 30 de julho de 2021 através da Darkroom e Interscope Records. Eilish escreveu o álbum com seu colaborador frequente, seu irmão Finneas O'Connell, que produziu o álbum sozinho. Ela citou a autorreflexão durante a pandemia de COVID-19 como a maior inspiração para o disco.

Happier Than Ever
Happier Than Ever
Álbum de estúdio de Billie Eilish
Lançamento 30 de julho de 2021 (2021-07-30)
Gravação 1 de abril de 2020 – 16 de fevereiro de 2021
Estúdio(s) Casa de Finneas
(Los Angeles, EUA)
Gênero(s)
Duração 56:07
Formato(s)
Gravadora(s)
Produção Finneas
Cronologia de Billie Eilish
Live at Third Man Records
(2019)
Guitar Songs
(2022)
Singles de Happier Than Ever
  1. "My Future"
    Lançamento: 30 de julho de 2020
  2. "Therefore I Am"
    Lançamento: 12 de novembro de 2020
  3. "Your Power"
    Lançamento: 29 de abril de 2021
  4. "Lost Cause"
    Lançamento: 2 de junho de 2021
  5. "NDA"
    Lançamento: 9 de julho de 2021
  6. "Happier Than Ever"
    Lançamento: 30 de julho de 2021
  7. "Male Fantasy"
    Lançamento: 6 de dezembro de 2021

Principalmente um disco pop downtempo, Happier Than Ever é caracterizado por arranjos eletropop, influenciados pelo jazz, definidos para tempos meditativos, partindo do som otimista e trap do álbum de estreia de Eilish, When We All Fall Asleep, Where Do We Go? (2019). Consistindo em canções marcantes sobre as desvantagens do estrelato, Happier Than Ever baseia-se fortemente na ascensão de Eilish à fama e nas desvantagens que vêm com isso. Após o lançamento, o álbum recebeu elogios dos críticos de música, que elogiaram sua produção estilística, contida e letras perspicazes. No 64º Grammy Awards, o álbum e sua faixa-título receberam um total de sete indicações, incluindo Álbum do Ano, Melhor Álbum Vocal de Pop, Canção do Ano e Gravação do Ano.

Sete singles foram lançados na promoção do álbum: "My Future", "Therefore I Am", "Your Power", "Lost Cause", "NDA", a faixa-título e "Male Fantasy". Os três primeiros conseguiram atingir top 10 da Billboard Hot 100 dos EUA; "Therefore I Am" foi a canção mais bem sucedida do álbum, atingindo o número dois, seguida por "My Future" no número 6 e "Your Power" no número 10. Happier Than Ever estreou no topo da Billboard 200 como o segundo álbum número um de Eilish nos Estados Unidos e liderou as paradas de álbuns em 27 outros países. Um documentário da Disney+, Happier Than Ever: A Love Letter to Los Angeles, foi lançado em 3 de setembro de 2021 e recebeu uma indicação de Melhor Filme Musical no Grammy de 2022. Para promover ainda mais o álbum, Eilish embarcará em sua quinta turnê, intitulada Happier Than Ever, The World Tour, programada para percorrer a Europa, Oceania e América do Norte em 2022.

Antecedentes editar

A cantora e compositora norte-americana Billie Eilish lançou seu álbum de estreia, When We All Fall Asleep, Where Do We Go?, produzido por seu irmão, o músico Finneas O'Connell, em 29 de março de 2019.[1] Foi recebido com aclamação da crítica e sucesso comercial, e gerou o single "Bad Guy", que alcançou o topo da Billboard Hot 100, seu primeiro número um na parada.[2] O álbum e o single ajudaram Eilish a ganhar cinco prêmios no 62º Grammy Awards, incluindo os "quatro grandes" Álbum do Ano, Canção do Ano, Gravação do Ano e Artista Revelação.[1] Eilish lançou vários singles desde o álbum: o single "Everything I Wanted" (2019), a canção tema de James Bond "No Time to Die" (2020) e a colaboração com Rosalía "Lo Vas a Olvidar" (2021), os dois primeiros dos quais ganharam as categorias de Gravação do Ano e Melhor Canção para Mídias Visuais no 63º Grammy Awards, respectivamente.[3][2] Em uma entrevista em janeiro de 2020, Eilish afirmou que começaria a trabalhar em seu próximo segundo álbum de estúdio durante o ano.[4] Em março, o irmão de Eilish, Finneas O'Connell, confirmou isso, afirmando que seria "bem puro em sua intenção" como o álbum de estreia de Eilish, com os dois continuando a fazer o tipo de música que gostam de "tocar ao vivo".[5] Em janeiro de 2021, Eilish afirmou que o álbum "parece exatamente como eu quero", com ela não querendo mudar nada sobre isso. Seu documentário, Billie Eilish: The World's a Little Blurry, foi lançado no mês seguinte.[6] Mais tarde, em fevereiro, Eilish anunciou que o álbum teria 16 faixas.[7]

Happier Than Ever foi gravado no estúdio de gravação em casa de Finneas, localizado no porão de sua residência em Los Angeles.[8] De acordo com Eilish, a gravação ocorreu entre 1 de abril de 2020 e 16 de fevereiro de 2021, em horários semanais, começando com "My Future" e terminando com "Oxytocin".[8] A faixa-título foi a primeira canção que ela escreveu do disco, que remonta à parte europeia em sua When We All Fall Asleep Tour.[8] Eilish revelou que todas as 16 canções na lista final de faixas foram as únicas canções em que a dupla trabalhou durante a criação do álbum,[8] mas havia duas faixas, sendo elas, "What I Wanna Hear" e "Born Blue", que foram descartadas do disco, já que ela "simplesmente não conseguia entendê-las".

Eilish revelou que o processo criativo de Happier Than Ever parecia "muito natural", ao contrário de seus projetos anteriores, onde ela constantemente se sentia ansiosa e sob pressão. Com trabalhos anteriores, Eilish também sentiu que não era boa o suficiente e simplesmente não era talentosa, mas desde então ganhou muito mais confiança em seu ofício.[9] De acordo com Eilish, sua gravadora não teve nenhuma contribuição para o álbum,[10] ao contrário de seu álbum de estreia, onde ela sentiu pressão de prazos, reuniões constantes e "uma expectativa de que uma estrela estava prestes a nascer", tudo o que ela "literalmente odiava".[8]

Em uma entrevista à Vevo, Eilish disse que queria criar "um disco muito atemporal", sendo inspirada principalmente por cantores de jazz que ouviu crescer, como Julie London, Peggy Lee e Frank Sinatra. Ela também disse que as canções do álbum são "em todos os lugares e muito, eu acho, versáteis, diferentes umas das outras, mas também muito coesas", o que ela citou como um de seus maiores objetivos. Outro de seus objetivos que ela teve durante as sessões de estúdio foi surpreender seus fãs, bem como a si mesma.[11] Ela pretendia ficar desconfortável durante o processo criativo, usando "NDA" como um exemplo de uma canção que não foi feita em sua "zona de conforto". Eilish citou a autorreflexão como a maior inspiração por trás do disco, e revelou antes de seu lançamento que "quase nenhuma das canções deste álbum é alegre".[8] Ela observou "Male Fantasy" como uma canção que "praticamente se escreveu" e a ajudou a perceber sentimentos que ela não havia processado antes.[11]

Composição editar

Happier Than Ever é um disco suave,[12] pop e eletropop, que incorpora elementos de jazz, R&B, techno,[13] country, bossa nova,[14] bedroom pop,[15] trip hop,[16] folk, electro, trap[17] e sophisti-pop dos anos 90.[18] É composto por canções de tocha definidas em tempos lentos, com arranjos contidos e minimalistas[15] de violões, sintetizadores delicados, batidas borbulhantes[18] e ambiente downtempo.[19] As letras tratam das lutas enfrentadas por mulheres jovens na indústria do entretenimento,[20] fama, estrelato, abuso emocional, lutas pelo poder, desconfiança[21] e misoginia,[22] imbuídas pela autoconsciência de Eilish.[23]

Canções editar

A faixa de abertura, "Getting Older", é uma canção sobre abusos e foi "particularmente angustiante" de escrever.[21] A música trata da coerção sexual.[12] A segunda faixa, "I Didn't Change My Number", apresenta uma batida pesada.[24] "Billie Bossa Nova", a terceira faixa, apresenta "um lado mais maduro de Eilish".[25] A quarta faixa, "My Future", começa como uma balada de sintetizadores lenta que "transita para um groove funk descontraído".[24] Liricamente, a música é sobre autodescoberta. "Oxytocin", a quinta faixa, tem um pulso techno. A canção faz referência ao hormônio titular. A sexta faixa, "Goldwing", faz uma introdução a capella ao longo da canção.[12] A oitava faixa, "Halley's Comet", é uma balada com vocais despojados, sintetizadores de luz e um backbeat. A nona faixa, "Not My Responsibility", é um interlúdio spoken word com um instrumental ambiente que estreou em Where Do We Go? World Tour (2020).[12][25]

A peça então faz a transição para "Overheated", a décima faixa, que mostra a produção de seu antecessor e explora o estrelato na era das mídias sociais. A décima primeira faixa, "Everybody Dies", é uma balada pop alternativa, movida por dark synths e leves dedilhados de guitarra, com "a voz de Eilish novamente se destacando".[24] A décima segunda faixa, "Your Power", é uma suave balada acústica sobre abuso sexual pelo parceiro.[26] A décima terceira faixa, "NDA" discute a falta de privacidade em sua vida devido ao seu aumento na fama. ao longo de uma batida eletropop sombria que faz a transição para a décima quarta faixa "Therefore I Am", que liricamente fala sobre rejeitar os haters e os críticos.[27] A décima quinta faixa, "Happier Than Ever", é uma música de ópera rock.[28] Ela foi descrita como "uma música deprimente de rompimento", antes de se tornar "um rager movido por guitarra elétrica", enquanto o resto das faixas "revelavam diferentes tipos de catarse, oscilando entre batidas sexy e eletrônicas e folk caloroso, uma reminiscência de sua música mais antiga."[21] Foi apelidado como um destaque do álbum.[29][30]

Lançamento e promoção editar

Singles editar

"My Future" serve como primeiro single do álbum. Foi lançado em 30 de julho de 2020 junto com seu vídeo musical, um ano antes da data de lançamento do álbum.[31] "My Future" estreou em sexto lugar na Billboard Hot 100, tornando-se o terceiro top 10 de Eilish nos Estados Unidos e sua maior estreia na parada, superando "Bad Guy" (2019), que estreou em sétimo lugar.[32][33] A canção também estreou no top 10 da Austrália,[34] Canadá,[35] Nova Zelândia[36] e Reino Unido.[37]

O segundo single, "Therefore I Am" foi lançado em 12 de novembro de 2020.[38] "Therefore I Am" estreou em 94 na Billboard Hot 100.[39] A canção subiu para o número dois na parada na semana seguinte, dando a Eilish seu quarto top 10 nos Estados Unidos.[40] Com um salto de 92 posições, "Therefore I Am" deu o quarto maior salto na história da Hot 100.[40] Também alcançou o primeiro lugar nas paradas de singles na Grécia,[41] Irlanda,[42] Lituânia[43] e Nova Zelândia.[44] Seu vídeo musical foi lançado no mesmo dia.[45]

Em 28 de abril de 2021, Eilish anunciou que o terceiro single, "Your Power", e seu vídeo musical que acompanha, seria lançado no dia seguinte, 29 de abril.[46] Nos Estados Unidos, "Your Power" alcançou o número dez na Billboard Hot 100. A canção marca a terceira estreia de Billie no top 10 na parada e o quinto top 10 no geral.[47]

"Lost Cause" foi lançada como quarto single em 2 de junho de 2021. Um vídeo musical para a canção foi lançado no mesmo dia do single.[48] A canção estreou em vinte e sete na Billboard Hot 100.[21] O quinto single, "NDA" foi lançado em 9 de julho de 2021 junto com seu vídeo musical.[49] "NDA" alcançou o top 40 de vários países, incluindo na Billboard Hot 100,[21] e alcançou o número 20 na Billboard Global 200.[50]

Turnê editar

Em 21 de maio de 2021, Eilish anunciou que embarcaria em sua quinta turnê, Happier Than Ever, The World Tour, para promover o álbum. A turnê cobre a Europa e a América do Norte, começando em Nova Orleans em 3 de fevereiro de 2022. Os ingressos foram colocados à venda em 28 de maio de 2021.[51]

Recepção da crítica editar

Críticas profissionais
Pontuações agregadas
Fonte Avaliação
AnyDecentMusic? 8.4/10[53]
Metacritic 86/100[52]
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Clash 8/10[54]
The Daily Telegraph      [55]
Evening Standard      [56]
The Guardian      [57]
The Independent      [14]
The Irish Times      [58]
The Line of Best Fit 6/10[30]
NME      [29]
Slant      [25]

Happier Than Ever foi aclamado pela crítica musical. No Metacritic, que atribui uma classificação normalizada de 100 às resenhas de críticos profissionais, o álbum tem uma pontuação média de 86 com base em vinte e duas avaliações, indicando "aclamação universal".[52] O agregador AnyDecentMusic? deu ao álbum uma nota 8,4 de 10, com base em sua avaliação do consenso crítico.[53]

Um revisor da NME, El Hunt, elogiou o álbum por estabelecer Eilish como "uma das artistas pop mais importantes de sua geração". Hunt escreveu que as canções do álbum são "mais suaves" e "muito mais discretas" do que em When We All Fall Asleep, Where Do We Go?, desenhando novos sons que soassem como "clássicos".[29] Alexis Petridis, do The Guardian, observou que as melodias e vocais do álbum são "uniformemente excelentes", e a produção moderada é "menos chamativa". Ele notou que a diversão de seu antecessor é menor em Happier Than Ever, e o tom geral do último é "visivelmente mais sombrio".[57] Sal Cinquemani, da Slant, sentiu que o álbum é mais otimista do que o álbum de estreia de Eilish, acrescentando que Happier Than Ever é "mais sonoramente diverso", trazendo elementos além do trip-hop e trap que dominaram seu predecessor.[25] Neil McCormick, da The Daily Telegraph, apelidou o álbum como um "som de uma adolescente torturada e sozinha em seu quarto tarde da noite", suas letras como "citáveis" e "vigorosas", e os vocais de Eilish como "delicados". McCormick continuou dizendo que o álbum "flui lindamente" e leva seus ouvintes à uma "jornada emocional".[55]

Louis Bruton, da The Irish Times, afirmou que o álbum "pinta um quadro sufocante dos confinamentos e explorações de ser uma celebridade e uma adolescente", com uma musicalidade mercurial que consiste em "melodias R&B, batidas techno indutoras de temor e vocais de jazz alegres".[58] David Smyth, escrevendo para o Evening Standard, elogiou as nuances estilísticas da produção do álbum e resumiu que Eilish "ainda não soa nada como um preenchimento brilhante de arena", o que contribui para seu apelo de "fazer as coisas de maneira muito diferente", que por sua vez é "um novo modo de sobreviver".[56] Robin Murray, da Clash, chamou Happier Than Ever de "um trabalho de evolução sutil" e "um registro de bastante complexidade" com uma afinidade para canções sobre amor. Ele admirou seus vocais, letras e estilo de produção sutil, achando Eilish "mais à vontade consigo mesma".[54] Chris Willman, da Variety, destacou a "observação incisiva", o "humor autoconsciente" e a "autoconsciência pós-celebridade" do álbum.[59]

Alexandra Pollard, do The Independent, observou que Happier Than Ever é "cheio de coisas com as quais a maioria de nós não precisa lidar", como NDAs, entrevistas e paparazzi, mas Eilish os transforma em histórias relacionáveis ​​por meio de letras "perspicazes". Pollard disse que o álbum permanece no território "electro-pop gótico" da cantora, mas também incorpora novos gêneros, como country e bossa nova, enquanto descarta as faixas "Oxytocin" e "Goldwing" como insubstanciais.[14] Em uma análise mista, Matthew Kent, do The Line of Best Fit, escreveu que Eilish e Finneas estão "no topo de seu jogo", elogiando suas letras e sua produção intrincada, respectivamente. No entanto, Kent considerou que Happier Than Ever é menos original do que o álbum de estreia de Eilish, com as faixas estando "muitas vezes misturadas umas com as outras".[30] O editor Mary Siroky, da Consequence, apesar de sua crítica positiva no geral, também concordou que o álbum poderia ser muito coeso com canções indistintas.[60] Tom Breihan, da Stereogum, fez uma crítica negativa, explicando que Happier Than Ever, além de sua natureza reativa "em choque", é um álbum enfadonho, e ouvi-lo é "uma verdadeira chatice".[61]

Lista de faixas editar

Todas as faixas escritas e compostas por Billie Eilish O'Connell e Finneas O'Connell. Todas as faixas foram produzidas por Finneas. 

Happier Than Ever – Edição padrão[62]
N.º Título Duração
1. "Getting Older"   4:04
2. "I Didn't Change My Number"   2:38
3. "Billie Bossa Nova"   3:16
4. "My Future"   3:30
5. "Oxytocin"   3:30
6. "Goldwing"   2:31
7. "Lost Cause"   3:32
8. "Halley's Comet"   3:54
9. "Not My Responsibility"   3:47
10. "Overheated"   3:34
11. "Everybody Dies"   3:26
12. "Your Power"   4:05
13. "NDA"   3:15
14. "Therefore I Am"   2:53
15. "Happier Than Ever"   4:58
16. "Male Fantasy"   3:14
Duração total:
56:07

Notas editar

  • "My Future" é estilizada em todas as letras minúsculas como "my future".
  • "Goldwing" é estilizada em todas as letras maiúsculas como "GOLDWING".
  • "Overheated" é estilizada como "OverHeated".

Desempenho nas tabelas musicais editar

Tabela musical (2021) Melhor
posição
Alemanha (Offizielle Top 100)[63] 1
Austrália (ARIA)[64] 1
Áustria (Ö3 Austria Top 40)[65] 1
Bélgica (Ultratop Valônia)[66] 1
Bélgica (Ultratop Flandres)[67] 1
Canadá (Billboard Canadian Albums)[68] 1
Chéquia (ČNS IFPI)[69] 2
Dinamarca (Hitlisten)[70] 1
Escócia (Scottish Albums)[71] 1
Eslováquia (ČNS IFPI)[72] 2
Espanha (PROMUSICAE)[73] 1
Estados Unidos (Billboard 200)[74] 1
Estados Unidos (Top Alternative Albums)[75] 1
Finlândia (Suomen virallinen lista)[76] 1
França (SNEP)[77] 1
Irlanda (Official Charts Company)[78] 1
Itália (FIMI)[79] 1
Japão (Billboard Japan)[80] 15
Japão (Oricon)[81] 17
Lituânia (AGATA)[82] 1
Noruega (VG-lista)[83] 1
Nova Zelândia (RMNZ)[84] 1
Países Baixos (MegaCharts)[85] 1
Portugal (AFP)[86] 1
Reino Unido (UK Albums Chart)[87] 1
Suécia (Sverigetopplistan)[88] 1
Suíça (Schweizer Hitparade)[89] 1

Vendas e certificações editar

Região Certificação Vendas
Reino Unido (BPI)[90] Ouro 100,000

*vendas baseadas apenas na certificação
^distribuições baseadas apenas na certificação
vendas+valores de streaming baseados apenas na certificação

Histórico de lançamento editar

Região Data Formato(s) Gravadora(s) Ref.
Mundo 30 de julho de 2021
[91][62]

Happier Than Ever, The World Tour editar

Happier Than Ever, The World Tour
Turnê Mundial de Billie Eilish
Locais Europa
América do Norte
Ásia
Oceania
América Latina
Álbum associado Happier Than Ever
Data de início 3 de fevereiro de 2022 (2022-02-03)
Data de fim 2 de abril de 2023 (2023-04-02)
Partes 4
N.º de apresentações 38 na América do Norte
21 na Europa
6 na Ásia
15 na Oceania
7 na América Latina
77 no total
Ato(s) de abertura
Cronologia de turnês de Billie Eilish
 
Where Do We Go? World Tour
(2020)
 

Happier Than Ever, The World Tour é a sexta turnê da cantora e compositora americana Billie Eilish, em apoio ao seu segundo álbum de estúdio, Happier Than Ever (2021). A turnê começou em 3 de fevereiro de 2022, na cidade de Nova Orleans, Estados Unidos, com término previsto para 2 de abril de 2023, na cidade de Guadalajara, México.

Repertório editar

  1. "Bury a Friend"
  2. "I Didn’t Change My Number"
  3. "NDA"
  4. "Therefore I Am"
  5. "My Strange Addiction"
  6. "Idontwannabeyouanymore"
  7. "Lovely"
  8. "You Should See Me in a Crown"
  9. "Billie Bossa Nova"
  10. "Goldwing"
  11. "Halley's Comet"
  12. "Oxytocin"
  13. "Ilomilo"
  14. "Your Power" (com Finneas)
  15. "Male Fantasy"
  16. "Not My Responsability" (interlude)
  17. "Overheated"
  18. "Bellyache"
  19. "Ocean Eyes"
  20. "Bored"
  21. "Getting Older"
  22. "Lost Cause"
  23. "When the Party's Over"
  24. "All the Good Girls Go to Hell"
  25. "Everything I Wanted"
  26. "Bad Guy"
  27. "Happier Than Ever"
  28. "Goodbye" (outro)

Notas editar

  • A partir do show de 12 de março, em Detroit, "I Love You" foi adicionada ao repertório antes de "Male Fantasy".
  • A partir do show de 7 de junho, em Manchester, "I Love You" e "Male Fantasy" foram substituídas por "TV".
  • Nos shows de 13, 15 e 18 de agosto, em Manila, Seoul e Kuala Lumpur, respectivamente, Billie cantou "The 30th" no lugar de "TV".
  • Nos shows de 13, 15 e 16 de dezembro, em Inglewood, "My Future", "Xanny", "Bitches Broken Hearts" e "When I Was Older" foram adicionadas ao repertório.
  • No show de 13 de dezembro, em Inglewood, Billie cantou "Mount Everest" e "I've Never Felt So Alone" com Labrinth.
  • No show de 15 de dezembro, em Inglewood, Billie cantou "My Hero" com Dave Grohl da banda Foo Fighters e "Motion Sickness" com Phoebe Bridgers.
  • No show de 16 de dezembro, em Inglewood, Billie cantou "Location" com Khalid e "Redbone" com Childish Gambino.

Datas editar

Data Cidade País Local Atos de Abertura Público Receita
América do Norte
3 de fevereiro de 2022 Nova Orleans   Estados Unidos Smoothie King Center
5 de fevereiro de 2022 Atlanta State Farm Arena Tkay Maidza
6 de fevereiro de 2022 Spectrum Center State Farm Arena
8 de fevereiro de 2022 Pittsburgh PPG Paints Arena
9 de fevereiro de 2022 Washington D.C. Capital One Arena
10 de fevereiro de 2022 University Park Bryce Jordan Center
12 de fevereiro de 2022 Buffalo KeyBank Center Dora Jar
13 de fevereiro de 2022 Filadélfia Wells Fargo Center
15 de fevereiro de 2022 Elmont UBS Arena
18 de fevereiro de 2022 Nova Iorque Madison Square Garden
19 de fevereiro de 2022
20 de fevereiro de 2022 Boston TD Garden
22 de fevereiro de 2022 Newark Prudential Center
8 de março de 2022 Birmingham Legacy Arena Duckwrth
9 de março de 2022 Nashville Bridgestone Arena
11 de março de 2022 Louisville KFC Yum! Arena
12 de março de 2022 Detroit Little Caesars Arena
14 de março de 2022 Chicago United Center
15 de março de 2022 Saint Paul Xcel Energy Center
16 de março de 2022 Omaha CHI Health Center Omaha
19 de março de 2922 Denver Ball Arena
21 de março de 2022 Salt Lake City Vivint Arena
24 de março de 2022 Vancouver   Canadá Rogers Arena
25 de março de 2022 Seattle   Estados Unidos Climate Pledge Arena
26 de março de 2022
29 de março de 2022 San Francisco Chase Center
30 de março de 2022 Sacramento Golden 1 Center
1 de abril de 2022 Paradise T-Mobile Arena
2 de abril de 2022 Glendale Gila River Arena
4 de abril de 2022[a 1]
6 de abril de 2022 Inglewood The Forum
8 de abril de 2022 Dora Jar
9 de abril de 2022
16 de abril de 2022[a 2] Indio Empire Polo Club
23 de abril de 2022[a 3]
Europa
3 de junho de 2022 Belfast   Reino Unido The SSE Arena Jessie Reyez
4 de junho de 2022 Dublin   Irlanda 3Arena
5 de junho de 2022 Jungle
7 de junho de 2022 Manchester   Reino Unido AO Arena Jessie Reyez
8 de junho de 2022 Jungle
10 de junho de 2022 Londres The O2 Arena Jessie Reyez
11 de junho de 2022
12 de junho de 2022
14 de junho de 2022 Glasgow OVO Hydro
15 de junho de 2022 Birmingham Utilita Arena
16 de junho de 2022 Londres The O2 Arena Jungle
18 de junho de 2022 Amsterdam   Países Baixos Ziggo Dome Jessie Reyez
19 de junho de 2022 Frankfurt   Alemanha Festhalle
21 de junho de 2022 Colônia Lanxess Arena
22 de junho de 2022 Paris   França Accor Arena
24 de junho de 2022[a 4] Pilton   Reino Unido Worthy Farm
25 de junho de 2022 Londres The O2 Arena Arlo Parks
26 de junho de 2022 Girl in Red
28 de junho de 2022 Antuérpia   Bélgica Sportpaleis Jessie Reyez
30 de junho de 2022 Berlim   Alemanha Mercedes-Benz Arena
2 de julho de 2022 Zurique   Suíça Hellenstadion
Ásia
13 de agosto de 2022 Manila   Filipinas SM Mall of Asia Arena
15 de agosto de 2022 Seoul   Coreia do Sul Gocheok Sky Dome
18 de agosto de 2022 Kuala Lumpur   Malásia Bukit Jalil National Stadium
21 de agosto de 2022 Singapura   Singapura Singapoure National Stadium
24 de agosto de 2022 Bangkok   Tailândia IMPACT Arena
26 de agosto de 2022 Tóquio   Japão Ariake Arena
Oceania
8 de setembro de 2022 Auckland   Nova Zelândia Spark Arena
9 de setembro de 2022
10 de setembro de 2022
13 de setembro de 2022 Sydney   Austrália Qudos Bank Arena
14 de setembro de 2022
15 de setembro de 2022
17 de setembro de 2022 Brisbane Brisbane Entertainment Centre
18 de setembro de 2022
19 de setembro de 2022
22 de setembro de 2022 Melbourne Rod Laver Arena
23 de setembro de 2022
24 de setembro de 2022
26 de setembro de 2022
29 de setembro de 2022 Perth RAC Arena
30 de setembro de 2022
América do Norte
13 de dezembro de 2022 Inglewood   Estados Unidos Kia Forum
15 de dezembro de 2022
16 de dezembro de 2022
América Latina
17 de março de 2023[a 5] Santiago   Chile Parque Bicentenario de Cerrilos
19 de março de 2023[a 6] Buenos Aires   Argentina Hipódromo de San Isidro
24 de março de 2023[a 7] São Paulo   Brasil Autódromo de Interlagos
26 de março de 2023[a 8] Bogotá   Colômbia Campo de Golfe Briceño
30 de março de 2023[a 9] Cidade do México   México Foro Sol Omar Apollo
31 de março de 2023[a 10] Monterrey Fundidora Park
2 de abril de 2023 Guadalajara Arena VFG Omar Apollo
Festivais
3 de agosto de 2023[a 11] Chicago   Estados Unidos Grant Park
5 de agosto de 2023[a 12] Montreal   Canadá Parc Jean-Drapeau
15 de agosto de 2023[a 13] Budapest   Hungria Óbuda Island
18 de agosto de 2023[a 14] Hasselt   Bélgica Domein Kiewit
20 de agosto de 2023[a 15] Dronten   Países Baixos Envenementen Terrein Holland
23 de agosto de 2023[a 16] Saint-Cloud   França Parc de Saint-Cloud
25 de agosto de 2023[a 17] Leeds   Reino Unido Bramham Park
27 de agosto de 2023[a 18] Reading Little John's Farm
29 de agosto de 2023[a 19] Londres Electric Ballroom
1 de setembro de 2023[a 20] Stradbally   Irlanda Stradbally Hall
16 de setembro de 2023[a 21] Atlanta   Estados Unidos Piedmont Park

Notas

  1. Originalmente agendado para o dia 3 de abril de 2022, adiado devido à nova data do 64th Annual Grammy Awards.
  2. Parte do Coachella Valley Music and Arts Festival.
  3. Parte do Coachella Valley Music and Arts Festival.
  4. Parte do Glastonbury Festival.
  5. Parte do Lollapalooza Chile.
  6. Parte do Lollapalooza Argentina.
  7. Parte do Lollapalooza Brasil.
  8. Parte do Lollapalooza Colômbia.
  9. Originalmente agendado para o dia 29 de março de 2023, adiado devido a uma tempestade.
  10. Parte do Pal Norte.
  11. Parte do Lollapalooza.
  12. Parte do Osheaga Festival.
  13. Parte do Sziget Festival.
  14. Parte do Pukkelpop.
  15. Parte do Lowlands Festival.
  16. Parte do Rock en Seine.
  17. Parte do Leeds Festival.
  18. Parte do Reading Festival.
  19. Show marcado na véspera, exclusivo para fãs selecionados.
  20. Parte do Electric Picnic.
  21. Parte do Music Midtown.

Referências

  1. a b «Billie Eilish is the big winner at the Grammys». BBC News (em inglês). 27 de janeiro de 2020. Consultado em 10 de abril de 2022 
  2. a b «Billie Eilish announces new album, 'Happier Than Ever'». Los Angeles Times (em inglês). 27 de abril de 2021. Consultado em 10 de abril de 2022 
  3. Strause, Jackie; Strause, Jackie (14 de março de 2021). «Grammys: Billie Eilish Wins for James Bond Theme Song "No Time to Die"». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 10 de abril de 2022 
  4. Iasimone, Ashley; Iasimone, Ashley (19 de janeiro de 2020). «Billie Eilish Says She's Working on a New Album, Releasing Her Documentary This Year: 'I'm Terrified'». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de abril de 2022 
  5. Peacock, Tim (16 de março de 2020). «Billie Eilish Begins Work On Her Second Album». uDiscover Music (em inglês). Consultado em 10 de abril de 2022 
  6. «Billie Eilish says new album "feels exactly how I want it to"». NME (em inglês). 25 de janeiro de 2021. Consultado em 10 de abril de 2022 
  7. «Billie Eilish teases 16 songs for new album». NME (em inglês). 1 de fevereiro de 2021. Consultado em 10 de abril de 2022 
  8. a b c d e f Spanos, Brittany; Spanos, Brittany (17 de junho de 2021). «Billie Eilish and the Pursuit of Happiness». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 10 de abril de 2022 
  9. July 22, Tomás Mier; Pm, 2021 05:45. «Billie Eilish Is 'Much More Confident' as She Drops Happier Than Ever: 'I Felt Like I Wasn't Very Talented'». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 10 de abril de 2022 
  10. «Billie Eilish Details 'Happier Than Ever' Saying "Almost None Of The Songs Are Joyful"». Genius (em inglês). Consultado em 10 de abril de 2022 
  11. a b Kaufman, Gil; Kaufman, Gil (9 de julho de 2021). «Billie Eilish Describes the 'Crazy Process' of Recording 'Happier Than Ever' Album». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de abril de 2022 
  12. a b c d Petridis, Alexis (30 de julho de 2021). «Billie Eilish: Happier Than Ever review – inside pop stardom's heart of darkness». The Guardian. Cópia arquivada em 29 de julho de 2021 
  13. Bruton, Louis (30 de julho de 2021). «Billie Eilish: Happier Than Ever review – A suffocating picture of stardom». The Irish Times (em inglês). Cópia arquivada em 30 de julho de 2021 
  14. a b c Pollard, Alexandra (30 de julho de 2021). «Despite the perky title, the darkness still remains on Billie Eilish's Happier Than Ever – review». The Independent (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  15. a b Freidman, Jason (2 de agosto de 2021). «Billie Eilish Confronts Her Intense Rise to Stardom with Self-Compassion on Happier Than Ever». Paste (em inglês) 
  16. Zhang, Cat (30 de julho de 2021). «5 Takeaways From Billie Eilish's New Album, Happier Than Ever». Pitchfork (em inglês). Cópia arquivada em 31 de julho de 2021 
  17. McLevy, Alex (4 de agosto de 2021). «Happier Than Ever is mostly a great Billie Eilish album». The A.V. Club (em inglês) 
  18. a b Breihan, Tom (30 de julho de 2021). «Premature Evaluation: Billie Eilish Happier Than Ever». Stereogum (em inglês). Cópia arquivada em 30 de julho de 2021 
  19. Amen, John. «Billie Eilish: Happier (Album Review)». PopMatters (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2021 
  20. «Billie Eilish: Critics praise "defiant" second album, Happier Than Ever». BBC News (em inglês). 30 de julho de 2021. Cópia arquivada em 30 de julho de 2021 
  21. a b c d e Spanos, Brittany (17 de junho de 2021). «Billie Eilish and the Pursuit of Happiness». Rolling Stone. Cópia arquivada em 19 de julho de 2021 
  22. Hunt, El (30 de julho de 2021). «Billie Eilish – 'Happier Than Ever' review: an artist secures her status as a generational great». NME. Consultado em 29 de julho de 2021 
  23. Willman, Chris (30 de julho de 2021). «Billie Eilish Opens Up About Fame and Love on the Fluke-Disproving 'Happier Than Ever': Album Review». Variety (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021. Cópia arquivada em 30 de julho de 2021 
  24. a b c «REVIEW: Billie Eilish swears she's 'Happier Than Ever' on sophomore LP». RIFF Magazine (em inglês). 30 de julho de 2021. Cópia arquivada em 30 de julho de 2021 
  25. a b c d Cinquemani, Sal (29 de julho de 2021). «Review: Billie Eilish's Happier Than Ever Is a Thoughtful, Confident Statement of Intent». Slant Magazine. Consultado em 29 de julho de 2021 
  26. Lee, Anna Grace (3 de maio de 2021). «Billie Eilish and the Importance of 'Your Power'». Esquire (em inglês). Cópia arquivada em 30 de julho de 2021 
  27. «Why Billie Eilish Fans Think Her "Therefore I Am" Music Video Is a Message to Her Haters». E! Online. 13 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 13 de novembro de 2020 
  28. Leah, Greenblatt (31 de julho de 2021). «Happier Than Ever review: Billie Eilish grows up, slows down on her intimate sophomore album». Entertainment Weekly. Cópia arquivada em 30 de julho de 2021 
  29. a b c Hunt, El (30 de julho de 2021). «Billie Eilish – 'Happier Than Ever' review: an artist secures her status as a generational great». NME. Consultado em 29 de julho de 2021 
  30. a b c Kent, Matthew (30 de julho de 2021). «Billie Eilish explores the depths of beige on Happier Than Ever». The Line of Best Fit (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  31. «Listen to Billie Eilish's stunning new single 'My Future'». NME (em inglês). 30 de julho de 2020. Consultado em 31 de julho de 2021 
  32. «Harry Styles' 'Watermelon Sugar' Surges to Top of Billboard Hot 100, Becoming His First No. 1». Billboard (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2021 
  33. «Billie Eilish Nabs First Hot Rock & Alternative Songs No. 1 With 'My Future'». Billboard (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2021 
  34. «australian-charts.com - Billie Eilish - My Future». ARIA Top 50 Singles. Consultado em 31 de julho de 2021 
  35. «Billie Eilish Chart History (Canadian Hot 100)». Billboard. Consultado em 31 de julho de 2021 
  36. «charts.org.nz - Billie Eilish - My Future». Top 40 Singles. Consultado em 31 de julho de 2021 
  37. «Official Singles Chart Top 100» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 31 de julho de 2021 
  38. «Billie Eilish shares new track 'Therefore I Am' | News». DIY (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2021 
  39. «Billie Eilish's 'Therefore I Am' Debuts on Hot 100 and Rock & Alternative Charts». Billboard (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2021 
  40. a b «24kGoldn & Iann Dior's 'Mood' Tops Hot 100 for Fifth Week, Billie Eilish's 'Therefore I Am' No. 2». Billboard (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2021 
  41. «Official IFPI Charts – Digital Singles Chart (International) – Week: 47/2020». Association of Greek Producers of Phonograms. Consultado em 31 de julho de 2021. Arquivado do original em 30 de novembro de 2020 
  42. «Official Irish Singles Chart Top 50» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 31 de julho de 2021 
  43. «2020 48-os savaitės klausomiausi (TOP 100)». AGATA (em lituano). Consultado em 31 de julho de 2021 
  44. «charts.org.nz - Billie Eilish - Therefore I Am». Top 40 Singles. Consultado em 31 de julho de 2021 
  45. Aswad, Jem (12 de novembro de 2020). «Billie Eilish Drops New Song and Video, 'Therefore I Am'». Variety (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2021 
  46. «Billie Eilish Reveals the Next Single From Upcoming Album 'Happier Than Ever'». Billboard (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2021 
  47. «The Weeknd & Ariana Grande Hold Atop Hot 100; The Kid LAROI & Miley Cyrus, Billie Eilish Hit Top 10». Billboard (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2021 
  48. «Billie Eilish shares new song/video "Lost Cause"». The Fader (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2021 
  49. «Billie Eilish shares new single 'NDA' with self-directed video». NME (em inglês). 9 de julho de 2021. Consultado em 31 de julho de 2021 
  50. «Billie Eilish Chart History (Global 200)». Billboard. Consultado em 31 de julho de 2021 
  51. Jones, Damian. «Billie Eilish announces 'Happier Than Ever' 2022 world tour dates». NME. Consultado em 4 de junho de 2021. Cópia arquivada em 4 de junho de 2021 
  52. a b «Happier than Ever by Billie Eilish Reviews and Tracks». Metacritic. Consultado em 29 de julho de 2021 
  53. a b «Happier Than Ever by Billie Eilish». AnyDecentMusic?. Consultado em 30 de julho de 2021 
  54. a b Murray, Robin (30 de julho de 2021). «Billie Eilish - Happier Than Ever». Clash Magazine (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  55. a b McCormick, Neil (30 de julho de 2021). «Billie Eilish, Happier Than Ever, review: a sad, delicate, defiant follow-up from the teenage superstar». The Daily Telegraph. Consultado em 29 de julho de 2021 
  56. a b Smyth, David (30 de julho de 2021). «Billie Eilish - Happier Than Ever review: unique and transfixing». Standard.co.uk (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  57. a b Petridis, Alexis (30 de julho de 2021). «Billie Eilish: Happier Than Ever review – inside pop stardom's heart of darkness». The Guardian. Consultado em 29 de julho de 2021 
  58. a b Bruton, Louis (30 de julho de 2021). «Billie Eilish: Happier Than Ever review – A suffocating picture of stardom». The Irish Times (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  59. Willman, Chris (30 de julho de 2021). «Billie Eilish Opens Up About Fame and Love on the Fluke-Disproving 'Happier Than Ever': Album Review». Variety (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  60. Siroky, Mary (30 de julho de 2021). «Billie Eilish Is Happier Than Ever: How the Brutally Honest, Introspective Album Proves She's Here to Stay». Consequence (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  61. Breihan, Tom (30 de julho de 2021). «Premature Evaluation: Billie Eilish Happier Than Ever». Stereogum (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  62. a b Eilish, Billie (30 de julho de 2021). «‎Happier Than Ever». BRA: Apple Music. Consultado em 27 de abril de 2021. Cópia arquivada em 30 de julho de 2021 
  63. «Offiziellecharts.de – Billie Eilish – Happier Than Ever» (em alemão). GfK Entertainment. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  64. «Billie Eilish – Happier Than Ever» Australian-charts.com. Hung Medien. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  65. «Billie Eilish - Happier Than Ever» (em alemão). Austriancharts.at. Hung Medien. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  66. «Billie Eilish – Happier Than Ever» (em francês). Ultratop.be. Hung Medien. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  67. «Billie Eilish – Happier Than Ever» (em holandês). Ultratop.be. Hung Medien. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  68. «Billie Eilish Chart History (Billboard Canadian Albums)» (em inglês). Billboard. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  69. «CZ - Albums - Top 100». ČNS IFPI. Nota: Na página da tabela, selecione 202131. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  70. «Billie Eilish – Happier Than Ever» (em dinamarquês). Danishcharts.dk. Hung Medien. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  71. «Official Scottish Albums Chart Top 100» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  72. «SK - Albums Top 100» (em checo). International Federation of the Phonographic Industry. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  73. «Top 100 Albumes – Semana 40: del 30.07.2021 al 5.08.2021» (em espanhol). Productores de Música de España. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  74. «Billie Eilish Chart History (Billboard 200)» (em inglês). Billboard. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  75. «Billie Eilish Chart History (Top Alternative Albums)». Billboard (em inglês). Consultado em 11 de agosto de 2021 
  76. «Albumit 31/2021» (em finlandês). Musiikkituottajat. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  77. «À la première place du Top Albums de la semaine, "Happier Than Ever", le nouvel album de Billie Eilish avec 14 695 équivalents ventes}». SNEP. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  78. «Official Irish Albums Chart Top 50». Official Charts Company. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  79. «Billie Eilish – Happier Than Ever» (em inglês). Italiancharts.com. Hung Medien. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  80. «Billboard Japan Hot Albums: 2021/08/04». Billboard Japan (em japonês). Consultado em 11 de agosto de 2021 
  81. «Oricon Top 50 Albums» (em japonês). Oricon. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  82. «2021 31-os savaitės klausomiausi (Top 100)» (em lituano). AGATA. 6 de agosto de 2021. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  83. «Album 2021 uke 31}». VG-lista. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  84. «NZ Top 40 Albums Chart». Recorded Music NZ. 9 de agosto de 2021. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  85. «Billie Eilish – Happier Than Ever» (em holandês). Dutchcharts.nl. Hung Medien. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  86. «Billie Eilish – Happier Than Ever» (em inglês). Portuguesecharts.com. Hung Medien. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  87. «Official Albums Chart Top 100» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 11 de agosto de 2021.
  88. «Billie Eilish – Happier Than Ever» (em inglês). Swedishcharts.com. Hung Medien.
  89. «Billie Eilish – Happier Than Ever» (em inglês). Swisscharts.com. Hung Medien. Consultado em 11 de agosto de 20211.
  90. «BRIT Certified». British Phonographic Industry. Consultado em 20 de agosto de 2021 
  91. Citações sobre formatos de lançamento de Happier Than Ever: