Abrir menu principal
Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter Compartilhe via Google+

Portal Escravidão

Escravidão

Escravidão (denominada também de escravismo, escravagismo ou escravatura) é a condição social do escravo, não é um trabalhador livre e geralmente não remunerado que era legalmente de propriedade de outra pessoa e, portanto, negociável, apenas como um objeto. Em um sentido amplo, a escravidão é o sistema socioeconômico baseado na manutenção e exploração de pessoas nessa condição. Há diversas ocorrências de escravatura sob diferentes formas ao longo da história, praticada por civilizações distintas. No geral, a forma mais primária de escravatura se deu na medida em que povos com interesses divergentes guerreavam, resultando no acúmulo de prisioneiros de guerra. Apesar de, na Idade Antiga, ter havido comércio de escravos, não era necessariamente esse o fim reservado a esse tipo de espólio de guerra. Vale destacar que algumas culturas com um forte senso patriarcal reservavam, à mulher, uma hierarquia social semelhante à do escravo, negando-lhe direitos básicos que constituiriam a noção de cidadão.

  Artigo selecionado
Maquete do interior de um navio negreiro.
Navio negreiro (também conhecido como "tumbeiro") é o nome dado aos navios de carga para o transporte de escravos, especialmente os escravos africanos, até o século XIX. Durante a travessia ocorria à morte de milhares de africanos. Estas mortes eram devido aos maus-tratos sofridos pelos escravos, pelas más condições de higiene e por doenças causas pela falta de vitaminas, como no caso do escorbuto.

A primeira carga de escravos que fora transportada foi em 1432. O tráfico transatlântico de escravos africanos começou a entrar em decadência, somente a partir da sua abolição no início do século XIX pelo Reino Unido, com alguns países como o Brasil persistindo em sua prática, até serem forçados a abandoná-lo décadas depois.

Categorias
Para ver todas as subcategorias, clique em [►]
  Escravidão em
Citações Dicionário Multimídia
Citações Dicionário Multimídia
Portal:EscravidãoPortal:EscravidãoPortal:EscravidãoPortal:EscravidãoPortal:EscravidãoPortal:EscravidãoPortal:EscravidãoPortal:EscravidãoPortal:EscravidãoPortal:EscravidãoPortal:EscravidãoPortal:Escravidão
  Biografia selecionada
Sojourner Truth
Sojourner Truth foi uma famosa escrava afro-americana, abolicionista e ativista dos direitos das mulheres. Foi comprada e vendida quatro vezes e passou os primeiros 29 anos de sua vida como escrava, em Nova York. Foi libertada segundo a Lei Anti-Esclavagista de Nova Iorque, em 1827. Na Women's Convention em Akron, no Ohio, Sojourner Truth fez o seu famoso discurso Ain't I a Woman?, em 1851.

Durante mais de uma década trabalhou como empregada doméstica. Truth discursou sobre a abolição, os direitos da mulher, a reforma das prisões e pronunciou-se perante o legislativo de Michigan contra a pena de morte. Em 1983, ela passou a ser representada no Michigan Women's Hall of Fame.

Sabia que...

...em 1823, Dom Pedro I chegou a redigir um documento defendendo o fim da escravidão no Brasil, mas a libertação só ocorreu 65 anos depois?

...dia 13 de maio se comemora a abolição da escravidão no Brasil?

...os romanos antigos celebravam a Saturnália, onde os escravos podiam se comportar, por um dia, como homens livres?

...gregos e romanos da antiguidade compravam escravos com sal?

...na antiga Esparta, os escravos (os chamados hilotas) eram propriedade do Estado?

...uma das maiores revoltas de escravos da história aconteceu por volta de 73 a. C. em Roma, liderada por Espártaco?

...a palavra capoeira não é de origem africana. Ela vem do tupi (kapu’era). Trazida para o Brasil por intermédio dos navios negreiros?

...até a abolição da escravatura, a lei punia os praticantes de capoeira com penas de até 300 açoites e o calabouço?

...Escravos de Ganho eram escravos que tinha permissão de vender ou prestar serviços na rua. Em troca, ele deveria dar uma porcentagem dos ganhos a seu dono?

...com a expansão das cidades, multiplicam-se escravos urbanos em ofícios especializados, como pedreiros, vendedores de galinhas, barbeiros e rendeiras?

...aos domingos, os escravos tinham direito de cultivar mandioca e hortaliças para consumo próprio?

...as festas e outras manifestações culturais eram admitidas, pois a maioria dos senhores acreditava que isso diminuía as chances de revolta?

  Portais relacionados
Direitos humanos Direitos humanos História História
Imagens selecionadas
Fotografia de um menino escravo em Zanzibar, em 1890.
Escrava na Somália (1882–1883).
Foto de 1863 de Gordon, um escravo açoitado.
Fotografia de um menino escravo
em Zanzibar (1890).
Escrava na Somália (1882–1883). Foto de 1863 de Gordon,
um escravo açoitado.
  Tópicos
Como colaborar!
Como colaborar!
• Crie artigos relacionados à escravidão dando visibilidade ao assunto escolhido.
• Adicione imagens nos artigos.
• Melhore os artigos sobre escravidão.