Abrir menu principal

Quatro Brasis

proposta de regionalização do Brasil elaborada por Milton Santos e Maria Laura Silveira
Mapa das regiões do Brasil propostas por Milton Santos e Maria Laura Silveira:
  Região da Amazônia
  Região Nordeste
  Região Centro-Oeste
  Região Concentrada

Quatro Brasis refere-se à divisão regional do Brasil proposta por Milton Santos e Maria Laura Silveira.[1][2][3][4] Essa regionalização é abordada no meio acadêmico, entretanto, vigora no Brasil a divisão regional de cinco regiões (ou macrorregiões) feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), órgão responsável pela regionalização estatística do espaço geográfico brasileiro.[5][6]

Para a estruturação da proposta, o critério foi o "meio técnico-científico-informacional".[3][7][8] Este preceito aproveitava-se de particulares encontradas na realidade sócio-cultural brasileira que, como apontaram Milton Santos e Maria Laura Silveira, era composto das distinções existentes não apenas na geografia do país, mas também nas formas desiguais encontradas no Brasil, como o desenvolvimento econômico, social e educacional.[3][9]

Milton Santos, renomado geógrafo brasileiro, destacou-se por seus trabalhos em diversas áreas da geografia, em especial nos estudos de urbanização do Terceiro Mundo.[10][11] No início dos anos 2000, ele e a também geógrafa brasileira Maria Laura Silveira propuseram dividir o país em quatro regiões, sendo elas:[5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Milton Santos trabalha com "quatro brasis" em novo livro». Folha Ilustrada. Folha Online. 2 de fevereiro de 2001. Consultado em 12 de fevereiro de 2019. Cópia arquivada em 13 de fevereiro de 2019 
  2. «O mapa: Pesquisador trabalha com "quatro brasis"». Folha Ilustrada. Folha de S.Paulo. 2 de fevereiro de 2001. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  3. a b c Governo do estado do Paraná. «Brasil: Divisão Regional de Milton Santos». Secretaria de Educação do estado do Paraná (SEED). Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  4. Sugimoto, Luiz (19–25 de outubro de 2015). «O SUS que não se vê» (PDF). Campinas. Jornal da Unicamp: 3. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  5. a b «Regiões do Meio Técnico-Científico-Informacional». Universia ENEM. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  6. Silveira, María Laura (abril de 2011). «O Brasil: Território e Sociedade no início do século 21 - A história de um livro» (PDF). Núcleo de Estudos e Pesquisas das Cidades da Amazônia Brasileira da Universidade Federal do Amazonas (NEPECAB-UFAM). pp. 1 a 13. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  7. de Miranda, Ângelo Tiago. «Diferentes divisões regionais do Brasil». UOL Educação. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  8. Costa, Wesley Borges; Moreira, Michelle Neris; Nery, Maria Goreth e Silva (22 de dezembro de 2012). «Repensando a regionalização brasileira a partir da teoria do meio técnico-científico-informacional». Espaço em Revista. 14 (2): 183 a 197. ISSN 1519-7816. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  9. Pena, Rodolfo Alves. «Milton Santos: Milton Santos foi um dos maiores geógrafos da história do pensamento geográfico». Brasil Escola. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  10. Klick Educação (17 de agosto de 2015). «Milton Santos». educacao.uol.com.br. UOL. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  11. ibeusp (3 de julho de 2012). «Universidade reflete sobre legado do geógrafo Milton Santos». Instituto Brasil Europa. Consultado em 24 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 5 de outubro de 2015 
  12. a b c d Andrietta, Matheus (14 de junho de 2016). «Brasil: Divisão Regional de Milton Santos e Regiões Polarizadas». Info ENEM. Consultado em 24 de fevereiro de 2018