Abrir menu principal

Atletismo nos Jogos Olímpicos de Verão de 2008

Athletics pictogram.svg
Atletismo
Olympic rings without rims.svg

O atletismo nos Jogos Olímpicos de Verão de 2008 foi disputado nos últimos dez dias de competição, iniciando em 15 de agosto e encerrando em 24 de agosto. As provas realizaram-se no Estádio Nacional de Pequim (Ninho de Pássaro), recinto especialmente construído para os jogos. O atletismo olímpico consiste de provas em pista, grama, estrada e combinadas.

Tanto no masculino quanto no feminino o número de provas foi bastante similar. Os homens competiram em 24 eventos e as mulheres em 23, sendo os 50 quilômetros de marcha atlética a única prova sem a versão feminina. Os 110 metros com barreiras e o decatlo masculino são equivalentes aos 100 metros com barreiras e o heptatlo feminino, respectivamente.

Índice

CalendárioEditar

Agosto 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24
Atletismo 2 4 6 6 5 3 6 7 7 1
       Dia de competição        Dia de final

EventosEditar

 
Semifinal dos 200 metros feminino

PistaEditar

As provas de pista do atletismo olímpico são divididas em provas rasas (100 m, 200 m e 400 metros), meio-fundo (800 m e 1500 metros) e fundo (5000 m e 10000 metros), além de provas com obstáculos (100 m e 400 m com barreiras para as mulheres, 110 m e 400 metros com barreiras para os homens e 3000 metros com obstáculos para ambos os sexos) e revezamentos (4x100 m e 4x400 metros).

CampoEditar

As provas de campo são: salto em distância, salto triplo, salto em altura, salto com vara, lançamento de disco, arremesso de peso, lançamento de dardo e lançamento de martelo (todas com provas para homens e para mulheres)

CombinadasEditar

Duas provas combinadas são disputadas nos Jogos: para os homens, o decatlo (que reúne 100 m, salto em distância, arremesso de peso, salto em altura, 400 m, 110 m com barreiras, arremesso de disco, salto com vara, arremesso de dardo e 1500 m) e para as mulheres, o heptatlo (que reúne 100 m com barreiras, salto em altura, arremesse de peso, 200 m, salto em distância, lançamento de dardo e 800 m).

EstradaEditar

As provas de estrada são: para os homens, maratona, marcha atlética de 20 km e marcha atlética de 50 km e para as mulheres, maratona e marcha atlética de 20 km.

QualificaçãoEditar

MedalhistasEditar

Masculino
Evento   Ouro   Prata   Bronze
100 metros
detalhes
Usain Bolt
 JAM Jamaica
Richard Thompson
 TRI Trinidad e Tobago
Walter Dix
 USA Estados Unidos
200 metros
detalhes
Usain Bolt
 JAM Jamaica
Shawn Crawford
 USA Estados Unidos
Walter Dix
 USA Estados Unidos
400 metros
detalhes
LaShawn Merritt
 USA Estados Unidos
Jeremy Wariner
 USA Estados Unidos
David Neville
 USA Estados Unidos
800 metros
detalhes
Wilfred Bungei
 KEN Quênia
Ismail Ahmed Ismail
 SUD Sudão
Alfred Kirwa Yego
 KEN Quênia
1500 metros
detalhes
Asbel Kipruto Kiprop
 KEN Quênia
Nicholas Willis
 NZL Nova Zelândia
Mehdi Baala
 FRA França
5000 metros
detalhes
Kenenisa Bekele
 ETH Etiópia
Eliud Kipchoge
 KEN Quênia
Edwin Cheruiyot Soi
 KEN Quênia
10000 metros
detalhes
Kenenisa Bekele
 ETH Etiópia
Sileshi Sihine
 ETH Etiópia
Micah Kogo
 KEN Quênia
110 m com barreiras
detalhes
Dayron Robles
 CUB Cuba
David Payne
 USA Estados Unidos
David Oliver
 USA Estados Unidos
400 m com barreiras
detalhes
Angelo Taylor
 USA Estados Unidos
Kerron Clement
 USA Estados Unidos
Bershawn Jackson
 USA Estados Unidos
3000 m com obstáculos
detalhes
Brimin Kipruto
 KEN Quênia
Mahiedine Mekhissi-Benabbad
 FRA França
Richard Kipkemboi Mateelong
 KEN Quênia
Revezamento 4x100 m
detalhes
Keston Bledman
Marc Burns
Emmanuel Callender
Richard Thompson
Aaron Armstrong*
 TRI Trinidad e Tobago
Naoki Tsukahara
Shingo Suetsugu
Shinji Takahira
Nobuharu Asahara
 JPN Japão
Vicente de Lima
Sandro Viana
Bruno de Barros
José Carlos Moreira
 BRA Brasil
Revezamento 4x400 m
detalhes
LaShawn Merritt
Angelo Taylor
David Neville
Jeremy Wariner
Kerron Clement*
Regi Witherspoon*
 USA Estados Unidos
Andretti Bain
Michael Mathieu
Andrae Williams
Chris Brown
Avard Moncur*
Ramon Miller*
 BAH Bahamas
Martyn Rooney
Andrew Steele
Robert Tobin
Michael Bingham
 GBR Grã-Bretanha
Maratona
detalhes
Samuel Wanjiru
 KEN Quênia
Jaouad Gharib
 MAR Marrocos
Tsegay Kebede
 ETH Etiópia
Marcha atlética 20 km
detalhes
Valeriy Borchin
 RUS Rússia
Jefferson Pérez
 ECU Equador
Jared Tallent
 AUS Austrália
Marcha atlética 50 km
detalhes
Alex Schwazer
 ITA Itália
Jared Tallent
 AUS Austrália
Denis Nizhegorodov
 RUS Rússia
Salto em altura
detalhes
Andrey Silnov
 RUS Rússia
Germaine Mason
 GBR Grã-Bretanha
Yaroslav Rybakov
 RUS Rússia
Salto com vara
detalhes
Steve Hooker
 AUS Austrália
Evgeny Lukyanenko
 RUS Rússia
Derek Miles
 USA Estados Unidos
Salto em distância
detalhes
Irving Saladino
 PAN Panamá
Khotso Mokoena
 RSA África do Sul
Ibrahim Camejo
 CUB Cuba
Salto triplo
detalhes
Nelson Évora
 POR Portugal
Phillips Idowu
 GBR Grã-Bretanha
Leevan Sands
 BAH Bahamas
Arremesso de peso
detalhes
Tomasz Majewski
 POL Polônia
Christian Cantwell
 USA Estados Unidos
Dylan Armstrong
 CAN Canadá
Lançamento de dardo
detalhes
Andreas Thorkildsen
 NOR Noruega
Ainārs Kovals
 LAT Letônia
Tero Pitkämäki
 FIN Finlândia
Lançamento de disco
detalhes
Gerd Kanter
 EST Estônia
Piotr Malachowski
 POL Polônia
Virgilijus Alekna
 LTU Lituânia
Lançamento de martelo
detalhes
Primož Kozmus
 SLO Eslovênia
Vadim Devyatovskiy
 BLR Bielorrússia
Ivan Tsikhan
 BLR Bielorrússia
Decatlo
detalhes
Bryan Clay
 USA Estados Unidos
Andrei Krauchanka
 BLR Bielorrússia
Leonel Suárez
 CUB Cuba
Feminino
Evento   Ouro   Prata   Bronze
100 metros
detalhes
Shelly-Ann Fraser
 JAM Jamaica
Sherone Simpson
 JAM Jamaica
Kerron Stewart
 JAM Jamaica
nenhuma
200 metros
detalhes
Veronica Campbell-Brown
 JAM Jamaica
Allyson Felix
 USA Estados Unidos
Kerron Stewart
 JAM Jamaica
400 metros
detalhes
Christine Ohuruogu
 GBR Grã-Bretanha
Shericka Williams
 JAM Jamaica
Sanya Richards
 USA Estados Unidos
800 metros
detalhes
Pamela Jelimo
 KEN Quênia
Janeth Jepkosgei Busienei
 KEN Quênia
Hasna Benhassi
 MAR Marrocos
1500 metros
detalhes
Nancy Jebet Langat
 KEN Quênia
Iryna Lishchynska
 UKR Ucrânia
Nataliya Tobias
 UKR Ucrânia
5000 metros
detalhes
Tirunesh Dibaba
 ETH Etiópia
Meseret Defar
 ETH Etiópia
Sylvia Kibet
 KEN Quênia
10000 metros
detalhes
Tirunesh Dibaba
 ETH Etiópia
Shalane Flanagan
 USA Estados Unidos
Linet Chepkwemoi Masai
 KEN Quênia
100 m com barreiras
detalhes
Dawn Harper
 USA Estados Unidos
Sally McLellan
 AUS Austrália
Priscilla Lopes-Schliep
 CAN Canadá
400 m com barreiras
detalhes
Melaine Walker
 JAM Jamaica
Sheena Tosta
 USA Estados Unidos
Tasha Danvers
 GBR Grã-Bretanha
3000 m com obstáculos
detalhes
Gulnara Samitova-Galkina
 RUS Rússia
Eunice Jepkorir
 KEN Quênia
Tatyana Petrova Arkhipova
 RUS Rússia
Revezamento 4x100 m
detalhes
Olivia Borlée
Hanna Mariën
Élodie Ouédraogo
Kim Gevaert
 BEL Bélgica
Franca Idoko
Gloria Kemasuode
Halimat Ismaila
Oludamola Osayomi
Agnes Osazuwa*
 NGR Nigéria
Rosemar Coelho Neto
Lucimar de Moura
Thaissa Presti
Rosângela Santos
 BRA Brasil
Revezamento 4x400 m
detalhes
Mary Wineberg
Allyson Felix
Monique Henderson
Sanya Richards
Natasha Hastings*
 USA Estados Unidos
Shericka Williams
Shereefa Lloyd
Rosemarie Whyte
Novelene Williams
Bobby-Gaye Wilkins*
 JAM Jamaica
Christine Ohuruogu
Kelly Sotherton
Marilyn Okoro
Nicola Sanders
 GBR Grã-Bretanha
Maratona
detalhes
Constantina Tomescu
 ROU Romênia
Catherine Ndereba
 KEN Quênia
Zhou Chunxiu
 CHN China
Marcha atlética 20 km
detalhes
Olga Kaniskina
 RUS Rússia
Kjersti Tysse Platzer
 NOR Noruega
Elisa Rigaudo
 ITA Itália
Salto em altura
detalhes
Tia Hellebaut
 BEL Bélgica
Blanka Vlašić
 CRO Croácia
Chaunté Howard
 USA Estados Unidos
Salto com vara
detalhes
Yelena Isinbayeva
 RUS Rússia
Jennifer Stuczynski
 USA Estados Unidos
Svetlana Feofanova
 RUS Rússia
Salto em distância
detalhes
Maurren Maggi
 BRA Brasil
Blessing Okagbare
 NGR Nigéria
Chelsea Hammond
 JAM Jamaica
Salto triplo
detalhes
Françoise Mbango Etone
 CMR Camarões
Olga Rypakova
 KAZ Cazaquistão
Yargelis Savigne
 CUB Cuba
Arremesso de peso
detalhes
Valerie Vili
 NZL Nova Zelândia
Misleydis González
 CUB Cuba
Gong Lijiao
 CHN China
Lançamento de dardo
detalhes
Barbora Špotáková
 CZE República Checa
Christina Obergföll
 GER Alemanha
Goldie Sayers
 GBR Grã-Bretanha
Lançamento de disco
detalhes
Stephanie Brown Trafton
 USA Estados Unidos
Olena Antonova
 UKR Ucrânia
Song Aimin
 CHN China
Lançamento de martelo
detalhes
Yipsi Moreno
 CUB Cuba
Zhang Wenxiu
 CHN China
Manuela Montebrun
 FRA França
Heptatlo
detalhes
Natalya Dobrynska
 UKR Ucrânia
Hyleas Fountain
 USA Estados Unidos
Kelly Sotherton
 GBR Grã-Bretanha

* Participaram apenas das eliminatórias, mas receberam medalhas.

DopingEditar

Lyudmila Blonska da Ucrânia originalmente ganhou a medalha de prata no heptatlo feminino, mas foi desclassificada após testar positivo para a substância metiltestosterona, considerada dopante.[1]

Rashid Ramzi, do Bahrein originalmente ganhou a medalha de ouro nos 1500 m masculino, mas foi desclassificado em 17 de novembro de 2009 após testar positivo para a substância CERA, uma evolução da eritropoietina.[2][3]

Vadim Devyatovskiy e Ivan Tsikhan da Bielorrússia ganharam as medalhas de prata e bronze, respectivamente, no arremesso de martelo masculino, mas foram desclassificados em 11 de dezembro de 2008. Ambos testaram positivo no antidoping pela presença de testosterona exógena.[4][5] Porém em junho de 2010 a decisão foi revertida no Tribunal Arbitral do Esporte, que considerou que os testes de doping não foram realizados adequadamente.[6]

Andrei Mikhnevich, da Bielorrússia, originalmente obteve a medalha de bronze no arremesso de peso masculino, mas foi desclassificado em 20 de agosto de 2014 após a contra prova em seus testes de 2005 confirmar o uso de substâncias dopantes.[7]

Em 16 de agosto de 2016, o Comitê Olímpico Internacional desclassificou a equipe russa campeã do revezamento 4x100 metros feminino devido ao doping de Yuliya Chermoshanskaya por estanozolol e turinabol.[8] As medalhas foram oficialmente realocadas, onde a Bélgica herdou a medalha de ouro, a Nigéria a prata e o Brasil o bronze.[9] Três dias depois a equipe feminina dos 4x400 metros da Rússia também foi desclassificada e perdeu a medalha de prata devido ao doping de Anastasiya Kapachinskaya por estanozolol e turinabol.[10]

Yarelys Barrios, de Cuba, originalmente obteve a medalha de prata no arremesso de disco feminino, mas foi desclassificada em 1 de setembro de 2016 após a reanálise de seu teste antidoping acusar o uso da substância acetazolamida.[11] Em 13 de setembro do mesmo ano, foi a vez da russa Mariya Abakumova ser desclassificada e, consequentemente, perder a medalha de prata no lançamento de dardo feminino por apresentar o uso de turinabol na reanálise de seu teste.[12]

Em 6 de outubro de 2016, a russa Anna Chicherova foi desclassificada e perdeu a medalha de bronze no salto em altura feminino após a reanálise de seu teste antidoping acusar o uso da substância turinabol.[13] No dia 26 do mesmo mês, a também russa Yekaterina Volkova perdeu a medalha de bronze na prova dos 3000 metros com obstáculos também por uso de turinabol encontrada em seu teste reanalisado.[14]

Outros dois atletas perderam suas medalhas em 17 de novembro de 2016: Denys Yurchenko, da Ucrânia, perdeu a medalha de bronze no salto com vara masculino após a reanálise de seu teste antidoping acusar o uso da substância turinabol. Hrysopiyi Devetzi, da Grécia, também perdeu a medalha de bronze no salto triplo feminino por uso de estanozolol.[15] No dia 25 de novembro foram anunciadas as desclassificações das bielorrussas Aksana Miankova (ouro no arremesso de martelo) e Natallia Mikhnevich (prata no arremesso de peso) por acusarem o uso de diferentes substâncias dopantes.[16]

Já em 12 de janeiro de 2017, a bielorrussa Nadzeya Ostapchuk foi desclassificada e perdeu a medalha de bronze obtida no arremesso de peso feminino após a reanálise de seu teste antidoping acusar o uso das substâncias turinabol e tamoxifeno.[17] No dia 25 do mesmo mês, foram desclassificados a equipe jamaicana medalhista de ouro no revezamento 4x100 metros masculino após o doping retroativo de Nesta Carter para a substância dimetilamilamina, e a russa Tatyana Lebedeva, prata no salto triplo e no salto em distância feminino, punida por uso de turinabol.[18] Em 29 de março, a turca Elvan Abeylegesse teve todos seus resultados conquistados entre 2007 e 2009 anulados pela Associação Internacional de Federações de Atletismo após a reanálise de seu exame antidoping no Campeonato Mundial de 2007 ter dado positivo por estanozolol. Com isso ela perdeu as duas medalhas de prata obtidas nas provas dos 5000 m e 10000 metros feminino.[19] A última desclassificação em 2017 foi da russa Tatyana Chernova, bronze no heptatlo feminino, pega por uso de turinabol de acordo com decisão divulgada em 24 de abril.[20]

Quadro de medalhasEditar

 Ordem  País         Ordem
por total
1  USA Estados Unidos 7 10 8 25 1
2  KEN Quênia 6 4 6 16 2
3  JAM Jamaica 5 4 2 11 3
4  RUS Rússia 5 1 4 10 4
5  ETH Etiópia 4 2 1 7 5
6  CUB Cuba 2 1 3 6 7
7  BEL Bélgica 2     2 14
8  GBR Grã-Bretanha 1 2 5 8 6
9  AUS Austrália 1 2 1 4 8
 UKR Ucrânia 1 2 1 4 8
11  NOR Noruega 1 1   2 14
 NZL Nova Zelândia 1 1   2 14
 POL Polônia 1 1   2 14
 TRI Trinidad e Tobago 1 1   2 14
15  BRA Brasil 1   2 3 11
16  ITA Itália 1   1 2 14
17  CMR Camarões 1     1 21
 SLO Eslovênia 1     1 21
 EST Estônia 1     1 21
 PAN Panamá 1     1 21
 POR Portugal 1     1 21
 CZE República Checa 1     1 21
 ROU Romênia 1     1 21
24  BLR Bielorrússia   2 1 3 11
25  NGR Nigéria   2   2 14
26  CHN China   1 3 4 8
27  FRA França   1 2 3 11
28  BAH Bahamas   1 1 2 13
 MAR Marrocos   1 1 2 13
30  RSA África do Sul   1   1 21
 GER Alemanha   1   1 21
 KAZ Cazaquistão   1   1 21
 CRO Croácia   1   1 21
 ECU Equador   1   1 21
 JPN Japão   1   1 21
 LAT Letônia   1   1 21
 SUD Sudão   1   1 21
38  CAN Canadá     2 2 13
39  FIN Finlândia     1 1 21
 LTU Lituânia     1 1 21
TOTAL 47 48 46 141

Referências

  1. «"IOC sanctions Liudmyla Blonska for failing Anti-Doping test"»  Página do COI, 22 de agosto de 2008
  2. Comitê Olímpico Internacional. «IOC Executive Board Decision Regarding Rashid Ramzi» (PDF) (em inglês). Consultado em 18 de novembro de 2009 
  3. UOL Esportes. «Campeão olímpico dos 1.500 m rasos tem medalha retirada por doping». Consultado em 18 de novembro de 2009 
  4. «"IOC takes decisions on three doping cases"»  Página do COI, 11 de dezembro de 2008
  5. «"COI retira medalhas de 2 atletas por doping"»  Terra Esportes, 11 de dezembro de 2008
  6. «CAS reinstates Olympic medals for hammer throwers» (em inglês). The Seattle Times. 10 de junho de 2010. Consultado em 8 de dezembro de 2012 
  7. «Canadian Dylan Armstrong to receive 2008 Olympic bronze in shot put» (em inglês). Global News. 20 de agosto de 2014. Consultado em 2 de setembro de 2016 
  8. «IOC SANCTIONS YULIA CHERMOSHANSKAYA FOR FAILING ANTI-DOPING TEST AT BEIJING 2008» (em inglês). Comitê Olímpico Internacional. 16 de agosto de 2016. Consultado em 1 de setembro de 2016 
  9. «COI oficializa nova medalha de bronze do Brasil em Pequim 2008». ESPN Brasil. 30 de setembro de 2016. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  10. «IOC SANCTIONS THREE ATHLETES FOR FAILING ANTI-DOPING TESTS AT BEIJING 2008» (em inglês). Comitê Olímpico Internacional. 19 de agosto de 2016. Consultado em 3 de setembro de 2016 
  11. «IOC SANCTIONS TWO ATHLETES FOR FAILING ANTI-DOPING TESTS AT BEIJING 2008» (em inglês). Comitê Olímpico Internacional. 1 de setembro de 2016. Consultado em 8 de setembro de 2016 
  12. «IOC sanctions four athletes for failing anti-doping tests at Beijing 2008 and London 2012» (em inglês). Comitê Olímpico Internacional. 13 de setembro de 2016. Consultado em 18 de setembro de 2016 
  13. «IOC SANCTIONS ANNA CHICHEROVA FOR FAILING ANTI-DOPING TEST AT BEIJING 2008» (em inglês). Comitê Olímpico Internacional. 6 de outubro de 2016. Consultado em 12 de outubro de 2016 
  14. «IOC SANCTIONS NINE ATHLETES FOR FAILING ANTI-DOPING TEST AT BEIJING 2008» (em inglês). Comitê Olímpico Internacional. 26 de outubro de 2016. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  15. «IOC SANCTIONS 16 ATHLETES FOR FAILING ANTI-DOPING TESTS AT BEIJING 2008» (em inglês). Comitê Olímpico Internacional. 17 de novembro de 2016. Consultado em 26 de dezembro de 2016 
  16. «IOC SANCTIONS SEVEN ATHLETES FOR FAILING ANTI-DOPING TESTS AT BEIJING 2008 AND LONDON 2012» (em inglês). Comitê Olímpico Internacional. 25 de novembro de 2016. Consultado em 4 de abril de 2017 
  17. «IOC SANCTIONS EIGHT ATHLETES FOR FAILING ANTI-DOPING TEST AT BEIJING 2008 AND LONDON 2012» (em inglês). Comitê Olímpico Internacional. 12 de janeiro de 2017. Consultado em 20 de abril de 2017 
  18. «IOC SANCTIONS TWO ATHLETES FOR FAILING ANTI-DOPING TEST AT BEIJING 2008» (em inglês). Comitê Olímpico Internacional. 25 de janeiro de 2017. Consultado em 22 de abril de 2017 
  19. «Elvan Abeylegesse, Gamze Bulut set to lose Olympic medals for doping» (em inglês). ESPN. 29 de março de 2017. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  20. «IOC SANCTIONS TWO ATHLETES FOR FAILING ANTI-DOPING TEST AT BEIJING 2008 AND LONDON 2012» (em inglês). Comitê Olímpico Internacional. 24 de abril de 2017. Consultado em 12 de julho de 2017 

Ligações externasEditar