Abrir menu principal

Basquetebol do Botafogo de Futebol e Regatas

O Basquetebol do Botafogo de Futebol e Regatas é o departamento de basquetebol do clube poliesportivo brasileiro homônimo, sediado na cidade do Rio de Janeiro, RJ. Atualmente disputa o NBB e o Campeonato Carioca.

Botafogo Basquete
Botafogo Basquete logo
Nome completo Botafogo de Futebol e Regatas
Alcunha Estrela Solitária
O Glorioso
Fogo / Fogão
Bota
Time de General Severiano
Torcedores Botafoguense
Alvinegro
Mascote Manequinho
Pato Donald
Biriba
Biruta[1]
Ligas NBB
Campeonato Carioca
Fundação 1 de julho de 1894 (regatas)
12 de agosto de 1904 (futebol)
8 de dezembro de 1942 (fusão)
Arena Ginásio Oscar Zelaya
Arena Capacidade 850 pessoas
Localização Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Cores Preto e Branco
         
Presidente Nelson Mufarrej
Treinador Léo Figueiró
Títulos 1 Campeonato Brasileiro
10 Campeonato Carioca
Material esportivo Topper
Patrocinador Principal TIM[2]
Omni[3]
Pega Carga[3]
Website botafogo.com.br/basquete

Índice

HistóriaEditar

 Ver artigo principal: História do Botafogo de Futebol e Regatas para dados mais detalhados
Masculino

O basquete alvinegro começou a ganhar seus primeiros títulos na década de 1930, quando o Botafogo Football Club conquistou todas as edições do campeonato organizado pela Associação Metropolitana de Basketball (AMB), de 1933 a 1937, além do estadual de 1939 organizado pela Liga Carioca de Basketball, também disputado pelo Club de Regatas Botafogo. O título de 1939 foi o primeiro estadual do Botafogo, uma vez que a FBERJ não reconhce e não contabiliza os campeonatos da AMB como oficiais.[4][5]

Na década seguinte, os dois clubes se uniriam por conta de uma tragédia ocorrida justamente em um jogo de basquete entre eles. Em 1942, em confronto do Campeonato Carioca, o atleta Armando Albano, um dos principais cestinhas do Botafogo Football Club e da Seleção Brasileira, sofreu um mal súbito em quadra. Após o jogador ser levado ao vestiário, a partida recomeçou, mas logo a notícia de sua morte interrompeu o confronto, que marcava 23–21 para o clube de futebol. Envoltos em uma profunda atmosfera de comoção após a tragédia, os presidentes Eduardo Góis Trindade, do futebol, e Augusto Frederico Schmidt, do remo, promoveram a união dos clubes, oficializada no dia 8 de dezembro daquele ano.[6][7]

Nos anos 1960, já sob a alcunha Botafogo de Futebol e Regatas, o time foi tricampeão estadual em 1966, 1967 e 1968.[5] No segundo ano em questão, o Botafogo ainda entrou para a história como o primeiro clube carioca a se tornar campeão nacional de basquete ao conquistar a Taça Brasil de 1967, o Campeonato Brasileiro à época, após derrotar o Corinthians na final, por 85 a 84.[8][9]

Com o título brasileiro, o Botafogo garantiu vaga para disputar a edição extra do Campeonato Sul-Americano de Clubes de 1967, no Chile. O time de General Severiano terminou o torneio na terceira colocação. Logo depois do certame, o Glorioso demonstrou interesse em sediar outra edição do Sul-Americano, esta considerada a oficial, que estava prevista para ocorrer no mesmo ano.[10] Contudo, por falta de concorrentes, a segunda edição do torneio em 1967 não aconteceu. Assim, o Botafogo foi declarado o representante da América do Sul para o Campeonato Mundial Interclubes de 1968, nos Estados Unidos.[11][12] O clube carioca ficou com a quarta coloção no Mundial, após ser suplantado nas duas partidas que realizou. Na semifinal, foi derrotado pelo norte-americano Akron Wingfoots, e na disputa pelo terceiro lugar sucumbiu diante do Olimpia Milão, da Itália.[13][14]

Depois de mais de vinte anos em crise financeira e sem conquistas na modalidade, o Botafogo voltou a celebrar um título em 1991, ao derrotar o Flamengo nos dois jogos da final para sagrar-se campeão estadual.[5] No Campeonato Nacional de 2001, o time botafoguense fez uma grande campanha. Depois de terminar a fase de classificação na liderança, enfrentou o Fluminense nas quartas e venceu a série por três jogos a zero. Na semifinal, foi superado pelo COC/Ribeirão Preto por 3 a 2, após cinco jogos muito disputados e acirrados. Ao término do Campeonato Carioca de 2002, o departamento acabou sendo encerrado devido aos problemas financeiros enfrentados pelo clube, mesmo após a terceira colocação no Campeonato Nacional do ano anterior.[15][16]

O retorno ao basquetebol profissional só aconteceu em 2015.[17] Dois anos depois, o Glorioso faturou o título da Liga Ouro, competição equivalente à segunda divisão do basquete brasileiro, e conquistou o acesso para o NBB.[18] No retorno à elite do Brasileiro após 17 anos, o Fogão chegou aos playoffs do NBB 2017-18, sendo eliminado na série oitavas de final pelo Caxias do Sul por 3 a 0.

No NBB 18-19, o Botafogo foi a grande sensação do torneio. Após garantir a sexta colocação na fase de classificação, o time carioca enfrentou o São José nas oitavas e passou com tranquilidade na série melhor de três, ao fazer 2 a 0.[19] Nas quartas, o Glorioso enfrentou o Pinheiros. O playoff foi muito equilibrado e disputado. A classificação veio apenas no jogo cinco, em São Paulo. Com a vitória na série por 3 a 2, o Fogão voltou a uma semifinal de Campeonato Brasileiro após 18 anos.[20] O adversário seria o Flamengo, um time com um investimento muito maior. Apesar da disparidade entre as equipes, o Botafogo endureceu os jogos do playoff semifinal contra o rival, porém acabou sendo eliminado por 3 a 1.[21]

Feminino

A primeira edição do Campeonato Carioca de Basquete Feminino foi disputada em 1952. Três anos depois, em 1955, o Botafogo conquistou seu primeiro título estadual entre as mulheres. O clube ainda foi vice-campeão nas temporadas de 1956 e 1959.[5] Nos anos 1960, mais títulos: liderada por Martha, a equipe feminina sagrou-se tetracampeã estadual em 1960, 1961, 1962 e 1963.[4]

Na década de 1990, elas voltaram a brilhar com o título estadual de 1995, além dos vice-campeonatos em 1993 e 1996.[22] A última edição do Campeonato Carioca conquistada na categoria foi em 2006, e o clube encerrou as atividades em 2015.[16]

Principais títulosEditar

MasculinoEditar

Nacionais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Brasileiro 1 1967
  Liga Ouro 1 2017
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Carioca 10 1939, 1942, 1943, 1944, 1945, 1947, 1966, 1967, 1968 e 1991
  Torneio Carioca 2 2015 e 2016
Outros Torneios
  •   Torneio de Apresentação do Campeonato Carioca: 7 vezes (1922, 1933, 1934, 1939, 1951, 1954 e 1965)
  •   Campeonato da Associação Metropolitana de Basketball: 5 vezes (1933, 1934, 1935, 1936 e 1937)
  •   Campeonato Estadual Masculino de 2º Quadros: 2 vezes (1939 e 1941)
  •   Campeonato Estadual Masculino Aspirantes: 2 vezes (1942 e 1944)
  •   Taça Kanela: 2 vezes (1996 e 1998)
  •   Troféu Guilhermina Guinle: 1945
  •   Torneio Rio Open: 2002

Campanhas de destaqueEditar

FemininoEditar

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Carioca 7 1955, 1960, 1961, 1962, 1963, 1995 e 2006
Outros Torneios
  •   Torneio de Apresentação do Campeonato Carioca: 9 vezes (1950, 1951, 1957, 1959, 1961, 1962, 1963, 1964 e 1965)
  •   Copa Eugênia Borer: 3 vezes (1993, 1995 e 1996)
  •   Troféu Armando Albano: 1956

Elenco atualEditar

Botafogo Basquete
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Nascimento Último Clube
Armador 0   Coelho 1,87 m 17/02/1993 Franca
Armador 3   Guga 1,90 m 22/02/1995 Pinheiros
Ala/Armador 4   Cauê Borges 1,87 m 13/02/1991 Caxias do Sul
Armador 5   Jamaal Smith 1,85 m 25/02/1985 São José
Ala/Armador 9   Mogi 1,96 m 30/06/1996 Flamengo
Ala/Armador 11   Fabrício 1,92 m 30/03/1998 Base
Pivô 12   Erike Guapi 2,02 m 08/08/1999 Base
Armador 13   Pedro 1,75 m 01/09/2000 Base
Ala 14   Yan 1,98 m 08/07/2000 Base
Ala/Pivô 15   Diego 1,98 m 08/05/1987 Caxias do Sul
Ala/Pivô 36   Arthur Bernardi 2,07 m 16/03/1990 Pinheiros
Ala/Pivô ?   Dú Sommer 2,04 m 29/12/1994 Paulistano
Pivô ?   Lucas Mariano 2,09 m 24/09/1993 Bauru
Pivô ?   Wesley Sena 2,10 m 02/05/1996 CB Prat (ESP)
Técnico
Auxiliar Técnico
  • Jece Clodoaldo de Moraes Leite
Outros Membros
  • Leonardo Costa de Almeida (Supervisor)
  • Pedro José Falci Alves (Preparador Físico)
  • Gustavo Risso Simões Aragão (Fisioterapeuta)
  • Antonio Carlos Soares de Oliveira (Mordomo)
  • Leonardo Marques Rodrigues (Estatístico)
  • Caique Aguiar de Ramos Gonçalves (Estatístico)



Legenda
  • (C) Capitão
  • (S) Suspenso
  • (J) Juvenil
  •   Contundido

Elenco
• Última atualização: 10/07/2019


TemporadasEditar

Botafogo Basquete
Temporada Campeonato Brasileiro Liga das Américas Liga Sul-Americana Campeonato Carioca
Div. Pos. J V D Classificação Classificação Pos. J V D
2015/2016 SCB (3ª) 5 3 2 4 1 3
2016/2017 LO (2ª) 25 17 8 8 0 8
2017/2018 NBB (1ª) 12º 31 7 24 Não houve disputa
2018/2019 NBB (1ª) 37 18 19 11 6 5
2019/2020 NBB (1ª) —º —º



Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Classificado à Liga das Américas
     Classificado à Liga Sul-Americana
     Rebaixado à divisão inferior
     Promovido à divisão superior


Jogadores ilustresEditar

Referências

  1. «Enquanto clube lança novos mascotes, Perivaldo está esquecido». GloboEsporte.com. 18 de setembro de 2008. Consultado em 13 de novembro de 2016 
  2. «Botafogo ganha patrocinador para a próxima temporada do basquete». GloboEsporte.com. 24 de abril de 2018. Consultado em 10 de novembro de 2018 
  3. a b «Basquete do Botafogo respira aliviado em meio à crise financeira do clube e projeta até o título do NBB». GloboEsporte.com. 24 de outubro de 2018. Consultado em 10 de novembro de 2018 
  4. a b «Basquete - Botafogo de Futebol e Regatas». Site Oficial do Botafogo. Consultado em 28 de novembro de 2016 
  5. a b c d «FBERJ - Relatório 2013» (PDF). FBERJ. Consultado em 18 de dezembro de 2016 
  6. «Unidos pela dor: fusão do remo e futebol do Botafogo completa 70 anos». GloboEsporte.com. 5 de dezembro de 2012. Consultado em 3 de dezembro de 2016 
  7. «Relembre a história de Albano, que ensinou o Botafogo a crescer após comoção». Site Oficial do Botafogo. 2 de dezembro de 2016. Consultado em 3 de dezembro de 2016 
  8. «Botafogo é campeão brasileiro». Jornal do Brasil. 3 de abril de 1967. Consultado em 18 de dezembro de 2016 
  9. «Campeões da Taça Brasil». CBB. Consultado em 18 de dezembro de 2016 
  10. «Jornal do Brasil - Pesquisa de arquivos de notícias Google». news.google.com. Consultado em 6 de maio de 2019 
  11. Falcão, Claudio. «O Botafogo no Sul-Americano de Basquetebol Masculino de 1967» 
  12. «Jornal do Brasil - Pesquisa de arquivos de notícias Google». news.google.com. Consultado em 6 de maio de 2019 
  13. «III Intercontinental Cup (Philadelphia 1968)». LinguaSport. Consultado em 31 de março de 2018 
  14. Paulo, Por Guilherme GiavoniSão. «De Timão a Fla: veja os times do Brasil que já jogaram o mundial de basquete». globoesporte.com. Consultado em 3 de maio de 2019 
  15. «12º Campeonato Nacional de Basquete Masculino». CBB. Consultado em 21 de dezembro de 2016 
  16. a b «Fim da equipe feminina de basquete do Botafogo». Esporte Rio. 8 de fevereiro de 2015. Consultado em 21 de dezembro de 2016 
  17. «De volta às quadras, Botafogo resgata origem e sonha com o NBB em 2017». GloboEsporte.com. 20 de setembro de 2015. Consultado em 21 de dezembro de 2016 
  18. «Botafogo leva título e garante vaga no NBB». O Globo. 30 de junho de 2017. Consultado em 9 de julho de 2017 
  19. «Botafogo vence o São José e vai às quartas de final do NBB». www.foxsports.com.br. Consultado em 27 de maio de 2019 
  20. «Botafogo consegue vitória heroica em SP, elimina o Pinheiros e pega o Flamengo na semifinal». Globoesporte. Consultado em 27 de maio de 2019 
  21. «Marquinhos brilha no fim, Flamengo elimina o Botafogo e decide o NBB com o Franca». Globoesporte. Consultado em 27 de maio de 2019 
  22. «FBERJ - Relatório 1995» (PDF). FBERJ. Consultado em 21 de dezembro de 2016