Abrir menu principal

O Novo Basquete Brasil de 2018–19 foi uma competição brasileira de basquete organizada pela Liga Nacional de Basquete, tendo sido a décima primeira edição deste campeonato, que é organizado pela LNB com a chancela da Confederação Brasileira de Basketball. O NBB garante vagas para torneios internacionais como a Liga das Américas e a Liga Sul-Americana de Basquete.[1]

NBB 2018–19
NBB 11
{{{PAGENAME}}}
Campeonato Novo Basquete Brasil
Esporte Basquetebol
Duração 13 de outubro de 20188 de junho de 2019
Número de times 14
Parceiro(s) de TV Band
Band Sports
ESPN
Fox Sports
Temporada regular
1º colocado São Paulo Franca
MVP J.P. Batista (Mogi das Cruzes)
Cestinha Kyle Fuller (Corinthians)
(20,7 pontos por jogo)
Playoffs
Campeão
Rio de Janeiro Flamengo
  Vice-campeão São Paulo Franca
MVP das finais Olivinha (Flamengo)
Temporadas NBB

Entre as novidades deste ano estavam as participações do Corinthians, que voltou ao basquete adulto em 2017, após 16 anos de inatividade, e foi campeão da Liga Ouro de 2018; e do São José, vice campeão da Liga Ouro e que retorna à elite depois três temporadas; além da mudança de sede – de Salvador para Brasília – da franquia da Universo, após o fim da parceria com o Vitória. Já as equipes que deixaram a competição foram a Liga Sorocabana e o Campo Mourão, rebaixadas na edição anterior; e o Caxias do Sul, que, mesmo após terminar a última temporada na sexta posição, não conseguiu patrocinadores e alegou falta de recursos para permanecer no torneio.[2][3]

Índice

RegulamentoEditar

Os times jogarão entre si em turno e returno e os 12 melhores colocados ao término da fase de classificação avançarão aos playoffs. Os quatro primeiros garantem vaga direta nas quartas de final. Já as equipes de 5º ao 12º lugares disputam as oitavas de final em melhor de três partidas. A partir das quartas, as séries vão para o formato de cinco jogos, no modelo 1-2-1-1, com os jogos 2, 3 e 5 sendo realizados na casa da equipe de melhor campanha na fase de classificação. A pior equipe na fase de classificação será rebaixada ao campeonato de acesso a ser definido.[1]

TransmissãoEditar

Com o encerramento do contrato de dez anos com o Grupo Globo, a LNB abriu concorrência e diversificou seus parceiros de transmissão. Pela primeira vez, o canal por assinatura SporTV não televisionará uma edição do NBB, que será transmitida por outros três canais fechados: BandSports, Fox Sports e ESPN. Na TV aberta, assim como no ano anterior, a exclusividade continua com a Band. Além disso, as páginas da NBB no Facebook e no Twitter também transmitirão alguns jogos. Dessa forma, a quantidade de partidas exibidas ao público passará para cerca de 75%, com transmissões de segunda-feira a sábado em variados canais e plataformas.[4]

ParticipantesEditar

Equipe Cidade Estado Em 2017-18 Ginásio Capacidade Títulos do NBB (último)
Basquete Cearense Fortaleza   CE 8º (NBB 2017-18) Centro de Formação Olímpica
Ginásio Paulo Sarasate
17 000
8 822
0 (não possui)
Bauru Bauru   SP 4º (NBB 2017-18) Panela de Pressão 2 000 1 (2016–17)
Botafogo Rio de Janeiro   RJ 12º (NBB 2017-18) Ginásio Oscar Zelaya 850 0 (não possui)
Corinthians São Paulo   SP 1º (Liga Ouro 2018) Ginásio Wlamir Marques 7 000 0 (não possui)
Flamengo Rio de Janeiro   RJ 3º (NBB 2017-18) Tijuca Tênis Clube
Arena Carioca 1
4 000
6 000
5 (2015–16)
Franca Franca   SP 5º (NBB 2017-18) Pedrocão 7 000 0 (não possui)
Joinville/AABJ Joinville   SC 13º (NBB 2017-18) Centreventos Cau Hansen 4 000 0 (não possui)
Minas Belo Horizonte   MG 7º (NBB 2017-18) Juscelino Kubitschek 4 000 0 (não possui)
Mogi das Cruzes Mogi das Cruzes   SP 2º (NBB 2017-18) Hugo Ramos 5 000 0 (não possui)
Paulistano São Paulo   SP 1º (NBB 2017-18) Antônio Prado Júnior 1 500 1 (2017–18)
Pinheiros São Paulo   SP 9º (NBB 2017-18) Henrique Villaboim 824 0 (não possui)
São José São José dos Campos   SP 2º (Liga Ouro 2018) Lineu Moura 2 620 0 (não possui)
Universo/Brasília Brasília   DF 10º (NBB 2017-18)[nota 1] ASCEB
Nilson Nelson
1 100
16 000
0 (não possui)
Vasco da Gama Rio de Janeiro   RJ 11º (NBB 2017-18) Vasco da Gama 1 000 0 (não possui)

Primeira faseEditar

ClassificaçãoEditar

Pos Times % Pts J V D C F PF PS SP Classificação ou rebaixamento
1   Franca 88.5 49 26 23 3 12-1 11-2 2258 1992 266 Classificados para as quartas de final
2   Flamengo 84.6 48 26 22 4 12-1 10-3 2197 1836 361
3   Pinheiros 80.8 47 26 21 5 11-2 10-3 2154 1976 178
4   Mogi das Cruzes 65.4 43 26 17 9 9-4 8-5 2195 2095 100
5   Paulistano 61.5 42 26 16 10 8-5 8-5 2209 2098 111 Classificados para as oitavas de final
6   Botafogo 46.2 38 26 12 14 8-5 4-9 1956 1998 –42
7   Corinthians 46.2 38 26 12 14 8-5 4-9 2079 2075 4
8   Bauru 42.3 37 26 11 15 6-7 5-8 2017 2065 –48
9   Minas 42.3 37 26 11 15 8-5 3-10 2043 2105 –62
10   Universo/Brasília 38.5 36 26 10 16 6-7 4-9 2022 2182 –160
11   São José 34.6 35 26 9 17 5-8 4-9 2039 2117 –78
12   Basquete Cearense 30.8 34 26 8 18 6-7 2-11 1915 2034 –119
13   Vasco da Gama 19.2 31 26 5 21 2-11 3-10 1933 2235 –302
14   Joinville/AABJ 19.2 31 26 5 21 3-10 2-11 1999 2208 –209

ConfrontosEditar

Para ler a tabela, a linha horizontal representa os jogos da equipe como mandante. A coluna vertical indica os jogos da equipe como visitante.

CEA BAU BOT COR FLA FRA JOI MIN MOG PAU PIN SJO UNI VAS
Basquete Cearense 82-73 65-54 77-90 54-73 82-91 88-77 70-61 60-73 65-77 79-81 76-86 76-63 66-60
Bauru 82-71 82-63 92-81 47-77 69-70 84-76 81-68 81-96 85-64 68-75 63-75 75-76 76-80
Botafogo 78-69 74-80 86-71 67-73 69-71 62-64 79-62 90-86 77-74 76-91 84-74 79-65 79-74
Corinthians 57-55 87-83 84-77 68-91 80-83 92-83 97-82 90-79 83-92 77-80 74-82 91-79 85-72
Flamengo 100-82 80-72 102-73 72-64 79-74 76-75 82-60 93-73 95-87 61-74 96-83 97-54 90-70
Franca 82-74 88-71 74-77 83-60 84-77 84-72 83-66 82-65 89-73 93-78 95-93 83-69 101-75
Joinville 72-69 89-56 54-59 72-98 50-89 80-95 80-89 84-90 87-97 68-87 87-84 77-84 81-92
Minas 95-85 93-89 85-77 72-69 80-91 86-103 85-73 97-99 88-85 83-79 75-80 68-74 93-65
Mogi das Cruzes 100-72 73-67 89-72 102-96 74-81 89-95 81-67 65-64 89-91 77-83 88-82 97-82 90-88
Paulistano 72-60 74-76 100-104 82-78 97-84 86-93 109-97 81-76 75-85 85-91 88-82 83-82 109-65
Pinheiros 88-86 92-81 69-67 76-85 81-73 91-79 92-70 87-75 78-71 71-82 88-86 79-61 112-80
São José 92-86 74-83 79-72 61-72 57-64 80-98 102-100 62-71 74-96 65-73 67-83 87-75 82-68
Universo/Brasília 80-87 105-113 82-64 84-82 69-94 73-101 98-90 88-77 76-80 71-97 81-77 81-73 76-77
Vasco da Gama 77-79 82-88 79-97 78-68 67-107 78-84 66-74 81-92 75-88 60-76 65-71 81-77 78-94

PlayoffsEditar

Negrito – Vencedor das séries

Itálico – Time com vantagem de mando de quadra

ConfrontosEditar

  Oitavas de final
(Melhor de 3)
Quartas de final
(Melhor de 5)
Semifinal
(Melhor de 5)
Final
(Melhor de 5)
      
         1    Franca 3  
8    Bauru 2     8    Bauru 0  
9    Minas 1       1    Franca 3  
           4    Mogi das Cruzes 0  
         4    Mogi das Cruzes 3  
5    Paulistano 0     12    Basquete Cearense 0  
12    Basquete Cearense 2       1    Franca 2
           2    Flamengo 3
         2    Flamengo 3  
7    Corinthians 2     7    Corinthians 0  
10    Universo/Brasília 1       2    Flamengo 3  
           6    Botafogo 1  
         3    Pinheiros 2       
6    Botafogo 2     6    Botafogo 3       
11    São José 0  

Oitavas de finalEditar

Time 1 Série Time 2 1º Jogo 2º Jogo 3º Jogo
Paulistano   0–2   Basquete Cearense 68–75 74–84
Botafogo   2–0   São José 87–81 66–61
Corinthians   2–1   Universo/Brasília 78–87 92–86 83–74
Bauru   2–1   Minas 71–78 66–59 85–64

Quartas de finalEditar

Time 1 Série Time 2 1º Jogo 2º Jogo 3º Jogo 4º Jogo 5º Jogo
Franca   3–0   Bauru 94–82 83–77 90–68
Flamengo   3–0   Corinthians 92–73 79–60 91–65
Pinheiros   2–3   Botafogo 76–91 67–58 89–64 73–88 78–82
Mogi das Cruzes   3–0   Basquete Cearense 77–69 96–71 73–71

SemifinalEditar

Time 1 Série Time 2 1º Jogo 2º Jogo 3º Jogo 4º Jogo 5º Jogo
Franca   3–0   Mogi das Cruzes 85–77 89–78 108–100
Flamengo   3–1   Botafogo 79–77 81–69 77–81 90–75

FinalEditar

Time 1 Série Time 2 1º Jogo 2º Jogo 3º Jogo 4º Jogo 5º Jogo
Franca   2–3   Flamengo 68–82 88–79 77–71 62–76 72–81
Jogo 1
19 de maio
10:45
Relatório Flamengo   82–68   Franca    Maracanãzinho, Rio de Janeiro
Público: 7.033
Árbitro 1: Marcos Fornies Benito
Árbitro 2: Fernando Serpa Oliveira
Árbitro 3: Jacob Cassimiro Barreto
Placar por quarto: 20–15, 28–17, 18–19, 16 – 17
Pts: Olivinha 23
Rbts: Olivinha 8
Asts: Franco Balbi 8
Pts: Lucas Dias 15
Rbts: Jimmy 5
Asts: David Jackson 4

Jogo 2
23 de maio
20:00
Relatório Franca   88–79   Flamengo    Pedrocão, Franca
Público: 5.246
Árbitro 1: Cristiano Jesus Maranho
Árbitro 2: Jonas de Carlo Pereira
Árbitro 3: Diego Chiconato
Placar por quarto: 29–21, 22–15, 16–20, 21–23
Pts: David Jackson 21
Rbts: Lucas Dias 10
Asts: Elinho 6
Pts: Olivinha 19
Rbts: Olivinha 11
Asts: Franco Balbi 4

Jogo 3
25 de maio
14:30
Relatório Franca   77–71   Flamengo    Pedrocão, Franca
Público: 5.330
Árbitro 1: Guilherme Locatelli
Árbitro 2: Fabiano Huber
Árbitro 3: Andréia Regina da Silva
Placar por quarto: 15–32, 24–10, 18–12, 20–17
Pts: Lucas Dias 18
Rbts: Lucas Dias 10
Asts: Alexey 5
Pts: Marquinhos 16
Rbts: Anderson Varejão 8
Asts: Franco Balbi 4

Jogo 4
1º de junho
14:30
Relatório Flamengo   76–62   Franca    Maracanãzinho, Rio de Janeiro
Público: -
Árbitro 1: Cristiano Jesus Maranho
Árbitro 2: Guilherme Locatelli
Árbitro 3: Jacob Cassimiro Barreto
Placar por quarto: 19–16, 14–11, 23–17, 20–18
Pts: Marquinhos 25
Rbts: Olivinha 10
Asts: Franco Balbi/Deryk 3
Pts: David Jackson 14
Rbts: David Jackson 7
Asts: Alexey 7

Jogo 5
8 de junho
14:30
Relatório Franca   72–81   Flamengo    Pedrocão, Franca
Público: 5.621
Árbitro 1: Cristiano Jesus Maranho
Árbitro 2: Fabiano Huber
Árbitro 3: Jacob Cassimiro Barreto
Placar por quarto: 10–24, 19–21, 15–11, 28–25
Pts: David Jackson 18
Rbts: David Jackson 8
Asts: Elinho 5
Pts: Marquinhos 18
Rbts: Olivinha 10
Asts: Franco Balbi 6

PremiaçãoEditar

CampeãoEditar

Novo Basquete Brasil 2018-19
 
Flamengo
Campeão
(7° título Brasileiro)

Melhores do CampeonatoEditar

Ver tambémEditar

NotasEditar

  1. Depois de três anos de união com o Vitória, a Universo encerrou a parceria com o clube baiano e mudou-se para Brasília. A equipe não carrega consigo os resultados do antigo time brasiliense.

Referências

  1. a b «Regulamento Novo Basquete Brasil (NBB Caixa) - Temporada 2018/2019» (PDF). LNB. Consultado em 2 de novembro de 2018 
  2. «Com 14 equipes, NBB anuncia participantes da temporada 2018/2019». GloboEsporte.com. 4 de agosto de 2018. Consultado em 2 de novembro de 2018 
  3. «Sem patrocinadores, Caxias do Sul Basquete está fora do NBB 11». Pioneiro. 2 de agosto de 2018. Consultado em 2 de novembro de 2018 
  4. «NBB: BandSports, ESPN e FOX Sports passam a transmitir torneio; SporTV sai». Esporteemidia. 1 de outubro de 2018. Consultado em 2 de novembro de 2018 


Precedido por
Novo Basquete Brasil de 2017–18
Novo Basquete Brasil
2018–19
Sucedido por
Novo Basquete Brasil de 2019–20