Abrir menu principal

Campeonato Paulista de Futebol de 2019 - Série A1

Campeonato Paulista de Futebol de 2019
Dados
Participantes 16
Organização FPF
Local de disputa São Paulo
Período 19 de janeiro – 21 de abril
Gol(o)s 260
Partidas 121
Média 2,15 gol(o)s por partida
Campeão Corinthians (30° título)
Vice-campeão São Paulo
3º colocado Palmeiras
4º colocado Santos
Campeão do interior Red Bull Brasil (1º título)
Rebaixado(s) São Caetano
São Bento
Melhor marcador Jean Mota (Santos) – 7 gols
Melhor ataque (fase inicial) 19 gols:
Melhor defesa (fase inicial) Palmeiras – 5 gols
Maior goleada
(diferença)
Palmeiras 5–0 Novorizontino
Estádio do PacaembuSão Paulo
26 de março
Público 1 152 658
Média 9 526,1 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador
(FPF)
Jean Mota (Santos)
Melhor goleiro
(FPF)
Cássio (Corinthians)
Melhor jogador jovem
(FPF)
Martinelli (Ituano)
Melhor treinador
(FPF)
Antônio Carlos Zago (Red Bull Brasil)
Melhor árbitro
(FPF)
Raphael Claus
◄◄ Paulistão 2018 Soccerball.svg Paulistão 2020 ►►

A Série A1 do Campeonato Paulista de Futebol de 2019, ou Paulistão Sicredi 2019, por motivos de patrocínio, foi a 118ª edição da principal divisão do futebol paulista. Foi realizada e organizada pela Federação Paulista de Futebol e disputada por 16 clubes entre os dias 19 de janeiro e 21 de abril.[1][2]

Foi marcada por ter a volta do clube Guarani, clube que foi vice-campeão em 1988 e 2012 e que não disputava a elite desde 2013[3] e também pela volta do Oeste, que estava ausente da elite desde 2016.[4]

Índice

RegulamentoEditar

O campeonato foi disputado por dezesseis clubes divididos em quatro grupos. Na primeira fase, os times enfrentaram apenas os clubes dos outros grupos, totalizando doze rodadas. Os dois melhores classificados de cada chave avançaram às quartas-de-final. Todos os confrontos da fase eliminatória aconteceram em dois jogos e, em caso de empate em pontos (uma vitória para cada time ou dois empates), o primeiro critério de desempate foi o saldo de gols na fase final. Os dois times que somaram menos pontos na primeira fase foram rebaixados, independentemente dos grupos em que jogaram.[5]

Também ficou decidida a volta do Troféu do Interior, em que os dois primeiros colocados ganharam o direito de disputar a Copa do Brasil de 2020. Os classificados teriam que ficar entre a 9ª e a 14ª colocação na tabela de classificação.

Além disso, os três clubes mais bem classificados que não pertençam a nenhuma divisão do Campeonato Brasileiro tiveram vaga na Série D de 2020. Caso entre esses estivessem as seguintes equipes: Botafogo-SP, Bragantino, Corinthians, Guarani, Oeste, Palmeiras, Ponte Preta, Santos, São Bento ou São Paulo, cada um deles estaria automaticamente fora da disputa, abrindo espaço para uma outra equipe. O campeonato adotará o VAR a partir das quartas-de-final[6]

Critérios de desempateEditar

Caso haja empate de pontos entre dois clubes, os critérios de desempates são aplicados na seguinte ordem:
1. Número de vitórias
2. Saldo de gols
3. Gols marcados
4. Número de cartões vermelhos
5. Número de cartões amarelos
6. Sorteio

Equipes participantesEditar

  Equipes promovidas da Série A2 de 2018
  • Equipe
Cidade Em 2018 Estádio Material Esportivo Títulos
Botafogo-SP   Ribeirão Preto Santa Cruz   Kappa 0
Bragantino   Bragança Paulista Nabi Abi Chedid   Icone Sports 1 (em 1990)
Corinthians   São Paulo Arena Corinthians   Nike 29 (último em 2018)
Ferroviária   Araraquara 13º Fonte Luminosa   Lupo 0
Guarani   Campinas   (A2) Brinco de Ouro da Princesa   Topper 0
Ituano   Itu 12º Novelli Júnior   Kanxa 2 (último em 2014)
Mirassol   Mirassol 10º José Maria de Campos Maia   Nakal 0
Novorizontino   Novo Horizonte Jorge Ismael de Biasi   Nakal 0
Oeste   Barueri   (A2) Arena Barueri   Deka 0
Palmeiras   São Paulo Allianz Parque   Puma 22 (último em 2008)
Ponte Preta   Campinas Moisés Lucarelli   Topper 0
Red Bull Brasil   Campinas 14º Moisés Lucarelli   Nike 0
Santos   Santos Vila Belmiro
Pacaembu[a]
  Umbro 22 (último em 2016)
São Bento   Sorocaba 11º Walter Ribeiro   Joma 0
São Caetano   São Caetano do Sul Anacletto Campanella   Sanka Sports 1 (em 2004)
São Paulo   São Paulo Morumbi   Adidas 21 (último em 2005)

OBS: A. ^ A Vila Belmiro estava fechada para a reforma até março de 2019, com isso o Santos mandou seus jogos no Estádio do Pacaembu.[7]

EstádiosEditar

Bragantino Botafogo-SP Corinthians Ferroviária
Nabi Abi Chedid Santa Cruz Arena Corinthians Fonte Luminosa
Capacidade: 17 128 Capacidade: 29 292 Capacidade: 47 605 Capacidade: 20 000
       
Guarani
Localização das equipes participantes da Série A1 de 2019. Grupos:   A /   B /   C /   D
Ituano
Brinco de Ouro Dr. Novelli Júnior
Capacidade: 29 130 Capacidade: 18 560
   
Oeste Mirassol
Arena Barueri José Maria de
Campos Maia
Capacidade: 31 452 Capacidade: 15 000
   
Novorizontino Palmeiras
Dr. Jorge Ismael de Biasi Allianz Parque
Capacidade: 12 398 Capacidade: 43 713
   
Ponte Preta Red Bull Brasil
Moisés Lucarelli Moisés Lucarelli
Capacidade: 19 728 Capacidade: 19 728
   
Santos São Bento São Caetano São Paulo
Vila Belmiro Walter Ribeiro Anacleto Campanella Morumbi
Capacidade: 16 798 Capacidade: 13 772 Capacidade: 14 440 Capacidade: 72 039
       

Outros estádiosEditar

Além dos estádios de mando usual, outros estádios foram utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda

Primeira faseEditar

Equipes classificadas à fase final
Equipes classificadas ao Campeonato do Interior
Equipes rebaixadas à Série A2 de 2020

Grupo AEditar

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG %
1   Red Bull Brasil 27 12 8 3 1 19 10 +9 70
2   Santos 23 12 7 2 3 19 13 +6 76.7
3   Ponte Preta 19 12 5 4 3 13 7 +6 57.6
4   São Caetano 8 12 1 5 6 12 21 –9 23.3

Grupo BEditar

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG %
1   Palmeiras 25 12 7 4 1 13 5 +8 63.3
2   Novorizontino 20 12 5 5 2 10 9 +1 53.3
3   Guarani 14 12 4 2 6 13 18 –5 42.4
4   São Bento 7 12 1 4 7 8 18 –10 14.8

Grupo CEditar

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG %
1   Corinthians 21 12 6 3 3 10 8 +2 51.9
2   Ferroviária 18 12 4 6 2 12 9 +3 46.7
3   Mirassol 11 12 2 5 5 9 18 –9 30
4   Bragantino 10 12 2 4 5 11 20 –9 33.3

Grupo DEditar

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG %
1   Ituano 17 12 5 2 5 19 12 +7 51.5
2   São Paulo 15 12 4 3 5 13 10 +3 42.4
3   Oeste 13 12 3 4 5 13 14 –1 36.4
4   Botafogo-SP 11 12 3 2 7 14 15 –1 23.3

Confrontos (primeira fase)Editar

  BOT BRG COR FER GUA ITU MIR NOV OES PAL PON RBB SAN SBN SCA SPA
Botafogo 2–1 0–1 1–2 4–0 1–1 3–0
Bragantino 1–0 0–3 1–1 2–1 1–4 0–2
Corinthians 1–0 1–0 0–2 0–0 1–1 2–1
Ferroviária 2–1 2–1 0–0 0–0 1–2 2–0
Guarani 2–0 2–1 1–1 1–2 1–2 2–1
Ituano 0–1 2–1 2–0 0–1 5–1 2–0
Mirassol 1–1 2–2 0–0 1–1 1–0 2–1
Novorizontino 1–0 1–0 1–1 0–0 2–1 0–3
Oeste 0–0 1–1 2–2 0–1 1–2 1–0
Palmeiras 1–0 2–0 0–1 3–2 1–0 0–0
Ponte Preta 2–1 3–0 1–1 3–0 0–0 1–0
Red Bull Brasil 3–1 1–1 2–1 1–0 1–1 3–2
Santos 1–0 3–0 1–0 0–1 3–2 2–0
São Bento 1–0 1–1 0–0 1–2 0–4 1–1
São Caetano 4–4 0–0 2–0 1–3 0–2 1–1
São Paulo 1–1 0–1 4–1 0–1 0–0 1–0

Desempenho por rodadaEditar

Grupo AEditar

Clubes que lideraram o Grupo A ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
SAN RBB

Clubes que ficaram na lanterna no Grupo A ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
PON RBB SCA

Grupo BEditar

Clubes que lideraram o Grupo B ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
NOV PAL

Clubes que ficaram na lanterna no Grupo B ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
GUA SBN

Grupo CEditar

Clubes que lideraram o Grupo C ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
BRG FER BRG FER COR

Clubes que ficaram na lanterna no Grupo C ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
MIR FER MIR BRG

Grupo DEditar

Clubes que lideraram o Grupo D ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
SPA OES SPA ITU

Clubes que ficaram na lanterna no Grupo D ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
ITU BOT

Fase finalEditar

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.
  • Os confrontos das semifinais são definidos de acordo com a classificação geral dos semifinalistas. Numa semifinal o time com a melhor campanha enfrenta o time com a quarta melhor campanha. Na outra, o time com a segunda melhor campanha enfrenta o time com a terceira melhor campanha.
Quartas de final Semifinais Final
 23 a 27 de março  30 de março a 8 de abril  14 e 21 de abril
                                     
   São Paulo 2 1 3  
   Ituano 1 0 1  
     São Paulo (pen) 0 0 0 (5)  
     Palmeiras 0 0 0 (4)  
   Novorizontino 1 0 1
   Palmeiras 1 5 6  
     São Paulo 0 1 1  
     Corinthians 0 2 2  
   Ferroviária 1 1 2 (3)  
   Corinthians (pen) 1 1 2 (4)  
     Corinthians (pen) 2 0 2 (7)
     Santos 1 1 2 (6)  
   Santos 2 0 2
   Red Bull Brasil 0 0 0  

Troféu do InteriorEditar

Quartas de finalEditar

Jogos de idaEditar

23 de março Botafogo-SP   1 – 1   Oeste Estádio Santa Cruz, Ribeirão Preto
17:00
Willian Oliveira   6'   88' Matheus Jesus Público: 2 783
Renda: R$ 24.970,00
Árbitro:  SP Thiago Luis Scarascati

24 de março Bragantino   0 – 1   Ponte Preta Estádio Nabi Abi Chedid, Bragança Paulista
19:00
  71' Hugo Cabral Público: 847
Renda: R$ 6.210,00
Árbitro:  SP Lucas Canetto Bellote

25 de março Mirassol   2 – 0   Guarani Estádio Campos Maia, Mirassol
17:00
Marquinho   38'
Wellington Simião   88'
Público: 374
Renda: R$ 3.068,00
Árbitro:  SP Adriano de Assis Miranda

Jogos de voltaEditar

27 de março Oeste   3 – 3   Botafogo-SP Arena Barueri, Barueri
16:30
Bruno Lopes   8'
Fábio   72'
Pedrinho   90+4'
  38' Rafael Costa
  43' Willian Oliveira
  70' Bruno José
Público: 317
Renda: R$ 2.880,00
Árbitro:  SP Alessandro Darcie
    Penalidades  
Elvis  
Matheus Jesus  
Fábio  
Alyson  
Mazinho  
4 – 3   Marlon Freitas
  Leonan
  Nádson
  Evandro
  Rafael Costa
 

27 de março Ponte Preta   1 – 1   Bragantino Estádio Moisés Lucarelli, Campinas
19:15
Thalles   45'   71' Matheus Peixoto Público: 1 919
Renda: R$ 39.285,00
Árbitro:  SP Leandro Carvalho da Silva

28 de março Guarani   2 – 2   Mirassol Estádio Brinco de Ouro, Campinas
19:15
Diego Cardoso   55'
Mateusinho   59'
  72',   88' Rodolfo Público: 1 145
Renda: R$ 23.800,00
Árbitro:  SP Rafael Gomes Félix da Silva

SemifinalEditar

Jogos de idaEditar

30 de março   Oeste 2 – 2   Ponte Preta Arena Barueri, Barueri
16:00
Bonilha   59'
Fábio   61'
  32' Júlio César
  90+6' Vinícius
Público: 394
Renda: R$ 5.060,00
Árbitro:  SP Rodrigo Gomes Paes Rodrigues

1 de abril Mirassol   0 – 1   Red Bull Brasil Estádio Campos Maia, Mirassol
20:00
  39' Ytalo Público: 4 773
Renda: R$ 18.060,00
Árbitro:  SP Adriano de Assis Miranda

Jogos de voltaEditar

7 de abril Ponte Preta   2 – 0   Oeste Estádio Moisés Lucarelli, Campinas
19:00
Igor Henrique   5'
Gerson Magrão   90+2'
Público: 1 547
Renda: R$ 30.620,00
Árbitro:  SP Ilbert Estevam da Silva

8 de abril Red Bull Brasil   3 – 1   Mirassol Estádio Moisés Lucarelli, Campinas
20:00
Ytalo   14' (pen)
Bruno Tubarão   68'
Gabriel Leite   84'
  26' Carlão Público: 136
Renda: R$ 1.380,00
Árbitro:  SP Márcio Henrique de Góis

FinalEditar

15 de abril Red Bull Brasil   0 – 0   Ponte Preta Estádio Moisés Lucarelli, Campinas
20:00
Público: 3 677
Renda: R$ 85.615,00
Árbitro:  SP Flávio Rodrigues de Souza
    Penalidades  
Ytalo  
Everton  
Léo Ortiz  
Osman  
3 – 1   Thalles
  Diego Renan
  Matheus Oliveira
  Luis Ricardo
 

PremiaçãoEditar

Campeão Paulista de 2019
 
Corinthians
Campeão
(30° título)


Campeão do Interior de 2019
 
Red Bull Brasil
Campeão
(1° título)

Classificação geralEditar

Os times rebaixados são definidos pela classificação geral e não pela classificação de seus respectivos grupos.

Pos. Times G P J V E D GP GC SG AP Classificação ou rebaixamento
1   Corinthians C 30 18 8 6 4 16 13 +3 55.6 Campeão e classificado para a Copa do Brasil de 2020
2   São Paulo D 24 18 6 6 6 17 13 +4 44.4 Vice-campeão e classificado para a Copa do Brasil de 2020
3   Palmeiras B 31 16 8 7 1 19 6 +13 64.6 Eliminados nas semifinais
4   Santos A 30 16 9 3 4 23 15 +8 62.5
5   Red Bull Brasil A 35 17 10 5 2 23 13 +10 68.6 Campeão do Troféu do Interior e classificado para a Copa do Brasil de 2020
6   Novorizontino B 21 14 5 6 3 11 15 –4 50.0 Eliminados nas quartas de final
7   Ferroviária C 20 14 4 8 2 14 11 +3 47.6
8   Ituano D 17 14 5 2 7 20 15 +5 40.5
9   Ponte Preta A 28 17 7 7 3 19 10 +9 54.9 Vice-campeão do Troféu do Interior
10   Oeste D 16 16 3 7 6 19 22 –3 33.3 Eliminados do Troféu do Interior
11   Guarani B 15 14 4 3 7 15 22 –7 35.7
12   Mirassol C 15 16 3 6 7 14 24 –10 31.3
13   Botafogo-SP D 13 14 3 4 7 18 19 –1 31.0
14   Bragantino C 11 14 2 5 7 12 23 –11 26.2
15   São Caetano A 8 12 1 5 6 12 21 –9 22.2 Rebaixados para a Série A2 de 2020
16   São Bento B 7 12 1 4 7 8 18 –10 19.4

*Nos oito primeiros apenas os 2 melhores de cada grupo

ArtilhariaEditar

Atualizado até 21 de abril de 2019

Pos. Jogador Equipe Gols[8]
1   Rafael Costa   Botafogo-SP 7
  Diego Cardoso   Guarani
  Ytalo   Red Bull Brasil
  Jean Mota   Santos
5   Martinelli   Ituano 6
  Morato   Ituano
  Matheus Jesus   Oeste
8   Thalles   Ponte Preta 5
  Derlis González   Santos
10   Matheus Peixoto   Bragantino 4
  Wesley   Bragantino
  Gustavo   Corinthians
  Danilo Avelar   Corinthians
  Fábio   Oeste
  Bruno Mezenga   São Caetano
  Pablo   São Paulo

Seleção do campeonatoEditar

 

Cássio
Victor Ferraz
Bruno Alves
Gustavo Henrique
Danilo Avelar
Dudu
Diego Pituca
Jean Mota
Júnior Urso
Martinelli
Gustavo
Seleção do Campeonato Paulista 2019
Posição Jogador Clube
Goleiro Cássio Corinthians
Lateral-direito Victor Ferraz Santos
Zagueiro Bruno Alves São Paulo
Zagueiro Gustavo Henrique Santos
Lateral-esquerdo Danilo Avelar Corinthians
Volante Júnior Urso Corinthians
Volante Diego Pituca Santos
Meia Jean Mota Santos
Atacante Dudu Palmeiras
Atacante Gustavo Corinthians
Atacante Martinelli Ituano
Técnico Antônio Carlos Zago Red Bull Brasil

Fonte:[9]

PúblicoEditar

Maiores públicosEditar

Esses são os dez maiores públicos do Campeonato:

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Etapa
1 58.713 São Paulo   0–0   Corinthians Morumbi 14 de abril Final/ida
2 46.481 Corinthians   2–1   São Paulo Arena Corinthians 21 de abril Final/volta
3 43.202 São Paulo   0–0   Palmeiras Morumbi 30 de março Semifinal
4 42.303 Corinthians   2–1   São Paulo Arena Corinthians 17 de fevereiro 7ª rodada
5 41.404 Corinthians   0–0   Santos Arena Corinthians 10 de março 10ª rodada
6 39.919 Corinthians   2–1   Santos Arena Corinthians 31 de março Semifinal
7 39.751 Palmeiras   0(4)–(5)0   São Paulo Allianz Parque 7 de abril Semifinal
8 38.550 Palmeiras   0–1   Corinthians Allianz Parque 2 de fevereiro 5ª rodada
9 38.340 Corinthians   1–0   Oeste Arena Corinthians 17 de março 11ª rodada
10 37.731 Santos   1(6)–(7)0   Corinthians Pacaembu 8 de abril Semifinal
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante

Menores públicosEditar

Esses são os dez menores públicos do Campeonato:

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Etapa
1 136 Red Bull Brasil   3–1   Mirassol Moisés Lucarelli 8 de abril Troféu do Interior
2 247 São Caetano   2–0   Mirassol Anacleto Campanella 1 de março 9ª rodada
3 267 Red Bull Brasil   1–1   Bragantino Moisés Lucarelli 27 de janeiro 3ª rodada
4 317 Oeste   3(4)–(3)3   Botafogo-SP Arena Barueri 27 de março Troféu do Interior
5 322 Red Bull Brasil   3–1   Botafogo-SP Moisés Lucarelli 15 de fevereiro 7ª rodada
6 364 Red Bull Brasil   1–0   Novorizontino Moisés Lucarelli 2 de março 9ª rodada
7 371 Red Bull Brasil   3–2   São Bento Moisés Lucarelli 15 de março 11ª rodada
8 374 Mirassol   2–0   Guarani José Maria de Campos Maia 25 de março Troféu do Interior
9 375 Oeste   2–2   Novorizontino Arena Barueri 4 de fevereiro 5ª rodada
10 391 São Caetano   4–4   Bragantino Anacleto Campanella 15 de fevereiro 7ª rodada
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante

Média como mandanteEditar

Atualizado em 21 de abril de 2019

Pos. Time Média Total Mandos Maior Menor
1   Corinthians 35.910 323.194 9 46.481 23.641
2   Palmeiras 28.089 224.717 8 39.751 20.144
3   São Paulo 22.142 199.284 9 58.713 8.855
4   Santos 16.269 130.152 8 37.731 8.123
5   Botafogo-SP 4.838 33.869 7 5.925 2.783
6   Ferroviária 4.589 32.126 7 11.781 1.066
7   São Bento 3.825 22.951 6 8.667 448
8   Ponte Preta 3.716 29.735 8 11.287 1.547
9   Ituano 3.711 25.980 7 9.028 570
10   Mirassol 3.366 26.928 8 9.689 374
11   Novorizontino 2.962 20.737 7 6.388 504
12   Guarani 2.652 18.566 7 6.463 825
13   Red Bull Brasil 2.620 23.584 9 9.433 136
14   Bragantino 2.234 15.639 7 5.862 440
15   São Caetano 2.086 12.520 6 7.584 247
16   Oeste 1.584 12.676 8 9.229 317
Total 9.526 1.152.658 121 58.713 136

TransmissãoEditar

A Rede Globo detém todos os direitos de transmissão para a temporada de 2019 pela TV aberta. Até 2016 os direitos de transmissão eram divididos com a Rede Bandeirantes, mas a partir de 2017 a Rede Globo transmite exclusivamente na TV aberta o Paulistão.

Jogos transmitidos pela Rede Globo para o estado de SPEditar

Primeira faseEditar

  • 1ª rodada - Corinthians 1–1 São Caetano - 20 de janeiro (Dom) - 17:00
  • 2ª rodada - Nenhum jogo foi transmitido pela TV aberta nessa rodada
  • 3ª rodada - Santos 2–0 São Paulo - 27 de janeiro (Dom) - 17:00
  • 4ª rodada - Nenhum jogo foi transmitido pela TV aberta nessa rodada
  • 5ª rodada - São Paulo 1–0 São Bento - 3 de fevereiro (Dom) - 17:00
  • 6ª rodada - Novorizontino 1–0 Corinthians - 10 de fevereiro (Dom) - 17:00 (SP/RJ)*
  • 7ª rodada - Ferroviária 0–0 Palmeiras - 17 de fevereiro (Dom) - 17:00
  • 8ª rodada - São Paulo 0–0 Red Bull Brasil - 24 de fevereiro (Dom) - 17:00
  • 9ª rodada - Palmeiras 3–2 Ituano - 27 de fevereiro (Qua) - 21:30
  • 10ª rodada - Corinthians 0–0 Santos - 10 de março (Dom) - 16:00
  • 11ª rodada - Corinthians 1–0 Oeste - 17 de março (Dom) - 16:00
  • 12ª rodada - Palmeiras 1–0 Ponte Preta - 20 de março (Qua) - 21:30
  • O jogo foi mostrado pro Rio de Janeiro, devido ao adiamento da rodada do Campeonato Carioca 2019, por causa do incêndio no CT do Flamengo.

Fase finalEditar

  • Quartas de final/Jogo de ida - São Paulo 2–1 Ituano - 24 de março (Dom) - 16:00
  • Quartas de final/Jogo de volta - Corinthians 1(4)–1(3) Ferroviária - 27 de março (Qua) - 21:30
  • Semifinal/Jogo de ida - Corinthians 2–1 Santos - 31 de março (Dom) - 16:00
  • Semifinal/Jogo de volta - Palmeiras 0(4)–0(5) São Paulo - 7 de abril (Dom) - 16:00
  • Final/Jogo de ida - São Paulo 0–0 Corinthians - 14 de abril (Dom) - 16:00
  • Final/Jogo de volta - Corinthians 2–1 São Paulo - 21 de abril (Dom) - 16:00

Transmissões na TV aberta por timeEditar

Clube 1ª fase (QF, SF e F) Total
Corinthians 4 4 8
São Paulo 3 4 7
Palmeiras 3 1 4
Santos 2 1 3
Ferroviária 1 1 2
Ituano 1 1 2
Novorizontino 1 0 1
Oeste 1 0 1
Ponte Preta 1 0 1
Red Bull Brasil 1 0 1
São Bento 1 0 1
São Caetano 1 0 1

Ver tambémEditar

Referências

  1. «CBF divulga calendário do futebol brasileiro com novidades para temporada 2019». GloboEsporte.com. 3 de outubro de 2018. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  2. «SICREDI ENTRA EM CAMPO MAIS UMA VEZ NA COPA DO BRASIL | Sicredi Vale do Piquiri ABCD PR/SP». www.sicredi.com.br (em inglês). Consultado em 18 de março de 2019 
  3. «Guarani goleia o Oeste, é campeão da Série A2 paulista e retorna à Copa do Brasil». Estadão 
  4. «Oeste volta a vencer o São Bernardo, vai à final e jogará Paulistão em 2019». Gazetaesportiva.com. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  5. «Regulamento Específico do Campeonato Paulista de Futebol Profissional» (PDF). Consultado em 20 de março de 2019 
  6. «Palmeiras boicota lançamento do Paulista 2019, que terá VAR de Copa». ATribuna 
  7. LANCE! (17 de janeiro de 2019). «Sem Vila, Santos deve mandar jogos do Paulistão em quatro estádios». Consultado em 18 de janeiro de 2019 
  8. «Campeonato Paulista A1 2019 - Artilharia». FPF. 16 de abril de 2019. Consultado em 16 de abril de 2019 
  9. «Corinthians e Santos dominam lista de melhores do Paulistão; veja seleção do campeonato». GloboEsporte.com. 22 de abril de 2019. Consultado em 22 de abril de 2019