Basquetebol do Esporte Clube Pinheiros

Ver artigo principal: Esporte Clube Pinheiros

O Basquetebol do Esporte Clube Pinheiros é o departamento de basquetebol do clube poliesportivo brasileiro de mesmo nome, sediado na cidade de São Paulo, em São Paulo. Ele é mais conhecido como Pinheiros Basquete.

Pinheiros Basquete
Pinheiros Basquete logo
Nome completo Esporte Clube Pinheiros
Alcunha Germânia
Ligas NBB
Campeonato Paulista
Liga Sul-Americana
Fundação 1926 (94 anos) (Seção de basquete)
Arena Ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim
Arena Capacidade 1.000 espectadores
Localização São Paulo, SP, Brasil
Cores Azul, Branco, Preto
              
Presidente Ivan Castaldi Filho
Treinador David Pelosini
Títulos 1 Liga das Américas
1 Campeonato Paulista
Material esportivo Hummel
Website www.ecp.org.br/basquete

Basquete masculinoEditar

HistóriaEditar

Com o basquete introduzido no clube em 1926,[1] o Esporte Clube Pinheiros há anos integra as principais competições de basquete do país, participando com frequência do Campeonato Paulista, especialmente a partir da década de 90. No Campeonato Brasileiro, o clube participou pela primeira vez do torneio ao disputar o Campeonato Nacional de 1995.[2] No entanto, os primeiros títulos no adulto vieram no começo dos anos 2000. Em 2001, a equipe conquistou o Torneio Novo Milênio.[3] Em 2002, a Supercopa Brasil de maneira invicta ao bater o Automóvel Clube de Campos (RJ) na decisão.[4] No segundo semestre de 2006, o Pinheiros fez uma parceria com a AD Santo André, jogando as competições do estado como Pinheiros/Santo André.[5] A fusão se encerrou no começo de 2008, após a eliminação no Paulista de 2007.[6] Os resultados mais expressivos do clube no basquete vieram somente a partir de 2010. Neste ano, o Pinheiros chegou à decisão do Campeonato Paulista, perdendo a série decisiva para o Limeira por 3 a 1.[7]

No NBB 2010-11, o Pinheiros conquistou um inédito terceiro lugar, o que permitiu ao clube disputar torneios internacionais pela primeira vez na sua história.[8] Logo na primeira disputa da Liga Sul-Americana em 2011, os pinheirenses alcançaram a decisão, mas foram derrotados pelo Obras Sanitarias, da Argentina, por 88 a 73.[9]

Em 2011, enfim, o clube conquistou o seu primeiro título paulista, ao bater o São José na final do torneio por três jogos a um. Além do título o Pinheiros quebrou um tabu: há 25 anos uma equipe da Capital Paulista não se sagrava campeã do estado.[10] Na edição 11-12 do Novo Basquete Brasil, o time de São Paulo alcançou a mesma posição da edição passada, sendo essas suas melhores participações na competição.[8]

Já na temporada 2012-13, o time alcançou sua maior glória: sagrou-se campeão da Liga das Américas de 2013 (principal competição das Américas, fora a NBA), ao vencer dois dos três jogos do quadrangular final, disputado em Porto Rico.[11] Seu principal jogador, o ala Shamell foi eleito o MVP (melhor jogador) da competição.[12] Com o título, o time se credenciou para a disputa da Copa Intercontinental contra o campeão da Euroliga de basquete de 2013, o Olympiacos, da Grécia. Após dois jogos disputados e duas vitórias dos gregos (81 a 70 e 86 a 69), a equipe paulista ficou com o vice-campeonato mundial.[13] No Campeonato Estadual de 2012, o Pinheiros chegou à final pela terceira vez consecutiva. O adversário foi o São José, assim como no ano anterior, porém, desta vez, os joseenses deram o troco e ficaram com título ao fazer 3 a 2 no playoff final.[14]

No ano seguinte (2014), o Pinheiros chegou novamente à final do maior torneio da América, que já contava com um novo formato na fase final, porém foi derrotado pelo Flamengo por 85 a 78.[15] Outras participações de destaque em torneios internacionais da equipe pinheirense, incluem dois vice-campeonatos do Torneio Interligas: em 2011 (derrotado pelo Obras Sanitarias por 80 a 77) e em 2012 (derrotado pelo Peñarol por 88 a 75).[8][16][17]

O clube pinheirense também demonstra força nas equipes de base. Em 2015, o sub-22 do Pinheiros foi campeão da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB), após vencer o anfitrião Minas por 81 a 78.[18] Em 2018, o clube tornou-se bicampeão da competição, ao bater o Paulistano por 81 a 61 com o time sub-20.[19] Em 2019, conquistou o tricampeonato, passando a ser o maior campeão da LDB.

TítulosEditar

Continentais
Competição Títulos Temporada
  Liga das Américas 1 2013
Nacionais
Competição Títulos Temporada
  Supercopa Brasil 1 2002
Estaduais
Competição Títulos Temporada
  Campeonato Paulista 1 2011
  Torneio Novo Milênio 1 2001

  Outros torneiosEditar

  • Campeonato Paulista de Aspirantes da Capital: 1947.
  • Torneio de Preparação do Campeonato da Grande São Paulo - FPB: 1954.
  • Torneio Interclubes Seniors: 1967.
  • Taça Anchieta: 1973.
  • Liga de Desenvolvimento de Basquete - LDB: 3 vezes (2015, 2018 e 2019).

Campanhas de destaqueEditar

Elenco atual (temporada 2020-2021)Editar

EC Pinheiros (Basquete masculino)
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Nascimento Último Clube
Ala 1     Jamison 1,97 m 28/12/2000 Base
Armador 2     Gabriel 1,78 m 11/04/2001 Base
Ala 7     Danilo Sena 1,96 m 01/02/1999 Cerrado Basquete (BRA)
Ala/Armador 9     Jonas Buffat 1,92 m 02/05/2000 Base
Ala/Armador 10     Valter 1,97 m 28/02/2001 Base
Armador 11     Tiago Abbade 1,77 m 05/03/2003 Base
Pivô 12     Daniel Sousa 2,09 m 06/06/2000 Base
Pivô 13     Maicon 2,04 m 09/11/2000 Base
Ala 14     Rafael Munford 1,92 m 17/08/1998 Augusta University (EUA)
Ala 15     Luan 1,99 m 26/09/2001 Base
Ala 17     Elvis Viana 1,91 m 10/01/2002 Base
Ala/Armador 19     Humberto 1,95 m 07/02/1995 Corinthians (BRA)
Pivô 20     Guilherme Teichmann (C) 2,04 m 03/09/1983 Corinthians (BRA)
Pivô 21     Wesley Sena 2,10 m 02/05/1996 Botafogo (BRA)
Armador 31     Mauro Zubiaurre 1,84 m 25/05/1994 Urunday Universitario (URU)
Ala/Pivô ?     Landon Atterberry 1,95 m 15/07/1993 Halcones Ciudad Obregón (MEX)
Técnico
  • David Pelosini
Auxiliar Técnico
  • Fabrício Freire
Outros Membros
  • Maurício Nadais (Diretor)
  • Claudio Machado (Preparador Físico)
  • João Pedro Boccato (Preparador Físico)
  • Bruno Secco (Fisioterapeuta)
  • Bianca Sakai (Fisioterapeuta)



Legenda
  • (C) Capitão
  • (S) Suspenso
  • (J) Juvenil
  •   Contundido

Elenco
• Última atualização: 14/10/2020


Últimas temporadasEditar

Pinheiros
Temporada Campeonato Brasileiro Copa Super 8 Champions League Liga Sul-Americana Campeonato Paulista Mundial Interclubes
Div. Pos. J V D Classificação Classificação Classificação Fase Máxima Classificação
2020/2021 —.º
2021/2022 —.º


Legenda:
     Campeão
     Vice-Campeão
     Classificado à Champions League
     Classificado à Liga Sul-Americana
NBB = Novo Basquete Brasil

Jogadores históricosEditar

Treinadores históricosEditar

Basquete femininoEditar

HistóriaEditar

Na categoria feminino, o Pinheiros teve grande destaque no final dos anos 40 e durante boa parte da década de 50. Contando com alguns nomes como Iracema Ferreira, Yolanda Ferraz (Yola), Wanda, Maria Aparecida Guimarães (Cida), Nair Kanawatti e Zilda Ulbrich (Coca), que em 1957, durante o Campeonato Mundial no Chile foi considerada a segunda melhor jogadora do mundo; o Pinheiros ganhou por seis vezes o Campeonato Paulistano (Capital), estabelecendo uma dinastia.[1] Atualmente, o basquete feminino do clube está desativado.

TítulosEditar

Estaduais
Competição Títulos Temporada
  Campeonato Paulistano 6 1949, 1950, 1952, 1954, 1956 e 1957

Referências

  1. a b «Especial 120 anos: Basquete». Esporte Clube Pinheiros. 18 de julho de 2019. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  2. «Confederação Brasileira de Basketball #CBB». legado.cbb.com.br. Consultado em 27 de agosto de 2017 
  3. «Ex-atleta da seleção de basquete, Marcel é o novo treinador do Pinheiros». Consultado em 23 de junho de 2016 
  4. «PINHEIROS CONQUISTA TÍTULO DA SUPERCOPA BRASIL» 
  5. «CINCO PARTIDAS ABREM O CAMPEONATO PAULISTA MASCULINO». Data Basket. Consultado em 20 de dezembro de 2019 
  6. «EC PINHEIROS E SANTO ANDRÉ ENCERRAM PARCERIA». Data Basket. Consultado em 20 de dezembro de 2019 
  7. «'Reconstruído', Limeira derrota o Pinheiros e conquista bicampeonato paulista - 12/01/2011 - UOL Esporte - Basquete». esporte.uol.com.br. Consultado em 27 de agosto de 2017 
  8. a b c «Trajetória do campeão» 
  9. «LSB - Obras Sanitarias se corona campeón de la Liga Sudamericana». FIBA AMERICAS 
  10. «PINHEIROS É CAMPEÃO PAULISTA». www.cbb.com.br. Consultado em 23 de junho de 2016 
  11. http://www.foxsports.com.br/videos/26010179725-pinheiros-bate-lanus-conta-com-derrota-de-brasilia-e-e-campeao
  12. http://lnb.com.br/noticias/coroacao/
  13. Brasil, Portal. «Pinheiros é vice-campeão no Mundial de basquete». Portal Brasil. Consultado em 27 de agosto de 2017 
  14. «São José vence Pinheiros e é tetracampeão paulista | Data Basket». Data Basket. Consultado em 27 de agosto de 2017 
  15. http://www.brasil.gov.br/esporte/2014/03/flamengo-e-campeao-invicto-da-liga-das-americas-2014
  16. «Altíssimo nível» 
  17. «Obras Sanitárias bate o Pinheiros e confirma domínio argentino no Interligas - 21/04/2011 - UOL Esporte - Basquete». esporte.uol.com.br. Consultado em 29 de agosto de 2017 
  18. «FPB - EC Pinheiros é o campeão da LDB – 2015». www.fpb.com.br. Consultado em 17 de janeiro de 2016 
  19. «É campeão, Pinheiros!» 

Ligações externasEditar