Abrir menu principal

Felipe Augusto de Almeida Monteiro

futebolista brasileiro

Felipe Augusto de Almeida Monteiro, conhecido apenas como Felipe, (São Paulo, 16 de maio de 1989), é um futebolista brasileiro que atua como zagueiro. Atualmente joga pelo Atlético de Madrid.

Felipe
Informações pessoais
Nome completo Felipe Augusto de Almeida Monteiro
Data de nasc. 16 de maio de 1989 (30 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,90 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Atlético de Madrid
Número 18
Posição Zagueiro
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2009–2011
2011
2012–2016
2016−2019
2019−
União Mogi
Bragantino
Corinthians
Porto
Atlético de Madrid
0058 0000(7)
0035 0000(1)
0116 0000(8)
0142 000(11)
0002 0000(0)
Seleção nacional3
2016– Brasil 0001 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 24 de julho de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 11 de setembro de 2018.

Índice

BiografiaEditar

Felipe Augusto de Almeida Monteiro nasceu em 16 de maio de 1989 no distrito de Cidade Tiradentes, na cidade de São Paulo. Aos dez anos de idade, mudou-se para Mogi das Cruzes com sua família.[1] Durante a adolescência, também praticou skate.[2]

CarreiraEditar

InícioEditar

Felipe iniciou sua trajetória aos 14 anos no Corinthians onde passou duas semanas em testes, contudo foi dispensado. O mesmo aconteceu na Portuguesa e novamente no Corinthians.[1]

União MogiEditar

Aos 19 anos, o atleta jogava no time da Valtra, uma empresa de tratores de Mogi das Cruzes, que fechou uma parceria com União Mogi, fazendo com que ele disputasse um campeonato de base. Sendo centro-avante na época, Felipe passou a jogar como zagueiro por necessidade do clube. Porém, ainda com a mesma idade, por acreditar que já estava tarde,[3] o atleta foi trabalhar com a família de sua namorada entregando cogumelos em restaurantes e bufês.[4] Felipe foi convidado a defender o Mogi das Cruzes na disputa da quarta divisão do Campeonato Paulista.[5] O jogador aceitou o convite, contudo, precavendo-se contra um novo desemprego no futebol, produziu um DVD com seus jogos. Ao fim do campeonato, a superprodução chegou às mãos do técnico Marcelo Veiga, à época no Bragantino, que pediu sua contratação imediata.[5]

BragantinoEditar

O jogador defendeu o clube em 33 partidas no Brasileirão da série B em 2011, além de uma partida no Campeonato Paulista no mesmo ano.[6][7] Marcou seu primeiro e único gol pelo clube na goleada de 6 a 2 sobre o Duque de Caxias no dia 3 de novembro daquele ano.[8][9]

CorinthiansEditar

No final de 2011, foi contratado pelo Corinthians.[10] Durante 2012, Felipe jogou apenas quatro jogos, contudo foi inscrito no Copa do Mundo de Clubes da FIFA e viu-se campeão pela primeira vez.[11] Em 2013, com os principais jogadores sendo poupados, teve chances como titular e defendeu o clube por 14 partidas. Marcou seu primeiro gol com a camisa alvinegra no jogo contra o Ituano pelo Campeonato Paulista daquele ano.[12] Em 2014, o zagueiro jogou em 19 partidas e marcou seu segundo gol pelo time; o gol foi marcado de cabeça contra o Bragantino pela Copa do Brasil na vitória por 3 a 1.[13] Teve atuações ruins na temporada, onde foi bastante criticado, porém demonstrou crescimento no fim do ano.[14]

O ano de 2015, o quarto de Felipe no Corinthians, começou de forma diferente dos anteriores. Sendo elogiado pelo treinador Tite, o zagueiro foi titular nas partidas contra Colônia e Bayer Leverkusen, pelo Torneio da Flórida Cup.[15] Não sendo visto como pronto para jogar a Copa Libertadores, a diretoria contratou o zagueiro Edu Dracena para formar a dupla de zaga com Gil. Contudo, após bom aproveitamento de Felipe nos amistosos da pré-temporada e atuações seguras ao lado de Gil nos primeiros jogos do Paulista e da Libertadores, o jogador se firmou entre os titulares.[16] Entre janeiro e abril, Felipe marcou três gols: contra o Once Caldas, contra o Danubio e contra o Santos, sendo todos de cabeça. Segundo publicação do ESPN, Felipe "é o defensor com maior impulsão e, segundo o departamento de estatísticas do clube, o mais rápido também. Sua força de vontade, determinação, seu interesse, seu esforço em melhorar e, principalmente, sua paciência para esperar a sua vez, sem desistir, conquistaram o atual treinador."[17] Em maio, com atuações ruins na Libertadores e no início do Brasileirão e, tendo também se contundido diante do Guaraní, Felipe perdeu a posição de titular para Edu Dracena.[18] Em junho o jogador voltou a ser titular após erro de Edu Dracena diante do Santos.[19] Com a eliminação do Corinthians na Libertadores diante do Guaraní, o zagueiro defendeu o Corinthians no Campeonato Brasileiro e nas oitavas de final da Copa do Brasil, fase em que o time logo foi eliminado. No campeonato nacional Felipe marcou um gol de cabeça contra o Coritiba no empate em 1 a 1.[20] O time alvinegro sagrou-se campeão nacional pela sexta vez, tendo a zaga menos vazada da competição. Felipe foi elogiado pelos meios de comunicação por ser um "zagueiro seguro".[21][22][23]

Em 2016, com a saída de Gil, Felipe assumiu a função de líder do setor defensivo.[24] Em seu centésimo jogo pelo clube, que aconteceu contra o Botafogo no Campeonato Paulista, Felipe foi homenageado com uma placa de agradecimento e uma camisa de número cem. No jogo, o jogador marcou seu oitavo gol pelo time.[25] Sendo expulso apenas uma vez por acúmulo de cartões amarelos, Felipe nunca recebeu cartão vermelho direto em 115 partidas defendendo o clube.[26]

PortoEditar

Em 15 de maio de 2016, Felipe foi oficializado como jogador do Futebol Clube do Porto, tendo assinado um contrato de 5 anos com uma cláusula de ciquenta milhões de euros.[27] Chegando ao clube como titular absoluto, fez sua estreia no time há 12 de agosto através do Campeonato Português, na vitória sobre o Rio Ave por 3 a 1.[28] Marcou seu primeiro gol contra pelo clube em 17 de agosto no empate em 1 a 1 com a Roma nos playoffs da Liga dos Campeões da UEFA.[29] Nos dois jogos seguintes, marcou seus primeiros gols a favor dos dragões, no derrota contra o Sporting por 2 a 1 e no jogo de volta contra a Roma na vitória por 3 a 1.[29] O terceiro gol do jogador aconteceu na vitória sobre o Rio Ave por 4 a 1, partida do returno do Campeonato Português.[30]

Na temporada 2016-2017, Felipe defendeu o Porto por 45 partidas em quatro competições - 93% das partidas do time[31] -, todas como titular e sem ser substituído. Com ele em campo, a média de gols sofridos pela equipe foi de apenas 0,57 por jogo.[32] Recebeu 12 cartões amarelos.[33] Tendo se destacado na temporada, o brasileiro entrou para a Seleção do Campeonato Português como principal zagueiro, em eleição realizada pela UEFA.[34]

Na temporada 2017-2018, foi campeão nacional pelo FC Porto.

Ganhou o Prémio de Melhor Defesa Central atribuído pelo Site GoalPoint.

Atlético de MadridEditar

No 27 de maio de 2019, o Porto confirmou a venda de Felipe ao Atlético de Madrid por 20 milhões de euros.[35] Já no dia 3 de julho, foi anunciado oficialmente como novo jogador dos Colchoneros, assinando por três anos com equipe da capital espanhola.[36]

Seleção BrasileiraEditar

No dia 26 de março de 2016, Felipe foi convocado pelo técnico Dunga para o jogo contra o Paraguai, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O jogo ocorreu no dia 29 de março, no Estádio Defensores del Chaco em Assunção. Ele substituiu o zagueiro David Luiz, após suspensão pelo segundo amarelo (que gera suspensão automática) no jogo contra o Uruguai terminado em 2 a 2.[37]

Em 17 de agosto de 2018, voltou a ser convocado pelo então técnico Tite para disputar os amistosos contra os Estados Unidos e El Salvador nos dias 07 e 11 de setembro. Felipe fez sua estreia contra El Salvador.

EstatísticasEditar

Atualizado até 27 de setembro de 2016.

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
continentais¹
Outros
torneios²
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Corinthians 2012 3 0 0 0 1 0 4 0
2013 6 0 1 0 1 0 6 1 14 1
2014 11 0 2 1 6 0 19 1
2015 26 1 2 0 9 2 14 1 51 4
2016 7 0 0 0 7 0 14 2 28 2
Total 53 1 5 1 17 2 39 4 116 8
Bragantino 2011 33 1 1 0 34 1
Total 33 1 1 0 34 1
Porto 2016–17 6 1 0 0 4 1 10 2
Total 6 1 0 0 4 1 10 2
Total 92 3 5 1 21 3 40 4 160 11

¹Estão incluídos jogos e gols da Copa Libertadores e Recopa Sul-Americana
²Estão incluídos jogos e gols pelo Campeonato Paulista, Torneios Amistosos e Amistosos

Seleção BrasileiraEditar

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pela sua seleção nacional.

TítulosEditar

Referências

  1. a b «Conheça a história do jogador Felipe Augusto». globotv.globo.com. Consultado em 8 de abril de 2015 
  2. Ex-skatista e entregador de cogumelo, zagueiro Felipe curte anonimato no Corinthians
  3. Thiago Fidelix. «Felipe Augusto: de entregador de cogumelos a zagueiro do Corinthians». globoesporte.globo.com. Consultado em 9 de abril de 2015 
  4. Bruno Thadeu (6 de dezembro de 2012). «Ex-skatista e entregador de cogumelo, zagueiro Felipe curte anonimato no Corinthians». UOL. Consultado em 8 de abril de 2015 
  5. a b Alexandre Lozetti. «23 samurais - de entregador a surpresa na lista, a história do zagueiro Felipe». globoesporte.globo.com. Consultado em 8 de abril de 2015 
  6. Alexandre Lozetti (3 de novembro de 2011). «Felipe: 'Espero chegar com o Corinthians campeão'». Lancenet!. Consultado em 10 de abril de 2015 
  7. «Fútbol Brasil - Partido: Bragantino 2 X 3 Mogi Mirim». Terra. Consultado em 10 de abril de 2015 
  8. «Bragantino goleia Duque de Caxias e fica próximo do G-4». vidaeestilo.terra.com.br/. Consultado em 10 de abril de 2015 
  9. «Artilheiros do Campeonato Brasilerio 2011: Série B». Esportes Terra. Consultado em 10 de abril de 2015 
  10. «Corinthians contrata zagueiro da Série B». Folha de S. Paulo. Consultado em 10 de abril de 2015 
  11. «Com Felipe, Corinthians sofre três vezes menos gols no Brasileirão». Lance!. Esportes Terra. Consultado em 27 de março de 2016 
  12. «Corinthians vence Ituano por 3x 2 no Pacaembu». Diário de Marília. Consultado em 27 de março de 2016. Arquivado do original em 27 de setembro de 2016 
  13. «Corinthians vence Bragantino em casa e está nas quartas da Copa do Brasil». Esportes Terra. Consultado em 27 de março de 2016 
  14. «Abalado por críticas, Felipe tenta não se perder com elogios no Timão». Fox Sports. Consultado em 27 de março de 2016 
  15. «Reforço para a zaga, Edu Dracena assina por dois anos com o Timão». Globo Esporte. Consultado em 27 de março de 2016 
  16. «Felipe surpreende, vence disputa com Edu Dracena e segue titular do Corinthians». Consultado em 27 de março de 2016 
  17. «Felipe ficou para trás 11 vezes; hoje, é o 'Sergio Ramos de Itaquera'». ESPN. Consultado em 27 de março de 2016 
  18. «Tite conversa com Felipe e decide que Edu Dracena é o novo titular». ESPN. Consultado em 27 de março de 2016 
  19. Ramos, Raphael. «Tite barra Dracena após falhae volta a escalar Felipe entre os titulares». Estadão. Consultado em 9 de abril de 2016 
  20. Morelli, Robson. «Corinthians leva gol no fim e empata com o Coritiba». Diário da Região. Consultado em 9 de abril de 2016 
  21. «Sistema defensivo forte, vexame na Libertadores, saída de jogadores e algumas críticas; confira essas e outras coincidências entre os dois últimos títulos do Timão na competição». Goal.com. Consultado em 9 de abril de 2016 
  22. «Opinião: banho de Tite em vitória do Corinthians foi maior que os 2 a 0». Globo Esporte. Consultado em 9 de abril de 2016 
  23. «Enfim, hexa! Veja as armas do Corinthians na conquista do título brasileiro». Jovem Pan. Consultado em 9 de abril de 2016 
  24. «Em um ano, Felipe vai de incerteza no Corinthians a convocado para seleção». Esportes UOL. Consultado em 27 de março de 2016 
  25. Cassucci, Bruno. «Zagueiro Felipe atinge marca e ganha placa e camisa 100 do Corinthians». esportes.terra. Consultado em 27 de março de 2016 
  26. «FC Porto recorda folha disciplinar de Felipe». O Jogo. Consultado em 15 de abril de 2018 
  27. «'Após Seleção, Felipe é vendido ao Porto'». Revista Placar. Consultado em 15 de abril de 2018 
  28. «Rio Ave 1-3 FC Porto». RTP. Consultado em 15 de abril de 2018 
  29. a b «Felipe se redime, Porto goleia Roma e se garante nos grupos». Terra. Consultado em 15 de abril de 2018 
  30. «Em jogo de duas viradas, Porto vence Rio Ave e pressiona líder Benfica». Gazeta Esportiva. Consultado em 15 de abril de 2018 
  31. «Felipe vive glória na Europa e sonho de Copa, mas ainda 'auxilia' o Timão». Lance. Consultado em 14 de abril de 2018 
  32. «Felipe fala sobre início de sua segunda temporada no Porto». Gazeta Esportiva. Consultado em 14 de abril de 2018 
  33. «Detalhes da Temporada 2016-2017». O Gol. Consultado em 14 de abril de 2018 
  34. «Após completar 50 jogos pelo Porto, zagueiro Felipe mira estreia na Liga dos Campeões diante do Besiktas». ESPN. Consultado em 15 de abril de 2018 
  35. «INFORMAÇÃO SOBRE FELIPE». fcporto.pt. Consultado em 27 de maio de 2019 
  36. «Atlético de Madrid confirma a contratação de Felipe, ex-zagueiro de Porto e Corinthians». GloboEsporte.com. 3 de julho de 2019 
  37. «Dunga convoca Felipe, do Corinthians, e Gabigol, do Santos, contra o Paraguai». O Globo. Consultado em 26 de março de 2016 
  38. «Armandão: garçom de mão cheia, Jadson é o craque da rodada#33». SporTV.com. 2 de novembro de 2015. Consultado em 2 de novembro de 2015 
  39. «Em festa santista, Lucas Lima leva o prêmio de melhor jogador do Paulista». Globo.com. 9 de maio de 2015. Consultado em 10 de maio de 2015 

Ligações externasEditar