Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde março de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Felipe Folgosi
Nome completo Luiz Felipe de Andrade Folgosi
Nascimento 18 de maio de 1974 (44 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade Brasileiro
Ocupação
Período de atividade 1993–presente

Luiz Felipe de Andrade Folgosi (São Paulo, 18 de maio de 1974) é um ator e roteirista brasileiro.[1] O ator iniciou sua carreira em 1993 quando teve um papel de importância na minissérie Sex Appeal. Em seguida trabalhou na telenovela Olho no Olho, onde foi o protagonista Alef, além de Explode Coração e Corpo Dourado.[2][3] Em 2003 interpretou um dos papeis centrais de Jamais te Esquecerei, no SBT.[2] Logo após esteve em Começar de Novo e Os Ricos Também Choram'.[4]

Em 2006 assinou com a RecordTV e ingressou na reta final de Prova de Amor. Entre 2007 e 2009 ganhou destaque com um dos papeis centrais da trilogia Caminhos do Coração, Os Mutantes e Promessas de Amor.[5][6] Como apresentador Felipe participou do programa "Tá Ligado" no Canal Futura, no STV na Dança da TV Senac e o "Acredite se Quiser" na Rede Bandeirantes. Em 2014 assina contrato com o SBT, na qual interpreta Geraldo, o pai da Bia, na novela Chiquititas. Em 2016, Felipe fez uma participação na novela A Terra Prometida da RecordTV, como o guerreiro Elieber.

Como autor, ganhou em 2000 o "Concurso Nacional de Dramaturgia" promovido pelo Ministério da Cultura com a peça "Um Outro Dia". Em 2015, estreou como roteirista de histórias em quadrinhos,[7] com a graphic novel "Aurora", publicada pelo Instituto HQ e financiada no site Catarse,[1] em 2017 publicava uma outra história, também financiada no Catarse e publicada pelo Instituto HQ, ambos os projetos surgiram de roteiros de filmes que não chegaram a ser produzidos.[7][8] Ainda em 2017, coproduziu o documentário Traço Livre - O Quadrinho Independente no Brasil.[9]

Índice

CarreiraEditar

1993–99: Primeiros trabalhosEditar

Luz Felipe de Andrade Folgosi nasceu na cidade de São Paulo no dia 18 de maio de 1974. Ele começou sua carreira no teatro amador aos oito anos de idade, e estreou como profissional aos quinze.[10] O ator começou sua carreira na televisão aos dezoito anos quando ingressou no elenco da minissérie Sex Appeal de Antônio Calmon.[2] Este seria o primeiro trabalho de uma parceria duradoura entre Felipe e o autor de telenovelas da Rede Globo. No programa, Folgosi interpretava um jovem viciado que vivia à sombra de seu irmão interpretado por Nico Puig. Eventualmente, a minissérie tornaria-se conhecida por lançar várias carreiras de atores e atrizes como Carolina Dieckmann, Luana Piovani, Camila Pitanga, Danielle Winits e o próprio Felipe.[2] Sobre a experiência, Felipe declarou:

Na sequência, o jovem foi convidado por Calmon para protagonizar a telenovela Olho no Olho,[2] que ele então preparava para o horário das sete, em seguida o jovem foi lançado ao horário nobre da emissora. Em 1995, Glória Perez convidou Felipe a participar de sua nova telenovela, Explode Coração, como o cigano Vladimir, que veio a formar um par romântico com a atriz Leandra Leal.[2] Posteriormente, ele viria a focar-se no teatro e depois de terminar sua participação como o aventureiro Lucas em Corpo Dourado,[11]

2000–05: Teatro e outros trabalhosEditar

Felipe passou a estrelar a peça Qualquer Gato Vira-lata Tem uma Vida Sexual Mais Sadia que a Nossa, de Juca de Oliveira.[3] Ao seu lado na peça estavam os atores Giuseppe Oristânio e Fabiana Alvarez.[3] A montagem continuou em cartaz por várias temporadas e em 2003 completou cinco anos de sucesso.[3] Neste ínterim, Felipe teve que recusar papéis em Chiquinha Gonzaga e Malhação,[12] para poder continuar a se apresentar no espetáculo que era realizado apenas em São Paulo.[12] Em 2000 interpretou um dos principais papéis da telenovela Vidas Cruzadas.[11] A telenovela da Rede Record estrelada por Patrícia de Sabrit e Dalton Vigh marcou a estréia do ator na emissora, ao mesmo tempo que o permitiu prosseguir com sua carreira no teatro.

Em 2003, Folgosi voltou à televisão com um papel em Jamais te Esquecerei, do SBT.[2] A adaptação de um folhetim da Televisa previa que o seu personagem morreria na cena do casamento com a jovem Beatriz, interpretada por Ana Paula Tabalipa.[10] Além disso, as gravações exigiam uma rotina pesada de gravações, ao contrário do que acontecia na Rede Globo, e isto desagradou o ator, por não haver tempo livre para outros projetos.[2] No ano seguinte, Felipe se mudaria para os Estados Unidos da América,[4] e pouco depois voltaria ao Brasil para, em uma nova parceria com o autor Antônio Calmon, co-estrelar a telenovela Começar de Novo no papel do personal trainer Rico.[12] O ator procurava fugir dos estereótipos de "bom moço" e procurou realçar a veia cômica em seu personagem.[12] Em entrevista ao jornal O Estado do Paraná, ele declarou:

A trama estrelada por Natália do Valle e Marcos Paulo sofreu com baixos índices de audiência,[12] e com a pesada concorrência da Rede Record, que então investia no seu núcleo de teledramaturgia e especialmente em A Escrava Isaura. Após finalizar seu trabalho na telenovela de Calmon, o ator foi contratado pelo SBT para viver um dos principais personagens da produção Os Ricos Também Choram,[4] que sucederia Esmeralda na grade de programação da emissora. O projeto co-estrelado por Ludmila Dayer, Thaís Fersoza e Thierry Figueira conseguiu bons índices e foi gravado completamente em São Paulo, onde o ator residia.

2006–13: Os Mutantes e amadurecimentoEditar

Em 2006, Folgosi foi convidado para fazer uma participação especial na telenovela Prova de Amor,[13] de Tiago Santiago, ex-colaborador de Olho no Olho[14] nessa época, Prova de Amor era um sucesso de audiência da Record.[13] A participação acabou se tornando um papel regular e o Dr. Baltazar Matoso ficou na trama até o seu término no ano seguinte. Ele viria então a ganhar um contrato de longa duração com a emissora para participar de outras produções.

Em 15 de maio de 2007, a coluna UOL Televisão, de Kelly Valente, confirmou que Felipe Folgosi estaria no elenco de Caminhos do Coração,[6] a sucessora de Vidas Opostas na grade de programação da Record. O ator foi escalado como Beto, um detetive que passou a participar de um triângulo amoroso que envolvia Maria Luz e seu irmão Marcelo, interpretados por Bianca Rinaldi e Leonardo Vieira, respectivamente.[6] Para a mesma coluna, Felipe declarou:

Com o sucesso de Caminhos do Coração, a emissora pediu ao autor Tiago Santiago que transformasse numa trilogia, a segunda parte viria a estrear em maio de 2008 e foi chamada de Os Mutantes - Caminhos do Coração e continuou a mostrar vários personagens de Caminhos do Coração, incluindo Beto, que então tornou-se agente do DEPECOM, em 2009, foi lançada a última parte da trilogia, Promessas de Amor, que teve a participação de Felipe[5] enquanto vários outros atores e atrizes deixaram a trama. Em 2011, Apresentou o programa Acredite se Quiser na Band. Em 2012, fez parte do elenco da quinta edição do reality show A Fazenda da Rede Record, e conquistou o segundo lugar da competição.

2014–presente: Trabalhos recentesEditar

Em 2014 , assina contrato com o SBT e entrar para o elenco da novela Chiquititas , na qual interpreta Geraldo , o pai da Bia. Em 2016 , assinou contrato com a Record para a novela bíblica da emissora RecordTV, interpretando Elieber. Em 2017, Felipe protagoniza a série 171-Negócio de Família, do canal Universal.[15]

QuadrinhosEditar

Em novembro de 2014, o ator colocou o projeto de uma graphic novel de ficção científica chamada Aurora no financiamento coletivo no site Catarse, formado em cinema pela Fundação Armando Alvares Penteado com especialização em roteiro na Universidade da Califórnia em Los Angeles, o ator havia criado a história como um roteiro de cinema[1] inciado em 2004.[16] A graphic novel foi lançada em outubro de 2015 pelo Instituto HQ,[7] com roteiro adaptado próprio ator com o quadrinista Klebs Júnior e ilustrada por Leno Carvalho.[17]

Em junho de 2016, lançou outro projeto na plataforma, a graphic novel de terror Comunhão,[18] lançada no ano seguinte pelo Instituto HQ, ilustrada por J.B. Bastos, com capas de Will Conrad e Ivan Nunes, a HQ também surgiu de um roteiro de um filme criado por Folgosi.[8] Ainda em 2017, coproduziu e apresentou o documentário Traço Livre - O Quadrinho Independente no Brasil.[9] Em julho de 2018, lança no Catarse o financimento de CHAOS, uma sequência de Aurora.[19]

Em novembro de 2018, lançou a Um Outro Dia, sobre o consumo de drogas ilícitas na adolescência com elementos de sobrenatural, a HQ foi realizada graças a uma parceria com a editora Lion Comics.[20]

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Personagem Notas
1993 Sex Appeal Júlio Marchezzi
1993 Olho no Olho Alef Rios
1995 Explode Coração Vladimir
1997 Você Decide Fabrício / Mário Episódio: "A Droga"
Episódio: "Bad Boys"
1998 Corpo Dourado Lucas Faria
2000 Vidas Cruzadas Douglas Tavares
2003 Jamais Te Esquecerei Álvaro de Melo
2004 Começar de Novo Henrique Almeida (Rico)
2005 Os Ricos Também Choram Bernardo Domingues
2006 Prova de Amor Dr. Baltazar Matoso
2007 Caminhos do Coração Roberto Duarte Montenegro (Beto)
2008 Os Mutantes
2009 Promessas de Amor
2010 Louca Família Nicholas Ferreira (Nick) Temporada 2
2011 Acredite se Quiser Apresentador
2012 A Fazenda Participante Temporada 5
2014 O Negócio Guilherme Episódio: "Por Que Não?"
Episódio: "Greve"
2015 Chiquititas Geraldo Gaspar
2016 A Terra Prometida Elieber Episódios: "5–11 de julho"
2017 171 - Negócio de Família Diógenes
2018 Que Marravilha Participante[21]

CinemaEditar

Ano Título Papel
2002 O Príncipe Rapeleiro
2014 A Grande Vitória Amigo de Max em Bastos
2016 A Percepção do Medo Cesar

Referências

  1. a b c Ator Felipe Folgosi lança projeto de quadrinhos no Catarse
  2. a b c d e f g h Roberta Brasil (8 de junho de 2003). «A prioridade de Felipe Folgosi». AN Tevê. Consultado em 26 de janeiro de 2009 
  3. a b c d Redação (9 de julho de 2003). «Giuseppe Oristanio, Felipe Folgosi e Fabiana Alvarez comemoram 5 anos de sucesso no teatro com grande festa». Área Vip. Consultado em 26 de janeiro de 2008 
  4. a b c Dora Vergueiro. «Os 50 Mais Sexy». IstoÉ Gente. Consultado em 26 de janeiro de 2009 
  5. a b Flávio Ricco (26 de janeiro de 2009). «Mutantes - Mais um ano». Canal 1. Consultado em 26 de janeiro de 2009 
  6. a b c Kelly Valente (15 de maio de 2007). «Felipe Folgosi confirmado na próxima novela da Record». UOL Televisão. Consultado em 26 de janeiro de 2009 
  7. a b c Aurora - Felipe Folgosi lança sua primeira graphic novel em São Paulo
  8. a b Comunhão - Felipe Folgosi revela que ideia inicial para HQ era fazer um filme
  9. a b Traço Livre - Felipe Folgosi e Jun Sakuma anunciam documentário sobre HQs independentes no Brasil
  10. a b «Chat com Felipe Folgosi». Terra Chat. 21 de junho de 2003. Consultado em 26 de janeiro de 2009 
  11. a b Mariana Meireles (26 de janeiro de 2009). «Estado de graça». O Mossoroense. Consultado em 26 de janeiro de 2009 
  12. a b c d e Redação (26 de janeiro de 2009). «Retorno bem-encorpado do ator Felipe Folgosi». O Estado do Paraná. Consultado em 26 de janeiro de 2009 
  13. a b Daniel Castro (26 de janeiro de 2009). «Borracha». Observatório da Imprensa. Consultado em 26 de janeiro de 2009 
  14. Autor Tiago Santiago quer conquistar donas de casa em 'Os Mutantes'
  15. «Diógenes - 171 - Negócio de Família - Série». Universal. Globo.com. Consultado em 27 de abril de 2018 
  16. O ator Felipe Folgosi vai lançar a graphic novel 'Aurora'
  17. Aurora: HQ de Felipe Folgosi no Catarse
  18. Felipe Folgosi prepara nova HQ, Comunhão
  19. CHAOS - Felipe Folgozi lança a campanha de sua nova HQ
  20. Felipe Folgosi lança nova HQ, Um Outro Dia, drama juvenil sobre dependência de drogas
  21. Correio Braziliense (31 de outubro de 2017). «'Que Marravilha - Aula de Cozinha' terá novo formato em 2018». Correio Braziliense. Consultado em 26 de março de 2018 

Ligações externasEditar