Camila Pitanga

atriz e apresentadora brasileira

Camila Pitanga Manhães Sampaio (Rio de Janeiro, 14 de junho de 1977) é uma atriz, produtora e apresentadora brasileira.[2][3] Tornou-se conhecida em 1988 como Clubete, assistente de palco da apresentadora Angélica no programa Clube da Criança da extinta Rede Manchete. Como atriz, estreou em 1993, interpretando uma das protagonistas de Sex Appeal, emendando outros papeis consistentes em Fera Ferida, A Próxima Vítima, Pecado Capital e na segunda e terceira temporadas Malhação. Em 2001, foi alçada ao primeiro escalão de atores da Rede Globo quando foi escalada como antagonista do principal produto da emissora, a "novela das oito" Porto dos Milagres.

Camila Pitanga
Camila Pitanga
Pitanga no 25° Prêmio da Música Brasileira em 2014.
Nome completo Camila Pitanga Manhães Sampaio
Nascimento 14 de junho de 1977 (46 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Etnia afro-brasileira
Estatura 1,75m[1]
Progenitores Mãe: Vera Manhães
Pai: Antonio Pitanga
Parentesco
Alma mater Universidade Estadual do Rio de Janeiro
Ocupação
Período de atividade 1984–presente
Prêmios Lista
Cargo Embaixador(a) da boa vontade da ONU Mulheres (2015–2016)
Página oficial
camilapitanga.net

Em 2003, coprotagonizou uma das novelas de maior audiência da década, Mulheres Apaixonadas, com a qual ganhou seu primeiro prêmio de televisão, o Prêmio Extra de Televisão. Após o destaque em Belíssima, interpretou o papel de maior repercussão de sua carreira em Paraíso Tropical, a antagonista Bebel, uma prostituta que caiu no gosto popular pelo apelo cômico em suas cenas de vilanias, ganhando os principais prêmios de televisão, como o Troféu Imprensa, Prêmio Contigo!, Melhores do Ano, Troféu APCA, Prêmio Extra de Televisão e Prêmio Quem.

Na sequência emendou uma série de protagonistas em Cama de Gato, Lado a Lado, Babilônia e Velho Chico, além de personagens de destaque em Insensato Coração e Aruanas.

Carreira editar

1984—1997: Início da carreira e Malhação editar

Estreou em 1984, aos sete anos de idade, no filme Quilombo, de Cacá Diegues. Em 1988 tornou-se Clubete, uma das assistentes de palco da apresentadora Angélica no programa Clube da Criança da extinta Rede Manchete, onde permaneceu só por alguns meses.[4][5][6] Em 1991 foi estudar teatro no Teatro Tablado e estreou como atriz na peça infantil A Gata Borralheira, interpretando a madrasta.[4] Em 1993 estreou como atriz na televisão como uma das cinco protagonistas da minissérie Sex Appeal de Antônio Calmon, a modelo encrenqueira Vilma, uma das cincco protagonistas que disputavam o concurso de modelagem na estória.[3] No mesmo ano integra a novela Fera Ferida, escrita por Aguinaldo Silva, Ricardo Linhares e Ana Maria Moretzsohn, como Teresinha. Em 1994 estrela no teatro A Ira de Aquiles, adaptação da Ilíada, de Homero, e em 1995 encarna Patrícia Noronha em A Próxima Vítima, filha de Cléber, personagem de Antônio Pitanga, seu pai na vida real, que acabou se tornando uma das vítimas da novela. Na novela, Patrícia causou rebuliço em sua família ao se envolver com um moço branco, namoro proibido pelos pais, que eram negros. Em 1996 interpreta a vilã Alex na segunda temporada de Malhação, permanecendo também na temporada seguinte. A personagem ganhou fama por sua caracterização: cabelo curto e castanho com mexas descoloridas.[7][8] No cinema, seu primeiro trabalho foi no longa-metragem Super Colosso (1995).

 
Camila no Equator Prize em 2012.

1998—2006: Personagens de destaque no horário nobre editar

Em 1998 atuou no remake da novela Pecado Capital, escrita por Gloria Perez para o horário das 18h, no papel de Ritinha (papel que não existia na versão original da novela, exibida em 1975), garota que se envolvia com o protagonista Carlão (papel de Eduardo Moscovis) e rivalizava com a mocinha Lucinha (Carolina Ferraz). Em 2000 destacou-se como a índia Catarina Paraguaçu, na microssérie A Invenção do Brasil. Nesse mesmo ano, foi uma das protagonistas da série Garotas do Programa, ao lado de prestigiadas atrizes como: Mariana Hein, Zezé Polessa, Betty Gofman, Drica Moraes e Marília Pêra.[9] No ano seguinte interpretou Esmeralda em Porto dos Milagres, novela de Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares que abordava o realismo fantástico no litoral baiano, encarnando uma das antagonistas da trama: a personagem, extremamente sensual, vivia a seduzir o herói da história, Guma (Marcos Palmeira), e atrapalhar seu romance com a mocinha Lívia (Flávia Alessandra). Em 2002 protagonizou a minissérie Pastores da Noite, exibida dentro da série Brava Gente, e faz uma rápida participação na segunda temporada da série de comédia A Grande Família, como Marina, meia-irmã da protagonista Nenê, defendida por Marieta Severo, e em 2003 revive a personagem na temporada seguinte da série.

No mesmo ano, atuou como a médica Luciana, de Mulheres Apaixonadas de Manoel Carlos, onde fazia par romântico com Rodrigo Santoro, seu primo na trama, que por sua vez era casado com a personagem de Paloma Duarte. Os dois demonstraram bastante química juntos, as cenas de amor versus ódio fazem sucesso até hoje no Youtube, bem como o jargão, "Amor de primo não acaba nunca", embalada pelo sucesso "Amor Maior" do Jota Quest. Além de Santoro, a personagem de Pitanga se relacionava com César, o chefe de Luciana vivido por José Mayer, sendo uma das pontas do triângulo amoroso que envolvia a médica, César e Helena, a protagonista vivida por Christiane Torloni, sua madrasta na trama. Além de Mayer, Torloni e Santoro, Camila dividia cena com os atores Tony Ramos, Elisa Lucinda, Paloma Duarte, Susana Vieira, entre outros. Em 2005 despontou em Belíssima como Mônica Santana, irmã do vilão André, encarnado por Marcello Antony. Na trama, sua personagem, uma empregada doméstica, era disputado por Cemil e Alberto (personagens vividos, respectivamente, por Leopoldo Pacheco e Alexandre Borges).

2007—2019: Bebel, reconhecimento nacional e protagonistas editar

Em 2007, após a recusa da atriz Mariana Ximenes para interpretar a ingênua prostituta Bebel de Paraíso Tropical de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, uma das vilãs da novela,[10] foi escalada para o papel, tendo conseguido bastante destaque com a personagem. Bebel foi sua segunda antagonista e um dos principais fatores do sucesso da novela, e ficou eternizada por seu romance com o vilão Olavo Novaes, interpretado por Wagner Moura. O autor Gilberto Braga chegou a duvidar que Camila conseguiria desempenhar bem o papel, que lhe rendeu bastante elogios, várias indicações e prêmios de Melhor Atriz. Bebel representa um divisor de águas em sua carreira, que lhe consagrou e a colocou no time dos principais atores do casting da Globo, além de representar um marco cultural na televisão brasileira, eternizando diversas cenas e bordões (entre eles, cueca maneira, categuria e eu sou uma piscininha). Além disso, a personagem foi marcada pelo estilo interiorano e ingênuo, rendendo diversas cenas de humor ao lado de Vera Holtz, Yoná Magalhães, Deborah Secco e Wagner Moura. Durante a trama, a atriz recebeu convite para posar nua para a revista Playboy[11] graças ao seu enorme apelo sensual da personagem. Porém, a atriz afirmou não ver possibilidade de tirar a roupa para nenhuma revista masculina. Em 2008 apresentou o musical Som Brasil e substituiu a atriz Luana Piovani no seriado dominical Faça sua História. Entre 2009 e 2010 viveu sua primeira protagonista de novelas, a ex-empregada Rose, em Cama de Gato, novela de Duca Rachid e Thelma Guedes, e ficou marcada por ser a primeira protagonista negra no horário das seis da TV Globo.[12]

 
Camila no 25º Premio da Música Brasileira no Theatro Municipal em 2014.

Em 2011, atuou em Insensato Coração de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, como a publicitária Carol, fazendo par romântico com André Gurgel, personagem de Lázaro Ramos, com quem tem um filho, mas envolve-se também com o personagem Raul Brandão, vivido por Antônio Fagundes, formando, assim, um dos triângulos amorosos centrais da novela.[13][14] Ainda em Insensato Coração, Elisa Lucinda voltou a fazer a mãe de Camila Ptanga numa participação especial. No mesmo ano, faz uma participação especial em um episódio da décima primeira temporada de A Grande Família, como a personagem Kelly, uma estagiária interesseira que seduz Mendonça (papel de Tonico Pereira).[15] Em 2012, retornou como apresentadora do Som Brasil[16] e é escalada para protagonizar a novela vencedora do Emmy Internacional Lado a Lado, escrita por Claudia Lage e João Ximenes Braga com supervisão de texto de Gilberto Braga, junto a Marjorie Estiano, voltando a repetir a parceria com Lázaro Ramos, onde viveram o casal Isabel e Zé Maria.[17][18] Ainda em 2012, antes de ter aceitado o papel de Isabel em Lado a Lado, Camila foi cogitada para protagonizar a novela das onze Gabriela, interpretando a personagem-título, e a novela das sete Cheias de Charme, no papel de Penha, mas as personagens passaram para Juliana Paes e Taís Araújo, respectivamente.[19][20]

Em 2013 a atriz, fez uma temporada de ensaios pelo sertão nordestino com a peça O Duelo uma adaptação feita por Aury Porto da obra de Anton Tchékhov, onde passou alguns meses pelas cidades de Iracema, Arneiroz e Lavras da Mangabeira (ambas cidades do interior do Ceará). Camila junto com todo elenco levaram cultura em forma de teatro à comunidades de menor porte e para a maioria das pessoas que nunca tiveram a oportunidade de assistir uma peça de teatro de perto. No mesmo ano, faz uma participação especial na sitcom A Grande Família; e no ano seguinte, na terceira temporada da série de drama Sessão de Terapia. Em 2015, interpreta a protagonista Regina da novela Babilônia de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga, marcando sua primeira protagonista no horário nobre da Globo, completando o trio protagonista com Glória Pires (Beatriz) e Adriana Esteves (Inês), com quem Regina rivalizava na novela.[21][22][23][24]

Em 2016, interpretou Maria Tereza de Sá Ribeiro na novela das 21 horas, Velho Chico de Benedito Ruy Barbosa, assumindo o papel que seria de Letícia Sabatella,[25] sendo essa sua segunda protagonista do horário nobre, dividindo a personagem com Julia Dalavia e Isabella Aguiar, que viveram Tereza nas duas primeiras fases da novela. Na produção, contracenou novamente com Antônio Fagundes, dessa vez no papel de filha do veterano, e viveu a enteada de Christiane Torloni pela segunda vez após Mulheres Apaixonadas. Também codirigiu[26] com Beto Brant o documentário Pitanga, sobre seu pai Antônio, que foi premiado como melhor filme brasileiro na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Ainda em 2016 com o término da novela Velho Chico, Camila e todo elenco de O Duelo[27] retornaram às cidades onde estiveram em 2013 no sertão nordestino (Iracema, Arneiroz e Lavras da Magabeira) para apresentarem a peça da mesma maneira que foi apresentada nas principais capitais do Brasil e também fora dele, sabe-se que em 2013 a temporada nas cidades foram apenas ensaios. Em 2017, estrelou o penúltimo episódio da série do GNT, Palavras em Série interpretando a poesia de Hilda Hilst.[28] Em 2018, a atriz se junta ao time de apresentadores do Criança Esperança[29] e retorna a teledramaturgia, na série de Estela Renner e Marcos Nisti, Aruanas, no papel da vilã, Olga, sendo essa sua primeira vilã principal na carreira.[30] No mesmo ano, foi convidada para protagonizar a novela das nove Segundo Sol, de João Emanuel Carneiro, onde viveria Luzia, mas acabou recusando o papel, querendo se afastar das novelas após o término de Velho Chico, onde perdeu seu amigo, o ator Domingos Montagner, durante as gravações da novela. O papel acabou passando para Giovanna Antonelli.[31] No ano seguinte, foi convidada novamente para integrar o elenco de outra novela: a "novela das seis" Órfãos da Terra, repetindo a parceria com Duca Rachid e Thelma Guedes, as autoras de Cama de Gato. Mas recusou o convite para se dedicar com as gravações da segunda temporada de Aruanas.[32] Na segunda temporada da série exclusiva do Globoplay, sua personagem, Olga, se envolve romanticamente com Ivona, vivida por Elisa Volpatto.[33]

2020—presente: Saída da Globo, contrato com a HBO Max e Beleza Fatal editar

Em 2021, após mais de 20 anos de contrato, a atriz encerrou suas atividades com a TV Globo, e em seguida assina com a plataforma de streaming HBO Max, recém inaugurado no Brasil, onde atua como atriz e produtora executiva, estando a frente de diversos projetos, entre eles o de Beleza Fatal, a primeira novela da plataforma.[34] O folhetim escrito por Raphael Montes e dirigido por Maria de Medicis, Camila interpretará a vilã Lola, uma mulher ardilosa e sem escrúpulos que antagoniza com a mocinha interpretada por Camila Queiroz, Sofia.[35] Após diversos adiamentos, as gravações da novela se iniciaram em setembro de 2023, onde a atriz vai contracenar com os atores Caio Blat, Enzo Romaní e Murilo Rosa. Em 2022, apresenta, ao lado do também ator Silvero Pereira, a vigésima primeira edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, o Grande Otelo.[36] Em 2023, Camila encerra as gravações do filme Malês, que terá direção de seu pai, Antônio Pitanga, e roteiro de Manuela Dias, além de contracenar com seu irmão Rocco Pitanga. O longa-metragem conta a história da revolta dos Malês, a maior rebelião organizada por escravos na história[37][38]

Vida pessoal editar

É filha do ator Antônio Pitanga e da atriz Vera Manhães, e irmã do também ator Rocco Pitanga. Fez o ensino médio no tradicional Colégio Pentágono, e graduou-se em Artes Cênicas pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. É diretora do Movimento Humanos Direitos[39] e Embaixadora Nacional da ONU Mulheres.[40]

Seus pais separaram-se em 1986, após dez anos de casamento, quando Camila tinha nove anos e seu irmão Rocco apenas seis. Camila e o irmão passaram a ser criados pelo pai, que ganhou a guarda dos filhos na justiça, por uma decisão em comum acordo de seus pais, pois sua mãe achou que o ex-marido teria melhores condições de criar os filhos que ela, visto que sua mãe até hoje sofre com depressão e ansiedade, e preferiu voltar a viver em São Paulo, sua cidade natal, para tratar-se, enquanto Camila e Rocco viveram com o pai no Rio de Janeiro. Apesar disto, a atriz revelou que nunca esteve distante de sua mãe, que eventualmente a visitava. Sobre a ausência materna, Camila declarou: "Eu não fui criada afastada da minha mãe, ela não foi ausente, só que eu morava no Rio e ela nem sempre. Conseguimos restabelecer nossa intimidade. Não queremos resgatar o tempo perdido, e sim viver o agora, numa boa, sem pressa".

Camila comprou uma casa para a mãe viver na cidade de Maricá, no bairro de Itaipuaçu, no Rio de Janeiro, para poder ficar mais próxima dela. Até hoje sua mãe faz tratamento psicoterápico e psiquiátrico, tomando antidepressivos e ansiolíticos.[41]

Em 1999 começou a namorar o diretor de arte Cláudio Amaral Peixoto, com quem foi casada de 2001 a 2011. Em 19 de maio de 2008, no Rio de Janeiro, através de uma cesariana, deu à luz sua única filha, Antônia Pitanga do Amaral Peixoto. O nome Antônia foi dado nome em homenagem ao seu pai, Antônio.[42]

Em 2011, após dez anos de uma união estável, ocorreu a separação do casal de forma amigável.[43][44]

Após outros relacionamentos casuais, foi namorada do ator Igor Angelkorte de março de 2015 a dezembro de 2017, quem conheceu durante as gravações da novela Babilônia. De agosto a dezembro de 2018 namorou o músico Rafael Rocha.

Em março de 2019 começou namorar a artesã Beatriz Coelho, mas só assumiram o relacionamento afetivo em novembro do mesmo ano, quando Camila assumiu para a mídia que é bissexual. A atriz contou que sempre foi bastante discreta e até aquele momento não havia sentido necessidade de expor sua intimidade.[45][46][47][48] Em dezembro de 2020 o relacionamento chegou ao fim, porém as duas continuam sendo amigas, afirmou a equipe da atriz e uma nota enviada para a imprensa.[49]

Em agosto de 2020 Camila e sua filha foram diagnosticadas com malária.[50][51] A atriz foi acusada por um grupo de pessoas nas redes sociais de estar com COVID-19 e ter falsificado seu exame para poder tomar cloroquina, porém essa história foi desmentida, e a atriz curou-se juntamente com sua filha.[52] O laudo médico da atriz afirmou que ela e sua filha Antônia contraíram malária durante o isolamento social da pandemia por estarem morando temporariamente em uma área rural, numa região coberta por Mata Atlântica, no litoral de São Paulo. Camila revelou que foi atacada com discursos de ódio na internet por ter tido atendimento na rede pública de saúde, e por ter prestado homenagem aos profissionais da enfermagem.

Em abril de 2021, a atriz começou a namorar o professor de filosofia Patrick Pessoa, porém o relacionamento só veio a público em outubro do mesmo ano.[53]

Acidente editar

Em 15 de setembro de 2016, enquanto Camila nadava junto com o ator Domingos Montagner no rio São Francisco, em um intervalo de gravação da novela Velho Chico, uma forte correnteza os arrastou. Camila se afogou, mas foi salva por Domingos, conseguindo agarrar-se nas pedras que estavam na margem do rio. Ela tentou puxar o amigo, mas o ator foi arrastado pela correnteza, e morreu afogado. O fato a abalou profundamente, a fez entrar em depressão e buscar ajuda psicológica. Camila isolou-se por mais de um ano de seus trabalhos na televisão.[54]

Filmografia editar

Televisão editar

Ano Trabalho/Obra Personagem Notas
1988 Clube da Criança Clubete (assistente de palco)
1993 Sex Appeal Vilma Nascimento
Fera Ferida Teresa Fronteira (Teresinha)
1995 A Próxima Vítima Patrícia Noronha
1996–1998 Malhação Alexandra Bittencourt (Alex) Temporadas 23
1998 Pecado Capital Rita Santini (Ritinha)
1999 Você Decide Daniela Oliveira Pessoa Episódio: "Transas de Família: Parte 1"
2000 Brava Gente Elisa Episódio: "Meia Encarnada Dura de Sangue"
Garotas do Programa Várias personagens
A Invenção do Brasil Catarina Paraguaçu
2001 Porto dos Milagres Esmeralda Miranda
Brava Gente Maria Episódio: "O Mistério do Boi Surubim"
2002 Pastores da Noite Marialva Episódio: "O Casamento do Cabo Martim"
A Grande Família Marina Silva Episódio: "A Enorme Família
Episódio: "Ô Velho Gostoso"
2003 Mulheres Apaixonadas Drª. Luciana Ribeiro Alves
A Grande Família Marina Souza Episódio: "Como Rechear um Peru"
2004 Quem Vai Ficar com Mário? Diana Especial de fim de ano
2005 Belíssima Mônica Santana
2006 Tecendo o Saber Ritinha[55] Episódio: "Ler, escrever e crescer"
2007 Paraíso Tropical Francisbel dos Santos Batista (Bebel)
2008 Faça Sua História Cherry Davis Episódio: "Super-Mamãe Suzete"
Episódio: "A Estrela do Irajá"
2008–2012 Som Brasil Apresentadora
2009 Cama de Gato Rosenilde Pereira Brandão (Rose)
2011 Insensato Coração Carolina Miranda Brandão (Carol)
A Grande Família Kelly[56] Episódio: "O Amor Custa Caro"
2012 Lado a Lado Isabel Nascimento dos Santos
2013 A Grande Família Marina Souza Episódio: "Um Homem Chamado Flor"
2014 Sessão de Terapia Drª. Rita Sanchez[57]
2015 Babilônia Regina Rocha
2016 Velho Chico Maria Tereza de Sá Ribeiro (Tereza)
2017 Palavras em Série Hilda Hilst[28]
2019–2020 Superbonita Apresentadora[58]
2019 Mulheres Fantásticas Narradora[59] Episódio: "Wangari Maathai"
Juntos a Magia Acontece Vera Santos[60] Especial de fim de ano
2019–21 Aruanas Olga Ribeiro

Cinema editar

Ano Nome Personagem Nota
1984 Quilombo Nena
1993 A Morte no Edifício Império Carol Curta-metragem
1995 Super-Colosso: a Gincana da TV Colosso Camilinha
1998 The Big Shit Garota na rua Curta-metragem
2001 Atlantis - O Reino Perdido Kida Dublagem
Caramuru - A Invenção do Brasil Catarina Paraguaçu
2003 Bala Perdida Marina Curta-metragem
2004 Redentor Soninha
Bendito Fruto Choquita
O Preço da Paz Anésia
2005 O Signo do Caos Furacão de Santos
Sal de Prata Cassandra
2006 Mulheres do Brasil Esmeralda
2007 Saneamento Básico, o Filme Silene
Noel - Poeta da Vila Ceci
2010 Lutas Janaína
2011 Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios Lavínia
2013 Uma História de Amor e Fúria Janaína Dublagem
2014 Para Sempre Teu, Caio F. Ela mesma Documentário
2015 A Natureza Está Falando Amazônia Narração
2017 Pitanga Ela mesma / Diretora Documentário
2021 Mise en Scène: a Artesania do Artista Ela mesma[61]

Videoclipes editar

Ano Canção Artista
1994 "Distração" Ponto Crucial
2014 "Morada Boa" 3 Na Massa
2017 "Fofoca é Lixo" Molejo
2018 "Indivídua" João Cavalcanti
"Maria, Maria" Milton Nascimento[58]
2019 "Ninguém Perguntou Por Você" Letícia Letrux[62]

Teatro editar

Ano Título Personagem
1991–92 A Gata Borralheira Madrasta
1994 A Ira de Aquiles Afrodite
1995 Orfeu da Conceição Eurídice[63]
Odisséia Penélope
2002 Arlequim, Servidor de Dois Patrões Beatriz Rasponi[64]
2004 A Maldição do Vale Negro Rosalinda[65]
2013–17 O Duelo - Uma Novela Teatral Nadiejda
2019 Por que Não Vivemos? Mulher[66]

Prêmios e indicações editar

Ano Premiação Categoria Nomeações Resultado
2000 Troféu Raça Negra Melhor Atriz
Caramuru
Venceu
2001 Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro[67] Melhor Atriz Indicada
2003 Prêmio Extra de Televisão Melhor Atriz
Mulheres Apaixonadas
Venceu
Prêmio Qualidade Brasil - SP[68] Melhor Atriz Teatral Comédia
Arlequim, Servidor de Dois Patrões
Venceu
2004 Prêmio Qualidade Brasil - SP[69] Melhor Atriz Coadjuvante de Cinema Indicada
Grande Prêmio do Cinema Brasileiro[70] Melhor Atriz Coadjuvante
Bendito Fruto
Indicada
2005 Troféu Raça Negra[71] Melhor Atriz (voto popular) Venceu
Prêmio Qualidade Brasil Melhor Atriz
Sal de Prata
Indicada
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro[72][73] Melhor Atriz Coadjuvante Indicada
2007 Melhor Atriz Coadjuvante
Saneamento Básico, o Filme
Indicada
Meus Prêmios Nick[74] Gata do Ano
Paraíso Tropical
Indicada
Prêmio Tudo de Bom - Jornal O Dia Melhor Atriz Venceu
Prêmio Qualidade Brasil Melhor Atriz Venceu
Capricho Awards[75] Melhor Atriz Nacional Venceu
Prêmio Quem de Televisão[76] Melhor Atriz de Televisão Venceu
Prêmio Extra de Televisão[77] Melhor Atriz Venceu
Melhores do Ano[78] Atriz de Novela Venceu
Melhores do UOL e PopTevê[79] Melhor Atriz Venceu
Prêmio Mulheres Criativas[80] Atriz de TV Venceu
Prêmio TV Press[81] Melhor Atriz Venceu
Prêmio IG[82][83] Melhor Atriz Venceu
Melhor Par Romântico (com Wagner Moura) Venceu
Mais Sexy Indicada
2008 Prêmio Faz Diferença - Jornal O Globo Revista da TV Venceu
Troféu APCA[84] Melhor Atriz Venceu
Troféu Imprensa[85] Melhor Atriz Venceu
Troféu Internet Melhor Atriz Venceu
Prêmio Contigo! de TV[86] Melhor Atriz de Novela Venceu
Melhor Par Romântico (com Wagner Moura) Venceu
Prêmio Contigo! do Cinema Nacional Melhor Atriz Coadjuvante
Noel: Poeta da Vila
Indicada
2010 Prêmio Qualidade Brasil[87] Melhor Atriz
Cama de Gato
Indicada
2011 Prêmio Quem de Televisão Melhor Atriz Coadjuvante
Insensato Coração
Indicada
Troféu Raça Negra[88] Melhor Atriz Indicada
Cine PE[89] Homenagem (Troféu Calunga)
Contribuição ao audiovisual
Venceu
Festival de Cine Ibero-americano de Huelva[90] Melhor Atriz
Eu Receberia as Piores Notícias
dos seus Lindos Lábios
Indicado
Festival do Rio[91] Melhor Atriz Venceu
Amazonas Film Festival[92] Melhor Atriz Venceu
2012 Prêmio Contigo! do Cinema Nacional[70] Melhor Atriz pelo júri Venceu
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro[93] Melhor Atriz Venceu
Prêmio Quem do Cinema[94] Melhor Atriz Indicado
Prêmio Bravo! Prime de Cultura[95] Artista Prime do Ano Indicada
2013 Festival Sesc Melhores Filmes[70] Melhor Atriz da crítica Venceu
Melhor Atriz do público Venceu
Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema[96] Melhor Atriz Venceu
Prêmio ACIE de Cinema[97] Melhor Atriz Venceu
Anápolis Festival de Cinema[98] Melhor Atriz Venceu
Melhores do UOL e PopTevê[99] Melhor Par Romântico (com Lázaro Ramos)
Lado a Lado
Indicada
2014 Prêmio Questão de Crítica[100] Melhor Elenco
O Duelo
Venceu
2016 Melhores do Ano Melhor Atriz de Novela
Velho Chico
Venceu
Jornal Diário Gaúcho[101] Melhor Atriz Venceu
Troféu AIB de Imprensa[102] Melhor Atriz Indicada
Prêmio Extra de Televisão[103] Melhor Atriz Indicada
Troféu UOL TV e Famosos[104] Melhor Atriz Indicada
Troféu Observatório da Televisão[105] Melhor Atriz Venceu
Melhores do Ano NaTelinha[106] Melhor Atriz Indicada
2017 Troféu Internet Melhor Atriz Indicada
Mostra Internacional de Cinema de São Paulo[107] Melhor Filme BR da crítica (com Beto Brant)
Pitanga
Venceu
Mostra de Cinema de Tiradentes[108] Melhor Longa (com Beto Brant) Venceu
Los Angeles Brazilian Film Festival[109] Homenagem Especial (com Beto Brant) Venceu
2018 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro[110] Melhor Documentário (com Beto Brant) Indicada
Prêmio ABRA de Roteiro[111] Longa-metragem Documentário Indicada
2020 Mostra de Cinema de Tiradentes[112] Homenagem (Troféu Barroco)
Carreira
Venceu
Prêmio Cenym de Teatro[113] Melhor Atriz
Por que Não Vivemos?
Indicada
2022 Cine Ceará[114] Homenagem (Prêmio Eusélio Oliveira)
Carreira
Venceu

Referências

  1. «Antônio Pitanga: "Eu vim do nada, mas no nada havia cultura"». El Brasil. 26 de janeiro de 2020. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  2. Conheça os nomes reais dos famosos Terra
  3. a b «Camila Pitanga». gente.ig.com.br. Consultado em 5 de Março de 2011 
  4. a b «Camila pitanga e canela». www.terra.com.br. Consultado em 15 de junho de 2022 
  5. Paquita? Que nada! Veja 6 atrizes que foram angelicats Terra
  6. Veja Giovanna Antonelli e Camila Pitanga como assistentes de Angélica GShow
  7. «Camila Pitanga  » Teatro» 
  8. «CAMILA PITANGA - TRAJETÓRIA». Memoria Globo. Consultado em 15 de dezembro de 2016 
  9. Memória Globo. «Garotas do Programa». Consultado em 22 de março de 2014 
  10. «Video Show - Notícias - NOTÍCIAS - Curiosidade: Mariana Ximenes era quem faria a Bebel em Paraíso Tropical». gshow.globo.com. Consultado em 15 de junho de 2022 
  11. Carolina Dieckmann, Luana Piovani, Camila Pitanga e Cléo Pires sondadas para a capa de 35 anos da Playboy
  12. O Globo. «Apresentação da novela 'Cama de gato' é embalada por um papo sobre perfumaria». Consultado em 16 de setembro de 2009 
  13. Redação Rede Globo (7 de dezembro de 2010). «Insensato Coração: Camila Pitanga e Lázaro Ramos gravam cenas quentes». Globo.com. Consultado em 28 de dezembro de 2010 
  14. Redação Rede Globo (3 de dezembro de 2010). «Insensato Coração: Camila Pitanga e Luigi Baricelli são amigos na trama». Globo.com. Consultado em 28 de dezembro de 2010 
  15. «Camila Pitanga vive estagiária interesseira, em A Grande Família». OFuxico. 10 de novembro de 2011. Consultado em 13 de junho de 2023 
  16. «Anos depois, Camila Pitanga volta a apresentar o programa 'Som Brasil'». Terra. 24 de abril de 2012 
  17. «Sheron Menezzes será rival de Camila Pitanga em 'Lado a Lado'». O Dia. 5 de agosto de 2012 
  18. «Conheça a história de Isabel e Laura, duas mulheres à frente de seu tempo - Lado a Lado» 
  19. Flávia, Kátia (10 de março de 2023). «Taís Araújo revela que quase perdeu seu papel em 'Cheias de Charme': "Entrei em desespero"». Jornal de Brasília. Consultado em 7 de junho de 2023 
  20. EGO, Do; Paulo, em São. «Jornal: Juliana Paes e Camila Pitanga estariam 'velhas' para viver Gabriela». Ego. Consultado em 7 de junho de 2023 
  21. Flávia Muniz (14 de junho de 2014). «Camila Pitanga será moradora de favela na novela 'Babilônia'». O Dia. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  22. UOL RJ (3 de fevereiro de 2015). «Personagem de Camila Pitanga engravida de homem casado em "Babilônia"». UOL Televisão. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  23. Gshow (9 de dezembro de 2014). «Camila Pitanga aumenta a temperatura nas areias do Leme em cenas de nova novela». Rede Globo. Babilônia - Elenco. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  24. Gshow (20 de janeiro de 2015). «Camila Pitanga vive mulher batalhadora em nova novela das 9; veja fotos inéditas!». Rede Globo. Babilônia - Elenco. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  25. «Ricardo Feltrin - Diretor "genioso" fez Letícia Sabatella recusar papel em "Velho Chico"». www.uol.com.br. Consultado em 8 de junho de 2023 
  26. «Camila Pitanga fala sobre seu documentário em homenagem ao pai». Consultado em 17 de agosto de 2020 
  27. «Camila Pitanga retorna aos palcos de SP com a peça 'O Duelo'». 23 de novembro de 2013 
  28. a b «Camila Pitanga e Regina Casé encerram primeira temporada de Palavras em Série do GNT». Globosatplay. Consultado em 15 de junho de 2018 
  29. «Camila Pitanga, Jonathan Azevedo e Fernanda Gentil comandam pela 1ª vez o Criança Esperança». Folha Uol. Consultado em 15 de junho de 2018 
  30. «Camila Pitanga será vilã em 'Mulheres de Gaia'». Marina Caruso - O Globo. Consultado em 15 de junho de 2018 
  31. «Camila Pitanga teria recusado convite para protagonizar 'Segundo Sol'». CLAUDIA. 5 de maio de 2018. Consultado em 7 de junho de 2023 
  32. «Com trama subestimada pela Globo, 'Órfãos da Terra' é novela das nove exibida às 18h». www.folhape.com.br. Consultado em 8 de junho de 2023 
  33. «Elisa Volpatto vive ex-namorada de personagem de Camila Pitanga em 'Aruanas': 'A gente queria falar de amor real'». gshow. 26 de novembro de 2021. Consultado em 7 de junho de 2023 
  34. «Camila Pitanga encerra contrato com a Globo após 25 anos e assina com a HBO Max». Extra Online. 16 de novembro de 2021. Consultado em 7 de junho de 2023 
  35. Minas, Estado de (9 de abril de 2023). [https://www.em.com.br/app/noticia/tv/2023/04/09/interna_tv,1478736/camila-pitanga-e-murilo-rosa-vao-estrelar-beleza-fatal-novela-da-hbo.shtml «Camila Pitanga e Murilo Rosa v�o estrelar 'Beleza fatal', novela da HBO»]. Estado de Minas. Consultado em 9 de junho de 2023  replacement character character in |titulo= at position 31 (ajuda)
  36. «Camila Pitanga e Silvero Pereira apresentam 21º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro». Quem. 21 de setembro de 2022. Consultado em 8 de junho de 2023 
  37. «Camila Pitanga fala sobre bastidores de filme com o pai e o irmão: 'Ele é mais jovem que a gente'». O Globo. 31 de março de 2023. Consultado em 7 de junho de 2023 
  38. iBahia (17 de março de 2023). «Camila Pitanga volta a Salvador para construir personagem de filme». iBahia. Consultado em 11 de setembro de 2023 
  39. Humanosdireitos Página visitada em 7 de abril de 2012.
  40. «Camila Pitanga discursa pelos direitos das mulheres: 'É a hora de criar oportunidades'». Contigo!. Consultado em 28 de julho de 2018 
  41. «Camila Pitanga fala sobre a mãe a revista: 'A terapia ajudou a aceitá-la'». EGO. 28 de agosto de 2016. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  42. «Nasce Antônia, filha de Camila Pitanga». EGO. 19 de maio de 2008. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  43. «Camila Pitanga: "Me separei numa boa"». Quem. 13 de julho de 2011. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  44. «Recém-separada, Camila Pitanga vai com o pai e o irmão a shopping». EGO. 19 de julho de 2011. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  45. «Camila Pitanga vive seu primeiro namoro com uma mulher; 'Muito feliz', diz amiga». Extra Online. 11 de novembro de 2019. Consultado em 11 de novembro de 2019 
  46. TV, Notícias da (11 de novembro de 2019). «Após terminar com músico, Camila Pitanga namora uma mulher pela primeira vez». Notícias da TV. Consultado em 11 de novembro de 2019 
  47. Manfrenato, Isabella (11 de novembro de 2019). «Após mais de um ano de relacionamento, Camila Pitanga confirma namoro com artesã Beatriz Coelho; saiba detalhes». Hugo Gloss. Consultado em 15 de junho de 2022 
  48. Extra (11 de novembro de 2019). «Camila Pitanga vive romance com uma mulher pela primeira vez». TNH1. Consultado em 11 de novembro de 2019 
  49. Andreoli, Larissa (17 de dezembro de 2020). «Camila Pitanga termina namoro com Beatriz Coelho após quase dois anos: 'Amigas'; saiba detalhes». Hugo Gloss. Consultado em 9 de junho de 2023 
  50. «Camila Pitanga e filha contraem malária durante isolamento no litoral». Exame. 11 de agosto de 2020. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  51. «Camila Pitanga e a filha, Antônia, testam positivo para malária: 'Havia a sombra da possibilidade de estar com Covid-19'». Gshow. Consultado em 13 de junho de 2021 
  52. «Acusada de falsificar diagnóstico, Camila Pitanga reafirma que não está com coronavírus». Gaucha ZH. 13 de agosto de 2020. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  53. «Camila Pitanga celebra um ano de namoro e se declara: "Estou inteira e plena contigo" | Donna». GZH. 11 de abril de 2022. Consultado em 9 de junho de 2023 
  54. «Camila Pitanga relata tragédia com Domingos Montagner: "Ele me salvou"». Quem. 19 de setembro de 2016. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  55. «Ler, escrever e crescer - Aula 02». Educação Globo. Consultado em 16 de setembro de 2019 
  56. «Camila Pitanga vive estagiária sexy em 'A Grande Família"» 
  57. «Com visual sóbrio, Camila Pitanga explica sua personagem em 'Sessão de Terapia'». Sessão de Terapia - GNT. Consultado em 27 de julho de 2014 
  58. a b «Camila Pitanga e Zezé Motta estrelam clipe de 'Maria, Maria'». G1. Consultado em 16 de setembro de 2019 
  59. «Fantástico estreia nova temporada de Mulheres Fantásticas neste domingo; saiba como será». BoL. 30 de novembro de 2019. Consultado em 30 de novembro de 2019 
  60. «Milton Gonçalves e Camila Pitanga farão especial de Natal». Kogut. Consultado em 16 de setembro de 2019 
  61. «Doc brasileiro que concorre no Festival Independente de Cinema de Toronto estreia com exclusividade no Globoplay». Imprensa.Globo.com. 1 de setembro de 2021. Consultado em 15 de setembro de 2021 
  62. «Bruna Linzmeyer e Camila Pitanga têm cenas quentes em clipe de Letrux: 'Climão tesão'». Extra. Consultado em 16 de setembro de 2019 
  63. «Camila Pitanga - Musa morena». ISTOÉ Gente. Consultado em 15 de dezembro de 2016 
  64. «ISTOÉ Gente». Terra. Consultado em 15 de dezembro de 2016 
  65. «ISTOÉ Gente». ISTOÉ Gente. Consultado em 15 de dezembro de 2016 
  66. «Teatro: Camila Pitanga é a estrela da peça 'Por que Não Vivemos?». O Dia. Consultado em 16 de setembro de 2019 
  67. «7º Prêmio Guarani (2001) - Papo de Cinema». Papo de Cinema. Consultado em 15 de dezembro de 2016 
  68. «Prêmio - Arte Qualidade Brasil SP». Prêmio Arte Qualidade Brasil. Consultado em 10 de janeiro de 2023 
  69. «Confira os indicados e ganhadores do Prêmio Qualidade Brasil 2004 em São Paulo». Prêmio Qualidade Brasil. Consultado em 28 de agosto de 2020 
  70. a b c «Camila Pitanga». IMDb. Consultado em 15 de dezembro de 2016 
  71. «Linha do tempo - Troféu Raça Negra». Troféu Raça Negra. Consultado em 12 de janeiro de 2023 
  72. Cinema, Papo de. «11° Prêmio Guarani (2005) - Papo de Cinema». Papo de Cinema 
  73. Cinema, Papo de. «13º Prêmio Guarani (2007) - Papo de Cinema». Papo de Cinema 
  74. «Vem aí a 8ª edição do "Meus Prêmios Nick"». Uol. 4 de setembro de 2007. Consultado em 15 de junho de 2018 
  75. «Capricho Awards: os melhores de 2007». Capricho. 30 de dezembro de 2007 
  76. «Prêmio Quem :: TV - Premiações Artísticas» 
  77. «Prêmio Extra de Televisão :: TV - Premiações Artísticas» 
  78. «Camila Pitanga e Grazi ganham prêmios de melhores do ano». Terra. 30 de dezembro de 2007 
  79. «"Paraíso Tropical" vence em quatro categorias nas eleições dos melhores da TV de 2007». Uol. 21 de dezembro de 2007. Consultado em 25 de dezembro de 2022 
  80. «25 mulheres que brilharam em 2007». Criativa. 23 de dezembro de 2007. Consultado em 11 de janeiro de 2023 
  81. «Melhores e piores da TV». Diário do Grande ABC. 23 de dezembro de 2007. Consultado em 11 de janeiro de 2023 
  82. «IG Gente: Vencedores Melhores & Piores 2007». IG Gente. 23 de dezembro de 2007. Consultado em 3 de março de 2023 
  83. «IG: Indicados Melhores & Piores 2007». IG Gente. 23 de dezembro de 2007. Consultado em 3 de março de 2023 
  84. «APCA premia melhores de 2007 em cerimônia arrastada - 06/05/2008 - Ilustrada - Folha de S.Paulo» 
  85. «Confira quem ganhou o Troféu Imprensa - 10/03/2008 - Ilustrada - Folha de S.Paulo» 
  86. «Os vencedores do Prêmio Contigo! de TV de todos os tempos - MdeMulher». 1 de junho de 2015 
  87. «Categoria Televisão - 2010 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». premioartequalidade.org.br. Consultado em 11 de novembro de 2016 
  88. «Vencedores do Troféu Raça Negra no jornalismo e teledramaturgia». Mundo Negro. 15 de novembro de 2011. Consultado em 12 de janeiro de 2023 
  89. «Camila Pitanga recebe Troféu Calunga no Cine PE». jconline. Consultado em 11 de agosto de 2018 
  90. Oricchio, Luiz Zannin (15 de Abril de 2012). «Camila Pitanga é premiada por 'Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios'». O Estado de S. Paulo. Consultado em 6 de Março de 2014 
  91. «Saiba quem são os vencedores do Festival do Rio - OsPaparazzi» 
  92. «Camila Pitanga conquista prêmio no Amazonas Film Festival - Cinema - iG» 
  93. «18° Prêmio Guarani :: Premiados de 2012 - Papo de Cinema» 
  94. «Votações encerradas - Prêmio QUEM 2012: finalistas da categoria». Revista Quem. Consultado em 15 de dezembro de 2016 
  95. «Prêmio Bravo! homenageia Luiz Gonzaga». Meio & Mensagem . 2 de outubro de 2012. Consultado em 12 de janeiro de 2023 
  96. «Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema». sesi sp. Consultado em 25 de fevereiro de 2017 
  97. «10 Prêmio ACIE de Cinema 2013: correspondentes internacionais escolhem melhores filmes brasileiros». Cultura RJ. 30 de abril de 2013. Consultado em 25 de fevereiro de 2017 
  98. «Veja os destaques da terceira edição do Anápolis Festival de Cinema». Cinema com Rapadura. 24 de maio de 2013. Consultado em 3 de março de 2023 
  99. «"Retrospectiva: Vote nos melhores da TV de 2013». Uol. 2 de dezembro de 2013. Consultado em 23 de dezembro de 2022 
  100. «Indicados do 2° semestre de 2014 ao 4° Prêmio Questão de Crítica». Questão de Crítica. 8 de fevereiro de 2015. Consultado em 4 de janeiro de 2023 
  101. «Jornal "Diário Gaúcho" - grupo clicRBS». 2014. 2014 
  102. «11ª edição do Troféu AIB de Imprensa será no dia 9 de dezembro». Revista infoco. 30 de abril de 2013. Consultado em 25 de fevereiro de 2017 
  103. PrêMio Extra de TV 2016: vote nos melhores do ano
  104. «Quem foi a melhor atriz da TV em 2016?». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 12 de dezembro de 2018 
  105. «Público elege os melhores do ano no Troféu Observatório da Televisão». Observatório da TV Uol. 21 de dezembro de 2016. Consultado em 11 de janeiro de 2023 
  106. «Veja a lista dos vencedores dos "Melhores do Ano NT 2016"». TV - Premiações Artísticas. 23 de dezembro de 2016. Consultado em 11 de janeiro de 2023 
  107. «Documentário de Camila Pitanga sobre a vida de seu pai é premiado». Epoca Globo. Consultado em 28 de julho de 2018 
  108. «Filme de Camila Pitanga sobre o pai ganha prêmio na Mostra Tiradentes». Metropoles. Consultado em 28 de julho de 2018 
  109. «Brasileiros são premiados em festival de cinema no exterior». Estação I. Consultado em 28 de julho de 2018 
  110. «Com 15 indicações, 'Bingo' é favorito no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2018». O Globo. Consultado em 28 de julho de 2018 
  111. «Conheça os finalistas do II Prêmio ABRA de Roteiro». ABRA . 5 de agosto de 2018. Consultado em 11 de janeiro de 2023 
  112. «Camila Pitanga e Antonio Pitanga se emocionam com homenagem em Tiradentes». Blog do Arcanjo . 30 de janeiro de 2020. Consultado em 12 de janeiro de 2023 
  113. «Confira a lista completa dos indicados Prêmio Cenym 2020». Cenyms . 19 de setembro de 2020. Consultado em 12 de janeiro de 2023 
  114. «Camila Pitanga recebe o prêmio pela carreira no 32º Cine Ceará». Meio Amargo . 7 de outubro de 2022. Consultado em 12 de janeiro de 2023 

Ligações externas editar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre Camila Pitanga:
  Citações no Wikiquote
  Categoria no Commons
  Base de dados no Wikidata

Precedida por
Karine Teles
por Riscado
Prêmio Guarani de Melhor Atriz
por Eu Receberia as Piores Notícias
dos Seus Lindos Lábios

2013
Sucedida por
Alessandra Negrini
por O Abismo Prateado