Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura o goleiro brasileiro, veja Silvio Luiz de Oliveira de Paula.
Silvio Luiz
Nome completo Sylvio Luiz Perez Machado de Souza
Nascimento 14 de julho de 1934 (85 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Elizabeth Darcy
Pai: Ademar Machado
Parentesco Verinha Darcy (irmã)
Cônjuge Márcia
Ocupação Locutor esportivo
Página oficial
Site oficial

Sylvio Luiz Perez Machado de Souza, mais conhecido como Silvio Luiz (São Paulo, 14 de julho de 1934) é locutor esportivo, apresentador e ex-ator brasileiro. Atualmente trabalha na RedeTV! e na Transamérica Pop.[1]

CarreiraEditar

Sílvio começou a se interessar pelo esporte na infância, quando acompanhava sua mãe, Elizabeth Darcy, que foi uma das mulheres pioneiras na locução, durante seu trabalho na Rádio Tupi. Em 1958, entusiasmado pela carreira de atriz de sua irmã Verinha Darcy, estreou como ator na primeira versão de Éramos Seis, na RecordTV, como Julinho, filho dos protagonistas. Logo depois esteve no elenco de Cela da Morte na mesma emissora, sua última telenovela. Focado como repórter esportivo, trabalhou na TV Record, TV Paulista, Rádio Bandeirantes, TV Excelsior, SBT e Band. Foi diretor de programação da TV Record na década de 1970. Passou a ser locutor esportivo, ganhando aos poucos o posto de titular dos jogos e transmitindo várias Copas do Mundo. Sua marca pessoal é o uso de irreverência durante as narrações, cunhando bordões e frases de efeito e utilizando-se de sarcasmo, bem como o seu timbre de voz característico. Devido à fama dos bordões, Silvio Luiz participou em 1997 da gravação da música Futebol, Mulher e Rock n' Roll, da banda Dr. Sin, na qual ele narra uma partida ao longo da música com os seus inconfundíveis bordões.

Em novembro de 2008, Silvio foi demitido da Rede Bandeirantes, assim como outros sete funcionários da casa. Permaneceu, porém, no Grupo Bandeirantes, sendo utilizado no canal fechado BandSports, em que narrava jogos do Campeonato Português. Comandou também vários programas no canal. Dias antes da Copa do Mundo de Futebol de 2010, na África do Sul, ao saber que não seria aproveitado pelo canal, pediu demissão e se desligou definitivamente do Grupo Bandeirantes. Vale lembrar que o próprio Silvio, ao lado de Barbara Gancia, foi quem inaugurou o canal, fazendo sua primeira transmissão ao vivo. Em 17 de setembro de 2010, Sílvio Luiz é anunciado como novo reforço da RedeTV! para cobrir a Série B, o Campeonato Italiano e a Liga Europa[2] Em 29 de junho de 2011 acertou contrato também com a Transamérica FM de São Paulo.[3] Em 2013 Silvio apresentou o extinto Bola Dividida.

Vida pessoalEditar

Silvio Luiz Perez Machado de Souza nasceu em São Paulo no dia 14 de julho de 1934, filho do eletricista Ademar Machado de Souza e da locutora Elizabeth Darcy. Também tinha como irmã a atriz Verinha Darcy, que morreu em 1979 aos 33 anos. É descendente de espanhóis. Casou-se em 1969 com a cantora Márcia, com quem tem três filhos. Em 19 de novembro de 1994, Silvio Luiz recebeu do presidente Itamar Franco a Comenda da Ordem Nacional do Mérito Educativo, devido à seu incentivo na televisão aberta em prol do Plano Real.[4]

Outros projetosEditar

Federação Paulista de FutebolEditar

Silvio Luiz concorreu à presidência da FPF duas vezes: em 1982 e em 1985, ambas com o jornalista Flávio Prado como seu vice. Em 1982 teve apenas 2 votos, ante 187 de José Maria Marin e 131 de Nabi Abi Chedid. Já em 1984 teve 4 votos, ante 153 novamente de José Maria Marin, 125 de Felipe Cheidde e 5 de Ulisses Gouveia.

Pro Evolution SoccerEditar

Em 2011, Silvio assinou um contrato com a empresa produtora e editora de videojogos, a Konami, para ser o narrador oficial na linguagem português (Brasileiro) durante os jogos virtuais em Pro Evolution Soccer, ao lado de Mauro Beting. Silvio emprestou sua voz para mais de cinco mil falas, incluindo seus bordões, nomes de estádios, nomes dos jogadores presentes na série e situações de jogo.[5] Na edição seguinte, o Pro Evolution Soccer 2012, Silvio se manteve como narrador oficial da linguagem português (Brasileiro), porém apenas acrescentando nomes diferentes ao estádio novos presentes no jogo, bem como novos jogadores introduzidos e algumas inovadas situações de jogo, já que a base era praticamente da narração anterior.

O mesmo ocorreu durante Pro Evolution Soccer 2013, onde sua base de narração foi mantida das versões anteriores, e apenas adicionado novas falas com nomes de jogadores, estádios e situações de jogo. Seu contrato foi até a versão 2016. Para a edição de 2017, ele foi substituído por Milton Leite, do SporTV. Milton já narrou a série concorrente, FIFA, entre as edições de 1999 e 2004.[6]

BordõesEditar

  • "Vai buscar no fundo." - quando um gol acontecia."
  • "Acerte o seu aí, que eu arredondo o meu aqui." - sobre o cronômetro, utilizado quando o arbitro está para autorizar o início da partida
  • "Está valendo…" - quando o juiz apitava o início da partida ou do segundo tempo.
  • "Olho no lance…" - ao narrar uma jogada de que pode culminar em gol
  • "No pauuu..." - quando a bola bate na trave
  • "Minha nossa senhora…" - ao narrar uma jogada que levou perigo de gol
  • "Pelas barbas do profeta…" - ao narrar uma jogada que levou perigo de gol
  • "Pelo amor dos meus filhinhos…" - ao narrar uma jogada que levou perigo de gol
  • "Ééééé, do (time), foi, foi, foi ele…(nome do jogador), o craque da camisa número (número do jogador)" - ao narrar gol
  • "Ééééé, mais um gol brasileiro, meu povo! Encha o peito, solte um grito na garganta e confira comigo no replay…" - gol da seleção brasileira
  • "Quando eram jogados redondos (tempo em que o gol foi marcado) minutos do (primeiro/segundo) tempo" - finalização do grito de gol
  • "E ela foi lá, balançou o capim no fundo do gol…" - quando acontece um gol, pronuncia capim referindo-se à grama
  • "Confira comigo no Replay" - para ver o replay de um lance de gol
  • "Foi lá no gogó da ema…" - quando a bola vai na direção do ângulo
  • "Balançou o esqueleto…" - quando o jogador bate um arremesso lateral
  • "Agora pode fechar o caixão e beijar a viúva!" - quando um jogador faz um gol que define a partida
  • "Subiu a flanela" - quando o auxiliar de arbitragem levanta a bandeira para marcar uma infração do lance
  • "Subiu o pano" - quando o auxiliar de arbitragem levanta a bandeira para marcar uma infração do lance
  • "O que foi que só você viu?" - pergunta ao repórter de campo quando acontece um gol
  • "Quê que eu vou dizer lá em casa?”" - quando um jogador perde um gol incrível
  • "Esse até minha avó fazia." - quando um jogador perde um gol
  • "Todo mundo na posição do Papai-Noel" - quando os jogadores estão na barreira
  • "Tá armado o bororô" - quando há briga entre os jogadores
  • "Na ponta da bota tira o (fulano)!" - quando o jogador salva seu time do perigo de gol
  • "Chamem a polícia!" - quando o juiz erra
  • "Olha a confusão armada na cozinha!" - bate-rebate na área com perigo de gol
  • "Vai subir na sobreloja!" - quando o zagueiro pula para tirar uma bola aérea
  • "Vai mandar lá no meio do pagode!" - quando um jogador cruza a bola na área do adversário
  • "Queimou, queimou o filme!" - quando a seleção Brasileira sofria um gol
  • "Olha o sabugo" - quando um jogador prepara-se para chutar de longe do gol adversário
  • "Olha o canudo" - quando um jogador prepara-se para chutar de longe do gol adversário
  • "Vai mandar o tubo dai" - quando um jogador prepara-se para chutar de longe do gol adversário
  • "Outro escanteio de novo" - quando um jogador bate o escanteio e desvia no adversário para acontecer o mesmo lance
  • "Entregou o ouro pro bandido" - quando o jogador entrega a bola pro adversário sem querer
  • "Abriu a caixa de ferramentas" - quando o jogador faz uma falta dura
  • "Aconteceu um cocorócoco" - quando o goleiro sofre um frango
  • "Já tem amarelo, já tem amarelo, vai ser expulso" - quando o jogador marca uma falta e está prestes a ser expulso pois já havia sido advertido com cartão amarelo
  • "Bonitão, a bandeirinha de escanteio não joga foi pra ela que você chutou" - quando o jogador chuta a bola do nada sem ter ninguém para recebê-la
  • "Eu acho que essa sapatada foi de propósito, esse cara é um cavalo" quando o jogador marca um pênalti para o outro time
  • Alô,alô estamos em (nome da cidade/nome do país e o nome do estádio) quando inicia as transmissões
  • "Aê Mauro, vamo mete a pizza na pessoa ou não" ao referir ao companheiro de jornada Mauro Betting pra degustar uma pizza depois do fim do jogo
  • "Mandou a bola na lua" quando o jogador dá um bicão errado e a bola decola lá no alto,pra torcida.

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Filme Personagem
1958 Éramos Seis Júlio Abílio de Lemos Filho (Julinho)
1958 Cela da Morte Edgard

CinemaEditar

Ano Filme Personagem Notas
1964 Luta nos Pampas Lucas
1980 A Morte Transparente Dingo
2000 O Mundo Segundo Silvio Luiz Ele mesmo Documentário
2006 Boleiros 2 - Vencedores e Vencidos Aurélio

VideoclipesEditar

Ano Música Artistas
1997 "Futebol, Mulher e Rock'n'roll"[7] Dr. Sin

Referências

  1. «Sílvio Luiz voltará a narrar jogos na TV aberta - Blog do Torcedor». Blog do Torcedor. 16 de setembro de 2009 
  2. «Silvio Luiz na RedeTV!». Universo Online. Televisao.uol.com.br 
  3. «Silvio Luiz é o novo comentarista da Transamérica FM - Rádio Amantes». WordPress 
  4. Olho no lance! WILLIAM, Wagner. Silvio Luiz, o que só ele viu em 50 anos de rádio, televisão e esportes. Editora Best Seller, 2002
  5. «"Pro Evolution Soccer 2011" terá narração de Silvio Luiz». Universo Online. UOL Jogos 
  6. «Milton Leite é cogitado para substituir Silvio Luiz em PES 2017». Universo Online. UOL Jogos. 5 de abril de 2016. Consultado em 2 de agosto de 2016 
  7. whiplash.net/

Ligações externasEditar

 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Silvio Luiz