Suécia no Festival Eurovisão da Canção

A Suécia participou no Festival Eurovisão da Canção 63 vezes, tendo ganho 7 vezes, igualando o recorde da Irlanda de mais vitórias no certame,[1] e falhando apenas uma única qualificação à final, a de 2010.[2]

Suécia
Flag
Estação Televisiva Representante (1958–79)
(1979-Presente)
Selecção Nacional
País Anfitrião 1975, 1985, 1992, 2000, 2013, 2016, 2024
Participações
Participações 62 (61 finais)
Não participou em 1964, 1970, 1976
Melhor resultado nas finais 1º lugar: 1974, 1984, 1991, 1999, 2012, 2015, 2023
Pior resultado nas finais Último: 1963, 1977
Melhor resultado nas semifinais 1º lugar: 1996, 2011, 2012, 2015
Pior resultado nas semifinais 12º lugar: 2008
Ligações Externas
SVT
Suécia na Eurovisão
Portal da Eurovisão

História editar

A Suécia transmitiu o Festival Eurovisão da Canção pela primeira vez em 1957, estreando-se no ano seguinte com "Lilla stjärna" interpretada por Alice Babs - a única participação que foi decidida através de seleção interna - conseguindo o 4º lugar em 10 países participantes.[3] Durante a década seguinte, o desempenho da Suécia foi misto, indo de um nul points - o único da sua história - em 1963, com "En gång i Stockholm", interpretado por Monica Zetterlund, até um 2º lugar em 1966, com "Nygammal vals", interpretado por Lill Lindfors e Svante Thuresson[4], com uma desistência pelo meio, em 1964, devido a uma greve dos artistas,[5] e uma participação em inglês, em 1965, que fez com que fosse implementada, no ano seguinte, uma regra que obrigava os países a cantarem na sua língua oficial.[6]

A década de 1970 começou com um protesto sueco que, em conjunto com a Noruega, a Finlândia, Portugal e Áustria, não participou na edição de 1970, devido à vitória de quatro países no ano anterior.[7] Criado um critério de desempate, o país regressou em 1971, representado pelos Family Four, um dos primeiros grupos oficialmente a participar no certame após a permissão a concurso de grupos até seis elementos.[8] Seria também com uma banda que a Suécia ganharia o certame pela primeira vez, em 1974, com os ABBA e a canção "Waterloo", a primeira canção a vencer o Festival Eurovisão da Canção sem ser cantada na lingua oficial do país vencedor, tornando-se num sucesso mundial e a banda a alcançar um enorme sucesso internacional, vendendo em toda a sua história cerca de 150 e 385 milhões de discos em todo o mundo.[9][10]

Tendo ganho a edição de 1974, a Suécia foi convidada a organizar a edição de 1975. A organização foi acompanhada de um debate intenso, no qual representantes do movimento musical sueco acreditavam que a Sveriges Television não deveriam gastar a maior parte do seu orçamento para a cultura na organização do certame, por considerarem comercial e que não daria apoio aos artistas locais e, como protesto, foi organizado o Alternativfestivalen (Festival Alternativo), entre os dias 17 e 22 de março (dia do Festival Eurovisão da Canção), em Estocolmo,[11][12][13] cujo sucesso pode ter sido determinante para que o país resolvesse desistir no ano seguinte,[14] juntamente com o facto do certame exigir um enorme esforço financeiro por parte do país organizador, em vez de o ser compartilhado pelos países concorrrentes.[15]

O regresso em 1977 foi marcado com o seu segundo último lugar da história, com as participações nos anos seguintes, apesar de protagonizadas por artistas populares como Björn Skifs, Ted Gärdestad e Tomas Ledin, a não conseguirem resultados satisfatórios. A partir de 1983, o país começou a registar melhores resultados, tendo sido representado nesse ano por Carola Häggkvist - que viria a vencer a edição de 1991 -, que conseguiu um 3º lugar, seguida da sua segunda vitória em 1984, com o trio Herreys e a música "Diggi-Loo Diggi-Ley"[16], e mais um terceiro lugar com "Bra vibrationer", em 1985, seguindo-se bons resultados ao longo da década de 1980.

A terceira vitória veio em 1991, com Carola Häggkvist e "Fångad av en stormvind", mas apenas venceu através de desempate,[17] com a participação no ano seguinte a obter um penúltimo lugar. A partir de 1994, devido ao aumento do número de países participantes, foram introduzidas regras de relegação dos países com piores classificações, algo do qual a Suécia sempre conseguiu escapar, devido às boas classificações, que incluíram dois 3ºs lugares e mais uma vitória, em 1999, com "Take Me to Your Heaven", no primeiro ano em que a regra da interpretação das canções na língua oficial caiu,[18] seguindo-se vários tops 10 noas anos seguintes.

Em 2004, foram introduzidas as semifinais e, apesar de ter conseguido dois tops 5 (em 2004 e em 2006), os anos seguintes não foram animadores, com a qualificação de 2008 a ter lugar graças à intervenção do júri (ficou em 12º lugar na classificação geral da semifinal), e a sua única não-qualificação até hoje em 2010.[2]

No entanto, os anos seguintes podem ser considerados, tendo em conta os resultados, como os melhores da história da Suécia no certame, com três vitórias (duas protagonizadas por Loreen, em 2012 e 2023, e outra por Måns Zelmerlöw, em 2015), e apenas duas presenças fora do top 10.[4]

Modelo de seleção editar

 Ver artigo principal: Melodifestivalen

No primeiro ano em que a Suécia participou do Festival Eurovisão da Canção, em 1958, o artista e as inscrições foram selecionados internamente pela associação musical Compositores de Música Popular Sueca (SKAP). Desde aí, todas as participações têm sido deceidas através do célebre concurso Melodifestivalen. Com vários formatos ao longo dos anos, o certame tem o mesmo formato desde 2002, com seis estetáculos, realizados por toda a Suécia, e a final realizada em Estocolmo,[19] sendo um dos programas de televisão mais populares da Suécia e estima-se que mais de 4 milhões de suecos assistam ao programa anualmente.[20]

Galeria editar

Participações editar

Legenda
     Vencedor
     2.º lugar
     3.º lugar
     Pontuação Nula ("Null Points")/Último Lugar
     Melhor classificação (fora do top 3)
     Qualificação para a final (fora do top 3)
     País-anfitrião


# Ano Artista Canção Língua Final[4] Pontos Semi Pontos
  Hilversum 1958 Alice Babs "Lilla stjärna"
Pequena Estrela
Sueco 10 Sem Semi-Finais
  Cannes 1959 Brita Borg "Augustin" Sueco 4
  Londres Siw Malmkvist 1960 "Alla andra får varann"
Todos os outros agarram-se uns aos outros
Sueco 10º 4
  Cannes 1961 Lill-Babs "April, april"
Abril, abril
Sueco 14º 2
  Luxemburgo 1962 Inger Berggren "Sol och vår"
Sol e Primavera
Sueco 4
  Londres 1963 Monica Zetterlund "En gång i Stockholm"
Era uma vez em Estocolmo
Sueco 13º 0
  Copenhaga 1964 Não participou
  Nápoles 1965 Ingvar Wixell "Absent Friend"
Amigo Ausente
Inglês 10º 6
  Luxemburgo 1966 Lill Lindfors e Svante Thuresson "Nygammal vals"
A nova velha valsa
Sueco 16
  Viena 1967 Östen Warnerbring "Som en dröm"
Como um sonho
Sueco 7
10º   Londres 1968 Claes-Göran Hederström "Det börjar verka kärlek, banne mig"
Está começando a ver como amor, maldito seja
Sueco 15
11º   Madrid 1969 Tommy Körberg "Judy, min vän"
Judy, minha amiga
Sueco 8
  Amesterdão 1970 Não participou
12º   Dublin 1971 Family Four "Vita vidder"
Horizontes brancos
Sueco 85
13º  Edinburgo 1972 "Härliga sommardag"
Bonito dia de verão
Sueco 13º 75
14º   Luxemburgo 1973 Nova "You're Summer"
Tu és verão
Inglês 94
15º   Brighton 1974 ABBA "Waterloo" Inglês 24
16º   Estocolmo 1975 Lasse Berghagen "Jennie, Jennie" Inglês 72
  Haia 1976 Não participou
17º   Londres 1977 Forbes "Beatles" Sueco 18º 2
18º   Paris 1978 Björn Skifs "Det blir alltid värre framåt natten"
Isso torna-se sempre pior ao anoitecer
Sueco 14º 26
19º   Jerusalém 1979 Ted Gärdestad "Satellit"
Satélite
Sueco 17º 8
20º   Haia 1980 Tomas Ledin "Just nu!"
Agora Mesmo
Sueco 10º 47
21º   Dublin 1981 Björn Skifs "Fångad i en dröm"
Capturado por um sonho
Sueco 10º 50
22º   Harrogate 1982 Chips "Dag efter dag"
Dia após dia
Sueco 67
23º   Munique 1983 Carola "Främling"
Estranho
Sueco 126
24º   Luxemburgo 1984 Herreys "Diggi-Loo Diggi-Ley" Sueco 145
25º   Gotemburgo 1985 Kikki Danielsson "Bra vibrationer"
Boas vibrações
Sueco 103
26º   Bergen 1986 Monica Törnell & Lasse Holm "E' de' det här du kallar kärlek?"
Isto é aquilo a que vocês chamam amor'?
Sueco 78
27º   Bruxelas 1987 Lotta Engberg "Boogaloo" Sueco 12º 50
28º   Dublin 1988 Tommy Körberg "Stad i ljus"
Cidade de luz
Sueco 12º 52
29º   Lausanne 1989 Tommy Nilsson "En dag"
Um dia
Sueco 110
30º   Zagreb 1990 Edin-Ådahl "Som en vind"
Como um vento
Sueco 16º 24
31º   Roma 1991 Carola "Fångad av en stormvind"
Capturada por uma tempestade de vento
Sueco 146
32º   Malmö 1992 Christer Björkman "I morgon är en annan dag"
Amanhã é outro dia
Sueco 22º 9
33º   Millstreet 1993 Arvingarna "Eloise" Sueco 89 Kvalifikacija za Millstreet
34º   Dublin 1994 Marie Bergman e Roger Pontare "Stjärnorna"
As estrelas
Sueco 13º 48 Sem Semi-Finais
35º   Dublin 1995 Jan Johansen "Se på mej"
Olha para mim
Sueco 100
36º   Oslo 1996 One More Time "Den vilda"
O selvagem
Sueco 100 227
37º   Dublin 1997 Blond "Bara hon älskar mig"
Se ao menos ela me amasse
Sueco 14º 36 Sem Semi-Finais
38º   Birmingham 1998 Jill Johnson "Kärleken är"
O amor é
Sueco 10º 53
39º   Jerusalém 1999 Charlotte Perrelli "Take Me to Your Heaven"
Leva-me ao teu céu
Inglês 163
40º   Estocolmo 2000 Roger Pontare "When Spirits Are Calling My Name"
Quando os espíritos estão chamando pelo meu nome
Inglês 88
41º   Copenhaga 2001 Friends "Listen To Your Heartbeat"
Escuta o bater do teu coração
Inglês 100
42º   Tallinn 2002 Afro-dite "Never Let It Go"
Nunca deixes ir
Inglês 72
43º   Riga 2003 Fame "Give Me Your Love"
Dá-me o Teu Amo
Inglês 107
44º   Istambul 2004 Lena Philipsson "It Hurts"
Isso dói
Inglês 170 Top 11 no ano anterior
45º   Kiev 2005 Martin Stenmarck "Las Vegas" Inglês 19º 30 Top 12 no ano anterior
46º   Atenas 2006 Carola "Invincible"
Invencível
Inglês 170 214
47º   Helsínquia 2007 The Ark "The Worrying Kind"
Do tipo preocupante
Inglês 18º 51 Top 10 no ano anterior
48º   Belgrado 2008 Charlotte Perrelli "Hero"
Herói
Inglês 18º 47 12º 54
49º   Moscovo 2009 Malena Ernman "La voix"
A Voz
Francês & Inglês 21º 33 105
50º   Oslo 2010 Anna Bergendahl "This Is My Life"
Esta é a minha vida
Inglês Não se qualificou 11º 62
51º   Düsseldorf 2011 Eric Saade "Popular" Inglês 185 155
52º   Baku 2012 Loreen "Euphoria"
Euforia
Inglês 372 181
53º   Malmö 2013 Robin Stjernberg "You"
Tu
Inglês 14º 62 País Anfitrião
54º   Copenhaga 2014 Sanna Nielsen "Undo"
Desfazer
Inglês 218 131
55º   Viena 2015 Måns Zelmerlöw "Heroes"
Heróis
Inglês 365 217
56º   Estocolmo 2016 Frans "If I Were Sorry"
Se eu lamentasse
Inglês 261 País Anfitrião
57º   Kiev 2017 Robin Bengtsson "I Can't Go On"
Não Posso Continuar
Inglês 344 227
58º   Lisboa 2018 Benjamim Ingrosso "Dance You Off"
Dança Tu
Inglês 274 254
59º   Tel Aviv 2019 John Lundvik "Too Late for Love"
Tarde demais para o amor
Inglês 334 238
  Roterdão 2020 The Mamas "Move"
Anda
Inglês A edição não se realizou
60º   Roterdão 2021 Tusse "Voices"
Vozes
Inglês 14º 109 142
61º   Turim 2022 Cornelia Jakobs "Hold Me Closer"
Abraça-me perto
Inglês 438 396
62º   Liverpool 2023 Loreen "Tattoo"
Tatuagem
Inglês 583 135
63º   Malmö 2024 País Anfitrião
Desdobramento das votações por televoto e júri

Ano Artista Canção Final Semi
Tlv. Pontos Júri Pontos Cl. Pontos Tlv. Pontos Júri Pontos Cl. Pontos
  Moscovo 2009 Malena Ernman "La voix" 15º 59 22º 27 21º 33 Apenas televoto 105
  Oslo 2010 Anna Bergendahl "This Is My Life" Não se qualificou 11º 76 64 11º 62
  Düsseldorf 2011 Eric Saade "Popular" 221 106 185 159 99 155
  Baku 2012 Loreen "Euphoria" 343 296 372 180 145 181
  Malmö 2013 Robin Stjernberg "You" 18º 16.19 8.05 14º 62 País Anfitrião
  Copenhaga 2014 Sanna Nielsen "Undo" 190 201 218 122 125 131
  Viena 2015 Måns Zelmerlöw "Heroes" 279 363 365 195 208 217
  Estocolmo 2016 Frans "If I Were Sorry" 139 122 261 País Anfitrião
  Kiev 2017 Robin Bengtsson "I Can't Go On" 126 218 344 103 124 227
  Lisboa 2018 Benjamim Ingrosso "Dance You Off" 23º 21 253 274 83 171 254
  Tel Aviv 2019 John Lundvik "Too Late for Love" 93 241 334 88 150 238
  Roterdão 2021 Tusse "Voices" 11º 63 17º 46 14º 109 10º 51 91 142
  Turim 2022 Cornelia Jakobs "Hold Me Closer" 180 258 438 174 222 396
  Liverpool 2023 Loreen "Tattoo" 243 340 583 Apenas televoto 135

Apresentadores editar

Ano Local Local Apresentador(es)
1975   Estocolmo Stockholm Exhibition & Convention Centre Karin Falck
1985   Gotemburgo Scandinavium Lill Lindfors
1992   Malmö Malmö Isstadion Lydia Cappolicchio e Harald Treutiger
2000   Estocolmo Globe Arena Kattis Ahlström e Anders Lundin
2013   Malmö Malmö Arena Petra Mede
2016   Estocolmo Ericsson Globe Petra Mede e Mans Zelmerlow
2024   Malmö Malmö Arena

Comentadores e porta-vozes editar

Ano(s) Comentador televisivo Segundo comentador televisivo Comentador de rádio Porta-voz
1957 Nils Linnman Sem segundo comentador Sem transmissão Não participou
1958 Jan Gabrielsson O mesmo comentador da transmissão televisiva Tage Danielsson
1959 Roland Eiworth
1960 Tage Danielsson
1961 Roland Eiworth
1962 Tage Danielsson
1963 Jörgen Cederberg Edvard Matz
1964 Sven Lindahl Não participou
1965 Berndt Friberg Edvard Matz
1966 Sven Lindahl
1967 Christina Hansegård
1968
1969
1970 Sem transmissão Não participou
1971 Åke Strömmer Ursula Richter Sem porta-voz
1972 Bo Billtén Björn Bjelfvenstam
1973 Alicia Lundberg Ursula Richter
1974 Johan Sandström Sven Lindahl
1975 Åke Strömmer
1976 Sem transmissão Não participou
1977 Ulf Elfving Åke Strömmer & Ursula Richter Sven Lindahl
1978 Kent Finell
1979
1980 Arne Weise
1981 Sem transmissão Bengteric Nordell
1982 Kent Finell Arne Weise
1983 Agneta Bolme-Börjefors
1984 Fredrik Belfrage Sem transmissão
1985 Jan Ellerås & Rune Hallberg
1986 Ulf Elfving Jacob Dahlin
1987 Fredrik Belfrage Jan Ellerås
1988 Bengt Grafström Kalle Oldby Maud Uppling
1989 Jacob Dahlin Kent Finell & Janeric Sundquist Agneta Bolme-Börjefors
1990 Jan Jingryd Kersti Adams-Ray Jan Ellerås
1991 Harald Treutiger Kalle Oldby & Runne Hallberg Bo Hagström
1992 Björn Kjellman Jesper Aspegren Kalle Oldby & Lotta Engberg Jan Jingryd
1993 Jan Jingryd Kåge Gimtell Susan Seidemar & Claes-Johan Larsson Gösta Hanson
1994 Pekka Heino Sem segundo comentador Claes-Johan Larsson & Lisa Syrén Marianne Anderberg
1995 Pernilla Månsson Kåge Gimtell Björn Hedman
1996 Björn Kjellman Sem segundo comentador Ulla Rundquist
1997 Jan Jingryd Gösta Hanson
1998 Pernilla Månsson Christer Björkman Claes-Johan Larsson & Anna Hötzel Björn Hedman
1999 Pekka Heino Anders Berglund Carolina Norén Pontus Gårdinger
2000 Pernilla Månsson Christer Lundh Carolina Norén & Björn Kjellman Malin Ekander
2001 Henrik Olsson Sem segundo comentador Josefine Sundström
2002 Claes Åkesson Christer Björkman Kristin Kaspersen
2003 Pekka Heino Sem segundo comentador Kattis Ahlström
2004 Jovan Radomir
2005 Annika Jankell
2006 Jovan Radomir
2007 Kristian Luuk Josef Sterzenbach André Pops
2008 Björn Gustafsson
2009 Edward af Sillén Shirley Clamp Sarah Dawn Finer
2010 Christine Meltzer Lind Eric Saade
2011 Hélène Benno Danny Saucedo
2012 Gina Dirawi Sarah Dawn Finer (como Lynda Woodruff)[21]
2013 Josefine Sundström Sem segundo comentador Yohio
2014 Edward af Sillén[22] Malin Olsson Carolina Norén & Ronnie Ritterland Alcazar
2015 Sanna Nielsen[22] Mariette Hansson
2016 Lotta Bromé Sem segundo comentador Carolina Norén & Björn Kjellman Gina Dirawi
2017 Edward af Sillén Måns Zelmerlöw Carolina Norén Wiktoria Johansson
2018 Sanna Nielsen TBA Felix Sandman
2019 Charlotte Perrelli TBA Eric Saade
2020

Maestros editar

Ano(s) Maestro[23]
1958   Dolf van der Linden
1959   Franck Pourcel
1960   Thore Ehrling
1961   William Lind
1962   Egon Kjerrman
1963   William Lind
1964 Não participou
1965   William Lind
1966   Gert-Ove Andersson
1967   Mats Olsson
1968
1969   Lars Samuelson
1970 Não participou
1971   Claes Rosendahl
1972   Mats Olsson
1973   Monica Dominique (a primeira mulher a dirigir a orquestra)
1974   Sven-Olof Walldoff
1975   Lars Samuelson
1976 Não participou
1977   Anders Berglund
1978   Bengt Palmers
1979   Lars Samuelson
1980   Anders Berglund
1981
1982
1983   Anders Ekdahl
1984   Curt-Eric Holmquist
1985
1986   Anders Berglund
1987   Curt-Eric Holmquist
1988   Anders Berglund
1989
1990   Curt-Eric Holmquist
1991   Anders Berglund
1992
1993   Curt-Eric Holmquist
1994   Anders Berglund
1995
1996
1997   Curt-Eric Holmquist
1998   Anders Berglund

Maestros anfitriões editar

Ano(s) Maestro[23]
1975   Mats Olsson
1985   Curt-Eric Holmquist
1992   Anders Berglund

Historial dos votos editar

Desde da ultima participação em 2019, O histórico de votação da Suécia é o seguinte:

Prémios Marcel Bezençon editar

Prémio Artístico

Votado por anteriores vencedores

Ano Artista Canção Resultado na final Pontos Anfitriã
2002 Afro-dite "Never Let It Go" 72 Tallinn
2006 Carola "Invincible" 170 Atenas

Votado pelos comentadores

Ano Artista Canção Resultado na final Pontos Anfitriã
2012 Loreen "Euphoria" 372 Baku
2015 Måns Zelmerlöw "Heroes" 365 Viena

Prémio Compositor

Ano Canção Compositor(es)
Letra (l) / Música (m)
Artista Resultado na final Pontos Anfitriã
2012 "Euphoria" Thomas G:son (m & l), Peter Boström (m & l) Loreen 372 Baku
2013 "You" Robin Stjernberg, Linnea Deb, Joy Deb, Joakim Harestad Haukaas Robin Stjernberg 14º 62 Malmö

Vencedores pelos membros da OGAE editar

Ano Canção Artista(s) Resultado final Pontos Anfitrião
2008 "Hero" Charlotte Perrelli 18º 47 Belgrado
2012 "Euphoria" Loreen 372 Baku
2014 "Undo" Sanna Nielsen 218 Copenhaga

Congratulations: 50 Anos do Festival Eurovisão da Canção editar

Legenda
     Vencedor
     2.º lugar
     3.º lugar
     Pontuação Nula ("Null Points")/Último Lugar
     Melhor classificação (fora do top 3)
     Qualificação para a final (fora do top 3)
     País-anfitrião


Ano Artista(s) Língua Canção Final Pontos Semi Pontos Classificação (1974) Pontos (1974)
1974 ABBA Inglês "Waterloo" 329 331 24

Referências

  1. «History - Eurovision Song Contest». eurovision.tv. Consultado em 3 de junho de 2023 
  2. a b «Second Semi-Final of Oslo 2010 - Eurovision Song Contest». eurovision.tv. Consultado em 3 de junho de 2023 
  3. «Hilversum 1958». eurovision.tv (em inglês). Consultado em 3 de junho de 2023 
  4. a b c «Sweden». eurovision.tv (em inglês). Consultado em 3 de junho de 2023 
  5. Svan, Charlotte Silfverberg, Johanna (27 de janeiro de 2020). «De här åren ställdes den svenska melodifestivalen in». www.allas.se (em sueco). Consultado em 3 de junho de 2023 
  6. «Luxembourg 1966». eurovision.tv (em inglês). Consultado em 3 de junho de 2023 
  7. «Journal du Jura 7. November 1969 — e-newspaperarchives.ch». www.e-newspaperarchives.ch (em alemão). Consultado em 3 de junho de 2023 
  8. «Dublin 1971». eurovision.tv (em inglês). Consultado em 3 de junho de 2023 
  9. «ABBA music enhances 'Mamma Mia!' at the Van Duzer - Times-Standard Online». web.archive.org. 19 de maio de 2014. Consultado em 3 de junho de 2023 
  10. «The Story». ABBA (em inglês). Consultado em 3 de junho de 2023 
  11. Sweden, Sveriges Television AB, Stockholm, Alternativfestivalen (em sueco), consultado em 3 de junho de 2023 
  12. «Alternativ Festival 1975 | Affischerna 1967-1979». affischerna.se. Consultado em 3 de junho de 2023 
  13. «Alternativfestival | Affischerna 1967-1979». affischerna.se. Consultado em 3 de junho de 2023 
  14. Ørum, Tania; Olsson, Jesper (2016). «The Alternative Eurovision Song Contest 1975 in Sweden». A Cultural History of the Avant-Garde in the Nordic Countries 1950-1975. [S.l.]: Editora Brill. pp. 831–840. ISBN 978-90-04-31049-0 
  15. «Recalling Sweden's first staging of the contest in 1975». eurovision.tv (em inglês). 22 de março de 2013. Consultado em 3 de junho de 2023 
  16. «Luxembourg 1984». eurovision.tv (em inglês). Consultado em 3 de junho de 2023 
  17. «Rome 1991». eurovision.tv (em inglês). Consultado em 3 de junho de 2023 
  18. «Jerusalem 1999». eurovision.tv (em inglês). Consultado em 3 de junho de 2023 
  19. «Aftonbladet avslöjar: Melodifestivalen görs om 2022». www.aftonbladet.se (em sueco). 17 de outubro de 2021. Consultado em 3 de junho de 2023 
  20. «Melodifestivalen 2023 - Mellopedia». mellopedia.svt.se. Consultado em 3 de junho de 2023 
  21. Mirja Bokholm (22 de abril de 2013). «YOHIO presenterar de svenska rösterna i Festival Eurovisão da Canção». SVT.se (em sueco). Consultado em 22 de abril de 2013 
  22. a b «Sanna Nielsen och Edward af Sillén kommenterar Festival Eurovisão da Canção». Melodifestivalen. SVT. Consultado em 15 de abril de 2015 
  23. a b «And the conductor is...|...a website dedicated to all conductors of the Eurovision Song Contest». andtheconductoris.eu. Consultado em 17 de maio de 2023