Treinadores do Cruzeiro Esporte Clube

artigo de lista da Wikimedia

Este artigo contém uma lista em ordem cronológica dos técnicos que dirigiram o Cruzeiro Esporte Clube.

Ordem cronológicaEditar

Legenda:
     Treinador efetivo
     Treinador interino
  Ascensão
  Rebaixamento
Treinador Período Principais feitos
000 Comissão de jogadores 1921 – 1928
  Matturio Fabbi 1928 – 1932 1928: Campeão do Campeonato Mineiro
1929: Campeonato Mineiro (invicto)
1930: Campeonato Mineiro (invicto)
1931: Vice-campeão do Campeonato Mineiro
1932: Vice-campeão do Campeonato Mineiro (pela AMEG)
  Rizzo 1932
  Matturio Fabbi 1933 – 1936 1933: Vice-campeão do Campeonato Mineiro (pelo Campeonato da Cidade)
1935: 4º colocado do Campeonato Mineiro
  Nello Nicolai 1936 – 1937
  Ninão 1937
  Matturio Fabbi 1938
  Matturio Fabbi 1939
  Bengala 1939 – 1943
  Ninão 1943 – 1944
  Bengala 1944
  Chico Trindade 1944 – 1946
  Nello Nicolai 1946
  Américo Tunes 1946
  Bengala 1946 – 1947
  Fumanchu[nota 1] 1947 – 1948
  Niginho 1948 – 1949
  Souza[1][2] 1950 – 1951
  Juvenal Pereira 1951
  Cristóvão Colombo 1952
  Ricardo Díez 1953
  Cristóvão Colombo 1953
  Niginho 1953 – 1955
  Filpo Núñez 1955
  Bengala 1955 – 1956
  Artur Nequessaurt 1956
  Ayrton Moreira 1957
  Gérson dos Santos 1957
  Cristóvão Colombo 1957
  Artur Nequessaurt 1958
  Danilo Alvim 1958
  Gérson dos Santos 1958 – 1959
  Ninão 1959
  Niginho 1959 – 1961
  Gérson dos Santos 1962
  Geninho 1962
  Gilson Santana 1962
  Niginho 1962 – 1963
  Martim Francisco 1963
  Adelino 1964
  Marão 1964
  Ayrton Moreira 1964 – 1967 1966: Campeão do Campeonato Brasileiro
  Orlando Fantoni 1967 – 1968
  Hilton Chaves[3] 1968 – 1969
  Gérson dos Santos 1969 – 1970
  Hilton Chaves[3] 1970
  Filpo Núñez 1970
  Hilton Chaves[3] 1970 – 1971
  João Crispim 1971
  Orlando Fantoni 1971 – 1972
  Yustrich 1972
  Brito[nota 2] 1972
  Hilton Chaves[3] 1972 – 1975
  Antônio Lacerda Filho 1975
  Moacir Rodrigues 1975
  Zezé Moreira 1975 – 1977 1976: Campeão da Copa Libertadores da América
  Yustrich 1977 Vice-campeão da Copa Libertadores da América
  Antônio Lacerda Filho 1977
  Aymoré Moreira 1977 – 1978
  Procópio Cardoso 1978
  João Francisco[4] 1978
  Zé Duarte 1978 – 1979
  Barbatana 1979
  Hilton Chaves[3] 1979 – 1980
  Tim 1980
  Procópio Cardoso 1981
  Cláudio Garcia 1981
  Didi 1981 – 1982
  Yustrich 1982
  Orlando Fantoni 1983
  Hilton Chaves[3] 1983 – 1984
  Oswaldo Brandão 1984
  João Francisco[4] 1984 – 1985
  Moraes[nota 3] 1985
  Procópio Cardoso 1986
  Jair Bala 1986
  Carlos Alberto Silva 1986 – 1987
  Rui Guimarães 1987
  João Avelino "71" 1987
  Raul Plassmann 1987
  Paulinho de Almeida 1987
  Jair Pereira 1987 – 1988 1987: Campeão do Campeonato Mineiro
  Carlos Alberto Silva 1988
  Rui Guimarães 1988
  Antônio Lacerda Filho 1988
  Chico Formiga 1988
  Ênio Andrade 1989
  Carlos Alberto Silva 1989
  João Francisco[4] 1989
  Antônio Lacerda Filho 1989
  Ênio Andrade 1990
  José Luiz Carbone 1990
  Duque 1990
  Evaristo de Macedo 1991
  Ênio Andrade 1991 – 1992 1991: Campeão da Supercopa Libertadores
  Jair Pereira 1992 Campeão da Supercopa Libertadores
  Carlos Alberto Silva 1993
  Pinheiro 1993 Campeão da Copa do Brasil
  Zé Maurício 1993
  Nelinho 1994
  Ênio Andrade 1994
  Palhinha 1994
  Antônio Lopes 1995
  Carlos Alberto Silva 1995 Campeão da Copa Master da Supercopa
  Ênio Andrade 1995 Campeão da Copa Ouro
  Jair Pereira 1995


  Levir Culpi 1996 Campeão do Campeonato Mineiro e da Copa do Brasil
  Oscar Bernardi 1997
  Paulo Autuori 1997 Campeão da Copa Libertadores da América e do Campeonato Mineiro
  Wantuil Rodrigues 1997
  Nelsinho Baptista 1997
  Levir Culpi 1998 – 1999 1998: Campeão da Recopa Sul-Americana e do Campeonato Mineiro
1999: Campeão da Copa Centro-Oeste e da Copa dos Campeões Mineiros
  Paulo Autuori 1999 – 2000
  Marco Aurélio 2000 Campeão da Copa do Brasil
  Luiz Felipe Scolari 2000 – 2001 2001: Campeão da Copa Sul-Minas
  Paulo César Carpegiani 2001
  Ivo Wortmann 2001
  Marco Aurélio 2001 – 2002
  Ney Franco[5] 2002
  Vanderlei Luxemburgo 2002 – 2004 2003: Campeão do Campeonato Mineiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro
  Paulo César Gusmão 2004 Campeão do Campeonato Mineiro
  Ney Franco[5] 2004
  Emerson Leão 2004
  Ney Franco[6][5] 2004
  Marco Aurélio 2004
  Ney Franco[5] 2004
  Levir Culpi 2005
  Paulo César Gusmão 2005 – 2006
  Oswaldo de Oliveira 2006
  Paulo Autuori 2007
  Emerson Ávila[7] 2007
  Dorival Júnior[8] 2007
  Adílson Batista 2008 – 2010 2008: Campeão do Campeonato Mineiro
2009: Vice-campeão da Copa Libertadores da América
  Emerson Ávila[7] 2010
  Cuca 2010 – 2011 2011: Campeão do Campeonato Mineiro
  Joel Santana[9] 2011
  Emerson Ávila[7] 2011
  Vágner Mancini[10] 2011 – 2012
  Celso Roth 2012
  Marcelo Oliveira 2013 – 2015 2013: Campeão do Campeonato Brasileiro
2014: Campeão do Campeonato Mineiro e do Campeonato Brasileiro; Vice-campeão da Copa do Brasil
  Vanderlei Luxemburgo[11] 2015
  Mano Menezes[12] 2015
  Deivid[13] 2015 – 2016
  Paulo Bento[14] 2016
  Mano Menezes[15] 2016 – 2019 2017: Campeão da Copa do Brasil
2018: Campeão do Campeonato Mineiro e da Copa do Brasil
2019: Campeão do Campeonato Mineiro (invicto)
  Rogério Ceni[16] 2019
  Abel Braga[17] 2019
  Adílson Batista   [18] 2019 – 2020 2019: Rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro de 2020.
  Enderson Moreira[19] 2020
  Ney Franco[20] 2020
  Luiz Felipe Scolari 2020
  Célio Lúcio 2020
  Felipe Conceição 2021

EstatísticasEditar

Anos Treinador J V E D GP GC SG %
1968–1969; 1970; 1970–1971; 1972–1975; 1979–1980; 1983–1984 Hilton Chaves 389 67,03%
1996; 1998–1999; 2005 Levir Culpi 257 63,29%
1948–1949; 1953–1955; 1959–1961; 1962–1963 Niginho 247 64,23%
2015; 2016–2019 Mano Menezes 235 57,45%
1957; 1964–1967 Ayrton Moreira 200 69%
1928–1931; 1932–1935; 1938–1940 Matturio Fabbi 190 60,35%
1989; 1990; 1991–1992; 1994; 1995 Ênio Andrade 187 61,85%
1967–1968; 1971–1972; 1983 Orlando Fantoni 172 65,31%
2008–2010 Adílson Batista 170 63,72%
2013–2015 Marcelo Oliveira 169 68,44%
1975–1977 Zezé Moreira 131 66,67%
1939–1943; 1944; 1946–1947; 1955–1956 Bengala 126 53,96%
1986–1987; 1988; 1989; 1993; 1995 Carlos Alberto Silva 121 58,40%
1957; 1958–1959; 1962; 1969–1970 Gérson Santos 118 66,94%
2002–2004 Vanderlei Luxemburgo 107 70,40%
1972; 1977; 1982 Yustrich 105 62,85%

Notas

  1. Nome do treinador total ou parcialmente desconhecido.
  2. Nome do treinador total ou parcialmente desconhecido.
  3. Nome do treinador total ou parcialmente desconhecido.

Referências

  1. ROZENBERG, Marcelo. «Que Fim Levou? Souza». TerceiroTempo.com. Consultado em 27 de junho de 2014 
  2. «Morre Souza, ídolo dos anos 30». Cruzeiro.org. Consultado em 27 de junho de 2014 
  3. a b c d e f GloboEsporte.com (25 de dezembro de 2010). «Ilton Chaves comemora reconhecimento do título de 1966». GloboEsporte.com. Consultado em 6 de abril de 2014 
  4. a b c GOMES, Adamar (30 de outubro de 2009). «João Francisco é o novo treinador da URT». AGEsporte.com. Consultado em 24 de março de 2015 
  5. a b c d Redação Terra (18 de novembro de 2004). «Técnico-interino está invicto no Cruzeiro». Esportes.Terra.com. Consultado em 17 de abril de 2014 
  6. Gazeta Esportiva (5 de agosto de 2004). «Com técnico interino Cruzeiro enfrenta o Internacional». DouradosNews.com. Consultado em 17 de abril de 2014 
  7. a b c FUSCALDI, Rodrigo (4 de junho de 2010). «Função de técnico interino não é novidade para Emerson Ávila». GloboEsporte.com. Consultado em 17 de abril de 2014 
  8. «Dorival Júnior não é mais treinador do Cruzeiro». Estadão.com. 3 de dezembro de 2007. Consultado em 6 de abril de 2014 
  9. MATTOS, Leandro (19 de junho de 2011). «Cuca pede demissão do Cruzeiro e Joel Santana assume o comando da equipe». SuperEsportes.com. Consultado em 6 de abril de 2014 
  10. GloboEsporte.com (26 de setembro de 2011). «Após derrota, Cruzeiro anuncia novo treinador pelo Twitter: Vágner Mancini». GloboEsporte.com. Consultado em 6 de abril de 2014 
  11. «Campeão em 2003, Luxemburgo será o substituto de Marcelo no Cruzeiro». globoesporte.com. 2 de junho de 2015. Consultado em 2 de junho de 2015 
  12. «Diretoria do Cruzeiro acerta com Mano Menezes para comandar o time». globoesporte.com. 1 de setembro de 2015. Consultado em 1 de setembro de 2015 
  13. «Cruzeiro efetiva Deivid como treinador e contrata Pedrinho para comissão técnica». Estadão. 10 de dezembro de 2015. Consultado em 13 de maio de 2016 
  14. «Confirmado! Paulo Bento acerta com o Cruzeiro e assina até o fim de 2017». globoesporte.com. 11 de maio de 2015. Consultado em 13 de maio de 2016 
  15. «Técnico Mano Menezes está de volta ao comando do Cruzeiro: "Honra"». globoesporte.com. 26 de julho de 2016. Consultado em 26 de julho de 2016 
  16. «Cruzeiro acerta com Rogério Ceni, que deixa o cargo de treinador do Fortaleza». globoesporte.com. 11 de agosto de 2019. Consultado em 11 de agosto de 2019 
  17. «Abel Braga é o novo técnico do Cruzeiro». globoesporte.com. 27 de setembro de 2019. Consultado em 27 de setembro de 2019 
  18. «Abel Braga deixa o Cruzeiro após derrota para o CSA; Adilson Batista é o novo técnico». globoesporte.com. 29 de novembro de 2019. Consultado em 29 de novembro de 2019 
  19. «Cruzeiro oficializa a contratação do técnico Enderson Moreira». globoesporte.com. 18 de março de 2020. Consultado em 18 de março de 2020 
  20. «Ney Franco desembarca em Belo Horizonte e é oficializado como treinador do Cruzeiro». globoesporte.com. 9 de setembro de 2020. Consultado em 9 de setembro de 2020