Abrir menu principal

Grande Prêmio da Itália de 2019

Grande Prêmio da Itália de F-1 2019
Monza track map.svg
Grande Prêmio da Itália de 2019.
Detalhes da corrida
Data 08 de setembro de 2019
Nome oficial Formula 1 Gran Premio Heineken d'Italia 2019
Local Itália Circuito de Monza, Monza, Itália
Total 53 voltas / 306.720 km
Pole
Piloto
Mónaco Charles Leclerc Ferrari
Tempo 1:19.307
Volta mais rápida
Piloto
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Tempo 1:21.779 (na volta 51)
Pódio
Primeiro
Mónaco Charles Leclerc Ferrari
Segundo
Finlândia Valtteri Bottas Mercedes
Terceiro
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes

Grande Prêmio da Itália de 2019 (formalmente denominado Formula 1 Gran Premio Heineken d'Italia 2019) é a décima quarta etapa da temporada de 2019 da Fórmula 1. Foi disputada em 8 de setembro de 2019 no Circuito de Monza, Monza, Itália.[1]

RelatórioEditar

Treino ClassificatórioEditar

Q1

A classificação começou com os pilotos das equipes médias usando pneus macios e tentando se posicionar de uma forma a aproveitar o vácuo. Já os dois pilotos da Ferrari escolheram pneus médios no início e por isso ficaram mais para trás. A dupla da Renault começou na frente, com Hulkenberg à frente de Ricciardo e Albon, com Leclerc em quarto e Vettel em décimo.

As Mercedes ficaram em segundo e terceiro lugares, com Hamilton e Bottas superando Ricciardo. Ainda com o jogo de pneus médios, Leclerc pulou para a ponta, 0s029 à frente de Hulkenberg, com Vettel subindo para sexto.

Faltando 4m34 para o fim do Q1, o carro de Sergio Pérez teve problemas, e o mexicano estacionou na beira da pista, o que fez a direção de prova agitar a bandeira vermelha. A paralisação foi curta, e nos minutos finais a ação foi frenética, com 14 dos 20 carros na pista. Um deles foi Max Verstappen, que teve perda de potência e nem marcou tempo - o holandês, punido por troca de motor, já sairia no fim do grid, assim como Gasly e Norris.

Nos minutos finais, além de Verstappen e Pérez, também foram eliminados do Q2 os dois pilotos da Williams, com George Russell à frente de Robert Kubica, e Romain Grosjean, que acabou apenas 0s061 atrás do 15º colocado Daniil Kvyat. A nota ficou para a primeira classificação de Lance Stroll ao Q2 na temporada 2019.

Eliminados: Romain Grosjean (Haas), Sergio Pérez (Racing Point), George Russell (Williams), Robert Kubica (Wiliams) e Max Verstappen (Red Bull Racing).

Q2

Os pilotos começaram a mostrar suas armas para valer no Q2, e pela primeira vez os tempos caíram da casa de 1m20. Hamilton fez 1m19s706 na sua primeira tentativa, e Vettel ficou apenas 0s009 atrás, e Leclerc baixou a marca do inglês em 0s153, fazendo o melhor tempo do fim de semana.

Chamou a atenção novamente o ótimo desempenho dos carros da Renault, que teve Ricciardo marcando o quarto melhor tempo, inicialmente a 0s280 do primeiro lugar, e Hulkenberg em sétimo, atrás de Bottas e Albon. Na última série de tentativas, Hamilton tomou o primeiro lugar de Leclerc por apenas 0s089.

Na briga pelas últimas vagas no Q3, Carlos Sainz veio de trás e subiu para sétimo, e Lance Stroll e Kimi Raikkonen conseguiram uma vaga, deixando fora Antonio Giovinazzi, Kevin Magnussen e Daniil Kvyat - Lando Norris e Pierre Gasly, também punidos por troca de motores, largam em 18º e 19º.

Eliminados: Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo), Kevin Magnussen (Haas), Daniil Kvyat (Toro Rosso), Lando Norris (McLaren) e Pierre Gasly (Toro Rosso).

Q3

Com os dez pilotos entrando praticamente juntos na pista no Q3, Leclerc foi o mais rápido na primeira rodada de voltas lançadas, com 1m19s307, 0s039 à frente de Hamilton, enquanto Bottas e Vettel vieram a seguir. Porém, o alemão excedeu os limites da pista e teve sua volta colocada em dúvida, mas ainda não houve punição.

Ricciardo, Hulkenberg e Sainz ficaram da quinta à sétima posições, mas Albon, que era o último da fila, não conseguiu encerrar sua volta antes de a bandeira vermelha ser agitada por uma batida de Kimi Raikkonen na Parabólica - o finlandês saiu ileso.

Quando a bandeira verde foi agitada, os pilotos deixaram para o limite a saída dos boxes para uma última tentativa.

Os pilotos deixaram para ir para a pista no limite do tempo para completar a volta de aquecimento e iniciar a volta cronometrada o mais perto possível da bandeirada final. Só que houve um congestionamento de carros, e apenas Carlos Sainz e Charles Leclerc conseguiram abrir a volta derradeira antes do estouro do tempo.

Pós-Treino Classificatório

Os comissários abriram uma investigação para apurar se isso foi uma manobra deliberada de alguma equipe para beneficiar seus pilotos. Ao final do processo, a FIA decidiu advertir Nico Hulkenberg, Carlos Sainz e Lance Stroll por guiarem de forma "desnecessariamente lenta", sendo os principais responsáveis por todo o resto do grid não ter tido tempo hábil de iniciar uma nova volta. Os comissários também recomendaram que a FIA pensasse numa solução para evitar que este tipo de situação volte a acontecer.

 
Grid de Largada

CorridaEditar

 
Resultado da corrida

PneusEditar

Os compostos de pneus fornecidos pela Pirelli para este Grande Prêmio[2]
Nome do composto Cor Banda de rolamento Condições de Tempo Dry Type Aderência Longevidade
Macio (C4)   Slick
(P Zero)
Seco Supersoft Médio Médio
Médio (C3)   Slick
(P Zero)
Seco Soft Médio Médio
Duro (C2)   Slick
(P Zero)
Seco Medium Médio Médio
Intermediário   Sulcos
(Cinturato)
Molhado Intermediate
(água não estagnante)
Chuva   Sulcos
(Cinturato)
Molhado Wet
(água estagnante)

ResultadosEditar

Treino ClassificatórioEditar

Pos. Piloto Construtor Q1 Q2 Q3 Grid
1 16   Charles Leclerc Ferrari 1:20.126 1:19.553 1:19.307 1
2 44   Lewis Hamilton Mercedes 1:20.272 1:19.464 1:19.346 3
3 77   Valtteri Bottas Mercedes 1:20.156 1:20.018 1:19.354 3
4 5   Sebastian Vettel Ferrari 1:20.378 1:19.715 1:19.457 4
5 3   Daniel Ricciardo Renault 1:20.374 1:19.833 1:19.839 5
6 27   Nico Hülkenberg Renault 1:20.155 1:20.275 1:20.049 6
7 55   Carlos Sainz Jr. McLaren-Renault 1:20.413 1:20.202 1:20.455 7
8 23   Alexander Albon Red Bull-Honda 1:20.382 1:20.021 S/Tempo 8
9 18   Lance Stroll Racing Point-BWT Mercedes 1:20.643 1:20.498 S/Tempo 9
10 7   Kimi Räikkönen Alfa Romeo-Ferrari 1:20.634 1:20.515 S/Tempo PIT 3
11 99   Antonio Giovinazzi Alfa Romeo-Ferrari 1:20.657 1:20.517 N/A 10
12 20   Kevin Magnussen Haas-Ferrari 1:20.616 1:20.615 N/A 11
13 26   Daniil Kvyat Toro Rosso-Honda 1:20.723 1:20.630 N/A 12
14 4   Lando Norris McLaren-Renault 1:20.646 1:21.068 N/A 16 1
15 10   Pierre Gasly Toro Rosso-Honda 1:20.508 1:21.125 N/A 17 1
16 8   Romain Grosjean Haas-Ferrari 1:20.784 N/A N/A 14
17 11   Sergio Pérez Racing Point-BWT Mercedes 1:21.291 N/A N/A 18 1
18 63   George Russell Williams-Mercedes 1:21.800 N/A N/A 14
19 88   Robert Kubica Williams-Mercedes 1:22.356 N/A N/A 15
Tempo dos 107%: 1:50.838
NP 33   Max Verstappen Red Bull-Honda S/Tempo 16 2
Fonte:[3]
Notas
  • ↑2Max Verstappen (Red Bull-Honda) foi inicialmente solicitado a partir da parte traseira da grade para exceder sua cota de componentes da unidade de energia. [7] No entanto, ele não conseguiu definir um tempo para o Q1 dentro dos requisitos de 107% e terá que buscar a permissão dos comissários para competir.

CorridaEditar

Pos. Nu. Piloto Construtor Voltas Tempo/Retirado Grid Pontos
1 16   Charles Leclerc Ferrari 53 1:15:26.665 1 25
2 77   Valtteri Bottas Mercedes 53 +0.835 3 18
3 44   Lewis Hamilton Mercedes 53 +35.199 2 161
4 3   Daniel Ricciardo Renault 53 +45.515 5 12
5 27   Nico Hülkenberg Renault 53 +58.165 6 10
6 23   Alexander Albon Red Bull-Honda 53 +59.315 8 8
7 11   Sergio Pérez Racing Point-BWT Mercedes 53 +1:13.802 18 6
8 33   Max Verstappen Red Bull-Honda 53 +1:14.492 19 4
9 99   Antonio Giovinazzi Alfa Romeo-Ferrari 52 +1 lap 10 2
10 4   Lando Norris McLaren-Renault 52 +1 lap 16 1
11 10   Pierre Gasly Toro Rosso-Honda 52 +1 lap 17
12 18   Lance Stroll Racing Point-BWT Mercedes 52 +1 lap 9
13 5   Sebastian Vettel Ferrari 52 +1 lap 4
14 63   George Russell Williams-Mercedes 52 +1 lap 14
15 7   Kimi Räikkönen Alfa Romeo-Ferrari 52 +1 lap PL
16 8   Romain Grosjean Haas-Ferrari 52 +1 lap 13
17 88   Robert Kubica Williams-Mercedes 51 +2 laps 15
Ret 20   Kevin Magnussen Haas-Ferrari 43 Hydraulics 11
Ret 26   Daniil Kvyat Toro Rosso-Honda 29 Engine 12
Ret 55   Carlos Sainz Jr. McLaren-Renault 27 Wheel 7
Fonte:[8]

CuriosidadeEditar

Voltas na LiderançaEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
Nº de Voltas Piloto Voltas
28   Kimi Räikkönen (1-19) e (36-44)
18   Lewis Hamilton (20-28) e (45-55)
7   Valtteri Bottas (29-35)

2019 DHL Fastest Pit Stop AwardEditar

ResultadoEditar

|}

Tabela do campeonato após a corridaEditar

Somente as cinco primeiras posições estão incluídas nas tabelas.

Referências

  1. «Formula 1 Gran Premio Heineken d'Italia 2019» (em inglês). Formula 1.com. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  2. «Pirelli announces compound choices and mandatory sets for the 2018 Italian Grand Prix» (em inglês). news.pirelli.com. 7 de maio de 2019 
  3. «Qualyfing». Formula 1® - The Official F1® Website (em inglês). Consultado em 7 de setembro de 2019 
  4. «Offence Doc9 - L.Norris (PU Elements)» (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2019 
  5. «Offence Doc10 - P.Gasly (PU Elements)». FIA (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2019 
  6. «Offence Doc18 - L.Norris (PU Elements)». FIA (em inglês). 6 de setembro de 2019. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  7. «Offence Doc11 - M.Verstappen (PU Elements)». FIA (em inglês). 6 de setembro de 2019. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  8. «Formula 1 Gran Premio Heineken d'Italia 2019 – Race Result». Formula 1.com. 8 de setembro de 2019. Consultado em 8 de setembro de 2019 

Ligações externasEditar

Prova Anterior:
GP da Bélgica de 2019
Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1
Temporada 2019
Próxima Prova:
GP de Singapura de 2019

Prova Anterior:
GP da Itália de 2018
Grande Prêmio da Itália Próxima Prova:
GP da Itália de 2020