Abrir menu principal

Grande Prêmio do México de 2019


Grande Prêmio do México de F-1 2019
Autódromo Hermanos Rodríguez 2015.svg
Grande Prêmio do México de 2019.
Detalhes da corrida
Data 27 de outubro de 2019
Nome oficial Formula 1 Gran Premio de México 2019
Local Autódromo Hermanos Rodríguez, Cidade do México, México
Total 71 voltas / 305.354 km
Pole
Piloto
Mónaco Charles Leclerc Ferrari
Tempo 1:15.024
Volta mais rápida
Piloto
Mónaco Charles Leclerc Ferrari
Tempo 1m 19s 232 (na volta 53)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Segundo
Alemanha Sebastian Vettel Ferrari
Terceiro
Finlândia Valtteri Bottas Mercedes

Grande Prêmio do México de 2019 (formalmente denominado Formula 1 Gran Premio de México 2019) foi a décima oitava etapa da temporada de 2019 da Fórmula 1. Disputada em 27 de outubro de 2019 no Autódromo Hermanos Rodríguez, Cidade do México, México.[1]

RelatórioEditar

AntecedentesEditar

Treino ClassificatórioEditar

Q1

O treino começou com ação frenética na pista, dada a dificuldade de os pilotos aquecerem os pneus pela falta de aderência no asfalto. O primeiro a rodar, como de costume, foi Romain Grosjean. Verstappen e Albon foram os primeiros a fazerem tempos competitivos, com o holandês baixando da casa de 1m16. Leclerc, Hamilton, Vettel, que cometeu um erro, e Bottas vieram a seguir.

Nos minutos finais, a briga pelas últimas vagas no Q2, Gasly e Pérez conseguiram melhorar no finalzinho e garantiram passagem, enquanto os dois pilotos da Haas, com muitas dificuldades, foram eliminados, assim como a dupla da Williams e Lance Stroll.

Eliminados:

Q2

Como previsto, vários pilotos optaram por começar o Q2 com os pneus médios, já que na largada todos são obrigados a estar com os compostos da melhor volta nesta parte do treino. A Ferrari dominou no começo, com Vettel fazendo ótima volta, 0s305 à frente de Leclerc. Em seguida, Verstappen ficou entre as duas Ferraris, seguido por Hamilton, Albon e Hulkenberg, enquanto Bottas errou, mas depois pulou para quarto.

Na última parte do Q2, as Ferraris e RBRs entraram na pista com pneus macios, mas só para os pilotos sentirem os carros, e os pilotos abortaram as voltas. Já as Mercedes voltaram a entrar com os médios e ficaram na frente, com Hamilton e Bottas nos dois primeiros lugares.

No fim, o ídolo local Pérez ficou fora do Q3 por apenas 0s008, em 11º. Os dois pilotos da McLaren avançaram, assim como os dois da STR. Foram eliminados os dois carros da Alfa Romeo e os dois da Renault.

Eliminados:

Q3

Hamilton foi o primeiro a fazer o melhor tempo no Q3, mas foi superado seguidamente por Vettel, Leclerc e Verstappen, que fez 1m14s910. Bottas não fez uma boa volta e ficou em sexto, atrás de Albon.

Na última tentativa, Leclerc errou no último setor e ficou com o tempo que tinha. Em seguida, Bottas bateu com violência na entrada da reta dos boxes, e ninguém mais superou a marca de Verstappen, que ainda melhorou seu tempo.

Pós-Treino

Max Verstappen já tinha em suas mãos a pole position provisória, quando Valtteri Bottas bateu na curva final de sua última volta no final do Q3. Com isso, uma única bandeira amarela foi acenada no posto ao lado de fora da entrada para a curva final, fazendo com que Verstappen fizesse uma volta ainda mais rápida. O holandês admitiu que não tirou o pé quando viu a batida de Bottas e acabou punido após reunião com os comissários. Com isso, Charles Leclerc vai largar da pole, seguido de Sebastian Vettel e Lewis Hamilton.

Verstappen foi punido em três posições no grid de largada. Antes de todas as etapas da Fórmula 1, durante a reunião com comissários, os pilotos são orientados e sabem que devem desacelerar durante bandeiras amarelas.

Antes de receber a punição, o piloto da Red Bull foi bastante incisivo ao ser questionado por que não tirou o pé ao ver o acidente de Bottas.

O novo pole, Charles Leclerc, que terminou sua volta ainda antes do acidente de Bottas, deu uma opinião contrária à do piloto da Red Bull.

Em documento, os comissários da Fórmula 1 explicaram a punição a Verstappen:

Verstappen admitiu que estava ciente de que o carro 77 (Valtteri Bottas) bateu e viu o carro no lado esquerdo da pista, mas não estava ciente da bandeira amarela ondulada. Ele também admitiu não reduzir sua velocidade no setor amarelo. Os comissários observaram nas imagens a bordo do carro 33, que a bandeira amarela ondulada era claramente visível e mostrada com bastante antecedência. O piloto anterior (Sebastian Vettel) reduziu a velocidade significativamente conforme os regulamentos.

 
Grid de Largada

CorridaEditar

 
Resultado da corrida

PneusEditar

Os compostos de pneus fornecidos pela Pirelli para este Grande Prêmio[2]
Nome do composto Cor Banda de rolamento Condições de Tempo Dry Type Aderência Longevidade
Supermacio (C4)   Slick
(P Zero)
Seco Supersoft Médio Médio
Macio (C3)   Slick
(P Zero)
Seco Soft Médio Médio
Médio (C2)   Slick
(P Zero)
Seco Medium Médio Médio
Intermediário   Sulcos
(Cinturato)
Molhado Intermediate
(água não estagnante)
Chuva   Sulcos
(Cinturato)
Molhado Wet
(água estagnante)

ResultadosEditar

Treino ClassificatórioEditar

Pos. Piloto Construtor Q1 Q2 Q3 Grid
1 33   Max Verstappen Red Bull-Honda 1:15.949 1:16.136 1:14.758 4 1
2 16   Charles Leclerc Ferrari 1:16.364 1:16.219 1:15.024 1
3 5   Sebastian Vettel Ferrari 1:16.696 1:15.914 1:15.170 2
4 44   Lewis Hamilton Mercedes 1:16.424 1:15.721 1:15.262 3
5 23   Alexander Albon Red Bull-Honda 1:16.175 1:16.574 1:15.336 5
6 77   Valtteri Bottas Mercedes 1:17.062 1:15.852 1:15.338 6
7 55   Carlos Sainz Jr. McLaren-Renault 1:17.044 1:16.267 1:16.014 7
8 4   Lando Norris McLaren-Renault 1:17.092 1:16.447 1:16.322 8
9 26   Daniil Kvyat Toro Rosso-Honda 1:17.041 1:16.657 1:16.469 9
10 10   Pierre Gasly Toro Rosso-Honda 1:17.065 1:16.679 1:16.586 10
11 11   Sergio Pérez Racing Point-BWT Mercedes 1:17.465 1:16.687 11
12 27   Nico Hülkenberg Renault 1:17.608 1:16.885 12
13 3   Daniel Ricciardo Renault 1:17.270 1:16.933 13
14 7   Kimi Räikkönen Alfa Romeo-Ferrari 1:17.225 1:16.967 14
15 99   Antonio Giovinazzi Alfa Romeo-Ferrari 1:17.794 1:17.269 15
16 18   Lance Stroll Racing Point-BWT Mercedes 1:18.065 16
17 20   Kevin Magnussen Haas-Ferrari 1:18.436 17
18 8   Romain Grosjean Haas-Ferrari 1:18.599 18
19 63   George Russell Williams-Mercedes 1:18.823 19
20 88   Robert Kubica Williams-Mercedes 1:20.179 20
Tempo dos 107%: 1:21.265
Fonte:[3]
Notas

CorridaEditar

Pos. Nu. Piloto Construtor Voltas Tempo/Retirado Grid Pontos
1 44   Lewis Hamilton Mercedes 71 1:36:48.904 3 25
2 5   Sebastian Vettel Ferrari 71 +1.766 2 18
3 77   Valtteri Bottas Mercedes 71 +3.553 6 15
4 16   Charles Leclerc Ferrari 71 +6.368 1 12+1
5 23   Alexander Albon Red Bull Racing-Honda 71 +21.399 5 10
6 33   Max Verstappen Red Bull Racing-Honda 71 +1:08.807 4 8
7 11   Sergio Pérez Racing Point-BWT Mercedes 71 +1:13.819 11 6
8 3   Daniel Ricciardo Renault 71 +1:14.924 13 4
9 10   Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso-Honda 70 +1 volta 10 2
10 27   Nico Hülkenberg Renault 70 +1 volta 12 1
11 26   Daniil Kvyat Scuderia Toro Rosso-Honda 70 +1 volta1 9
12 18   Lance Stroll Racing Point-BWT Mercedes 70 +1 volta 16
13 55   Carlos Sainz Jr. McLaren-Renault 70 +1 volta 7
14 99   Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing-Ferrari 70 +1 volta 15
15 20   Kevin Magnussen Haas-Ferrari 69 +2 voltas 17
16 63   George Russell Williams-Mercedes 69 +2 voltas 19
17 8   Romain Grosjean Haas-Ferrari 69 +2 voltas 18
18 88   Robert Kubica Williams-Mercedes 69 +2 voltas 20
Ret 7   Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing-Ferrari 58 Retirou-se 14
Ret 4   Lando Norris McLaren-Renault 48 Retirou-se 8
Volta mais rápida:   Charles Leclerc (Ferrari) – 1:19.232 (volta 53)
Fonte:[4]
Notas

CuriosidadesEditar

Voltas na LiderançaEditar

Nº de Voltas Piloto Voltas
28   Lewis Hamilton 44-71
23   Sebastian Vettel 15-37
20   Charles Leclerc 1-14 e 38-43

2019 DHL Fastest Pit Stop AwardEditar

ResultadoEditar

ClassificaçãoEditar

Tabela do campeonato após a corridaEditar

Somente as cinco primeiras posições estão incluídas nas tabelas.


Referências

  1. «Formula 1 2019 Mexican Grand Prix» (em inglês). Formula 1.com 
  2. «Pirelli announces compound choices and mandatory sets for the 2019 Singapore Grand Prix» (em inglês). news.pirelli.com. 21 de setembro de 2019 
  3. «Standings». Formula 1® - The Official F1® Website (em inglês). F1.com. Consultado em 26 de outubro de 2019 
  4. «Formula 1 Gran Premio de México 2019 – Race Result». formula1. 27 de outubro de 2019. Consultado em 27 de outubro de 2019 
  5. «Kvyat recebeu punição de 10 segundos por colisão com Hulkenberg na última curva no México - F1». F1Mania. 27 de outubro de 2019. Consultado em 28 de outubro de 2019 «Kvyat recebeu punição de 10 segundos por colisão com Hulkenberg na última curva no México - F1». F1Mania. 27 de outubro de 2019. Consultado em 28 de outubro de 2019 
  6. «2019 DHL Fastest Pit Stop Award» (em inglês). Formula1.com 
  7. «2019 DHL Fastest Pit Stop Award» (em inglês). Formula1.com 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
Prova Anterior:
GP do Japão de 2019
Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1
Temporada 2019
Próxima Prova:
GP dos Estados Unidos de 2019

Prova Anterior:
GP do México de 2018
Grande Prêmio do México Próxima Prova:
GP do México de 2020