Abrir menu principal

Olho por Olho (telenovela)

Disambig grey.svg Nota: Se procura a novela da Rede Globo, veja Olho no Olho.
Olho por Olho
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 60 minutos
Criador(es) José Louzeiro
Geraldo Carneiro
País de origem  Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Marcos Schechtman
Tânia Lamarca
Ary Coslov
Atílio Riccó
Elenco Flávio Galvão
Renée de Vielmond
Mário Gomes
Beth Goulart
ver mais
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Manchete
Transmissão original 22 de agosto de 1988
6 de janeiro de 1989
N.º de episódios 117
Cronologia
Carmem
Kananga do Japão

Olho por Olho foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Manchete entre 22 de agosto de 1988 e 6 de janeiro de 1989, às 21h30, substituindo a telenovela Carmem e foi substituída por Kananga do Japão.[1]

Baseada no argumento de Wilson Aguiar Filho, foi escrita por José Louzeiro e Geraldo Carneiro, com colaboração de Leila Míccolis, e dirigida por Ary Coslov, Marcos Schechtman, Tânia Lamarca, e Atílio Riccó.

EnredoEditar

Após o assassinato de Horácio Falcão, sua esposa Ana Paula e os quatro filhos, Justo, Máximo, Caio e Júlio, juram vingança. Após acabar com dois dos matadores do pai, a família muda-se para o Rio de Janeiro em busca de proteção e para localizar o terceiro homem que participou do assassinato.

Na "Cidade Maravilhosa", Justo envolve-se com o capitão Flores, ligado à repressão da época do regime militar, e Antônio Barjal, um empresário mafioso. Enquanto isso, Máximo se alia a Rico, passando a freqüentar o sub-mundo da prostituição masculina. É nesse cenário que está Paula, prostituta por quem Máximo se apaixona. Já Caio envolve-se com Débora, uma mulher mais velha e cleptomaníaca, que se revela a verdadeira assassina de Horácio Falcão.

ElencoEditar

Elenco de ApoioEditar

Referências

  1. «Olho por olho». Teledramaturgia. Consultado em 4 de março de 2016 

Ligações externasEditar