Mário Gomes

Ator brasileiro
 Nota: Para outros significados, veja Mário Gomes (desambiguação).

Mário Gomes (Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 1952) é um ator brasileiro.

Mário Gomes
Nome completo Mário do Nascimento Gomes Filho
Nascimento 11 de dezembro de 1952 (71 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
Filho(a)(s) 4[1]
Ocupação ator
cantor
Período de atividade 1970–presente

Biografia

editar

Mario estreou na televisão em 1970, na telenovela A Mansão dos Vampiros, uma das últimas produzidas pela extinta TV Excelsior.[2] No mesmo ano participou do filme Anjos e Demônios, porém não foi creditado.

Em 1972 atuou na peça de teatro O Peru e paralelamente interpretou o dublê do ator Jece Valadão, na novela Tempo de Viver.[3] Neste mesmo ano, estreou na TV Globo, ganhando pequenos papéis nas novelas Bicho do Mato e A Patota.[3]

Em 1975 ganhou destaque na novela Gabriela.[4]

Em 1976 interpretou seu primeiro protagonista na novela Duas Vidas, junto com Daniel Filho e Betty Faria.[5] O tema musical do personagem do Mario Gomes era interpretado por ele mesmo, com a música Chiclete e Cabochard. A aventura nesta música fez com que ele lançasse um álbum musical chamado Mario Gomes em 1977.[6]

Permaneceu na TV Globo até 1985, sendo dispensado após o fim da novela Vereda Tropical. Retornou em 1988 e permaneceu até 2008.[7]

Em julho de 2009 assinou contrato com a Record TV,[8] onde permaneceu até 2014.

Em 2018 retornou à TV Globo para fazer uma participação na novela Tempo de Amar.[9]

Controvérsias

editar

No início de 1977, teve um romance com Betty Faria, nos bastidores da novela Duas Vidas. Na época, Betty era casada com Daniel Filho, o diretor da novela, o casamento entrou em crise e depois veio a separação.[10]

Em março do mesmo ano, o ator virou notícia de uma maneira nada agradável. O jornal Luta democrática, conhecido por sensacionalismo, publicou uma nota afirmando que o ator Mario Gomes "havia dado entrada num hospital entalado numa cenoura". O boato rapidamente se espalhou, prejudicando a carreira do ator, que passou a ser cerceado e chamado de maneira pejorativa. Apesar de ter processado o jornal, o estrago que essa notícia causou foi grande. Na epóca, Mario havia lançado um LP, mas não conseguiu trabalhar na divulgação pois estava completamente sujo por esta notícia, o que fez ele dar uma pausa tanto na carreira musical quanto na de ator.[11] Mario atribui estas fake news ao produtor artístico Carlos Imperial e ao diretor Daniel Filho, que na época estava super ressentido pela traição em seu casamento.[12]

Carreira

editar

Televisão

editar
Ano Título Personagem Notas Emissora
1970 A Mansão dos Vampiros TV Excelsior
1972 Bicho do Mato Paguá / Didi Rede Globo
A Patota Jorge
1975 Gabriela Roberto Leal (Berto)
1976 Duas Vidas Dino César Barbosa
Anjo Mau Luiz Carlos Mota Noronha
1978 O Pulo do Gato Procópio
1979 Plantão de Polícia Roger Episódio: "Despedida de Solteiro"
Marron Glacê Eliézer
1980 Plumas e Paetês Ângelo
1981 Jogo da Vida Jerônimo Vieira de Souza (Jero)
1982 Sol de Verão Miguel
1983 Guerra dos Sexos Orlando Cardoso (Nando)
1984 Vereda Tropical Luís Carlos Travatti (Luca)
1988 Olho por Olho Máximo Falcão Rede Manchete
1989 O Sexo dos Anjos Renato Vieira / Padre Aurélio Rede Globo
1990 Top Model Roberto Ubiratan Filho (Bira)
Rainha da Sucata Clóvis
Lua Cheia de Amor Wagner Souto Maia
1992 Perigosas Peruas Antônio Belotto (Belo)
1993 Sex Appeal Arthur Daniel Castelli
Olho no Olho Bruno Andolini
1994 Você Decide Jonas Episódio: "Anjo Vingador"
Afonso Episódio: "Mãe Solteira"
1995 Quatro por Quatro Plínio Patarra
Malhação Roberto
1996 Vira Lata Ângelo Visconti
1997 Sai de Baixo Ernesto Episódio: "As Mulheres Preferem os Louros"
Zazá Álvaro Dumont
1998 Caça Talentos Roque Episódio: "Disk Pizza A Jato"
Você Decide João Batista Episódio: "Seria Trágico, Se Não Fosse Cômico "
1999 Geraldo 2 episódios
Vila Madalena Donato Ramirez Silveira
2000 Uga Uga Ladislau Pomeranz
2002 Desejos de Mulher Raul Loyola
O Quinto dos Infernos Marquês de Barbacena
2003 Kubanacan Ferdinando Ibarra
2005 A Lua Me Disse Agenor Santos / Solano
2006 Bang Bang Xerife Greg Taylor
O Profeta Ernesto da Silva
2007 Sete Pecados Amadeu Alves Participação especial
2008 Dicas de um Sedutor Rogério Episódio: "O Traidor da Raça"
A Favorita Gurgel
2009 Poder Paralelo Jairo Pavão (Pavãozinho) Rede Record
Louca Família Eumário
2010 Balada, Baladão Jacaré
2011 Vidas em Jogo Dr. Maurício Dourado
2013 Pecado Mortal Getúlio Amado
2016 Magnífica 70 Mafioso Episódio: "Minutos Finais" HBO Brasil
2017 TOC's de Dalila Raposo Episódio: "O Caso do Garfo" Multishow
2018 Tempo de Amar Eleutério Ferreira de Sá Rede Globo
Magnífica 70 Hélio Pontes 10 episódios HBO Brasil
Amigo de Aluguel Jorge Diamante Episódio: "O Herdeiro" Universal TV

Cinema

editar
Ano Título Personagem
1970 Anjos e Demônios (não creditado)
1974 O Sexo das Bonecas Renato
1978 O Cortiço Jerônimo[13]
1982 Beijo na Boca Mário
Tabu Francisco Alves
1989 Lili, a Estrela do Crime Guerreiro
1990 O Escorpião Escarlate Airton Cartona
2017 TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva Jamelão
2018 Mulheres Alteradas Ferreira

Prêmios e indicações

editar
Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado
1973 Prêmio Molière Melhor Ator Coadjuvante Greta Garbo, quem diria, Acabou no Irajá Venceu
1984 Troféu APCA Melhor Ator Guerra dos Sexos Venceu
Troféu Imprensa Melhor Ator Indicado
1985 Troféu Imprensa Melhor Ator Vereda Tropical Indicado

Referências

  1. «Mario Gomes é papai pela 4ª vez». Caras. 24 de julho de 2009. Consultado em 21 de junho de 2023 
  2. «Mário Gomes recusa novelas e quer ampliar venda de sanduíches em 2018». UOL. 30 de dezembro de 2017. Consultado em 21 de junho de 2023 
  3. a b «Mário Gomes, o galã que teve a carreira abalada por um boato cruel». Memórias Cinematograficas. 11 de dezembro de 2021. Consultado em 21 de junho de 2023 
  4. «Conheça os personagens e compare os elencos das duas versões de "Gabriela"». UOL. 17 de junho de 2012. Consultado em 21 de junho de 2023 
  5. «Ex-ator da Globo que virou ambulante não tem saudade das novelas: "É puxado"». Noroeste News. 26 de dezembro de 2021. Consultado em 21 de junho de 2023 
  6. «Mario Gomes tem relançado o álbum que gravou em 1977 no auge da carreira de ator». G1. 14 de agosto de 2018. Consultado em 21 de junho de 2023 
  7. «Além da dívida: Mário Gomes foi alvo de boato sexual e acusado de fake news». Bol. 14 de outubro de 2022. Consultado em 21 de junho de 2023 
  8. «Após 40 anos na Globo, Mário Gomes assina contrato longo com a Record». Na Telinha. 10 de julho de 2009. Consultado em 21 de junho de 2023 
  9. «Após trabalhar como vendedor em praia, Mário Gomes volta à Globo». O Tempo. 26 de janeiro de 2018. Consultado em 21 de junho de 2023 
  10. «Mário Gomes relembra romance com Betty Faria, vício por sexo e polêmica da cenoura: 'Invenção de diretor traído'». Extra. 15 de abril de 2022. Consultado em 21 de junho de 2023 
  11. «Cenoura prejudicou carreira de galã da Globo e ele se tornou vendedor ambulante». Minuto Info IG. 9 de dezembro de 2022. Consultado em 21 de junho de 2023 
  12. «Ator Mário Gomes fala da 'fake news' que abalou sua carreira». Uai. 29 de julho de 2022. Consultado em 21 de junho de 2023 
  13. Cinemateca Brasileira, O Cortiço [em linha]. Consultado em 31 de outubro de 2012

Ligações externas

editar
  Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.