Bem-vindos ao
Portal Star Wars
Logotipo da série

Star Wars (Brasil: Guerra nas Estrelas / Portugal: Guerra das Estrelas) é uma franquia do tipo space opera estadunidense criada pelo cineasta George Lucas, que conta com uma série de nove filmes de fantasia científica e dois spin-offs.[1] O primeiro filme foi lançado apenas com o título Star Wars,[2] em 25 de maio de 1977, e tornou-se um fenômeno mundial inesperado de cultura popular,[3] sendo responsável pelo início da "era dos blockbusters", que são superproduções cinematográficas que fazem sucesso nas bilheterias e viram franquias com brinquedos, jogos, livros, etc. Foi seguido por duas sequências, The Empire Strikes Back e Return of the Jedi, lançadas com intervalos de três anos, formando a trilogia original,[4][5] que segue o trio icônico formado por Luke Skywalker, Han Solo e Princesa Leia, que luta pela Aliança Rebelde para derrubar o tirano Império Galáctico; paralelamente ocorre a jornada de Luke para se tornar um cavaleiro Jedi e a luta contra Darth Vader, um ex-Jedi que sucumbiu ao Lado Sombrio da Força e ao Imperador.

Depois de 16 anos sem filmes novos, uma nova trilogia chamada de prequela[5] teve início em 1999, com The Phantom Menace. Esta volta no tempo para contar como Anakin Skywalker se transformou em Darth Vader e acompanha a queda da Ordem Jedi e da República Galáctica, substituída pelo Império. Sendo também lançada com intervalos de três anos, com o último lançado em 2005. As reações à trilogia original foram extremamente positivas, enquanto a trilogia prequela recebeu reações mistas tanto da crítica especializada como do público. Mesmo assim, todos os filmes foram bem sucedidos nas bilheterias e receberam indicações ou ganharam prêmios no Óscar.

Em 2008, foi lançado o filme de animação Star Wars: The Clone Wars, um spin-off piloto para série de animação de mesmo título. Neste ano foi divulgado a soma da bilheteria arrecadada com os seis episódios existentes, que totalizava aproximadamente 4,41 bilhões de dólares.[6] Após a estreia do episódio VII e Rogue One, este valor ultrapassou 7 bilhões, fazendo de Star Wars a terceira série cinematográfica com maior bilheteria da história, atrás dos filmes do Universo Cinematográfico Marvel e do Mundo Bruxo de J. K. Rowling.[7][8] É a maior franquia da história do cinema, com a soma dos filmes e produtos equivalente a mais que 30 bilhões de dólares.[9] Esta gerou diversos subprodutos, incluindo jogos eletrônicos, desenhos animados, livros e quadrinhos, o que resultou na criação do universo expandido da saga.[10] Em 2012, a The Walt Disney Company comprou a Lucasfilm por 4,05 bilhões de dólares e anunciou uma nova trilogia de filmes, chamada de "trilogia sequela",[5] uma sequência que continuará a saga da família Skywalker após Retorno de Jedi.[11] Esta trilogia terá um intervalo de dois anos entre os filmes, e nesses intervalos, a Disney lançará spin-offs no universo expandido, que se passam durante os episódios das trilogias. O primeiro capítulo dessa fase, sob o título de The Force Awakens, estreou em 18 de dezembro de 2015,[12] recebendo aclamação da crítica, e tornou-se a maior estreia da franquia.[13] Seguido por, Rogue One, o primeiro spin-off lançado em 16 de dezembro de 2016.

O antigo universo expandido foi construído de modo não-canônico pela Lucasfilm em 2014, e seu material agora é lançado na Disney com o selo Legends, que tenta organizar o universo expandido, que contêm histórias contraditórias. Levando em consideração a nova trilogia, que conta uma história diferente do antigo canônico, a Disney considerou apenas os sete filmes e a série Clone Wars como canônico. O novo universo expandido entrou em vigor em 2014, com o primeiro produto oficial de Star Wars após a compra pela Disney, o Star Wars Rebels. Diferente do Legends, as histórias do novo universo expandido são supervisionadas pela Lucasfilm Story Group, fundado pela Kathleen Kennedy (presidente da Lucasfilm) com objetivo de manter a continuidade entre todos os produtos (filmes, livros, séries, quadrinhos e jogos) da franquia.

Artigo selecionado

Star Trek III: The Search for Spock () é um filme norte-americano de ficção científica lançado em 1984 dirigido por Leonard Nimoy e escrito e produzido por Harve Bennett. É o terceiro longa-metragem da franquia Star Trek e é estrelado por todo o elenco original da série de televisão da década de 1960. The Seach for Spock forma a peça central de uma trilogia que começou em Star Trek II: The Wrath of Khan e se encerra em Star Trek IV: The Voyage Home. Na história, o almirante James T. Kirk e sua tripulação descobrem que o espírito do falecido Spock está preso dentro da mente de Leonard McCoy, com eles precisando sequestrar a USS Enterprise para recuperar o corpo Spock, no caminho enfrentando klingons que desejam roubar a tecnologia de terraformação Gênesis.

A Paramount Pictures comissionou um terceiro filme de Star Trek após o sucesso comercial e crítico de The Wrath of Khan. O estúdio pediu para Nimoy retornar como Spock e o ator aproveitou a oportunidade para também assumir a posição de diretor. Bennett escreveu o roteiro de trás para frente, começando pelo fim e voltando, querendo que a destruição da Enterprise fosse um evento chocante para o público. Bennett e Nimoy colaboraram com a companhia de efeitos visuais Industrial Light & Magic (ILM) a fim de desenvolver os storyboards e novas naves estelares; a ILM também produziu a grande maioria das sequências de efeitos. O filme inteiro foi filmado dentro dos estúdios da Paramount, com exceção de um único dia em locação. O compositor James Horner retornou de The Wrath of Khan para expandir seus temas musicais.

The Seach for Spock estreou em 1 de junho de 1984, arrecadando mais de dezesseis milhões de dólares em sua primeira semana. Ele acabou ganhando 76 milhões na bilheteria da América do Norte e teve uma receita total mundial de 87 milhões. A recepção do filme foi em sua maior parte positiva, porém bem menos que o filme anterior. Os críticos elogiaram o elenco e os personagens, porém criticaram o enredo enquanto os efeitos tiveram uma recepção mista. O bom resultado obtido com The Seach for Spock fez a Paramount pedir para Nimoy retornar para dirigir sua sequência, The Voyage Home.

Imagem seleccionada

Logo d'ouverture des films Star Wars
Logo da abertura de créditos Star Wars.

Artigos destacados e bons

Luke Skywalker é o protagonista da trilogia original da série Star Wars(1977-1983), além de fazer participação em quatro filmes de outras duas trilogias A Vingança dos Sith(2005), O Despertar da Força, Os Últimos Jedi e A Ascensão Skywalker(2015-2019). E é interpretado pelo ator norte-americano Mark Hamill.

Luke era um fazendeiro que vivia em um remoto planeta desértico, e que se tornou um grande mestre jedi (iniciado por Obi-Wan Kenobi), após a morte dos seus tios. Um personagem essencial e importante na luta da Aliança Rebelde contra o Império Galáctico, é o irmão gêmeo da líder rebelde Princesa Leia Organa de Alderaan, foi amigo do mercenário e contrabandista Han Solo, aprendiz do Grão-mestre Jedi Yoda, e o filho do Jedi caído Darth Vader (Anakin Skywalker) e da Rainha de Naboo/Senadora da República Padmé Amidala. Ele é o tio e antigo mestre de Kylo Ren, antes deste ter se convertido ao Lado Negro da Força.

Em 2008, o personagem foi escolhido pela revista Empire como o 54º maior personagem de filmes de todos os tempos. Em sua lista dos 100 Maiores Personagens de Ficção, a Fandomania.com classificou Luke na 14ª posição.

Sabias que...

Por onde começar...

O básico

Boas-vindas · Como contribuir · Portal comunitário · Ajuda

Normas

Os cinco pilares · O que a Wikipédia não é · Direitos de autor

Wikiprojeto principal

Star Wars

Categorias relacionadas

Tópicos


Star Wars em outros projetos de Wikimedia

Commons
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Star Wars

Outros portais
Descubra a Wikipédia utilizando portais


  1. «Disney interrompe os 'spin-offs' de 'Star Wars' após o fracasso de Han Solo». El País Brasil. 21 de junho de 2018. Consultado em 12 de outubro de 2018 
  2. «Saga "Star Wars" completa 35 anos». Globo Comunicação e Participações S.A. Consultado em 4 de janeiro de 2013 
  3. «Star Wars (1977)». Internet Movie Database - IMDb. Box Office Mojo. Consultado em 21 de fevereiro de 2019 
  4. «DVD Coleção Star Wars - A Trilogia Original». Livraria Saraiva. Consultado em 21 de fevereiro de 2019 
  5. a b c «Filmes Star Wars: qual é a ordem certa para assistir?». Méliuz Blog. Consultado em 21 de fevereiro de 2019 
  6. «"Star Wars - Box Office History"»  The-numbers.com
  7. «Movie Franchises». Nash Information Services. The Numbers. Consultado em 18 de julho de 2017 
  8. Soares, Caio (29 de dezembro de 2016). «Rogue One faz Star Wars superar James Bond no ranking de franquias mais populares do cinema». Omelete. Filmes. Consultado em 18 de julho de 2017 
  9. «Star Wars vale 30 bilhões». Consultado em 25 de Novembro de 2015 
  10. «The Legendary Star Wars Expanded Universe Turns a New Page» [O Universo Expandido do lendário Star Wars cria uma nova fase]. Portal Star Wars (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2019 
  11. «Skywalker Family Saga Continues in New Star Wars Trilogy». Slashfilm (em inglês). plus.google.com/115566387354234721983/posts. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  12. «Próximo "Star Wars" sai em dezembro de 2015, Diário de Notícias». Consultado em 13 de novembro de 2013. Arquivado do original em 13 de novembro de 2013 
  13. TecMundo (30 de dezembro de 2015). «O Despertar da Força é o filme de maior bilheteria da saga Star Wars». TecMundo - Descubra e aprenda tudo sobre tecnologia