Abrir menu principal

A BMW Sauber F1 Team, foi uma equipe formada a partir da compra da equipe Sauber pela construtora BMW, para disputar os campeonatos de Fórmula 1.

Alemanha BMW Sauber
Nome completo BMW Sauber F1 Team
Sede Hinwil, Suíça e Munique, Alemanha
Chefe de equipe Alemanha Mario Theissen
Diretores Alemanha Willy Rampf
Pilotos
Pilotos de teste
Chassis
Motor BMW
Pneus Michelin e Bridgestone
Combustível Petronas
Histórico na Fórmula 1
Estreia GP do Bahrein de 2006
Último GP GP de Abu Dhabi de 2009
Grandes Prêmios 70
Campeã de construtores 0 (2º em 2007)
Campeã de pilotos 0 (4º em 2008)
Vitórias 1
Pole Position 1
Voltas rápidas 2
Pontos 308
Posição no último campeonato
(2009)
6° (36 pontos)

Índice

HistóriaEditar

SauberEditar

 Ver artigo principal: Sauber

A equipe surgiu em 1993, numa empreitada de Peter Sauber na Fórmula 1. Teve muitos anos entre as equipes intermediárias tendo como melhor resultado o quarto lugar no mundial de construtores de 2001. Após doze anos na categoria, em 2005, a Sauber é vendida para a BMW que acabara de romper sua parceria com a Williams, surgindo assim a BMW Sauber F1 Team.[1]

BMW SauberEditar

2006Editar

 
Kubica no GP do Brasil de 2006 com a frase "Thanks Michael", que disputava seu último GP na carreira antes de voltar em 2010.

Em 2006, a BMW assume o comando da equipe, porém mantendo o nome Sauber na equipe. Para a temporada é contratado Nick Heidfeld, vindo da Williams, e mantido o canadense Jacques Villeneuve, mesmo não sendo unanimidade na equipe. Durante a temporada, a equipe mostra uma regularidade na faixa dos pontos, a maioria deles consquitados por Heidfeld. Devido ao rendimento fraco, perto de seu companheiro, além de não ser o preterido pela equipe, Jacques Villeneuve é demitido e quem assumi seu lugar é o novato polonês Robert Kubica. Na Hungria, Heidfeld conquista o primeiro pódio para a equipe e dois GPs depois, na Itália, é a vez de Kubica. Ainda nas últimas três corridas conquista três pontos, e encerra a temporada com o bom quinto lugar nos construtores, com 36 pontos.

2007Editar

 
Nick Heidfeld no GP da Inglaterra de 2007.

Após a boa temporada no ano anterior, a dupla de pilotos do final da temporada é mantida. 2007 começa com a BMW mostrando força e se estabelendo como a terceira força da categoria. No ano repete os dois pódios da última temporada, mas desta vez conquistados apenas por Heidfeld e com um segundo lugar no Canadá e um terceiro lugar na Hungria. Além desses resultados, a equipe conseguiu pontuar em todas a corridas, com Heidfeld, Kubica e o jovem alemão Sebastian Vettel, que substituiu Kubica no GP dos EUA, após este sofrer um acidente no GP anterior, o do Canadá.

Vettel se tornou o mais jovem piloto a pontuar em um GP, com apenas 19 anos, 11 meses e 14 dias. A equipe somou 101 pontos no total e foi vice-campeã nos construtores, após a desclassificação da equipe McLaren, por causa da acusação de espionagem por parte dessa.

2008Editar

 
Robert Kubica no GP do Canadá de 2008. Essa foi a única vitória da equipe, com o próprio Kubica.

Robert Kubica largou em segundo e Nick Heidfeld acabou nesta posição do podio no GP da Australia. Na Malásia foi a vez de Kubica ficar na segunda posição da corrida. No GP seguinte, o do Bahrein, a equipe conquistou, pela primeira vez, uma pole position, com Kubica.[2]

No GP do Canadá acontece a Primeira vitória da equipe na Fórmula 1 numa dobradinha com Robert Kubica (vencedor e também a primeira do piloto e da Polônia na categoria) e Nick Heidfeld (2º lugar).[3]

2009Editar

Em 2009 era tida como uma das favoritas na pré-temorada, devido ao grande desenvolvimento feito no Kers pela equipe. Mantiveram novamente a dupla Kubica/Heidfeld.[4] Quando a temporada se iniciou, dava a impressão de que a equipe teria mais um bom ano, com Kubica quase conseguindo um 2° lugar na prova de estréia, na Austrália, pouco antes de bater com Sebastian Vettel no final da prova. Mas surpreendentemente, depois disso, a equipe simplesmente caiu muito de rendimento e passou a obter resultados pifios ao ponto de chegar na metade da temporada com Kubica tendo marcado apenas 2 pontos e Heidfeld 6 pontos. Esses resultados fizeram a BMW anunciar em junho a retirada da equipe da categoria, que aconteceria após a ultima etapa de 2009.[5][6]

Curiosamente depois do anuncio da retirada, a equipe passou a marcar pontos mais constantemente depois de evoluções no carro chegando ao final da temporada com 36 pontos (19 de Heidfeld e 17 de Kubica). O grande problema que impedia a continuação da equipe por um novo dono ou através de Peter Sauber, decorreu que a BMW Sauber não fez a inscrição da equipe para a temporada 2010, sendo assim perdeu a vaga para a nova equipe Lotus. Após negociações frustradas com um grupo de investimentos chamado Qadbak, a BMW decidiu vender a equipe novamente a Peter Sauber desde que ele conseguisse uma vaga para a temporada de 2010, fato que foi consolidado com a saída da equipe japonesa Toyota marcando o retorno da equipe Sauber à Fórmula 1.

O nome BMW Sauber F1 Team foi mantido para a temporada de 2010 para que a equipe suíça de Peter Sauber não perdesse os benefícios financeiros vindos da participação do campeonato de 2009 com os alemães, quando foi 6º no campeonato de construtores.[7]

PilotosEditar

Ano Nome Carro Pneus Motor Óleo Pilotos Pilotos de testes Classificação
Pontos
2009 BMW Sauber F1 Team F1.09 Bridgestone BMW P86/9 V8 Petronas 5   Robert Kubica n/a   Christian Klien 6º lugar
36 pontos
6   Nick Heidfeld
2008 BMW Sauber F1 Team F1.08 Bridgestone BMW P86/8 V8 Petronas 3   Nick Heidfeld n/a   Christian Klien
  Marko Asmer
  Ho-Pin Tung
  Davide Valsecchi
3º lugar
135 pontos
4   Robert Kubica
2007 BMW Sauber F1 Team F1.07 Bridgestone BMW P86/7 V8 Petronas 9   Nick Heidfeld 35   Sebastian Vettel
  Timo Glock
  Ho-Pin Tung
2º lugar
101 pontos
10   Robert Kubica
  Sebastian Vettel
2006 BMW Sauber F1 Team F1.06 Michelin BMW P86/6 V8 Petronas 16   Nick Heidfeld 38   Robert Kubica
  Sebastian Vettel
5º lugar
36 pontos
17   Jacques Villeneuve
  Robert Kubica

Resultados Completos de Todas as ProvasEditar

(legenda)

Ano Chassis Motor Pneus Pilotos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 Pontos Posição
AUS
 
MAL
 
CHN
 
BHR
 
ESP
 
MON
 
TUR
 
GBR
 
GER
 
HUN
 
EUR
 
BEL
 
ITA
 
CIN
 
JPN
 
BRA
 
ARE
 
2009 F1.09 BMW P86/9
V8
B 5   Robert Kubica 14 Ret 13 18 11 Ret 7 13 14 13 8 4 Ret 8 9 2 10 36
6   Nick Heidfeld 10 21 12 19 7 11 11 15 10 11 11 5 7 Ret 6 Ret 5
AUS
 
MAL
 
BHR
 
ESP
 
TUR
 
MON
 
CAN
 
FRA
 
GBR
 
GER
 
HUN
 
EUR
 
BEL
 
ITA
 
CIN
 
JPN
 
CHN
 
BRA
 
2008 F1.08 BMW P86/8
V8
B 3   Nick Heidfeld 2 6 4 9 5 14 2 13 2 4 10 9 2 5 6 9 5 10 135
4   Robert Kubica Ret 2 3 4 4 2 1 5 Ret 7 8 3 6 3 11 2 6 11
AUS
 
MAS
 
BHR
 
ESP
 
MON
 
CAN
 
USA
 
FRA
 
GBR
 
EUR
 
HUN
 
TUR
 
ITA
 
BEL
 
JPN
 
CHN
 
BRA
 
2007 F1.07 BMW P86/7
V8
B 9   Nick Heidfeld 4 4 4 Ret 6 2 Ret 5 6 6 3 4 4 5 14 7 6 101
10   Robert Kubica Ret 18 6 4 5 Ret Inj 4 4 7 5 8 5 9 7 Ret 5
  Sebastian Vettel PT PT 8
BHR
 
MYS
 
AUS
 
SMR
 
EUR
 
ESP
 
MON
 
GBR
 
CAN
 
EUA
 
FRA
 
GER
 
HUN
 
TUR
 
ITA
 
CHN
 
JAP
 
BRA
 
2006 F1.06 BMW P86
V8
M 16   Nick Heidfeld 12 Ret 4 13 10 8 7 7 7 Ret 8 Ret 3 14 8 7 8 17 36
17   Jacques Villeneuve Ret 7 6 12 8 12 14 8 Ret Ret 11 Ret
  Robert Kubica PT PT PT PT PT PT PT PT PT PT PT PT DSQ 12 3 13 9 9

Negrito = Pole.

Itálico = Melhor volta.

† Completou mais de 90% da distância da corrida.

↑1 Foi atribuído metade dos pontos. A corrida foi interrompida pelo mau tempo.

Referências

Ligações externasEditar