Abrir menu principal

"Chamar a Música" foi a canção que venceu o Festival RTP da Canção com a pontuação máxima e representou Portugal no Festival Eurovisão da Canção 1994 que teve lugar Dublin, na Irlanda.

Foi interpretada em português por Sara Tavares (a primeira cantora negra a representar Portugal no Festival Eurovisão da Canção, o primeiro negro (sexo masculino) fora em 1967, Eduardo Nascimento).

Foi a oitava canção a ser interpretada na noite do festival, a seguir à canção croata "Nek' ti bude ljubav sva", cantada por Tony Cetinski e antes da canção suíça "Sto pregando", interpretada por Duilio. Na final, Sara Tavares ficou em oitavo lugar (entre 25 participantes), recebendo um total de 73 pontos (foi uma das melhores classificações de sempre para Portugal, o melhor que conseguiu até 2017 foi um 1.º lugar em 2017 com Salvador Sobral). No ano seguinte, Portugal fez-se representar com a canção Baunilha e Chocolate, interpretada por Tó Cruz.

Índice

AutoresEditar

LetraEditar

A canção é uma balada com Sara Tavares dizendo ao seu amante que naquela noite estariam os dois juntos para pensarem apenas neles. Ela explica que irá "Chamar a Música" e escrever uma canção para eles, sem perder tempo a ver televisão ou outra coisa qualquer.

VersõesEditar

Sara Tavares lançou uma versão em ingês desta canção intitulada "Calling my music".

Em 2013, Samuel Úria gravou a canção para o disco "Voz & Guitarra Vol. 2". A versão intimista de "Chamar a Música" feita por Úria foi várias vezes elogiada pela própria Sara Tavares.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

  "Chamar a Música", canção de Portugal, no Festival Eurovisão da Canção 1994