Décio Lima

político brasileiro
(Redirecionado de Décio Nery de Lima)

Décio Nery de Lima (Itajaí, 1 de outubro de 1960) é um político, advogado e professor brasileiro, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). É o atual presidente do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae)

Décio Lima
Décio Lima
Décio Lima em outubro de 2017
Deputado Federal por Santa Catarina
Período 1º de fevereiro de 2007
até 1º de fevereiro de 2019
Prefeito de Blumenau
Período 1º de janeiro de 1997
até 1º de janeiro de 2005
Vice-prefeito Inácio da Silva Mafra
Presidente do SEBRAE
Período 10 de abril de 2023 até a atualidade
Antecessor(a) Carlos Melles
Vereador de Blumenau
Período 1º de janeiro de 1993
até 1º de janeiro de 1997
Dados pessoais
Nome completo Décio Nery de Lima
Nascimento 1 de outubro de 1960 (63 anos)
Itajaí, Santa Catarina
Nacionalidade brasileiro
Partido PT (1981-presente)
Religião católico
Profissão advogado e professor

Biografia editar

Filho de Nery Adolfo Lima e de Angelina Adriano Lima, Décio Nery de Lima é natural de Itajaí, Santa Catarina, e cursou sua educação básica na Escola Básica Henrique da Silva Fontes (1967-1975) e no Colégio Salesiano de Itajaí (1976-1978).[1]

Licenciado em Ciências sociais pela Fundação de Ensino do Polo Geoeducacional do Vale do Itajaí (Fepevi) em 1984, e bacharel em Direito pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) em 1989, desde a época da graduação, Décio Lima esteve envolvido ativamente com o movimento estudantil, chegando a ocupar a vice-presidência do Diretório Acadêmico de Filosofia, e a presidência do Diretório Acadêmico de Direito e da União Catarinense dos Estudantes (UCE).[2][3] Ainda em 1989, também começou a atuar como advogado sindicalista, função que desempenhou até 1996.[1][3]

Além disso, Décio Lima é casado com a deputada federal Ana Paula Lima (PT) e tem dois filhos.[4]

Trajetória política editar

Décio Lima iniciou sua trajetória política filiando-se ao Partido dos trabalhadores em 1981[1] e atuando como vereador na cidade de Blumenau entre 1993 e 1996 pela legenda. No ano seguinte, assumiu como prefeito da cidade, permanecendo por dois mandatos consecutivos (1997 - 2004) e destacando-se, principalmente, pela implantação de programas de inclusão social e modernização urbana.[5]

Entre 2005 e 2006, foi superintendente do Porto de Itajaí, um dos mais importantes complexos portuários do Brasil, sendo responsável pela captação do maior volume de investimentos em toda sua centenária história.[2]

Pelo PT, elegeu-se três vezes deputado federal por Santa Catarina, tomando posse à 53ª legislatura (2007 — 2011) com a soma de 102.112 votos, à 54ª legislatura (2011 — 2015) com 117.618 votos, e à 55ª legislatura (2015 — 2019) com 112.366 votos.[6][3]

Em 2012, coordenou o Fórum Parlamentar Catarinense[7] e, em 2013, se tornou o primeiro catarinense a presidir a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC),[8] período em que construiu uma pauta horizontal que contemplou todos os partidos e deu agilidade aos temas de interesse do país em tramitação na comissão.[9]

Atual presidente do diretório estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) em Santa Catarina, Décio Lima integra o partido desde a sua fundação, tendo sido o segundo a se filiar no Estado e contribuindo para a organização partidária estadual[5]. Vice-líder da bancada do PT na Câmara dos Deputados, o político foi titular em sete comissões, entre elas a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) e o grupo de trabalho para avaliar a proposta do novo Código Penal Militar. Na condição de suplente, Décio Lima também integrou a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI), a Comissão Especial destinada a analisar as Propostas de Emenda à Constituição que versam sobre Segurança Pública (CESEGUR) e a Subcomissão Especial de Publicidade e Propaganda (SUBPUBLI).

Já em 2017, Décio Lima foi eleito líder da oposição (minoria) no Congresso Nacional, estando à frente dos debates pelo PT, Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Partido Democrático Trabalhista (PDT) e Rede Sustentabilidade (REDE), tomando como principal pauta as propostas do Governo Federal sobre os direitos sociais e trabalhistas.[10]

Além disso, em 2018 Décio Lima foi o candidato oficial ao governo do estado de Santa Catarina pelo Partido dos Trabalhadores,[11] mas ficou em quarto lugar na apuração final, não seguindo na disputa no segundo turno.[12]

Desempenho em eleições editar

Ano Eleição Coligação Partido Candidato a Votos Resultado
1992 Municipal de Blumenau Sem coligação PT Vereador 1.812 Eleito[2]
1996 Municipal de Blumenau Sem coligação Prefeito 68.951 Eleito[2]
2000 Municipal de Blumenau Sem coligação 90.805 Eleito[2]
2006 Estadual em Santa Catarina Sem coligação Deputado Federal 102.112 Eleito[2]
2008 Municipal de Blumenau Sem coligação Prefeito 48.754 Não eleito[2]
2010 Estadual em Santa Catarina PRB, PT, PR, PSDC, PRTB, PHS, PSB e PCdoB Deputado Federal 117.618 Eleito[2]
2014 Estadual em Santa Catarina Sem coligação 112.366 Eleito[2]
2018 Estadual em Santa Catarina Sem coligação Governador 460.889 Não eleito[2]
2022 Estadual de Santa Catarina PT, PCdoB, PV, Solidariedade e PSB 1°- 710.859 Não eleito

2º turno

2°- 1.237.016

Referências

Bibliografia editar

Precedido por
Renato de Mello Vianna
Prefeito de Blumenau
1997 — 2004
Sucedido por
João Paulo Kleinübing