Era uma Vez... (telenovela)

telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo
(Redirecionado de Era uma vez... (telenovela))
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre uma telenovela. Para outros significados, veja Era uma Vez.
Era uma Vez...
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Romance
Infanto-juvenil
Duração 40 minutos
Criador(es) Walther Negrão
País de origem Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Jorge Fernando
Câmera Multicâmera
Roteirista(s) Elizabeth Jhin
Júlio Fischer
Márcia Prates
Elenco
Tema de abertura "Era Uma Vez", Sandy & Junior e Toquinho
Música Alvaro Socci e Claudio DaMatta
Exibição
Emissora original Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 30 de março – 2 de outubro de 1998
Episódios 161
Cronologia
Anjo Mau
Pecado Capital

Era uma Vez... é uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 18 horas pela Rede Globo de 30 de março a 2 de outubro de 1998 em 161 capítulos, substituindo Anjo Mau e sendo substituída por Pecado Capital.[1] Foi a 53ª "novela das seis" exibida pela emissora no horário. Escrita por Walther Negrão, com a colaboração de Elizabeth Jhin, Júlio Fischer e Márcia Prates, sob direção de Rogério Gomes, Jorge Fernando, Marcelo Travesso e Fabrício Mamberti, direção de produção de Italo Granato e direção geral e de núcleo de Jorge Fernando.

Conta com Drica Moraes, Herson Capri, Andréa Beltrão, Tuca Andrada, Cláudio Marzo, Elias Gleizer, Nair Bello e Cláudio Heinrich nos papéis principais.

ProduçãoEditar

 
As primeiras cenas foram gravadas em Barcelona, na Espanha.

As gravações do primeiro capítulo foram feitas em Barcelona, na Espanha. Em Santa Catarina, foram rodadas as cenas do arrozal de Pepe, na cidade fictícia do estado, Nova Esperança.[2] A novela, voltada ao público infanto-juvenil focado nas aventuras das crianças, fazia referências a clássicos da literatura infantil, como Pinóquio de Carlo Collodi, e do cinema, como A Noviça Rebelde de Robert Wise e O Mágico de Oz de Victor Fleming.[3]

Perto do final da novela, o autor Walther Negrão trouxe de volta seus personagens Shazan, interpretado por Paulo José e Xerife, interpretado por Flávio Migliaccio, da novela O Primeiro Amor de 1972 e do seriado Shazan, Xerife e Cia. de 1974. Era uma homenagem pelos 25 anos de vida dos personagens, onde surgem na “camicleta”, uma espécie de automóvel cheio de geringonças acopladas, e dão uma carona para Maneco Dionísio até o armazém de dona Santa.

EnredoEditar

Novela traçava um retrato do cotidiano de três gerações para mostrar que não existe um tempo ideal para amar e ser feliz. O viúvo Álvaro (Herson Capri) mora com seus quatro filhos – Glorinha (Luiza Curvo), Zé Maria (Alexandre Lemos), Marizé (Alessandra Aguiar) e Fafá (Pedro Agum) – no sítio de seu pai, Pepe (Elias Gleizer), em Nova Esperança, cidade fictícia em Santa Catarina. Ele é apaixonado por Bruna (Andrea Beltrão), advogada da fábrica de chocolate de Xistus (Cláudio Marzo), uma moça mimada que não suporta dividir a atenção do namorado com seus filhos. Mas, para sua surpresa, chega à cidade a doce Madalena (Drica Moraes), que será a governanta da casa de Xistus, avô materno das crianças. Bem informada, simpática e simples, ela logo cai nas graças dos filhos de Álvaro e nas dele, que, inclusive, apaixona-se por ela. Xistus também se apaixona por Madalena e une forças com Bruna para lutar contra o amor entre a governanta e Álvaro. Madalena chega a Nova Esperança com seu grande amigo Maneco Dionísio (Antonio Calloni), e os dois compartilham um segredo: a nova governanta de Xistus foge desesperadamente do seu ex-marido, o possessivo Danilo (Tuca Andrada). Mas ele acaba descobrindo seu paradeiro em Nova Esperança graças a uma denúncia de Bruna - que investiga o passado de Madalena e o atrai para a cidade, determinada a tirá-la da vida de Álvaro - e, a partir daí, muitos conflitos se sucedem. Em sua fuga para se livrar do ex-marido, Madalena acaba sequestrada pelo vilão, e Álvaro vai atrás dela, enquanto Bruna decide raptar Fafá, o filho mais novo do viúvo. Enquanto isso, os filhos de Álvaro são disputados pelos dois avôs, completamente diferentes entre si. Xistus é um empresário rígido, sisudo e amparado em valores tradicionais. Já Pepe é um avô bonachão, que prega a liberdade acima de tudo e planta o melhor arroz da região, em seu bucólico sítio. No final da história,Danilo e Bruna terminam loucos, internados em um hospício. É revelado que Bruna provocou a morte da primeira esposa de Álvaro. Madalena e Álvaro se casam, e ela fica grávida. Depois de muitas brigas pelos netos ao longo de toda a trama, Xistus e Pepe também se entendem. Xistus termina a novela com um novo amor, a detetive Heloísa.

RepriseEditar

Foi reexibida pelo Vale a Pena Ver de Novo de 29 de janeiro e 4 de maio de 2007, substituindo Chocolate com Pimenta e sendo substituída por Da Cor do Pecado, em 69 capítulos.[4] Durante a exibição da reprise o capítulo 47, que iria ar em 27 de março de 2007 não foi exibido, devido a transmissão de um amistoso entre Brasil e Gana.[5]

ElencoEditar

Ator/Atriz[6] Personagem
Drica Moraes Madalena
Herson Capri Álvaro Giunquetti
Andréa Beltrão Bruna Reis
Tuca Andrada Danilo Borges
Cláudio Marzo Xistus Kleiner
Elias Gleizer Giuseppe Giunquetti (Pepe)
Nair Bello Santa Zanella
Cláudio Heinrich Fernando Reis (Filé)
Nívea Stelmann Bárbara Muniz (Babi)
Deborah Secco Emília Zanella
Diogo Vilela Frei Chicão
Antônio Calloni Manuel Dionísio (Maneco)
Yoná Magalhães Anita Reis
Jorge Dória Rodolfo Reis (Rudy)
Luíza Curvo Maria da Glória Kleiner Giunquetti (Glorinha)
Eduardo Caldas Eduardo Serafim (Sarrafo)
Raquel Nunes Cindy
Luciano Vianna Tito Zanella
Suzy Rêgo Heloísa
André Gonçalves Júlio Pascoal
Myrian Rios Isaura Serafim
Marcos Frota Horácio Zanella
Stella Freitas Quitéria Pascoal
Emiliano Queiroz Catulo Pascoal
João Carlos Barroso Jorge José Muniz (J.J.)
Cinira Camargo Laura Muniz
José Augusto Branco Yves Tapajós
Rosana Oliveira Edith Tapajós
Léa Camargo Yara
Hilda Rebello Olga
Patrícia Lucchesi Eulália
Marcelo Barros Nino
Rejane Goulart Drª. Nilda
Luiz Carlos Tourinho Banshee
Maria Carol Rebello Iracema Muniz (Cema)
Alessandra Aguiar Maria José Kleiner Giunquetti (Marizé)
Alexandre Lemos José Maria Kleiner Giunquetti (Zé Maria)
Pedro Agum Lafayete Kleiner Giunquetti (Fafá)
Luã Ubacker Doca

Participações especiaisEditar

Ator Personagem
Sura Berditchevsky Letícia
Tereza Rachel Berta
Jonas Torres José Carlos Kleiner Giunquetti
Ângela Figueiredo Débora Klainer Giunquetti
Jorge Fernando Frei João
Daniel Ávila Namorado de Cema
Roberto Pirillo Dr. Felipe
Herval Rossano Jorge
Cynthia Benini Samira
Márcio Garcia Taxista
Paulo José Shazan
Flávio Migliaccio Xerife
Ida Gomes Madre superiora
Adélia Lazari Beata
Paco Sanches Paquito

AudiênciaEditar

O primeiro capítulo da trama obteve média de 33 pontos, com picos de 39.[7] Sua maior audiência é de 43 pontos, alcançada em 16 de junho de 1998[8].

Trilha sonoraEditar

NacionalEditar

Era Uma Vez Nacional
Trilha sonora de Vários Intérpretes
Lançamento 1998
Gênero(s)
Duração 51:08
Formato(s) CD, K7
Gravadora(s) Som Livre
Produção Mú Carvalho

Capa: Drica Moraes

  1. "Era Uma Vez…" – Sandy & Júnior e Toquinho
  2. "Heavy Metal do Senhor" – Zeca Baleiro
  3. "Menos Carnaval" – Belô Velloso
  4. "Madalena" – Banda Eva
  5. "Um Sonhador" – Leandro & Leonardo
  6. "No Seu Lugar (Monster Mix) " – Kid Abelha
  7. "Sempre Mais (Baby Can I Hold You)" – Roberta Miranda
  8. "Dançar Pra Não Dançar" – Biquíni Cavadão
  9. "Puro Êxtase" – Barão Vermelho
  10. "Terra do Nunca" – Angélica
  11. "Dois Olhos Negros" – Lenine
  12. "A Sorte Muda" – Toni Costa
  13. "Outra Pessoa" – Milton Guedes
  14. "Morar na Areia" – Léo Gandelman

InternacionalEditar

Era Uma Vez Internacional
Trilha sonora de Vários intérpretes
Lançamento 1998
Gênero(s)
Formato(s) CD, K7
Gravadora(s) Som Livre
Produção Mú Carvalho

Capa: Cláudio Heinrich

  1. "My Oh My" – Aqua
  2. "All That I Need" – Boyzone
  3. "A Promise I make" – Dakota Moon
  4. "I Saw The Light" – Lori Carson
  5. "The Way" – Fastball
  6. "Show Me Love" – Robyn
  7. "Never Ever" – All Saints
  8. "The Beat Of Your Heart" – Blackbox
  9. "Love Me Baby" – Gabrielle
  10. "Dreams" – The Corrs
  11. "All I Have To Give" – Two 4 U
  12. "F… Comme Femme" – Marysa Alfaia
  13. "Lo Mejor de Mi" – Cristian Castro
  14. "Without Love" – D-Soul
  15. "Don't Leave Without Goodbye" – Don Bonnechi
  16. "Bitter Sweet Symphony" – Orion Storm

Referências

  1. «Era uma Vez... - Ficha Técnica» 
  2. Produção Memória Globo
  3. Curiosidades Memória Globo
  4. «Globo traz "Era uma Vez..." ao "Vale a Pena Ver de Novo"». Globo.com. 16 de janeiro de 2007. Consultado em 27 de julho de 2015 [ligação inativa]
  5. «Programação do dia 27 de março». Folha de S. Paulo. 27 de março de 2007. Consultado em 25 de março de 2015 
  6. «Era uma vez... - Trama Principal». Memória Globo. Globo.com. Consultado em 30 de janeiro de 2018 
  7. «Ibope de estréia de "Era uma Vez"». Folha de S. Paulo. 1 de abril de 1998. Consultado em 25 de março de 2015 
  8. «Copa alavanca audiência da novela das seis». Folha de S. Paulo. 23 de junho de 1998. Consultado em 5 de dezembro de 2017 
  Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.