Abrir menu principal
Grande Prêmio da Espanha de F-1 2019
Formula1 Circuit Catalunya.svg
Grande Prêmio da Espanha de 2019.
Detalhes da corrida
Data 12 de maio de 2019
Nome oficial Formula 1 Emirates Gran Premio de España 2019
Local Circuito da Catalunha, Montmeló, Espanha
Total 66 voltas / 307.104 km
Pole
Piloto
Finlândia Valtteri Bottas Mercedes
Tempo 1:15.406
Volta mais rápida
Piloto
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Tempo 1:18.492 (na volta 54)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Segundo
Finlândia Valtteri Bottas Mercedes
Terceiro
Países Baixos Max Verstappen Red Bull-Honda

Grande Prêmio da Espanha de 2019 (formalmente denominado Formula 1 Emirates Gran Premio de España 2019) foi a quinta etapa da temporada de 2019 da Fórmula 1. Disputada em 12 de maio de 2019 no Circuito da Catalunha, Montmeló, Espanha[1]

RelatórioEditar

AntecedentesEditar

Treino ClassificatórioEditar

Q1

O treino classificatório começou com Nico Hulkenberg travando as rodas e indo parar nas barreiras de proteção, danificando a asa dianteira que foi para debaixo do carro. No pelotão da frente, Leclerc e Vettel alternaram na liderança, até ambos serem superados pela RBR de Verstappen. Então, as Mercedes entraram na pista e Bottas acelerou para tomar a ponta com 1m17s175, com Hamilton em terceiro, apenas 0s117 mais lento que o companheiro de equipe.

Com pouco mais de quatro minutos para o final da sessão, a Renault conseguiu devolver Hulkenberg à pista, mas o alemão pouco pode fazer, sendo eliminado na 16ª colocação. Entre os que não avançaram ao Q2, destaque negativo para Antonio Giovinazzi, que encerrou em 18º, à frente apenas das duas Williams. Já Kimi Raikkonen, o companheiro do italiano na Alfa Romeo, foi à segunda fase do treino na 13ª colocação. Lance Stroll, da Racing Point, foi o outro eliminado.

Eliminados:

Q2

Na segunda parte do treino classificatório, a Mercedes resolveu dar o recado aos adversários logo de cara: Hamilton e Bottas na frente, com o inglês na liderança, anotando 1m16s038, o novo recorde da pista. Vettel veio na sequência, em terceiro, seguido de Verstappen, o quarto. Já Leclerc fez uma volta "para o gasto" e se colocou na sétima colocação com a Ferrari.

O Q2 ainda teve tempo para um verdadeiro sobe e desce na classificação, com destaque para os dois carros da Haas avançando ao Q3, sendo Grosjean o sétimo e Magnussen o nono. Lando Norris bem que tentou colocar a McLaren na última fase do treino, mas não conseguiu entrar no top 10, fechando em 11º. Bom resultado para Daniel Ricciardo, o décimo, com a Renault.

Eliminados:

Q3

Na briga pela pole position, Bottas iniciou na frente, superando Hamilton para fazer impressionantes 1m15s406. Entre os principais candidatos ao primeiro lugar do grid, Leclerc foi o último a sair para uma volta rápida, marcando 1m16s613, o quinto melhor tempo. Com todos indo para uma última tentativa, ninguém conseguiu superar a volta rápida de Bottas, que ficou com a terceira pole dele na temporada.

Fonte:[2]

 
Grid de Largada

CorridaEditar

Na largada, Hamilton tracionou melhor na largada, ultrapassou Bottas e fechou a primeira volta com mais de 2s à frente do companheiro de equipe. Vettel, por sua vez, tentou o ataque às Mercedes, mas fritou os pneus, derrapou e perdeu a terceira posição para Verstappen. Leclerc tentou superar o holandês por dentro, mas acabou atrapalhado pelo próprio Vettel, permanecendo na quinta colocação.

Leclerc encostou em Vettel, mas não conseguiu se aproximar o suficiente para a ultrapassagem. Vettel abriu espaço para a ultrapassagem de Leclerc, que estava mais rápido e assumiu a quarta colocação. Vettel foi aos boxes pela primeira vez e teve problemas com a troca da roda traseira esquerda. Leclerc foi aos boxes e também teve problema com a troca da roda traseira esquerda. O monegasco calçou pneus duros. Vettel tentou a ultrapassagem sobre Leclerc, mas teve a porta fechado pelo monegasco de 21 anos. Ferrari ordenou que Leclerc cedesse a posição para Vettel, que estava mais rápido com os pneus médios. Logo após sair do segundo pitstop, Vettel voltou à pista de pneus médios e tratou de logo ultrapassar Gasly pelo quinto lugar. Verstappen fez a segunda e última parada dele na prova. Com isso, Leclerc assumiu a terceira colocação.

Norris tocou Stroll na tentativa de ultrapassar o canadense na curva 1. Ambos abandonaram, enquanto muitos detritos foram lançados na pista e o safety car foi acionado. Kvyat foi para os boxes e a STR não estava com os pneus prontos para a troca. Hamilton também aproveitou o safety car para fazer seu segundo pitstop. Direção de prova ordenou que os retardatários ultrapassassem o safety car.

Na relargada, Hamilton se sustentou à frente de Bottas, mas, nem o safety car no final da prova foi o suficiente para atrapalhar Hamilton, que venceu o GP da Espanha, o terceiro triunfo na temporada de 2019, 76º na carreira, assumindo a liderança do campeonato mundial de piloto. Valtteri Bottas fechou a quinta dobradinha seguida da Mercedes em 2019, recorde absoluto na história da Fórmula 1 em início de temporada. Em uma briga intensa com Sebastian Vettel, Max Verstappen conseguiu superar o alemão para fechar o pódio no palco de sua primeira vitória na categoria. O tetracampeão da Ferrari terminou em quarto, seguido do companheiro de equipe Charles Leclerc. Pierre Gasly, parceiro de Verstappen na RBR, fechou os seis primeiros.

Em disputa interna da Haas, Kevin Magnussen ficou à frente de Romain Grosjean para ser o sétimo. Carlos Sainz Jr foi outro que fez uma grande prova, superando o francês da Haas no final para receber a quadriculada em oitavo. Grosjean ainda seria ultrapassado por Daniil Kvyat, que fechou em nono, seguido do rival francês da equipe norte-americana.

 
Resultado da corrida

PneusEditar

Os compostos de pneus fornecidos pela Pirelli para este Grande Prêmio
Nome do composto Cor Banda de rolamento Condições de Tempo Dry Type Aderência Longevidade
Macio (C3)   Slick
(P Zero)
Seco Soft Mais aderência Menos durável
Médio (C2)   Slick
(P Zero)
Seco Medium Médio Médio
Duro (C1)   Slick
(P Zero)
Seco Hard Menos aderência Mais durável

ResultadosEditar

Treino ClassificatórioEditar

Pos. Piloto Construtor Q1 Q2 Q3 Grid
1 77   Valtteri Bottas Mercedes 1:16.979 1:15.924 1:15.406 1
2 44   Lewis Hamilton Mercedes 1:17.292 1:16.038 1:16.040 2
3 5   Sebastian Vettel Ferrari 1:17.425 1:16.667 1:16.272 3
4 33   Max Verstappen Red Bull-Honda 1:17.244 1:16.726 1:16.357 4
5 16   Charles Leclerc Ferrari 1:17.388 1:16.714 1:16.588 5
6 10   Pierre Gasly Red Bull-Honda 1:17.862 1:16.932 1:16.708 6
7 8   Romain Grosjean Haas-Ferrari 1:18.042 1:17.066 1:16.911 7
8 20   Kevin Magnussen Haas-Ferrari 1:17.669 1:17.272 1:16.922 8
9 26   Daniil Kvyat Toro Rosso-Honda 1:17.914 1:17.243 1:17.573 9
10 3   Daniel Ricciardo Renault 1:18.385 1:17.299 1:18.106 131
11 4   Lando Norris McLaren-Renault 1:17.611 1:17.338 10
12 23   Alexander Albon Toro Rosso-Honda 1:17.796 1:17.445 11
13 55   Carlos Sainz Jr. McLaren-Renault 1:17.760 1:17.599 12
14 7   Kimi Räikkönen Alfa Romeo-Ferrari 1:18.132 1:17.788 14
15 11   Sergio Pérez Racing Point-BWT Mercedes 1:18.286 1:17.886 15
16 27   Nico Hülkenberg Renault 1:18.404 PL3
17 18   Lance Stroll Racing Point-BWT Mercedes 1:18.471 16
18 99   Antonio Giovinazzi Alfa Romeo-Ferrari 1:18.664 184
19 63   George Russell Williams-Mercedes 1:19.072 192
20 88   Robert Kubica Williams-Mercedes 1:20.254 17
Tempo dos 107%: 1:22.367
Fonte:[3]
Notas
  • ↑3  – Nico Hülkenberg (Renault) foi punido a largar do pit lane pela troca da asa dianteira, componentes do motor e outras modificações durante o regime de parque fechado.[4]

CorridaEditar

Pos. Nu. Piloto Construtor Voltas Tempo/Retirado Pit Stop Grid Pontos
1 44   Lewis Hamilton Mercedes 66 1:35:50.443 2 2 25
2 77   Valtteri Bottas Mercedes 66 +4.074 2 1 18
3 33   Max Verstappen Red Bull-Honda 66 +7.679 2 4 15
4 5   Sebastian Vettel Ferrari 66 +9.167 2 3 12
5 16   Charles Leclerc Ferrari 66 +13.361 2 5 10
6 10   Pierre Gasly Red Bull-Honda 66 +19.576 2 6 8
7 20   Kevin Magnussen Haas-Ferrari 66 +28.159 2 8 6
8 55   Carlos Sainz Jr. McLaren-Renault 66 +32.342 2 12 4
9 26   Daniil Kvyat Toro Rosso-Honda 66 +33.056 2 9 2
10 8   Romain Grosjean Haas-Ferrari 66 +34.641 2 7 1
11 23   Alexander Albon Toro Rosso-Honda 66 +35.445 2 11
12 3   Daniel Ricciardo Renault 66 +36.758 2 131
13 27   Nico Hülkenberg Renault 66 +39.241 1 PL3
14 7   Kimi Räikkönen Alfa Romeo-Ferrari 66 +41.803 2 14
15 11   Sergio Pérez Racing Point-BWT Mercedes 66 +46.877 2 15
16 99   Antonio Giovinazzi Alfa Romeo-Ferrari 66 +47.691 2 184
17 63   George Russell Williams-Mercedes 65 +1 Volta 2 192
18 88   Robert Kubica Williams-Mercedes 65 +1 Volta 2 17
Ret 18   Lance Stroll Racing Point-BWT Mercedes 46 Acidente 1 16
Ret 4   Lando Norris McLaren-Renault 46 Acidente 1 10
Fonte:

CuriosidadesEditar

Voltas na LiderançaEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
Nº de Voltas Piloto Voltas
66   Lewis Hamilton 66

2019 DHL Fastest Pit Stop AwardEditar

ResultadoEditar

Pos. Nu. Piloto Construtor Tempo Pontos
1   25
2   18
3   15
4   12
5   10
6   8
7   6
8   4
9   2
10   1
Fonte: [5]

ClassificaçãoEditar

Tabela do campeonato após a corridaEditar

Somente as cinco primeiras posições estão incluídas nas tabelas.

Referências

  1. «Formula 1 Emirates Gran Premio de España 2019» (em inglês). Formula 1.com 
  2. «Bottas faz a terceira pole no ano e impõe vantagem esmagadora de 0s6 sobre Hamilton na Espanha». Globoesporte.com. 11 de maio de 2019. Consultado em 11 de maio de 2019 
  3. «Qualifying». F1. Consultado em 11 de maio de 2019 
  4. a b «Hulkenberg to start 2019 Spanish Grand Prix from pit lane after front wing change infringement». F1 (em inglês). Consultado em 12 de maio de 2019  Texto " Formula 1® " ignorado (ajuda)
  5. «2019 DHL Fastest Pit Stop Award» (em inglês). Formula1.com 

Ligações externasEditar

Prova Anterior:
GP do Azerbaijão de 2019
Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1
Temporada 2019
Próxima Prova:
GP de Mônaco de 2019

Prova Anterior:
GP da Espanha de 2018
Grande Prêmio da Espanha Próxima Prova:
GP da Espanha de 2020