Grande Prêmio de Mônaco de 2019

Grande Prêmio de Mônaco de F-1 2019
Monte Carlo Formula 1 track map.svg
Grande Prêmio de Mônaco de 2019.
Detalhes da corrida
Data 26 de maio de 2019
Nome oficial Formula 1 Grand Prix de Monaco 2019
Local Circuito de Mônaco, Monte Carlo, Mônaco
Total 78 voltas / 260.286 km
Pole
Piloto
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Tempo 1.10.166
Volta mais rápida
Piloto
França Pierre Gasly Red Bull-Honda
Tempo 1.14.567 (na volta 68)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Segundo
Alemanha Sebastian Vettel Ferrari
Terceiro
Finlândia Valtteri Bottas Mercedes

O Grande Prêmio de Mônaco de 2019 (formalmente denominado Formula 1 Grand Prix de Monaco 2019) foi a sexta etapa da temporada de 2019 da Fórmula 1. Disputada em 26 de maio de 2019 no Circuito de Mônaco, Monte Carlo, Mônaco[1]

RelatórioEditar

AntecedentesEditar

Morte de Niki Lauda

O tricampeão mundial de Fórmula 1 (1975, 1977 e 1984), Niki Lauda, morreu aos 70 anos por falência renal. Lauda passou por um transplante de pulmão e só recebeu alta depois de ficar mais de dois meses internado. No começo deste ano, o tricampeão ficou mais dez dias no hospital após ter febre durante as festas de fim de ano.

Segundo a categoria, cada um dos 20 pilotos receberá um boné vermelho - marca registrada de Lauda - antes da corrida. A categoria também convidou os fãs a fazerem o mesmo, além de incentivar os donos dos iates ancorados no principado a tocarem as buzinas das embarcações.[2]

Treino Classificatório[3]Editar

Q1

Como sempre, o Q1 teve tráfego muito intenso na pista, e Max Verstappen foi o primeiro a pegar pista limpa e baixar para a casa de 1m11s. Pierre Gasly também encaixou boa volta inicialmente para ficar em terceiro, enquanto Valtteri Bottas e Lewis Hamilton subiram respectivamente em quarto e quinto. A surpresa inicial foi Kevin Magnussen, em segundo na primeira rodada de tentativas.

Enquanto isso, a dupla da Ferrari tinha problemas com o tráfego e o próprio carro, tanto que Charles Leclerc quase bateu na Rascasse e Sebastian Vettel, que se acidentou no terceiro treino livre, fez só o décimo tempo na primeira série de voltas rápidas. Depois, Bottas assumiu o primeiro lugar, apenas 0s035 à frente de Verstappen e 0s087 mais rápido do que Hamilton, que pulou para terceiro. A dois minutos do fim, o inglês melhorou para 1m11s542 e pulou para primeiro.

Vettel e Leclerc viveram um drama nos minutos finais. O alemão errou na sua segunda tentativa, resvalou no guard rail no "S" da Piscina e teve de arriscar tudo numa volta final a dez segundos do fim do Q1. Com o cronômetro zerado, o alemão espantou o fantasma da eliminação ao fazer 1m11s434 e assumir o primeiro lugar. Já Leclerc, que era o sexto colocado a quatro minutos do fim, não tez uma nova tentativa e foi caindo até ser eliminado em 16º. Depois do treino, o monegasco ganhou uma posição com uma punição a Antonio Giovinazzi.

Eliminados:Robert Kubica, George Russell, Lance Stroll,Sergio Pérez e Charles Leclerc.

Q2

Bottas começou o Q2 quebrando o recorde da pista, com 1m10s701, superando Hamilton em 0s423. Depois, o inglês melhorou e reduziu a desvantagem para 0s134. Enquanto isso, Max Verstappen ficou em terceiro na sua primeira tentativa, à frente de Daniil Kvyat. Já Vettel não fez uma boa primeira volta, e acabou 1s2 de Bottas.

No entanto, o alemão evitou novo drama no Q2 e cravou 1m11s227 para assumir o quarto lugar. Já Verstappen, a dois minutos do fim, melhorou para 1m10s618 e tomou a liderança de Bottas. A briga pelas últimas vagas no Q3 foi intensa, e Kevin Magnussen deu um salto para o quinto lugar na última volta, enquanto seu companheiro Romain Grosjean ficou fora, em 13º, e soltou palavrões pelo rádio após ter sido atrapalhado por Pierre Gasly - o francês ainda foi punido com a perda de três posições no grid.

Eliminados: Antonio Giovinazzi,Kimi Räikkönen,Romain Grosjean,Lando Norris e Nico Hülkenberg

Q3

Valtteri Bottas voltou a mostrar velocidade no começo do Q3 e derrubou de novo o recorde da pista ao fazer 1m10s252 na sua primeira volta, 0s389 à frente de Max Verstappen, com Sebastian Vettel em terceiro. Lewis Hamilton errou na sua primeira volta e na segunda melhorou o suficiente para tomar a segunda colocação.

Na última série de tentativas, Bottas não fez uma boa volta, enquanto Hamilton foi ao limite de sua Mercedes para conquistar sua segunda pole no campeonato e 85 na carreira. Já Sebastian Vettel voltou a errar na sua última volta e acabou superado por Max Verstappen.

 
Grid de Largada

Corrida[4]Editar

Antes da corrida, todos os pilotos receberam bonés vermelhos para homenagear Niki Lauda, morto na última segunda-feira. Houve ainda um minuto de silêncio no grid de largada. Já Lewis Hamilton, depois de ter feito os treinos com o capacete normal com o qual corre, participou da corrida com um "casco" utilizando o layout que o austríaco teve na temporada de 1984, na qual conquistou o tricampeonato.

A largada foi limpa, sem acidentes. Hamilton manteve a ponta à frente de Bottas, que quase perdeu a segunda posição para Verstappen. Ricciardo largou bem e subiu de sexto para quinto, atrás de Vettel. Leclerc teve de cortar caminho na Sainte Devote para não bater e passou em 14º no fim da primeira volta.

Charles Leclerc, o “dono da casa”, largou em 15º e rapidamente passou a atacar seus rivais pelas posições. Carlos Sainz e Kimi Raikkonen perderam a posição para o monegasco logo na largada e o próximo foi Romain Grosjean. Na Rascasse, Leclerc colocou por dentro do piloto da Haas e ganhou a 12ª posição na volta 6. No próximo giro, Leclerc tentou a mesma manobra em cima de Nico Hulkenberg. O piloto da Renault manteve sua trajetória, Leclerc acabou acertando a RS19 do alemão e rodando – com um pneu furado em sua SF90 como resultado. Leclerc bem que tentou voltar, mas com danos consideráveis no chassis acabou abandonando a corrida na volta 16.

Líderes trocam os pneus, e Verstappen leva a melhor sobre Bottas na saída dos boxes, mas, Verstappen acabou sendo punido em cinco segundos por saída insegura após sua troca de pneus.

Enquanto a maioria dos pilotos optou pela parada dos boxes durante o Safety Car – que entrou na volta 14 para os ficais limparem os destroços deixados pelo carro de Leclerc no Circuito de Mônaco – Sainz não parou, e era o quinto colocado quando fez sua parada obrigatória na volta 29, voltando à pista na nona posição para recuperar algumas posições e terminar na P6. O companheiro de equipe de Sainz, Lando Norris, terminou fora do top 10 na P11.

A Toro Rosso realmente impressionou em Mônaco. Kvyat terminou em sétimo e Alexander Albon em oitavo, enquanto Daniel Ricciardo e Romain Grosjean completaram os dez melhores do dia.

Com o apertado circuito nas ruas do Principado, alguns pilotos acabaram se tocando e penalidades foram aplicadas. Além de Verstappen – que recebeu cinco segundos de punição -, Antonio Giovinazzi recebeu 10 segundos por um toque em Robert Kubica na ‘La Rascasse’. Lance Stroll e Kimi Raikkonen se envolveram em um incidente na saída do ‘Grande Hotel’ – Raikkonen tentou por fora e foi impedido pelo piloto da Racing Point. Stroll levou cinco segundos. O outro a receber uma penalidade – não por toque, mas por cortar caminho – foi Grosjean, e perdeu cinco segundos na tabela de tempos no final da corrida.

Após a corrida os comissário investigaram um incidente entre Kevin Magnussen e Sergio Perez. Magnussen terminou em 12º, mas acabou caindo para 14º com o piloto considerado culpado.  Os comissários decidiram que o piloto da Haas levou vantagem ao atravessar a chicane, enquanto defendia sua posição do mexicano.

Perez moveu-se para a esquerda do Magnussen, na zona de frenagem da curva 10, e puxou totalmente para o lado. Os dois carros pegaram o primeiro vértice lado a lado e foram para o segundo ápice lado a lado”, diz o comunicado emitido pelo FIA.

Magnussen então passou por trás da zebra, evitando uma colisão com o Perez, que teria resultado se ele tivesse ultrapassado a zebra. No entanto, em vez de voltar à pista o mais rapidamente possível, o condutor do carro 20 abriu a sua curva e também cruzou o próximo ápice criando um atalho adicional, que lhe permitiu voltar à pista à frente do carro 20, em vez de lado a lado, que teria sido o caso se ele tivesse ido atrás da zebra e voltado a se juntar o mais rápido possível, sendo que havia espaço para fazer.

A corrida foi marcada pela disputa tensa entre Mercedes e Red Bull, Hamilton e Verstappen. Com pneus médios, contra os duros de Verstappen, o britânico foi duramente atacado nas voltas finais e chegou a ser tocado pelo piloto da Red Bull na Chicane da saída do túnel, faltando duas voltas para o fim da corrida, mas conseguiu manter a liderança. Apesar de ser muito mais rápido do que Hamilton, o piloto da Mercedes se defendeu com maestria para garantir a vitória no tradicional GP de Mônaco.

Verstappen cruzou a linha de chegada em segundo, mas levou cinco segundos de penalidade depois da Red Bull soltar perigosamente o piloto durante a parada nos boxes. O holandês passou Valtteri Bottas na manobra, mas acabou empurrando Bottas nas proteções causando um furo no pneu do piloto da Mercedes. Bottas teve que retornar aos boxes e fazer uma nova parada para trocar seus pneus, e perdeu a terceira posição para Sebastian Vettel, da Ferrari.

Com a punição de Verstappen, Vettel foi o segundo colocado enquanto Bottas completou o pódio em Mônaco. O piloto da Red Bull terminou na P2, mas caiu para a quarta posição, à frente de seu companheiro de equipe Pierre Gasly.

Já o Gasly, garantiu um ponto pela volta mais rápida. Nos estágios finais, o francês fez uma parada extra para pneus novos e marcou 1:14.279, somando 11 pontos no fim de semana em Mônaco.


 
Resultado da corrida

PneusEditar

Os compostos de pneus fornecidos pela Pirelli para este Grande Prêmio
Nome do composto Cor Banda de rolamento Condições de Tempo Dry Type Aderência Longevidade
Macio (C5)   Slick
(P Zero)
Seco Soft Mais aderência Menos durável
Médio (C4)   Slick
(P Zero)
Seco Medium Médio Médio
Duro (C3)   Slick
(P Zero)
Seco Hard Menos aderência Mais durável

ResultadosEditar

Treino ClassificatórioEditar

Pos. Piloto Construtor Q1 Q2 Q3 Grid
1 44   Lewis Hamilton Mercedes 1:11.542 1:10.835 1:10.166 1
2 77   Valtteri Bottas Mercedes 1:11.562 1:10.701 1:10.252 2
3 33   Max Verstappen Red Bull-Honda 1:11.597 1:10.618 1:10.641 3
4 5   Sebastian Vettel Ferrari 1:11.434 1:11.227 1:10.947 4
5 10   Pierre Gasly Red Bull-Honda 1:11.740 1:11.457 1:11.041 81
6 20   Kevin Magnussen Haas-Ferrari 1:11.865 1:11.363 1:11.109 5
7 3   Daniel Ricciardo Renault 1:11.767 1:11.543 1:11.218 6
8 26   Daniil Kvyat Toro Rosso-Honda 1:11.602 1:11.412 1:11.271 7
9 55   Carlos Sainz Jr. McLaren-Renault 1:11.872 1:11.608 1:11.417 9
10 23   Alexander Albon Toro Rosso-Honda 1:12.007 1:11.429 1:11.653 10
11 27   Nico Hülkenberg Renault 1:12.097 1:11.670 11
12 4   Lando Norris McLaren-Renault 1:11.845 1:11.724 12
13 8   Romain Grosjean Haas-Ferrari 1:11.837 1:12.027 13
14 7   Kimi Räikkönen Alfa Romeo-Ferrari 1:11.993 1:12.115 14
15 99   Antonio Giovinazzi Alfa Romeo-Ferrari 1:11.976 1:12.185 181
16 16   Charles Leclerc Ferrari 1:12.149 15
17 11   Sergio Pérez Racing Point-BWT Mercedes 1:12.233 16
18 18   Lance Stroll Racing Point-BWT Mercedes 1:12.846 17
19 63   George Russell Williams-Mercedes 1:13.477 19
20 88   Robert Kubica Williams-Mercedes 1:13.751 20
Tempo dos 107%: 1:16.549
Fonte:[5]
Notas

CorridaEditar

Pos. Nu. Piloto Construtor Voltas Tempo/Retirado Pit Stop Pneus Grid Pontos
1 44   Lewis Hamilton Mercedes 78 1:43:28.437 1 25
2 5   Sebastian Vettel Ferrari 78 +2.602 4 18
3 77   Valtteri Bottas Mercedes 78 +3.162 2 15
4 33   Max Verstappen Red Bull-Honda 78 +5.537 3 12
5 10   Pierre Gasly Red Bull-Honda 78 +9.946 8 11
6 55   Carlos Sainz Jr. McLaren-Renault 78 +53.454 9 8
7 26   Daniil Kvyat Toro Rosso-Honda 78 +54.574 7 6
8 23   Alexander Albon Toro Rosso-Honda 78 +55.200 10 4
9 3   Daniel Ricciardo Renault 78 +1:00.894 6 2
10 8   Romain Grosjean Haas-Ferrari 78 +1:01.034 13 1
11 4   Lando Norris McLaren-Renault 78 +1:06.801 12
12 20   Kevin Magnussen Haas-Ferrari 77 +1 Volta 5
13 11   Sergio Pérez Racing Point-BWT Mercedes 77 +1 Volta 16
14 27   Nico Hülkenberg Renault 77 +1 Volta 11
15 63   George Russell Williams-Mercedes 77 +1 Volta 19
16 18   Lance Stroll Racing Point-BWT Mercedes 77 +1 Volta 17
17 7   Kimi Räikkönen Alfa Romeo-Ferrari 77 +1 Volta 14
18 88   Robert Kubica Williams-Mercedes 77 +1 Volta 20
19 99   Antonio Giovinazzi Alfa Romeo-Ferrari 76 +2 Voltas 18
Ret 16   Charles Leclerc Ferrari 16 Punção 15
Fonte:

CuriosidadesEditar

  • Kimi Raikkonen faz a sua corrida de número 300 da carreira na Fórmula 1.

Voltas na LiderançaEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
Nº de Voltas Piloto Voltas
78   Lewis Hamilton 1-78

2019 DHL Fastest Pit Stop AwardEditar

ResultadoEditar

Pos. Nu. Piloto Construtor Tempo Pontos
1   25
2   18
3   15
4   12
5   10
6   8
7   6
8   4
9   2
10   1
Fonte: [7]

ClassificaçãoEditar

Tabela do campeonato após a corridaEditar

Somente as cinco primeiras posições estão incluídas nas tabelas.

Referências

  1. «Formula 1 Grand Prix de Monaco 2019» (em inglês). Formula 1.com 
  2. «Morre aos 70 anos o tricampeão mundial de Fórmula 1 Niki Lauda». Globoesporte.com. 20 de maio de 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  3. «Lewis Hamilton supera Valtteri Bottas no fim, crava pole position em Mônaco e sobe na grade». Globoesporte.com. 25 de maio de 2019. Consultado em 25 de maio de 2019 
  4. Gavinelli, Gabriel (26 de maio de 2019). «Em dia de homenagens a Lauda, Hamilton aguenta pressão de Verstappen e vence de ponta a ponta em Mônaco». F1 Mania. Consultado em 26 de maio de 2019 
  5. «Monaco - Qualifying». f1.com. Consultado em 25 de maio de 2019 
  6. a b «Monaco Grand Prix 2019: Gasly and Giovinazzi post-qualifying penalties for shake up Monaco grid». F1 (em inglês). Consultado em 25 de maio de 2019  Texto " Formula 1® " ignorado (ajuda)
  7. «2019 DHL Fastest Pit Stop Award» (em inglês). Formula1.com 

Ligações externasEditar

Prova Anterior:
Grande Prêmio da Espanha de 2019
Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1
Temporada 2019
Próxima Prova:
Grande Prêmio do Canadá de 2019

Prova Anterior:
Grande Prêmio de Mônaco de 2018
Grande Prêmio de Mônaco Próxima Prova:
Grande Prêmio de Mônaco de 2020